Reboco caído nº10 versão PDF

1.561 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.561
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.146
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reboco caído nº10 versão PDF

  1. 1. Pag.1 Pag.2 Editorial (1) Massacre de Pinheirinhos, manifestações sendo reprimidas com violência, a podre e corrupta mídia convencional acobertando as vigarices do Estado e de seus cúmplices (os grandes empresários e latifundiários*), quilombos, comunidades indígenas, pequenos agricultores e comunidades carentes sendo expulsos de suas terras... Ufa... Alexandre Entra governo, sai governo (independente do partido) e os parasitas continuam sugando o povo. Com exceção de um remendo aqui e um tapinha nas costas ali, a galera continua levando trolha e fica todo mundo com aquela cara de “eu não posso fazer nada”. E ainda tem quem acredite nesse circo de horrores. *Cumplices ou patrões? Editorial (2) O ano começou agitado para o Reboco. Participações em eventos, encontros com novos amigos e a produção deste número abriram 2012 em grande estilo. 2011 também fechou legal. A coletânea de 1 ano e o número 9 (completamente feito a mão e em parceria com meu grande amigo e irmão Murilo Pereira Dias) mostraram que, apesar de toda dificuldade, é possível continuar e resistir. Os que acompanham nosso blog devem ter percebido que ele não está mais no ar e que a parada vai ser cada vez mais resolvida no impresso. Nossa caixa postal mudou de endereço, assim como eu e minha trupe. Forte abraço a todos os antigos e novos irmãos de luta e força sempre. Contatos: fsb@yahoo.com.br www.twitter.com/RebocoCaido www.slideshare.net/ARITANA Intertexto Tranca Bertold Brecht (1898-1956) Alexandre Mendes Primeiro levaram os negros Mas não me importei com isso Reclamação e indignação Eu não era negro A multidão bradava em prantos Em seguida levaram alguns operários por justiça e liberdade Mas não me importei com isso Por aqui, em todos os cantos, Eu também não era operário clamavam os páreas da cidade Depois prenderam os miseráveis Mas não me importei com isso De repente, na madrugada, Porque eu não sou miserável ouviu-se um forte estrondo Depois agarraram uns desempregados que vinha da parte mais elevada Mas como tenho meu emprego estampido estampado pelo vão Também não me importei da telha cinza-claro adentro Agora estão me levando deitados no colchão Mas já é tarde. sem expor o seu lamento Como eu não me importei com ninguém Boca fechada, nem mais uma Ninguém se importa comigo. palavraREBOCO C A Í D O #10 REBOCO C A Í D O #10
  2. 2. Pag.3 Pag.4PQP Assombração de Barraco O que tá rolando O Pinheirinho da Rede Globo foiFabio da Silva Barbosa José Carlos, Elso Boa Gente Eu queria matar a presidenta: depoimen- tos da guerra civil bra- M A N I F E S T O legalizado pelo EstadoNove horas de trabalho por dia, pouco mais Eu já ando injuriado, ô xará.que um salário ao mês. Muito tempo de Meu salário defasado, PELA DENÚNCIAvida vendido à muito pouco. Sei que tem meu povo todo esfomeado DO CASOgente que não vai entender. Gente que e ainda é intimado a votar. PINHEIRINHO Àprefere discutir sobre o Justim Biber (até Vejo que essa previdência C O M I S S Ã Ohoje não tive curiosidade de aprender a não tem competência pra ser social. INTERAMERICANA sileiraescrever o nome desse menino. Deve ser O trabalhador adoece e morre na fila doassim.). Muita gente chorando pelo cara hospital. DE DIREITOS HU-do computador. Será que com tanta Enquanto uma pá de aspone MANOStecnologia e grana em volta, ele reduziu o que dorme e come, mamando na teta. TUDOtempo de trabalho