Revista Consciência Ampla nº3

692 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Turismo, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
692
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Revista Consciência Ampla nº3

  1. 1. ano 1 | jan • fev • mar 2010 | nº 3 R E V I S T A A sua revista Ampla sobre responsabilidade social 6 Palestras, oficinas e prestação de serviços no Ampla 5 Cartografia social: Ampla realiza trabalho de Superação pesquisa antes Entretenimento de ir a campo com e educação para oO Consciência projetos sociais. consumo eficienteAmpla Superação Objetivo é atenderno município de de energia sãoItaboraí, levando às demandas o foco do projeto.entretenimento da população.e educaçãopara o consumoeficiente de energia 9 De olho no futuro: Ampla promove consumo consciente de energia em escolas.
  2. 2. editorialUm ano de Consciência Ampla O programa Consciência Ampla rados na gestão do presidente holding que controla a distri-completa, em janeiro de 2010, Cristián Fierro, que deixa a Am- buidora e mais quatro empresasseu primeiro ano de existência. pla e a partir de janeiro de 2010 no país.Fruto de uma maior compreen- passa a comandar outra empresa Com ânimo renovado damos assão das necessidades, desejos e do grupo Endesa – companhia boas vindas a 2010. É tempo deprioridades de cada região aten- controladora da Ampla. Em dois unirmos forças para propagar odida, o programa integrou proje- anos de gestão, Cristián foi um principal valor da Ampla – o res-tos que já existiam desde 2004. líder empenhado em consolidar peito à vida. Venha fazer parteReunidas sob uma única marca, um relacionamento mais próxi- desse movimento pela preserva-as ações do Consciência Ampla mo com os clientes, funcionários ção do meio ambiente e pratiquemostram o jeito de ser da nossa e parceiros da empresa. o consumo consciente. Contamosempresa – humana e socialmente Em seu lugar assumo com o de- com você para, juntos, construir-responsável – registrando nosso safio de dar continuidade a tra- mos um mundo melhor.compromisso com a qualidade jetória bem sucedida de Cristiánde vida dos nossos clientes e de à frente do Consciência Amplatoda a sociedade. e passo a acumular a presidên- Marcelo Llévenes Os projetos foram reestrutu- cia da Ampla e da Endesa Brasil, Responsável pela Ampla de uma verdadeira ‘Consciên­ no Consciência Ampla Cultural. diálogo cia Ampla’. Isto é responsabi­ lidade! Podem contar com o A Ampla coloriu o cenário cultu- ral de nossa cidade e espero ver Esta coluna é dedicada a você, nosso apoio, para toda ação a iniciativa se repetir!”nosso leitor. Participe! nesse sentido.” Karla Coelho (Blog) Envie sua mensagem por e-mail Cristina Amaral Lima Braga –para consciencia@ampla.com, ou Secretária de Desenvolvimento So- “Parabéns pela iniciativa dedeixe seus comentários no nosso cial, Trabalho e Renda de Búzios levar educação ambiental às es-Blog oficial, onde você pode ter mais (e-mail) colas, possibilitando uma visãoinformações sobre nossos projetos: mais ampla às crianças e jovens!www.ampla.com/blogconsciencia- “A responsabilidade social não Acredito muito neste tipo deampla. é somente das empresas, mas de trabalho.” Nós também estamos no Twitter. todos nós. Multiplicar ações, como Renata Batista (Blog)Quer receber dicas sobre o consu- Consumo Consciente, é extrema-mo consciente, segurança, direitos mente importante para enriquecer o Se preferir, escreva sua cartae deveres? Então, siga o Consciência mundo com novas possibilidades de e envie para Rua Nilo Peçanha,Ampla em www.twitter.com/cons- vida, e a Ampla contribui para isso.” 546, São Miguel, São Gonçalo,cienciampla. Ronald Fonseca (Blog) RJ, CEP: 24445-360, sempre aos “Agradeço o recebimento cuidados da Equipe