Anúncio
Anúncio

Mais conteúdo relacionado

Similar a Aula-12-As-revolucoes-da-modernidade.pptx(20)

Último(20)

Anúncio

Aula-12-As-revolucoes-da-modernidade.pptx

  1. SOCIOLOGIA 1° SÉRIE AULA 12: AS REVOLUÇÕES DA MODERNIDADE PROFESSORA ALINE DE AZEVEDO
  2. SOCIOLOGIA 1° SÉRIE AULA 12: AS REVOLUÇÕES DA MODERNIDADE PROFESSORA ALINE DE AZEVEDO
  3. Nas aulas anteriores... A SOCIOLOGIA é um conhecimento científico que investiga questões relacionadas a nossa vida em sociedade, como por exemplo o PROCESSO DE SOCIALIZAÇÃO e as INSTITUIÇÕES SOCIAIS. A REVOLUÇÃO CIENTÍFICA contribuiu para o surgimento da área.
  4. HOJE: AINDA CONTEXTUALIZANDO O SURGIMENTO DA SOCIOLOGIA - AS GRANDES REVOLUÇÕES NA HISTÓRIA!
  5. Lembram das Revoluções Francesa e Industrial, das aulas de história? Também conhecidas como Revoluções Burguesas. 1789 1750-1850
  6. ❖As ciências sociais são fruto da transformação social... Apesar de terem sido formalmente reconhecidas como ciência apenas no século XIX, devem sua origem ao intenso processo de mudanças na sociedade, desencadeado pelas revoluções burguesas, principalmente a Primeira Revolução Industrial e o Iluminismo (movimento intelectual que embasou essas mudanças).
  7. ❖Por que tais acontecimentos estão relacionados ao surgimento da sociologia? Justamente por estudarem as formas de produzir, viver, organizar e pensar a sociedade, áreas profundamente influenciadas por essas revoluções!
  8. QUIZ 1- Sobre a relação entre as ciências sociais e as revoluções da modernidade, é correto afirmar: a) As ciências sociais foram responsáveis pelo surgimento de grandes revoluções na história, para tê-las como objeto de estudo; b) As revoluções burguesas tiveram influência no surgimento das ciências sociais, devido às grandes transformações que ocasionaram na sociedade, que precisavam ser investigadas.
  9. RESPOSTA: b) As revoluções burguesas tiveram influência no surgimento das ciências sociais, devido às grandes transformações que ocasionaram na sociedade, que precisavam ser investigadas.
  10. ❖A Revolução Industrial Transformou o modo de produzir, modificando a maneira de as pessoas se relacionarem. Fatores como as inovações tecnológicas, a criação da máquina a vapor, a acumulação de capital por parte da burguesia em ascensão, o domínio inglês do comércio mundial e a liberação da mão de obra para as cidades levaram a um acelerado crescimento da população e da produção.
  11. A produção em série de alimentos, tecidos, objetos e máquinas aumentou a oferta e barateou o custo final dos produtos, marcando o declínio do modo de produção artesanal. Isso, além de medidas como o cercamento dos campos na Inglaterra, gerou o êxodo rural de camponeses sem terra e sem trabalho, dando início a um acelerado processo de urbanização.
  12. Os camponeses destituídos de suas terras e os artesãos arruinados passaram a ser empregados nas fábricas, sujeitando-se a baixos salários e extensas jornadas de trabalho. A revolução industrial causou uma situação extrema de pobreza e desemprego. Consolidava-se o CAPITALISMO.
  13. ❖Capitalismo: Sistema econômico que... Conforme a perspectiva de Karl Marx, na obra “O capital”(1867), se caracteriza: • Pela propriedade privada dos meios de produção mediante a divisão técnica e social do trabalho; • Pela busca constante de novos mercados ; • Por apresentar o lucro como principal objetivo. E isso é cena para muitos próximos capítulos
