SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
Baixar para ler offline
“Uma Rede Física Escolar digna para todos”
PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO
SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO
COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA
GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E OBRAS
GUIA - MANUTENÇÃO
E CUIDADOS COM OS
PRÉDIOS ESCOLARES
prédios escolares
Manutenção e cuidados com a
rede física das unidades escolares
SINALIZAÇÃO
A sinalização da sua Unidade Escolar é fundamental para facilitar a circulação do
público em geral.
Mantenha o LETREIRO com o nome da escola e o TOTEM em bom estado de conservação.
Procure manter todas as placas, murais e quadros de aviso sempre em bom estado.
TELHADO
Quando o telhado não se encontra em bom estado de conservação, as chuvas são
capazes de causar grandes danos as construções, tais como goteiras, infiltrações e
deterioração de revestimentos.
Quando uma telha está danificada deve-se evitar remendos com cimento ou outro tipo
de material. O correto é a substituição imediata por outra similar.
CALHA
Estes elementos têm por função recolher as águas das chuvas provenientes do telhado.
Qualquer obstáculo (ex: folhas, ninhos de passarinho) existente no seu interior pode
impedir a passagem da água. A limpeza das calhas é fundamental, devendo ser feita
periodicamente, principalmente após as chuvas fortes. No entanto, alertamos que esta
periodicidade varia de acordo com o telhado, calhas, contribuições do ambiente que a
unidade está inserida: muitas árvores, folhas, detritos.
COBERTURA E FORRO
O motivo da deteriorização de um forro deverá ser solucionado imediatamente, evitando-
se maiores consequências nas instalações elétricas. Todas as calhas e lajes de coberturas
devem ser mantidas pintadas e impermeabilizadas.
HIDRÁULICA (ÁGUA E ESGOTO)
Caixa d’água
A limpeza da caixa d’água deverá ser feita, semestralmente, por firma especializada, de
acordo com a legislação vigente - Decreto 20.356 de 17/08/1994.
Da mesma forma, inspecionar e limpar as cisternas pelo menos duas vezes por ano.
O esvaziamento total dos reservatórios possibilita a visualização de possíveis rachaduras
que poderão causar vazamentos.
É necessário verificar frequentemente:
- se a caixa d’água está totalmente fechada, evitando a entrada de poeira, detritos e
pequenos animais;
- se há vazamento na tubulação entre o hidrômetro e a cisterna;
- as instalações hidráulicas do prédio, evitando as torneiras com água pingando ou
escorrendo, fazendo-se necessária a substituição das carrapetas das torneiras e
eliminação dos vazamentos em caixa de descarga dos banheiros.
Bomba d’água
Elimine os vazamentos, pois eles resultam em maior acionamento das bombas. È
necessário à escola ter duas bombas d’água. Opere as bombas em ponto de maior
eficiência. Faça manutenções preventivas periódicas. Verifique se os pontos de partida
estão adequados.
Esgoto
No banheiro – Evitar a colocação de detritos no vaso sanitário.
A limpeza de caixas de esgoto em geral, deve ser feita a cada 90 dias.
Evite acidentes e acúmulo de lixo, mantendo e substituindo tampas de esgoto e
reservatório.
Atentar, ainda, para a manutenção das descargas, torneiras e dos assentos sanitários,
evitando desperdícios e mantendo o ambiente em condições higiênicas. Regule o tempo de
atuação das descargas.
Na cozinha: Deve-se ter cuidado para não permitir a entrada de restos de alimentos no
ralo, o que pode causar entupimentos na tubulação. Não jogue também óleo de cozinha
na pia.
Caixas de Gordura – Ao se resfriar a gordura torna-se sólida e forma blocos que irão
entupir a rede. Assim, é necessário pelo manos uma vez por mês limpar a caixa de
gordura. A mesma deve ser retirada, ensacada e jogada no lixo e nunca na instalação de
esgoto sanitário.
ELÉTRICA
Uma instalação mal executada pode gerar sérias consequências ao imóvel e seus
usuários. Por isso os “improvisos” devem ser evitados.
Os disjuntores são dispositivos de proteção que têm vantagem de desarmarem em caso
de sobrecarga. Quando isso ocorrer, desligue a chave geral e chame um técnico
(eletricista) para uma avaliação.
Uma única tomada para diversos aparelhos é uma solução prática, mas muito perigosa.
Elimine sobrecarga nos circuitos para evitar o aquecimento dos condutores.