de Projetosda revista Consciência Ampla. “Sou presidente da Orquestra Sociais Ampla.Acredito que o trabalho de Sinfônica de Angra dos Reis econscientização é muito im­ quero agradecer a oportunida-portante para a construção de de apresentar nosso projetoPublicação trimestral da Ampla. Criação e produção Marketing Ampla: Denise Monteiro (Mtb.: 21407),Erika Millan, Patricia Gismonti e Pryscila Civelli; Projetos Sociais Ampla: Aladia Guerino, Cristiane Baena, FelipeConti, Gislene Rodrigues e Katia Ramos; Colaboração Comunicação Externa e Responsabilidade Social Ampla:Janaína Vilella, Ana Paula Caporal e Beatriz Stutzel; Reportagem Grevy•Conti Comunicação + Design: FelipeSiston e Luisa Clements; Projeto gráfico e diagramação Grevy •Conti Comunicação + Design; FotosVanor Correia e Renato Aguiar; Tiragem 20 mil exemplares. 2 Papel reciclável de origem certificada
  3. 3. cara a caraCasa Amarela:do sonho à realidadeQuem passa na porta da Casa Am- Depois, conseguimos o patrocínio volver cidadãos mais solidários,arela, em São Gonçalo, entende da Ampla e crescemos. responsáveis e criativos. Eles sãologo que ali se trabalha com a capazes de expressar e interpretar Quais são as principais ativida­ com clareza, e de entender o quearte. O projeto, que faz parte do des? é a vida, o mundo e a convivênciaConsciência Ampla com Arte, traz Ana: Oferecemos cursos de de- com outros.consigo a atmosfera típica de um senho, pintura e artesanato, e pro-sonho que se transformou em curamos dar apoio a famílias em E a ideia do consumo conscien­realidade. A responsável por isso situação de risco social através das te, como é passada?é Ana Coelho, artista plástica que Ana: Temos aqui, em forma de oficinas de arte. Temos tambémsonhava em dar aulas de arte sem exposições e palestras sobre con- arte, o resultado dessa consciên-cobrar nada em troca. Conseguiu. sumo eficiente de energia, além cia: bolsas, luminárias, artigos deDesde 2000 trabalha pelo sucesso de experiência com projetos de decoração... tudo feito com mate-do projeto com o coordenador profissionalização de jovens. rial reciclado. Cada obra dessa levados programas da Casa Amarela, a marca de uma pessoa que, hoje,Jhone Mariano. Como a arte transforma as pes­ também tem seus projetos, sua soas? renda e a consciência para realizarDe onde vem a paixão pela ar­ Jhone: A capacidade de construção um consumo mais saudável.te e como surgiu a Casa Ama­ artística tem o poder de desen-rela? Como funciona a parceria comAna Coelho: Descobri meu amor a Ampla?pelo desenho e pela pintura na in- Jhone: A Casa Amarela é maisfância e já naquela época queria uma prova do sucesso de parce-ser professora de artes. Mas com rias entre empresas, governo eo passar do tempo encontrei difi- sociedade. A Ampla patrocina osculdade para me dedicar a esses nossos projetos e, por meio doestudos. Foi quando pensei... um Consciência Ampla com Arte,dia vou ter uma casa onde as pes- também nos ajuda a con-soas poderão ter acesso à arte e seguir expor esse trabalhoà cultura gratuitamente. em espaços de reconheci-Jhone Mariano: A Ana reto- mento artístico. De 2004mou esses estudos mais tarde. até 2009, tempo dessa uniãoQuando nos conhecemos ela com a empresa, já tivemosera minha aluna de artes. Ela mais de cinco mil participantes.conseguiu uma casa alugada Ana: Mais do que me sentir felize começou a montar o projeto. por ter realizado o sonho da CasaFiquei sabendo da ideia da Casa Amarela, me sinto agradecida porAmarela quando as paredes já compartilhar essa história comestavam sendo pintadas e ajudei todos aqueles que uniram seuscom as primeiras aulas do espaço. melhores esforços para tornar Ana Coelho e Jhone Mariano, Artista plástica e Professor da Casa Amarela possível essa grande realização.Papel reciclável de origem certificada 3