e aumentou o salário E os PCs na mamata, sempre fazendo FANTO Agora é um empurrando a responsabilidade u ados funcionários? Será que contribuiu para mutreta. CHE D O MES para o outro zero MO M ildiminuir o abismo social? Nove horas por Roubando dinheiro do povo ONSTR sBradia é muito suor vendido a preço debanana. Se bem que a banana nem tá mais e mandando pra Suíça na maior careta. Isso é que é covardia Reportagem feita com celular mostra truculência da Guarda Municipal do Rio o do B a n c n e y itam : O Denúncias -Remanescentes ao S a r interdbarata. Não para mim. Só como bananaquando nasce na casa do vizinho. Nove que me arrepia e me faz chorar. É fraude por todos os lados de quilombo em H a c k e rs Execução, J o s é oneses rashoras de trabalho com mais duas indo e e ninguém consegue grampear os culpados risco- u e d e de mp ob ria b a n c Vai demorar muito p embargar as corrupção e á Cavindo são 11 horas perdidas todo o dia a É que na realidade a impunidade tá feia Ataqtroco de dinheiro. Pouco dinheiro. Muito demais. co nta obras da hidrelétrica Sto Antô- Debaixo nio, no rio Madeira? Projeto al- ocultaçãopouco. Será que vale a pena? Eu nem fazia E uma pá de cheque-fantasma, assustandoquestão do dinheiro. O mais importante é o planalto central.o tempo de vida desperdiçado. Tanta coisa Assombração de barraco é o ladrão de terado, turbinas com problemas, de cadávereu podia tá fazendo. Tanta coisa para fazer. gravata e não é marginal de ovos e margens tragadas ade àTanta gente preocupada com o Rafinha . . no a r i e d inhoBastos. Um senhor que mora em baixo domeu prédio está sumido há algumas vaias lid so Kassab é Ato em de pinheir Pinheirinhosemanas e não está fazendo falta. Ele não Caapuã me perguntou : O que vocêtrabalhava nove horas nem tinha salário. sente quando coloca os pés na terra? da Ditadura promove massacre cercado na comuni Agressão a no PinheirinhoSerá que deveria estar satisfeito? Será que Renata Machado Settiestão me fazendo um favor? Acho que não.Afinal, são nove horas do nosso dia por Minha resposta: Sei que sou mais um grão militante Sé, em SP Pinheirinho: protestos em todo o paísapenas pouco mais que um salário uma na infinitude dos grãos e sinto o respirarvez ao mês. Eles dizem que uma hora é de cada um deles dentro de mim. O respirarpara meu almoço. Dizem que são apenas é profundo. Divido meu pulmão com meus RJ: Agricultores e pescadores sofremoito horas de trabalho por dia. Puta que o irmãos em todos os mundos. Não existem PM ataca moradores em alojamento cedido pela própria prefeitura intimidação e violência no Complexo In-pariu. palavras e sim música. Cantos distantes dustrial Portuário do Açu que vão ficando perto. Uma incontrolável presença de um ser oculto que se revela na Pastora evangélica é denunciada por escravizar menina xavante essência da natureza. Aquilo que é das passagens de ônibus originário no viver, cuja única roupa é uma Protestos: “Inundar Xingu dos Novo protesto contra aumento outros é re resco” f teia de energia dos puros sentimentos...REBOCO C A Í D O #10 REBOCO CAÍDO #10