Fios desencapados, velhos ou danificados devem ser urgentemente substituídos.
Deve-se estar atento, também, para a troca de lâmpadas e reatores, quando
necessários.
CUIDADO !
Nunca toque em instalações elétricas com as mãos molhadas ou pés descalços em
locais úmidos. O choque pode ser inevitável.
Evitar instalações que apresentem fiação exposta.
Ao adquirir equipamentos elétricos, consulte um profissional
habilitado para verificar se a fiação suporta a nova carga.
ILUMINAÇÃO
Aproveite ao máximo a iluminação natural, abrindo janelas e persianas.
Ao encerrar o expediente, verifique se estão desligados os interruptores individuais,
deixando apenas o necessário.
Desligue as luzes dos ambientes desocupados.
Substituas as lâmpadas convencionais pelas eficientes compactas, de baixo consumo
energético.
RACHADURAS
Quando observadas, orientamos solicitar imediatamente à Coordenadoria, através da
Gerência de Infraestrutura, para que seja providenciada uma avaliação técnica.
ACESSIBILIDADE
Criar condições de acesso aos portadores de necessidades especiais nos prédios
escolares. Através de recursos descentralizados recebidos pela escola, o gestor escolar
pode viabilizar, gradativamente, algumas condições de acessibilidade na sua unidade
escolar.
ASPECTOS FUNDAMENTAIS PARA CONSERVAÇÃO/ HIGIENE GERAL
Grades / Telas / Vidros – Integridade física dos usuários, segurança, proteção. Substituição
imediata de vidros quebrados e manutenção em bom estado das fixações dos mesmos.
Além disso, deve se estar atento à pintura interna e externa da
unidade, mantendo-a sempre em condições adequadas, bem como a
limpeza da unidade escolar, visando um ambiente agradável e acolhedor.
A recuperação de mobiliário deve ser uma prioridade. Caso a unidade possua
mobiliário a recuperar, orientamos solicitar à Coordenadoria Regional de Educação,
através da Gerência de Infraestrutura, a quantidade de fórmica e medidas
necessárias para que sejam providenciadas junto ao setor competente –
E/SUBG/CIN/GME1.
Caso haja interesse em recuperar o mobiliário discente para permanecer na
escola, solicite cortes de madeira com fórmica (assento e encosto de madeira, portas,
prateleiras, mesas de refeitório) com as medidas devidas. O E/SUBG/GME 1 fornece
também letreiro, murais, entre outros.
Os conjuntos discentes, biblioteca, refeitório que forem baixados, deverão ser
retirados a fim de evitar o acúmulo de material danificado na sua escola.
Manutenção das áreas internas e externas desimpedidas, sem entulho acumulado e
nem bens considerados inutilizados por imprestabilidade (providenciar a baixa e
retirada dos mesmos com agilidade).
Recarga de Extintores de Incêndio – verificar o credenciamento da firma, se é
cadastrada no IMETRO, Corpo de Bombeiros. Solicitar a ficha de NR (Normas
Regularizadoras). A cada 5 anos o equipamento deve ser testado.
Descupinização / Desinsetização - Deve-se viabilizar, periodicamente, a
descupinização e desinsetização do prédio escolar, evitando com isso danos ao
patrimônio e à saúde escolar. O período das férias escolares é perfeito para acabar
com focos de ratos e demais insetos nocivos à saúde das pessoas. Esses serviços
deverão ser feitos por firma especializada, para se ter maior segurança quanto à
qualidade dos serviços prestados. Os produtos utilizados devem ter licença para
comercialização. A sua aplicação deve ser cuidadosa evitando qualquer tipo de dano
à saúde da comunidade escolar.
Poda - Faz-se necessário solicitar ao órgão competente (COMLURB) os serviços de
poda de árvores, evitando-se danos futuros à rede física escolar.
Capina - É essencial que se efetue a capina nos pátios internos, bem como em torno
da escola, principalmente no período das chuvas.
EFICIÊNCIA DA GESTÃO ESCOLAR
A comunidade escolar precisar estar permanentemente consciente da
necessidade crescente da conservação escolar. A aplicação de recursos
descentralizados recebidos pela unidade escolar na manutenção do prédio
escolar, de forma preventiva é um importante meio de redução de custos nos
orçamentos de reformas e reconstruções, propiciando melhor aplicação do
dinheiro público e maiores investimentos na formação humana de nossos
usuários.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Normas Escola Estadual Ana neri
Normas Escola Estadual Ana neriNormas Escola Estadual Ana neri
Normas Escola Estadual Ana nerisusanatondotic
 