  4. 4. caso de sucesso Preservação do meio ambiente: a preocupação começa cedo minha irmãzinha de três anos desliga a televisão quando não tem ninguém na sala.” Kyvia, que cursa o 6º ano do Ensino Fundamental na Escola Municipal Acerbal Pinto Malheiros e é fã de matemática, também levou para casa o que apren- deu no Consciência Ampla Futuro: “Eu abria a porta da geladeira o tempo todo e demorava 40 minutos no banho. Não pensava o quanto isso gastava ener- gia.” Um vídeo que mostrava o possível futuro do planeta daqui a cinquenta anos, exibido durante o projeto, chamou a atenção da aluna: “Vi que se não economizarmos agora, não vai restar quase nada nos Futura bióloga: Thamires Siqueira quer ajudar a preservar o planeta próximos anos.” O empenho das Quando se trata de economizar energia, as estu- meninas em con- dantes Thamires Villar Siqueira, de 15 anos, e sumir menos ener- Kyvia Moreira, de 12, são especialistas. Moradoras gia gera resultados. de Rio das Ostras, elas participaram das atividades Com as novas atitu- do Consciência Ampla Futuro e agora repassam para des, a conta de luz suas famílias o conhecimento sobre consumo cons- em casa vem redu- ciente adquirido nas palestras e oficinas do projeto zindo e sobra um realizadas nas escolas. dinheiro a mais para Aluna do 1º ano do Ensino Médio no Instituto as compras do mês Municipal de Educação de Rio das Ostras, Thami- e até para aprovei- res sonha em ser bióloga e já desenvolve a preocu- tar as férias. Apesar pação com o meio ambiente. “O uso eficiente de da pouca idade, elas energia ajuda a preservar o planeta”, diz ela, que já dão o recado: “Se debateu o tema com os articuladores da Ampla. a gente não cuidar Agora, com mais informações para evitar o desper- do futuro, quem é dício, a jovem cobra a ação de toda a família: “Até que vai cuidar?”. Kyvia Moreira: “É preciso economizar” programe­se Os projetos itinerantes do Consciência Ampla vão continuar percor-rendo diversas localidades em 2010, levando até você entretenimento,cultura e educação para o consumo consciente. Em breve já teremos anova programação. Aguarde! Siga-nos no www.twitter.com/conscienciampla e receba a pro-gramação sempre atualizada. 4 Papel reciclável de origem certificada
  5. 5. fique por dentroCartografia Social: O valor do território Definir qual projeto é o mais indi- jetos Sociais utiliza a Cartografia então, organiza momentos para acado para cada comunidade é uma Social como ferramenta de planeja- troca de experiências, faz parceriastarefa que exige conhecimento do mento desde o início de 2008. com os moradores para desenvolverlocal e das necessidades da popu- Para que tudo aconteça, articula- ações conjuntas e forma redes de li-lação. Por isso, a Ampla conta com dores e agentes comunitários – re- deranças em cada município. Esseuma equipe técnica qualificada pa- presentantes dos projetos sociais da processo contribui na melhoria dera realizar um trabalho de pesquisa Ampla – vão a campo para identificar outros serviços operacionais e comer-que antecede as ações sociais. os principais líderes comunitários, ciais da empresa, na medida em que Para conhecer a realidade local e instituições comunitárias relevantes, qualifica a informação, integrandosuas demandas, a equipe de Pro- serviços de utilidade pública, além pontos de vista externos e internos. de levantarem a percepção dos mo- Junto ao planejamento da Carto-Passo a passo radores sobre a empresa. Tudo isso é grafia Social são desenvolvidas ações feito com o objetivo de identificar de educação para o consumo cons- Os articuladores características específicas das ciente, que integram o Programa da Ampla visitam áreas a serem trabalhadas, Consciência