  3. 3. Pag. 5 Pag. 6 O cinema independente hoje Por Fabio da Silva BarbosaParte I: Petter Baiestorf produzir à todos que queiram se aventurar muito importante. Quem conhece a história na produção independente. Esse livro teve sabe que nunca, desde 1930, a sociedade Nasceu no dia 13 de novembro de 1974 tiragem de 1000 exemplares e atualmente está esteve tão próxima do fascismo quanto nos e fundou a Canibal Filmes em agosto de esgotado. Uma hora faremos uma segunda dias atuais. Temos toda uma geração aco- 1992 para produzir seus roteiros. Este é edição, revisada, ampliada e mais sarcástica. modada na frente dos PCs, sem se importar Petter Baiestorf, uma verdadeira com nada que não seja download ou referência do cinema independente. E você ainda atua como blogueiro. fofoquinhas em redes sociais. Tá na hora Leyla Buk e eu mantemos o blog Canibuk, de crescer e fazer a diferença. Percebo queA descoberta do cinema como forma de Segredo de tanta longevidade: Teimosia! www.canibuk.wordpress.com, que é um blog os jovens sentem desconforto de pensarexpressão e a definição do estilo: Canibal Filmes, ou Petter Baiestorf, ainda exclusivo de divulgação da cultura diferente ou, simplesmente, pensar. ADesde criança percebi que cinema pode existe pela teimosia. Por saber que sou um underground. Aliás, quem quiser ter sua arte chave de tudo é garantir uma educação defuncionar como ferramenta política. Parece dos únicos caras no Brasil com essa visão divulgada lá, mande prá gente que podemos qualidade para todos, garantir que o jovemmeio alien falar disso hoje, quando o cine- de querer ser um autor numa época que to- ajudar. Canibuk engloba cinema, pinturas, entenda a importância de pensar por simão voltou a ser uma forma alienante de di- dos são incentivados a pensar igual a todos. música, pornografia, fetiches, erotismo, próprio e entenda que as diferenças e aversão (dados o grande sucesso de super- Sei a fórmula de fazer filminhos populares, comida vegetariana, medicina natural, tolerância entre os diferentes é algo básicoproduções ou os de baixo orçamento imitan- mas isso é fácil demais. Cadê o desafio? bizarrices em geral, anarquismo e uma série para o bom funcionamento da sociedade.do essas super-produções e o desenvolvi- Nossa época está cada vez mais moralmente de entrevistas com realizadores Um povo educado e inteligente pode vermento de tecnologias imbecilizantes como fascista. Enquanto eu viver, vou continuar undergrounds que estamos fazendo. Nomes qualquer expressão artística extremao 3D), mas acredito no cinema que tenha fazendo uma arte que vá contra essa idéia como Fernando Rick, Joel Caetano e Felipe sabendo separar realidade e arte. Sou con-algo a dizer. Minha formação em cinema é a do fascismo nas artes, da censura estética Guerra, são fonte de pesquisa aos que tra qualquer forma de proibição!de cinéfilo em busca de produções obscu- e financeira que mutila tantos artistas. Hoje quiserem falar sobre cinema undergroundras. Tudo que é diferente me interessa. Pro- o artista é podado no papel, antes mesmo 5 filmes que devem ser assistidos: brasileiro. Aos poucos iremos colocandoduzo um cinema que pode ser chamado de de começar a sua produção. A simples ideia Não gosto de listas porque isso limita tudo que gostamos no blog, que é atualizadolivre por não ficar preso a nenhuma fórmula. de que seu filme precisa dar “n” número de quem está buscando informação a um ca- diariamente por Leyla ou eu.Acho que minha fórmula é misturar fórmulas espectadores já faz ele se auto-censurar prá minho indicado. Minha dica é: TODOS OSe quebrar a lógica das fórmulas. Os elemen- garantir a esmolinha! FILMES DEVEM SER ASSISTIDOS,tos estão aí para serem combinados e Na RioFan 2011 (festival de cinema fantástico), aconteceu o caso de censura ao TODOS OS LIVROS DEVEM SER LIDOSrecombinados. A experimentação é ilimitada. E o Manifesto Canibal? E TODOS OS ASSUNTOS DEVEM SER É a teoria que veio da prática. É a teoria de filme “A Serbian Film”. Como você vê esse tipo de atitude? DISCUTIDOS. Cinco filmes que admiroA Canibal Filmes existe desde 1992. Como tudo que aprendemos a fazer em anos de muito são produções