Projeto agua é vida
Projeto agua é vidaProjeto agua é vida
Projeto agua é vidapintrew
 
4. Lerner. DéLia. Ler Escrever Escola. Paulo Deloroso
4. Lerner. DéLia. Ler Escrever Escola. Paulo Deloroso4. Lerner. DéLia. Ler Escrever Escola. Paulo Deloroso
4. Lerner. DéLia. Ler Escrever Escola. Paulo DelorosoAndrea Cortelazzi
 
Plano de Curso - Ciências 5º ano
Plano de Curso - Ciências  5º ano Plano de Curso - Ciências  5º ano
Plano de Curso - Ciências 5º ano Mary Alvarenga
 
Projeto educacao inclusiva2
Projeto educacao inclusiva2 Projeto educacao inclusiva2
Projeto educacao inclusiva2 Renata Louchard
 
Relatório sequência didática silvania
Relatório sequência didática   silvaniaRelatório sequência didática   silvania
Relatório sequência didática silvaniaweleslima
 
Síntese conselho de classe
Síntese conselho de classeSíntese conselho de classe
Síntese conselho de classevivianelima
 
Portfolio adaptação curricular
Portfolio adaptação curricularPortfolio adaptação curricular
Portfolio adaptação curricularJuvenal Alves
 
Plano diretor de ação 2014 pronto
Plano diretor de ação 2014 prontoPlano diretor de ação 2014 pronto
Plano diretor de ação 2014 prontoIolanda Bieler
 
Deficiencia visual
Deficiencia visualDeficiencia visual
Deficiencia visualestudante
 
Plano de aula 4º ano a
Plano de aula   4º ano aPlano de aula   4º ano a
Plano de aula 4º ano aAndré Moraes
 
Bullying- relatório das atividades
Bullying-  relatório das atividadesBullying-  relatório das atividades
Bullying- relatório das atividadesPolivalente Linhares
 

Mais procurados (20)

Projeto Meio Ambiente
Projeto Meio AmbienteProjeto Meio Ambiente
Projeto Meio Ambiente
 
Plano de Ensino 4º ano
Plano de Ensino 4º ano Plano de Ensino 4º ano
Plano de Ensino 4º ano
 
Avaliação de Matemática - 4º Ano - 1º Bimestre
Avaliação  de Matemática - 4º Ano - 1º BimestreAvaliação  de Matemática - 4º Ano - 1º Bimestre
Avaliação de Matemática - 4º Ano - 1º Bimestre
 
Normas Escola Estadual Ana neri
Normas Escola Estadual Ana neriNormas Escola Estadual Ana neri
Normas Escola Estadual Ana neri
 
Plano de Ação.docx
Plano de Ação.docxPlano de Ação.docx
Plano de Ação.docx
 
Projeto agua é vida
Projeto agua é vidaProjeto agua é vida
Projeto agua é vida
 
4. Lerner. DéLia. Ler Escrever Escola. Paulo Deloroso
4. Lerner. DéLia. Ler Escrever Escola. Paulo Deloroso4. Lerner. DéLia. Ler Escrever Escola. Paulo Deloroso
4. Lerner. DéLia. Ler Escrever Escola. Paulo Deloroso
 
Plano de Curso - Ciências 5º ano
Plano de Curso - Ciências  5º ano Plano de Curso - Ciências  5º ano
Plano de Curso - Ciências 5º ano
 
Conselho de classe para que
Conselho de classe para queConselho de classe para que
Conselho de classe para que
 
Projeto educacao inclusiva2
Projeto educacao inclusiva2 Projeto educacao inclusiva2
Projeto educacao inclusiva2
 
Relatório sequência didática silvania
Relatório sequência didática   silvaniaRelatório sequência didática   silvania
Relatório sequência didática silvania
 
D11 (5º ano l.p.)
D11 (5º ano   l.p.)D11 (5º ano   l.p.)
D11 (5º ano l.p.)
 