Ampla. as comunidades considerando suas poten- Segundo a especialista em Projetos e identificam cialidades. Todas essas Sociais, Kátia Ramos, que coordena instituições e informações são inseri- o trabalho de campo, essa é uma líderes locais. das em um mapa, que maneira da empresa se aproximar da inclui imagens, estatísticas comunidade e atuar como facilitado- e a percepção dos articulado- ra do desenvolvimento local: “Não res sobre a área. Esses dados são se trata apenas de colocar pontos em cruzados com a situação comercial um mapa. Buscamos a relação entre São formadas parcerias para dos clientes. Dessa forma, é possível moradores, território e seu histórico capacitação de jovens que vão atuar como agentes comunitá- obter um perfil da região que pro- para compreender o que ocorre ali e rios contratados pela empresa. picia o desenvolvimento de serviços poder beneficiar a população.” comerciais mais personalizados, em Na visão do coordenador da parte função da expectativa dos clientes, de pesquisa dos Projetos Sociais, Fe- melhor direcionamento e desenho lipe Conti: “Com informações mais das ações sociais na área. detalhadas sobre as comunidades, Com todas essas informações es- a Ampla torna-se apta a desenvol- pacializadas e analisadas, a Ampla, ver um serviço personalizado e com mais valor para o cliente.” A Ampla constrói um perfil de clientes da área para desen- volver novos projetos no local As demandas da população ou reforçar os existentes. são identificadas. As informações socioeconô- micas e instituições locais são inscritas em um mapa e cruzadas com os dados comerciais da empresa. Papel reciclável de origem certificada 5
  6. 6. capacapaUma era de SuperaçãoCom atividades gratuitas para toda a família,o Consciência Ampla Superação une forças peloconsumo eficiente de energia. Brincadeiras, palestrase prestação de serviços fazem parte do projeto.O Consciência Ampla Supe- trocadas por ração beneficiou mais de outras novas. 139 mil pessoas de 2004 Todas as lâm-até novembro de 2009. Para reuni- padas quelas, seriam necessários quase dois são recebidasestádios do tamanho do Maracanã. no evento sãoItaboraí, São Gonçalo, Magé e ou- trituradas pelotros 48 municípios fazem parte da papa-lâmpadashistória desse projeto, que é um – um equipamentodos mais antigos da Ampla. utilizado pela Ampla O projeto, que integra o pro- que descarta adequa-grama Consciência Ampla, realiza damente as lâmpadas.eventos nas comunidades com- Palestra sobre como consumir energiabinando atividades de entreteni- elétrica de forma consciente reduzindo Os clientes e a empresa sua conta de luzmento e educação para o consumo são os vencedoresconsciente de energia. Em uma são contempladas com a troca de O Superação tem o poder deúnica manhã, o Consciência Am- suas geladeiras antigas por ou- mobilizar parceiros da Ampla empla Superação promove palestras, tras novinhas, que alémjogos interativos e oficinas de arte de não utilizar gases po-voltados tanto para adultos como luentes (CFC), são maispara jovens e crianças. Depen- eficientes com selo A dodendo das parcerias realizadas em Procel, o que ajuda nacada local, também costumam ser redução da conta de luz.oferecidos serviços como corte de Para participar do Cons-cabelo, orientação jurídica e afe- ciência Ampla Superação érição da pressão arterial. preciso levar uma conta de No final da manhã, todos as- luz e uma lâmpada incan-sistem a uma peça teatral que descente usada que, logoensina como reduzir o consumo na entrada, é substituídade energia. Em seguida, há um por outra mais econômi-sorteio entre os clientes que es- ca. As fluorescentes quei- As crianças se divertem com jogos eletrônicos que ensinamtiveram no evento e duas pessoas madas também podem ser a economizar energia 6 Papel reciclável de origem certificada