  14. QUESTÃO 1 - (PUC-Campinas) Dentre as consequências sociais forjadas pela Revolução Industrial pode-se mencionar: a) o desenvolvimento de uma camada social de trabalhadores, que destituídos dos meios de produção, passaram a sobreviver apenas da venda de sua força de trabalho. b) a melhoria das condições de habitação e sobrevivência para o operariado, proporcionada pelo surto de desenvolvimento econômico. c) a ascensão social dos artesãos que reuniram seus capitais e suas ferramentas em oficinas ou domicílios rurais dispersos, aumentando os núcleos domésticos de produção. d) o desenvolvimento de indústrias petroquímicas favorecendo a organização do mercado de trabalho, de maneira a assegurar emprego a todos os assalariados.
  15. RESPOSTA: a) o desenvolvimento de uma camada social de trabalhadores, que destituídos dos meios de produção, passaram a sobreviver apenas da venda de sua força de trabalho.
  16. Na Europa, a contínua ascensão da burguesia – classe social composta de comerciantes, banqueiros e industriais; donos dos meios de produção – durante a Idade Moderna levou essa classe a aspirar a participação na política, o que encadeou o fim do absolutismo.
  17. ❖ A Revolução Francesa Essa Revolução de 1789, que depôs o Antigo Regime embasado no “direito divino”, tornou-se grande símbolo dessa mudança e um marco na história do Ocidente. O pensamento revolucionário introduziu a ideia da igualdade entre os seres humanos e as explicações vindas da racionalidade lógica passaram a predominar sobre as religiosas, possibilitando justificar as hierarquias sociais a partir da razão social e não a partir de uma instância religiosa.
  18. Tomada da Bastilha, quadro de Jean-Pierre Houël. A Bastilha, fortaleza medieval usada como prisão na França. Foi invadida pelo povo de Paris em 14 de julho de 1789, data tida como início da revolução.
  19. Os principais ideais da Revolução Francesa fazem referência ao lema “Liberdade, Igualdade, Fraternidade”.
  20. Mas precisamos nos perguntar sobre a organização da sociedade francesa às vésperas da revolução de 1789: Como era? Quem a governava? Quem inspirou os ideais revolucionários? Os revolucionários conseguiram atingir os objetivos propostos?
  21. ❖ Politicamente, a sociedade francesa era governada pelos reis que mantinham o poder centralizado em suas mãos; ❖ Luis XV ignorava que a monarquia estava desacreditada, que os poderes locais não aceitavam a centralização da administração, que os intendentes de justiça, polícia e finanças eram funcionários poderosos, pois tinham o controle das revoltas, comércio, agricultura e indústria, além de serem responsáveis pelo recrutamento de soldados para o exército e da cobrança de impostos antecipados à Coroa. ❖ A França estava falida pois disputava, com outros países, territórios coloniais.
  22. ❖ E relembrando os grandes grupos naquela organização: Clero - Privilégios políticos judiciários e fiscais; - 10% das terras; - Cobravam por rituais religiosos Nobreza - Detinham o poder; - Não pagam impostos e recebem impostos dos camponeses; - Monopólio de acessos aos cargos de juízes e exército Camponeses, artesãos, operários e profissionais liberais - Altos impostos; - Desprivilegiados.
  23. As necessidades práticas da burguesia em aumentar seus lucros e a busca dos camponeses, artesãos e operários de acabar com a fome e a miséria acabaram dando respaldo às ideias filosóficas (por exemplo: Locke e Rousseau). Só faltava arregaçarem as mangas e irem para a luta. Foi o que aconteceu quando uma multidão invadiu e tomou a Bastilha, fortaleza onde o rei trancafiava seus inimigos políticos.