Síntese conselho de classe
Síntese conselho de classeSíntese conselho de classe
Síntese conselho de classe
 
Portfolio adaptação curricular
Portfolio adaptação curricularPortfolio adaptação curricular
Portfolio adaptação curricular
 
Plano diretor de ação 2014 pronto
Plano diretor de ação 2014 prontoPlano diretor de ação 2014 pronto
Plano diretor de ação 2014 pronto
 
Deficiencia visual
Deficiencia visualDeficiencia visual
Deficiencia visual
 
Projeto índios
Projeto índiosProjeto índios
Projeto índios
 
Ens. religioso 1º ano
Ens. religioso 1º anoEns. religioso 1º ano
Ens. religioso 1º ano
 
Plano de aula 4º ano a
Plano de aula   4º ano aPlano de aula   4º ano a
Plano de aula 4º ano a
 
Bullying- relatório das atividades
Bullying-  relatório das atividadesBullying-  relatório das atividades
Bullying- relatório das atividades
 

Destaque

Check list para escolha da escola
Check list para escolha da escolaCheck list para escolha da escola
Check list para escolha da escolablognapracinha
 
Lista de verificação super completa (check list)
Lista de verificação super completa (check list)Lista de verificação super completa (check list)
Lista de verificação super completa (check list)Robson Peixoto
 
Inspecao predial sindiconet
Inspecao predial sindiconetInspecao predial sindiconet
Inspecao predial sindiconetsindiconet
 
Guia de manutencao predial
Guia de manutencao predialGuia de manutencao predial
Guia de manutencao predialmjmcreatore
 
Check list higiene e manipulação de alimentos
Check list higiene e manipulação de alimentosCheck list higiene e manipulação de alimentos
Check list higiene e manipulação de alimentosEdson Goncalves
 
Lista de verificação dos refeitórios ministério da saúde
Lista de verificação dos refeitórios   ministério da saúdeLista de verificação dos refeitórios   ministério da saúde
Lista de verificação dos refeitórios ministério da saúdecatiasa
 
Check list 5 s
Check list 5 sCheck list 5 s
Check list 5 sJedson G
 
Gestão de Projetos e Empreendedorismo - Atividade: Status Report
Gestão de Projetos e Empreendedorismo - Atividade: Status ReportGestão de Projetos e Empreendedorismo - Atividade: Status Report
Gestão de Projetos e Empreendedorismo - Atividade: Status ReportAlessandro Almeida
 
Experiências Scrum em Desenvolvimento de Software - Manoel Pimentel
Experiências Scrum em Desenvolvimento de Software -  Manoel PimentelExperiências Scrum em Desenvolvimento de Software -  Manoel Pimentel
Experiências Scrum em Desenvolvimento de Software - Manoel PimentelManoel Pimentel Medeiros
 
Gestão de projetos ágeis utilizando scrum
Gestão de projetos ágeis utilizando scrumGestão de projetos ágeis utilizando scrum
Gestão de projetos ágeis utilizando scrumLazaro Fernandes Lima
 
Scrum: Na prática o que importa são os Valores
Scrum: Na prática o que importa são os ValoresScrum: Na prática o que importa são os Valores
Scrum: Na prática o que importa são os ValoresDanilo Bardusco
 

Destaque (20)

Check list para escolha da escola
Check list para escolha da escolaCheck list para escolha da escola
Check list para escolha da escola
 
Check list escola
Check list  escolaCheck list  escola
Check list escola
 
Lista de verificação super completa (check list)
Lista de verificação super completa (check list)Lista de verificação super completa (check list)
Lista de verificação super completa (check list)
 
Inspecao predial sindiconet
Inspecao predial sindiconetInspecao predial sindiconet
Inspecao predial sindiconet
 
Guia de manutencao predial
Guia de manutencao predialGuia de manutencao predial
Guia de manutencao predial
 
Laudo de técnico de vistoria predial
Laudo de técnico de vistoria predialLaudo de técnico de vistoria predial
Laudo de técnico de vistoria predial
 
Check list higiene e manipulação de alimentos
Check list higiene e manipulação de alimentosCheck list higiene e manipulação de alimentos
Check list higiene e manipulação de alimentos
 
Check List Treinamento Cozinha
Check List Treinamento CozinhaCheck List Treinamento Cozinha
Check List Treinamento Cozinha
 
Check list Cozinha pdf
Check list Cozinha pdfCheck list Cozinha pdf
Check list Cozinha pdf
 
Lista de verificação dos refeitórios ministério da saúde
Lista de verificação dos refeitórios   ministério da saúdeLista de verificação dos refeitórios   ministério da saúde
Lista de verificação dos refeitórios ministério da saúde
 