como “Unitedmanter um projeto assim por tanto tempo? produção independente. Em 2002, com pro- Esse tipo de censura, como ocorreu com o “A Serbian Film”, rola a vida toda. Faço filmes Trash”, de Christopher Schlingensief;A Canibal Filmes é o Petter Baiestorf, ou blemas de dinheiro para a produção de “Sweet Movie”, de Dusan Makavejev;vice-versa. Enquanto eu estiver vivo ela filmes baratos, sentei e comecei a colocar extremos a tanto tempo que vivo sendo censurado em tudo que é lugar, cada vez “Yuke, Yuke, Nidome no Shojo”, de Kojiexistirá e vai continuar fazendo sua arte, várias coisas no papel com a idéia de lançar Wakamatsu; “Pastoral”, de Shûjiseus filmes. Vai continuar lançando filmes um fanzine sobre produção independente mais. Meu filme “Gore Gore Gays”, de 1998, nunca pode ser exibido em mostra alguma Terayama; “Sedmikrásky”, de Veraque pouquíssimas pessoas gostam. de cinema. Saiu o que ficou conhecido como Chytilová; “El Topo”, “The HolyEstamos para completar 20 anos de existên- “Manifesto Canibal”. Dois anos depois, em por discutir a sexualidade humana. O povo tem que deixar é de ser acomodado. Nin- Mountain” e “Santa Sangre”, de Alexandrocia, produzindo sempre com dinheiro do 2004, a editora anarquista Achiamé, do Rio Jodorowsky; “Viva La Muerte”, de Fernan-próprio bolso os projetos que acho interes- de Janeiro, me pediu prá aumentar aquele guém comenta, mas os deputados estão cada vez mais conservadores e criando leis mais do Arrabal; os curtas de Jan Svankmajer;santes. Não me interessa ser igual aos ou- zine e transformá-lo num livro. Chamei Coffin os curtas de George Kuchar; o senso detros. Procuro incansavelmente dar continui- Souza prá me ajudar na tarefa e lançamos o absurdas. Repito sempre que conhecer a história do nosso país, e do mundo, é algo humor de John Waters. Mas quem nãodade ao meu peculiar estilo de fazer filmes. livro que trás uma pequena luz de comoREBOCO C A Í D O #10 REBOCO C A Í D O #10
  4. 4. Pag 7 Pag. 8conhece o estilo de meus filmes, não fique Parte II: Fernando Rick dúvida, Evil Dead.achando que minhas produções são na linhadesses filmes que citei. Como você definiria seu trabalho? Bem esquisito. Sempre em evolução e se modificando. Não costumo me repetir.O sentido da vida:Agir com responsabilidade. Coisa que nem É fácil fazer filmes de maneira independente?sempre conseguimos, mas que não acho difí- Existem vários modos. O mais comum é você juntar dinheiro, reunir amigos e convencê-loscil. Você é o único responsável por seus atos. a fazer coisas nojentas e passar vergonha, tentar por umas mulheres peladas e misturarTenha isso sempre em mente. tudo o que você gostaria de ver. Aí, com o tempo, você vai aprendendo a linguagem, técnica, etc. Se tiver interesse, geralmente, acaba trabalhando na área. Caso contrário, po-O que te importa? de continuar a vida fazendo isso como Hobby pra se divertir com os amigos, o que é legalTudo me importa, mas, atualmente, a ignorân- também. Aliás, tudo começa como desculpa pra tomar cerveja. Funciona tipo aqueles jo-cia da humanidade é o que mais tem me assus- gos de futebol, onde o povo só joga por causa do churrasco que vem depois.tado. Falta pouco pros “donos da verdade”,os “donos das leis”, começarem a se achar E os atores quando a grana é pouca ou nenhuma?no direito de queimar pessoas em praça “O estranho, o provocativo, o controver- Quando se está começando é difícil. Vai da sua lábia de convencer os amigos a passarpública. so... se há um ponto em comum entre carão. Quando você vai se profissionalizando, aí começa a usar atores de verdade. Mostra todos os trabalhos