PSV

375 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

PSV

  1. 1. PROGRAMA SAÚDE VOCAL DO PROFESSOR AÇÃO CONJUNTA SMA/SME/SMS 5ª COORDENADORIA REGIONAL DE EDUCAÇÃO Programa de Saúde Vocal do Professor – PSV O Programa foi criado em 2004, fruto da parceria das Secretarias de Saúde, Educação e Administração. E tem por objetivo aprimorar e recuperar a qualidade vocal dos professores da rede municipal do Rio de Janeiro. O Programa foi criado em 2004 e é fruto da parceria das Secretarias de Saúde, Educação e Administração. O trabalho abrange todas as Regionais de Educação, e na 5ª CRE é realizado pelas Fonoaudiólogas Tathiana Felgueiras e Lilian Silva. São duas as modalidades de acompanhamento: O TREINAMENTO, visando aprimorar a qualidade vocal do professor, em 04 encontros de 1h e 30 min. E o TRATAMENTO, que visa recuperar a voz do professor que já apresenta alteração específica. Todo professor da rede tem direito aos atendimentos e orientações fonoaudiológica e o acesso ao atendimento é direto e deve ser agendado pelo telefone 3371-3995 ás segundas ou terças-feiras.
  2. 2. FREQUENCIA (segunda-feira) julho / 2013. NOME NASC. 01 08 15 22 29 CEL 08:30 09:00 Adriana Arruda 23.01.76 9766-8712 09:00 Regina Salles 22.11.64 8878-3906 09:30 Cidália 06.10.65 9664-1918 10:00 Eliane 27.04.76 9946-9193 10:30 Celina 16.11.63 9403-2580 11:00 Camila 22.05.84 7805-9658 11:30 Andréia Medeiros 13.06.73 9311-2278 12:00 AVALIAÇÃO 14:00 Yone 9174-3774 14:30 Renata Martins 16.04.86 9409-2970 14:30 Carla da Silva 02.10.78 9837-7373 15:00 15:30 Luane 28.03.93 8382-6807 16:00 Lidiane 10.08.80 9173-0929 16:00 Marcelle Vaz 29.12.76 9482-4579 16:30 Elayne 27.11.76 8465-6528
  3. 3. 16:30 Elisa 15.04.68 7631-1712 17:00 Thalita 02.10.78 9732-8855 AVALIAÇÃO: 15/07 ás 12:00 -Sonia Alves (22/05/57) – 2455-5708 / 9649-6440 ( )P ( )F 15/07 ás 12:30 - Daniele Campos (29/05/79) – 8731-4986 ( )P ( )F FREQUENCIA (terça-feira) julho / 2013. NOME NASC. 02 09 16 23 30 CEL 08:30 09:00 Ana Priscila 04.10.80 7366-7222 09:30 Lucia Helena 07.11.62 10:00 10:30 Luciléia 30.11.71 9660-3660 11:00 Jaqueline 28.01.66 8088-1862 11:30 Andrea Cristina 17.12.75 9366-4694 12:00 14:00 Sonia Cristina 16.06.66 7564-6070 14:00 Mariana Bernardo 17.07.82 9724-0880 14:30 Soraia 9318-1343 15:00 Patrícia da Costa 07.09.86 7700-5274 15:30 16:00 16:30 17:00 AVALIAÇÃO:
  4. 4. Rio de Janeiro, 08 de julho de 2013. Declaro para os devidos fins que a professora Elayne Torres Monteiro mat.10/268488-4 compareceu ao atendimento fonoaudiológico na presente data das 16:00 as 16:30h. Coloco-me a disposição para maiores informações. Cordialmente,
  5. 5. Escola: ____________________________________________________ Designação:_________________ Professor(a): ___________________________________ ( )PI ( )PII ( )PEI Carga Horária:_____________ Matricula(s): ____________________ Tempo de Magistério: _______ Dupla Regência ( )sim ( )não Matrícula em outro local ( )sim ( )não Idade: ___ Tempo de Magistério: _____ Tempo de PCRJ: ___________ 1. Apresenta queixas de alergia respiratória? Como obstrução nasal, dor ou ardência na garganta, ronco noturno, tosse, pigarro... ( )sim ( )não Quais: _______________________________________ 2. Caso SIM, encontra-se em acompanhamento médico? ( )sim ( )não 3. Apresenta problemas digestivos? Como dor ou queimação no estômago ou esôfago, pigarro...