  7. 7. torno do combate ao desperdício de energia. Nas ondas da rádio FM O Dia, por exemplo, fica garantida a divulgação prévia e a cobertura nos eventos. A Universidade Sal- gado de Oliveira participa com alunos e professores de direito, que, além da orientação jurídica, instruem os clientes da empresa sobre os seus direitos e deveres. As prefeituras também cola- boram para o sucesso do pro- jeto. Em Itaboraí, a Secretaria de Esporte e Lazer cedeu o espaço e frisou a importância desse tipo de atividade para conscientizar os próprios funcionários sobre a ne- cessidade de economizar energia. Mas os maiores beneficiados dessa união entre poder público e privado são os moradores das ci- dades atendidas. Este é o caso da ex-babá Antônia Valdevino, que no mês do seu aniversário de 78 Os moradores de Itaboraí fazem anos foi uma das premiadas com fila para participar a geladeira nova. “A borracha da das atividades promovidas pela Ampla minha antiga geladeira estava soltando. Ela devia ter quase vinte anos”, disse a ex-babá com um sorriso no rosto. Já a pequena Jeci Batista, de nove anos, leva para casa o conhe- cimento adquirido nos joguinhos de computador. A missão na brin- cadeira virtual é desligar os equi- pamentos que não estão em uso e geram desperdício na casa. A diversão se transforma em ensi- namento: “Outro dia minha mãe queria deixar tudo aceso, mas eu mostrei o papel (da Ampla) que di- Brincadeiras e gincanas educativas animam crianças, jovens e adultos durante o evento zia que não podia.”Papel reciclável de origem certificada 7
  8. 8. Municípios visitados pelos projetos itinerantes* da Ampla PROJEtOS tOtAL DE BENEFiCiADOS ANO Superação 133.027 2004 a 2009 Natividade Bom Jesus de Itabapoana Cultural 77.500 2008 a 2009 Itaperuna Na Tela 37.785 2008 a 2009 Miracema Italva Sobre Rodas 28.333 2009** Sto. Antonio Cardoso Moreira **de abril a novembro de Pádua Aperibé São João Campos da Barra Cantagalo dos Goytacazes Duas Barras Sta. Maria Cordeiro Madalena Quissamã Bom Jardim Macaé Teresópolis Petrópolis Porto Real Rio das Ostras Guapimirim Resende Duque Cabo Frio de Caxias Magé Itaboraí Angra dos Reis São Pedro da Aldeia São Gonçalo Araruama Mangaratiba Saquarema Niterói Maricá Paraty *Consciência Ampla Superação, Cultural, Sobre Rodas e Na tela. Os colaboradores da Ampla quefazem parte da equipe de orga-nização do projeto, Marco Aurélio Na mídiaTavares e Angélica de Menezes, se Por onde passa, o Consciência jornal Dois Estados, que circuladedicam a ouvir os pedidos, dúvi- Ampla Superação deixa marcas na Zona da Mata Mineira e nadas e sugestões dos clientes que que ficam registradas nas páginas região do Norte Fluminense. Asparticipam do evento. “Colabo- dos jornais. Ao longo do ano, o reportagens destacam que a Am-rar com as famílias que vêm até a projeto foi assunto de matérias do pla “está usando ferramentas cul-gente é um prazer e uma satisfa- jornal O Dia e de publicações lo- turais para melhorar a educaçãoção tanto profissional como pes- cais. Não parou por e a percepção dosoal”, afirma Marco Aurélio. aí: o Superação foi con sumo cons- O resultado do projeto é positivo além das fronteiras ciente nas comu-para todos: enquanto a empresa do Rio de Janeiro e nidades”. A varie-reduz o desperdício de energia, ganhou espaço na dade de atraçõesganha a confiança dos clientes e Revista Susten­ e serviços ofereci-consolida sua imagem, o consu- ta bilidade de dos chama a aten-midor diminui o valor da conta de São Paulo. Tam- ção: “Vale a penaluz, recebe orientação e melhora bém foi capa do comparecer!”.sua qualidade de vida. 8 Papel reciclável de origem certificada