  24. QUESTÃO 2 - A Revolução Francesa representou um marco na História Ocidental por seu caráter de ruptura em relação ao Antigo Regime. Entre as características da crise do Antigo Regime, na França, está: a) a crescente mobilização do Terceiro Estado, liderado pela burguesia, contra os privilégios do clero e da nobreza; b) o desequilíbrio econômico da França, decorrente da Revolução Industrial; c) a retomada da expansão comercial francesa; d) o apoio da Monarquia às sucessivas rebeliões camponesas contrárias à nobreza.
  25. RESPOSTA: a) a crescente mobilização do Terceiro Estado, liderado pela burguesia, contra os privilégios do clero e da nobreza;
  26. A Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão, estabelecida no contexto da Revolução Francesa, ainda hoje embasa os estatutos dos Estados democráticos. A declaração teve como embasamento o Iluminismo, que elegeu a razão como forma de explicação da realidade e foi protagonizado pelo pensamento de filósofos observadores dos comportamentos sociais. Dentre eles David Hume, Montesquieu e Rousseau.
  27. • Jean-Jacques Rousseau (1712-1778): Rousseau era a favor do “contrato social”, forma de promover a justiça social. Apregoava que a propriedade privada gerava a desigualdade entre os homens. Segundo ele, os homens teriam sido corrompidos pela sociedade quando a soberania popular tinha acabado.
  28. QUIZ 2- Os Filósofos iluministas tinham em comum: a) Trazer ideais baseados na razão, visando algumas mudanças sociais; b)Teorias a respeito do fortalecimento do absolutismo.
  29. RESPOSTA: a) Trazer ideais baseados na razão, visando algumas mudanças sociais;
  30. Bom, o século XVIII foi marcado por grandes transformações políticas, surgimento dos Estados- nação, expansão dos direitos civis e perda de influência de instituições, como a nobreza e a igreja. E as Ciências Sociais se constituíram no auge da modernidade para explicar por que e quais características das sociedades mudam e permanecem.
  31. QUESTÃO 3 – (ENEM 2010): Em nosso país queremos substituir o egoísmo pela moral, os usos pelos princípios, as conveniências pelos deveres, a tirania da moda pelo império da razão, o desprezo à desgraça pelo desprezo ao vício, a insolência pelo orgulho, a vaidade pela grandeza de alma, o amor ao dinheiro pelo amor à glória, a boa companhia pelas boas pessoas, a intriga pelo mérito, o espirituoso pelo gênio, o brilho pela verdade,a mesquinharia dos grandes pela grandeza do homem. HUNT, L. Revolução FrancesaeVida Privada, in: PERROT, M. (Org). História da Vida Privada: da Revolução Francesa à Primeira Guerra. Vol.4. São Paulo: Companhia das Letras,1991(adaptado).
  32. O discurso de Robespierre, de 5 de fevereiro de 1794, do qual o trecho transcrito é parte, relaciona-se a qual dos grupos político-sociais envolvidos na Revolução Francesa? a) Ao clero francês, que desejava justiça social e era ligado à alta burguesia. b) A militares oriundos da pequena e média burguesia, que derrotaram as potências rivais e queriam reorganizar a França internamente. c) À nobreza esclarecida, que, em função do seu contato com os intelectuais iluministas, desejava extinguir o absolutismo francês. d) Aos representantes da pequena e média burguesia e das camadas populares, que desejavam justiça social e direitos políticos.
  33. RESPOSTA: d) Aos representantes da pequena e média burguesia e das camadas populares, que desejavam justiça social e direitos políticos.
  34. REFERÊNCIAS ARAÚJO, S; BRIDI, M; MOTIM, B. Sociologia: Volume único: ensino médio. 2. ed. São Paulo: Scipione, 2016. Sociologia / vários autores. – Curitiba: SEED-PR, 2006. – 266 p. SUGESTÃO SOBRE O TEMA: Filme: Os miseráveis (2012)
  35. Muitas questões desta aula ainda serão retomadas em diversos temas da sociologia. Espero que tenham entendido esse contexto histórico tão importante e gostado da aula. Até a próxima!
Anúncio