  6. 6. ( )sim ( )não Quais: _______________________________________ 4. Apresenta algum destes sintomas vocais: ( ) rouquidão constante (todos os dias) ( ) rouquidão no final da semana ( ) perda da voz no final da semana ( ) falhas na voz ( ) dor ou ardência na garganta ( ) cansaço vocal ao longo do dia ( ) cansaço respiratório ao longo do dia ( ) pigarro 5. Patologia vocal diagnosticada pela videolaringoestroboscopia? Como nódulos, fenda, edema, cisto... ( )sim ( )não Qual: ________________________________________ 6. Realiza acompanhamento com Otorrinolaringologista? ( )sim ( )não Qual motivo: ___________________________________ 7. Realiza acompanhamento com fonoaudiólogo? ( )sim ( )não Qual motivo: __________________________________ Onde? ( ) particular ( ) Público (Postos de saúde) ( ) Programa de Saúde Vocal do Professor ___CRE 8. Conhece o Programa Saúde vocal do Professor? ( )sim ( )não Caso sim, como tomou conhecimento deste trabalho: ( ) Perícia Médica ( ) Escola ( ) CRE ( ) através de colega de trabalho que participou do trabalho ( ) outro Qual?___________________________________________ 9. Já participou do treinamento do Programa de Saúde Vocal? ( )sim ( )não 10. Realizou tratamento na CRE ou escola pelo Programa de Saúde Vocal? ( )sim ( )não 11. Já realizou treinamento ou tratamento vocal na rede Particular? ( )sim ( )não Qual?________________________________________ 12. Caso SIM, por que escolheu a rede particular? ( ) falta de vaga na CRE ( ) Incompatibilidade de horário com a CRE ( ) desconheço o Tratamento na CRE ( ) preferência pela rede particular ( ) OUTRO ____________________________________________ 13. Quais destes hábitos faz parte de sua rotina diária? ( ) Beber goles constantes de água ( ) Usar microfone ( ) Usar soro fisiológico nas narinas durante o dia ( ) realizar aquecimento vocal antes do trabalho ( ) Comer maçã ( ) repouso vocal depois do trabalho O PSV tem por objetivo aprimorar e recuperar a qualidade vocal dos professores da rede municipal do Rio de Janeiro. O Programa foi criado em 2004 e é fruto da parceria das Secretarias de Saúde, Educação e Administração. O trabalho abrange todas as Regionais de Educação, e na E/5CRE, no momento, é realizado às 2ªs e 3ª feiras e o contato pode ser feito através do telefone 3371-3995. Você sabe cuidar da sua voz? 1- Mantenha-se sempre hidratado, bebendo água em temperatura ambiente e em pequenos goles a cada 10 minutos. Procure ter uma garrafinha sempre com você. 2- Ao falar mantenha o queixo paralelo ao chão, sem elevar a cabeça ou deixá-la Caída para os lados 3- Coma maçã, ela ajuda a limpar a cavidade da boca e reduz o muco na faringe.
  7. 7. 4- Bocejar é bom para a voz e com som é melhor ainda pois relaxa o trato vocal. Aproveite para espreguiçar e se alongar. 5- Use roupas que não apertem a região do abdômen. Evite calças apertadas, cintos muito justos, cintas entre outros. 6- Café, chocolate, leite e derivados aumentam a secreção na faringe/laringe, provocando pigarros. Abuse dos sucos cítricos, eles tem o efeito inverso da cafeína. 7- Evite falar muito no intervalo das aulas e em ambientes muito ruidosos. Suas pregas vocais precisam de descanso assim como você! Aproveite para fazer um período de repouso vocal após o uso intensivo da voz. 8- Evite mudanças bruscas de temperatura. Proteja sempre o pescoço, as costas e os pés. 9- Faça o controle das alergias respiratórias. Crises alérgicas causam rouquidão e as constantes crises aumentam o risco de lesão nas pregas vocais. 10- Gastrite, azia, desconforto durante a digestão podem indicar presença de Refluxo laringo-faringeo que podem causar rouquidão e agravar a disfonia. Procure um gastroenterologista para uma avaliação. 11- Balas, pastilhas e sprays só mascaram a dor e não melhoram a voz. 12- Tossir e pigarrear “machucam” as pregas vocais. 13- Reduza o uso da voz quando em condições de saúde limitadas. 14- Lembre-se que o fumo e o álcool são incompatíveis com a voz profissional. 