  9. 9. em focoConsciência Ampla Futurocapacita alunos e professores É pensando no futuro do planeta Colaboradoraque a Ampla constrói parcerias com do Projeto Consciênciaas secretarias de educação estadual Ampla Futuro entrega kite municipais, para trabalhar junto do Procelcom alunos e professores a ideia de a diretoras de escolasconsumo consciente. em Rio das Por ano, o projeto Consciência OstrasAmpla Futuro capacita 400 profis-sionais de ensino e beneficia 56 milestudantes em 80 escolas munici-pais e estaduais. Enquanto as instituições recebemquase 600 unidades de materialdidático, entre livros, vídeos e jogos que a responsabilidade de preservarbaseados na metodologia do Procel(Programa Nacional de Conservação o meio ambiente também é deles.” Segundo a coordenadora do pro- Empresade Energia Elétrica), os professores jeto, Cristiane Baena, o trabalho Amigafazem cursos de capacitação e apli- contribui para formação de agentescam os conceitos do consumo sem multiplicadores: “Os jovens levam da Criançadesperdício em sala. Os estudantes o que aprenderam para dentro de A Ampla é reconhecidatambém participam de atividades casa e repassam a ideia de usar a como uma instituição queartístico-culturais como teatro e ofi- energia com consciência.” defende os direitos da criançacina de quadrinhos sobre o tema. No final do ano, os estudantes que e do adolescente. Em 2009 e Para a Secretária de Educação de mais economizaram energia em casa 2008, recebeu o selo EmpresaRio das Ostras, Maria Lina Paixão, participam de uma festa junto aos Amiga da Criança, concedidoa parceria com a Ampla estimula o seus mestres, além de receberem pela Fundação Abrinq – umaexercício da cidadania: “Os alunos brindes especiais. As escolas come- organização sem fins lucrati-aprendem na prática e entendem moram e o planeta agradece.” vos que busca proporcionar a melhoria das condições de vida dos jovens brasileiros. O certificado indica que a Am- pla, por meio de seus projetos sociais para o público interno e para a comunidade, desenvolve ações em benefício das novas gerações e se mantém alinhada com os com- promissos da Fundação.Atividade junto aos alunos ressalta importância do consumo consciente para o planetaPapel reciclável de origem certificada 9
  10. 10. dicas de segurança e uso eficiente de energiaConsumo Consciente Segurança Direitos e DeveresÉ tempo de sol e calor! Durante As férias são perfeitas para reunir A Ampla se preocupa com as ne-o verão, a conta de luz costuma a família e aproveitar o tempo cessidades dos clientes e a quali-aumentar com o uso do condicio- livre! Mas com as crianças em casa, dade do serviço nos locais ondenador de ar e o longo tempo gasto é preciso redobrar os cuidados atua. Por isso, a empresa ajuda vocênos banhos. Fique ligado para não para evitar acidentes e garantir a a conhecer melhor os seus direitosdesperdiçar energia! diversão: e deveres: Evite guardar Ensine as crianças É sua responsabili- alimentos ou a não colocar dade receber líquidos o dedo ou nossos téc- quentes na objetos na nicos para geladeira e tomada e use inspeções não forre as protetores e leitura do prateleiras com no dispositivo. medidor de plásticos ou vidros. energia elétrica. Mantenha Evite usar Você tem as portas e vários direito a janelas bem aparelhos atendimento fechadas em uma telefônico ao usar o só tomada gratuito condicionador com disponível de ar. benjamim. 