Check list 5 s
Check list 5 sCheck list 5 s
Check list 5 s
 
SEGURANÇA URBANA
SEGURANÇA URBANASEGURANÇA URBANA
SEGURANÇA URBANA
 
School Safety & Security
School Safety & SecuritySchool Safety & Security
School Safety & Security
 
Gestão de Projetos e Empreendedorismo - Atividade: Status Report
Gestão de Projetos e Empreendedorismo - Atividade: Status ReportGestão de Projetos e Empreendedorismo - Atividade: Status Report
Gestão de Projetos e Empreendedorismo - Atividade: Status Report
 
ABESE
ABESEABESE
ABESE
 
CONSULTORIA DE SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCOS
CONSULTORIA DE SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCOSCONSULTORIA DE SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCOS
CONSULTORIA DE SEGURANÇA E GESTÃO DE RISCOS
 
Agilidade: Scrum e Xp
Agilidade: Scrum e XpAgilidade: Scrum e Xp
Agilidade: Scrum e Xp
 
Experiências Scrum em Desenvolvimento de Software - Manoel Pimentel
Experiências Scrum em Desenvolvimento de Software -  Manoel PimentelExperiências Scrum em Desenvolvimento de Software -  Manoel Pimentel
Experiências Scrum em Desenvolvimento de Software - Manoel Pimentel
 
Gestão de projetos ágeis utilizando scrum
Gestão de projetos ágeis utilizando scrumGestão de projetos ágeis utilizando scrum
Gestão de projetos ágeis utilizando scrum
 
Scrum: Na prática o que importa são os Valores
Scrum: Na prática o que importa são os ValoresScrum: Na prática o que importa são os Valores
Scrum: Na prática o que importa são os Valores
 

Semelhante a Manutenção e cuidados com prédios escolares

Manual para captação emergencial e uso doméstico de água da chuva
Manual para captação emergencial e uso doméstico de água da chuvaManual para captação emergencial e uso doméstico de água da chuva
Manual para captação emergencial e uso doméstico de água da chuvaMarlon Drygalla
 
1200 manual para-captacao_emergencial_e_uso_domestico_de_agua_da_chuva
1200 manual para-captacao_emergencial_e_uso_domestico_de_agua_da_chuva1200 manual para-captacao_emergencial_e_uso_domestico_de_agua_da_chuva
1200 manual para-captacao_emergencial_e_uso_domestico_de_agua_da_chuvaRamison Almeida
 
Ebook manutencaopredial
Ebook manutencaopredialEbook manutencaopredial
Ebook manutencaopredialsindiconet
 
Beacon Portuguese September 2011
Beacon Portuguese September 2011Beacon Portuguese September 2011
Beacon Portuguese September 2011npac75
 
Condomínios eco-sustentáveis
Condomínios eco-sustentáveisCondomínios eco-sustentáveis
Condomínios eco-sustentáveisfardsp
 
Check up do predio - SINDICONET
Check up do predio - SINDICONETCheck up do predio - SINDICONET
Check up do predio - SINDICONETHeloisa Brum
 
Checklist incendio sindiconet
Checklist incendio sindiconetChecklist incendio sindiconet
Checklist incendio sindiconetsindiconet
 
Cartilha prevencao e combate a incendios
Cartilha prevencao e combate a incendiosCartilha prevencao e combate a incendios
Cartilha prevencao e combate a incendiosCPG1996
 
Projeto do laboratório de sst ifpi
Projeto do laboratório de sst   ifpiProjeto do laboratório de sst   ifpi
Projeto do laboratório de sst ifpiZacarias Junior
 
Projeto do laboratório de sst ifpi
Projeto do laboratório de sst   ifpiProjeto do laboratório de sst   ifpi
Projeto do laboratório de sst ifpiZacarias Junior
 
Treinamento 2014 apostila contru - incêndio
Treinamento 2014   apostila contru - incêndioTreinamento 2014   apostila contru - incêndio
Treinamento 2014 apostila contru - incêndioGliceu Grossi
 
Recomendacoes para instala ca o lab soldagem
Recomendacoes para instala ca o lab soldagemRecomendacoes para instala ca o lab soldagem
Recomendacoes para instala ca o lab soldagemCosmo Palasio
 
Poluição Ambiental - Tema Postos de Combustíveis
Poluição Ambiental - Tema Postos de CombustíveisPoluição Ambiental - Tema Postos de Combustíveis
Poluição Ambiental - Tema Postos de CombustíveisLukas Lima
 