passados ou futuros um projeto do filme pros caras, geralmente paga cachê, mesmo que simbólico, etc. É maisComo adquirir as produções da Canibal da Black Vomit Filmes, com ceteza, são te- fácil com ator de verdade do que amigo.Filmes? mas atípicos. Documentários, vídeoEntra em contato comigo via e-mail Para a rapaziada que tá afim de começar a produzir seus próprios filmes, qual a dica? clipes, filmes, programas de TV, anima-baiestorf@yahoo.com.br Não me deixe reca- ções, ilustrações... todo tipo de obra Vejam filmes. É a maior escola de cinema que existe.dos no blog ou em redes sociais porque pos- audio-visual sob uma ótica diferenciada.”so demorar a responder. (www.blackvomit.com.br/sobre.html) E Fernando Rick chega junto para prestarConsiderações finais: maiores esclarecimentos. Chega aê,Obrigado pelo espaço, Fabio. Em breve Fernando.teremos novidades. Fernando Rick antes da Black Vomit: Um jovem a toa, aficcionado por cinema e cerveja, fã de som pesado e botecos. Como ela nasceu? Eu sempre tive vontade de fazer meus vídeozinhos trash. Era ultra difícil juntar uma turma legal pra conseguir realizar alguma coisa. Então, por volta de 2000, consegui reunir um bando de amigos do colégio pra tentar fazer nosso primeiro vídeo em VHS. O filme não saiu, mas a produtora surgiu ali, com o nome tirado de uma música da Banda Sarcófago. O filme perfeito: Não tenho como escolher apenas um filme ou livro, mas um dos mais notórios é, semREBOCO C A Í D O #10 REBOCO C A Í D O #10
  5. 5. Pag 9Fragmentos Perdidos FriambrolesMurilo Pereira Dias Fabio da Silva Barbosanós podemos voar - Fala, meu amigo. Me vê um friambroles.mas não acreditamosbasta ver o abismo - Friambroles acabou, mas leva essa aquisempre esteve alí que não vai deixar na mão.ninguém puloueu me joguei pois queria ver o fim - O que é isso?ao abrir as asas não caí - Lincórceresatomo.planeiao chegar no fundo do abismo - E como se usa isso?nada viapenas estava escrito - Do mesmo jeito. Essa é a parada. Tô teem palavra pequena fazendo um favor.tive que me abaixar e retirar a poeiraum pequeno foda-se escrito - Mas eu não quero isso. Eu vim comprar umachei engraçado friambroles.mas era aquilo mesmono fim do abismo não há esperança - Aproveita que amanhã, quando você voltarnão existe esse lugar querendo outro, já vai estar no preço normal.onde queira repousar Hoje tá no preço do friambroles.ela jamais permitiraela quem??? - Mas eu não quero um Lincórceresatomo.a tormenta.... Eu gosto de friambroles.o caos - Olha aqui, meu chapa... Me dá esse;;;;; dinheiro. Leva esse Lincórceresatomo quenão vivemos sem caos você não vai se arrepender. Agora dá linhapara buscarmos a solidão dos sentidos na pipa que tá vindo mais um freguês.sem trevas em busca de luzou luz em busca de trevas - Você tem Friamboles?para que existir ???perde tudo...está em queda - Friambroles acabou, mas leva essa aquitodo na mesma direção que não vai deixar a desejar.de querer confirmarum grande ciclo vital Total Alienação - Armagedome real Da casa para o trabalho / Do trabalho para casa / Suana pequena escritura única visão /Total alienação / Assistindo novela / Ouvin-um de cada vez indo do futebol / Sua única audição / Total alienação / Dizendopara pessoalmente ler o que te mandam / Falando o que você ouviu / Sua únicae acreditar dicção / Total alienação / Pensamento vazio / Nunca tem!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! opinião / Sua única razão / Total alienaçãoBlogs: resistenciacarioca.blogspot.com, peresteca.blogspot.com, molholivre.blogspot.com, partesforadotodo.blogspot.com, recantomarginal.blogspot.comREBOCO CAÍDO #10

×