24 horas por dia. Utilize a posição Oriente as Sua conta de “inverno” só crianças a luz deve ser nos dias frios. soltar pipa entregue A chave na em lugares pela Ampla posição abertos, no mínimo “verão” reduz sempre cinco dias 40% o seu con- longe da antes do sumo de energia. rede elétrica. vencimento. transparência Percepção das ações sociais da Ampla 84,9% 86,1% 80,0% Maior reconhecimento 73,2% 69,7% 19,6% 66,5% A criação do programa Consciência Ampla, que há um ano reúne os projetos sociais da empresa, fez 6,8% 15,2% com que a distribuidora de energia fosse mais re- Empresa Humana Empresa que Empresa que conhecida pela população como uma instituição que respeita promove promove humana, que respeita os clientes e promove ações os Clientes programas Sociais ações Culturais socioculturais. Uma pesquisa realizada em outubro Ano 2009 Jan Ano 2009 Out Avanço de 2009 comprova essa percepção. Fonte: Instituto Gerp10 Papel reciclável de origem certificada
  11. 11. rede do saber Sustentabilidade: competência individual e empresarial Vitor Seravalli é presidente do Comitê Brasileiro do Pacto Global, criado em 2003 para integrar setor privado, sociedade civil, academia e as Nações Unidas em torno de uma agenda de responsabilidade socioambiental. Atualmente, se algum empresário ainda não se Mas, qual seria uma forma para materializar esseconscientizou sobre a importância dos princípios real compromisso das empresas e seus profissionaisdo desenvolvimento sustentável em seus negócios, com uma sociedade sustentável?há grande probabilidade de que o mesmo não es- A resposta está na compreensão da sustentabili-teja mais no mercado no médio ou longo prazo. dade como uma competência organizacional e, principalmente, individual. Por outro lado, a grande importância que este Profissionais que incorporem valores, conheci-tema vem ganhando, traz consigo inicialmente mentos, habilidades e atitudes sustentáveis terãomais desafios do que facilidades. Quando falamos seu comportamento positivamente percebido pelada verdadeira sustentabilidade, ou seja, “aquela quebusca o melhor atendimento das necessidades atuais sociedade, e conduzirão as organizações rumo àsem prejudicar a capacidade das gerações futuras de sustentabilidade.satisfazerem suas próprias necessidades”, uma coisa é No início da última crise mundial, houve umacerta: os riscos inerentes a tais desafios são grandes primeira percepção de que todos os investimentose as oportunidades, valiosas. empresariais em sustentabilidade seriam reduzidos, Alguns caminhos na busca dessas oportunidades ou mesmo eliminados, por uma simples questão deincluem: prioridade para a sobrevivência dos negócios.• a busca constante pela inovação e pela criativi- Contudo, algumas pesquisas realizadas por orga- dade, aliada à competência em implementar rapi- nizações nacionais e internacionais de credibilidade damente mudanças embasadas em estudos pro- comprovada constataram que esses investimentos fundos de marketing; não somente foram mantidos, mas em alguns casos• a opção por materiais e energias renováveis; foram até ampliados nas empresas onde a susten-• a integração dos investimentos socioambientais tabilidade já está inserida nas suas estratégias. aos objetivos estratégicos dos negócios; Ou seja, justamente na crise, o desenvolvimento• e, finalmente, a valorização dos relacionamentos sustentável se transformou num mecanismo de com os públicos de interesse (Stakeholders). oportunidade para organizações empresariais. Estas são prioridades que reduzem os impactos isso também vale para profissionais diferencia-socioambientais, promovem redução de custos dos, que, ao contrário dos pessimistas de plantão,e possibilitam preços mais justos em relação aos incorporam novas competências e conquistam maisbenefícios que o consumidor receberá. espaço no mercado de trabalho. E, finalmente, promovem a competitividade que E você? Como percebe esse novo momento?os negócios necessitam para permanecer mais tem- Como um risco ou como uma oportunidade parapo nos mercados. sua própria sustentabilidade?Papel reciclável de origem certificada 11
  12. 12. divirta­sequadrinhos

×