15- Use sempre o microfone mas não esqueça de monitorar sua voz para não falar mais forte que o necessário. Aquecimento e Desaquecimento vocal Faça diariamente os exercícios de aquecimento e desaquecimento vocal, incorporando- os a sua rotina diária. É muito importante a preparação da musculatura do seu aparelho fonador antes de usar a voz profissionalmente, é rápido e eficaz! Da mesma forma, o desaquecimento auxiliará no descanso da musculatura laríngea ao final do dia. FONOAUDIOLOGIA E/5CRE Drª Lilian Silva Drª Tathiana Felgueiras AVALIAÇÃO NOME: _____________________________________ DT NASC.:________ - ___anos MATRICULA_______________________ ( )PI ( )PII ( )OUTROS________________ UEE;___________________ T. MAG.:________ TEL:__________________________ ( ) RG ( ) RD ( ) DUPLA ( ) OUTRA (particular, estado,...) C.HOR.:_______________ ENCAMINHAMENTO: __________________________________________________ Queixa: Médico que acompanha o caso:
  8. 8. Alterações de saúde (alergias, DRGE, hiper/hipotireoidismo...): Alteração auditiva: Medicamentos de uso contínuo: Outros tratamentos de saúde: Fumante – Tempo – cigarros/Dia: Outra atividade com uso da voz: Pratica esporte? Fale do seu trabalho: Rouquidão – Desde quando: Afonia – Desde quando: ( )voz sem alcance ( )ardência ( )sensação de bolo ( )dor ( )pigarro ( )tosse ( )outro ______________________________________________________________________ Sintomas com início: ( )súbito ( )gradual ( )relacionados ao clima ( )relacionados ao estresse O que afeta mais sua voz: Alteração de postura: Tipo de voz / Grau de alteração: Inadequação da voz ao ( )tipo físico ( )função exercida ( )emoção ( )inadequação total Alteração com movimentos de cabeça: Ataque vocal: Ressonância ( ) equilibrada ( ) uso excessivo __laringe __faringe __cavidade nasal ( ) uso insuficiente da cavidade nasal ( ) ressonância nasal compensatória / obstrução nasal TMF: /a/ ____ /i/ ____ /u/ ___ /s/ ___ /z/ ___ /s-z/ ___ Articulação: Qualidade da emissão: ( )estável ( ) quebras de sonoridade ( ) falhas na emissão ( ) decréscimo na altura tonal ( ) decréscimo na intensidade ( ) flutuações ( ) bitonalidade
  9. 9. Freqüência fundamental: Pitch ( ) Normal ( ) Agudo ( ) Grave Registro ( )Elevado ( ) Modal ( ) Basal ( ) Uso divergente Intensidade vocal: Loudness ( ) Aumentado ( ) Diminuída ( ) Adequada Velocidade de fala ( ) normal ( ) aumentada ( ) diminuída ( ) muito variada Respiração: Tipo __________________________________________________________________ Modo _________________________________________________________________ Coordenação fono-respiratória: Nível respiratório ( )excesso de ar ( )insuficiência de ar Nível fônico ( )hipertonia laríngea ( )hipertonia laríngea Nível articulatório: ( )travada ( )exagerada ( )imprecisão ( )Alteração estrutural Laringe ( )elevada ( )abaixada ( )normal Movimentação da Laringe: ( )adequada ( )insuficiente ( )excessiva Dor ou incomodo ao toque: ( )Sim ( )Não Alteração vocal após manipulação: ( )Sim ( )Não Avaliação corporal: Postura de cabeça durante a fala: ( )normal ( )elevada ( )projetada ( )outra Postura geral: Hipertonicidade específica: ( )costas ( )cintura escapular ( )pescoço ( )nuca ( )outro ________________________ Psicodinâmica: Já fez Fono anteriormente – Duração – Motivo:
  10. 10. Freqüência fundamental: Pitch ( ) Normal ( ) Agudo ( ) Grave Registro ( )Elevado ( ) Modal ( ) Basal ( ) Uso divergente Intensidade vocal: Loudness ( ) Aumentado ( ) Diminuída ( ) Adequada Velocidade de fala ( ) normal ( ) aumentada ( ) diminuída ( ) muito variada Respiração: Tipo __________________________________________________________________ Modo _________________________________________________________________ Coordenação fono-respiratória: Nível respiratório ( )excesso de ar ( )insuficiência de ar Nível fônico ( )hipertonia laríngea ( )hipertonia laríngea Nível articulatório: ( )travada ( )exagerada ( )imprecisão ( )Alteração estrutural Laringe ( )elevada ( )abaixada ( )normal Movimentação da Laringe: ( )adequada ( )insuficiente ( )excessiva Dor ou incomodo ao toque: ( )Sim ( )Não Alteração vocal após manipulação: ( )Sim ( )Não Avaliação corporal: Postura de cabeça durante a fala: ( )normal ( )elevada ( )projetada ( )outra Postura geral: Hipertonicidade específica: ( )costas ( )cintura escapular ( )pescoço ( )nuca ( )outro ________________________ Psicodinâmica: Já fez Fono anteriormente – Duração – Motivo:

×