Semelhante a Manutenção e cuidados com prédios escolares (20)

Manual para captação emergencial e uso doméstico de água da chuva
Manual para captação emergencial e uso doméstico de água da chuvaManual para captação emergencial e uso doméstico de água da chuva
Manual para captação emergencial e uso doméstico de água da chuva
 
Manual para captacao de agua da chuva
Manual para captacao de agua da chuvaManual para captacao de agua da chuva
Manual para captacao de agua da chuva
 
1200 manual para-captacao_emergencial_e_uso_domestico_de_agua_da_chuva
1200 manual para-captacao_emergencial_e_uso_domestico_de_agua_da_chuva1200 manual para-captacao_emergencial_e_uso_domestico_de_agua_da_chuva
1200 manual para-captacao_emergencial_e_uso_domestico_de_agua_da_chuva
 
Ebook manutencaopredial
Ebook manutencaopredialEbook manutencaopredial
Ebook manutencaopredial
 
Beacon Portuguese September 2011
Beacon Portuguese September 2011Beacon Portuguese September 2011
Beacon Portuguese September 2011
 
Condomínios eco-sustentáveis
Condomínios eco-sustentáveisCondomínios eco-sustentáveis
Condomínios eco-sustentáveis
 
Check up do predio - SINDICONET
Check up do predio - SINDICONETCheck up do predio - SINDICONET
Check up do predio - SINDICONET
 
Apostila 30
Apostila 30Apostila 30
Apostila 30
 
Checklist incendio sindiconet
Checklist incendio sindiconetChecklist incendio sindiconet
Checklist incendio sindiconet
 
Slide
 Slide Slide
Slide
 
Cartilha prevencao e combate a incendios
Cartilha prevencao e combate a incendiosCartilha prevencao e combate a incendios
Cartilha prevencao e combate a incendios
 
Reuso de água nas edificações
Reuso de água nas edificações Reuso de água nas edificações
Reuso de água nas edificações
 
Projeto do laboratório de sst ifpi
Projeto do laboratório de sst   ifpiProjeto do laboratório de sst   ifpi
Projeto do laboratório de sst ifpi
 
Projeto do laboratório de sst ifpi
Projeto do laboratório de sst   ifpiProjeto do laboratório de sst   ifpi
Projeto do laboratório de sst ifpi
 
Treinamento 2014 apostila contru - incêndio
Treinamento 2014   apostila contru - incêndioTreinamento 2014   apostila contru - incêndio
Treinamento 2014 apostila contru - incêndio
 
Apostila qui02004--2019
Apostila qui02004--2019Apostila qui02004--2019
Apostila qui02004--2019
 
Desentupidora Fortaleza - Serviços
Desentupidora Fortaleza - ServiçosDesentupidora Fortaleza - Serviços
Desentupidora Fortaleza - Serviços
 
Recomendacoes para instala ca o lab soldagem
Recomendacoes para instala ca o lab soldagemRecomendacoes para instala ca o lab soldagem
Recomendacoes para instala ca o lab soldagem
 
Poluição Ambiental - Tema Postos de Combustíveis
Poluição Ambiental - Tema Postos de CombustíveisPoluição Ambiental - Tema Postos de Combustíveis
Poluição Ambiental - Tema Postos de Combustíveis
 
Recomendacoes para lab seg trab
Recomendacoes para lab seg trabRecomendacoes para lab seg trab
Recomendacoes para lab seg trab
 

Mais de AIT5cre

Politica de aquisicao sme tudo final
Politica de aquisicao sme tudo   finalPolitica de aquisicao sme tudo   final
Politica de aquisicao sme tudo finalAIT5cre
 
Orientações para compra de recursos de tecnologia assistiva1
Orientações para compra de recursos de tecnologia assistiva1Orientações para compra de recursos de tecnologia assistiva1
Orientações para compra de recursos de tecnologia assistiva1AIT5cre
 
Acessibilidade
AcessibilidadeAcessibilidade
AcessibilidadeAIT5cre
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
ApresentaçãoAIT5cre
 
Dicas de acessibilidade
Dicas de acessibilidadeDicas de acessibilidade
Dicas de acessibilidadeAIT5cre
 
Você sabe cuidar de sua voz?
Você sabe cuidar de sua voz?Você sabe cuidar de sua voz?
Você sabe cuidar de sua voz?AIT5cre
 
Apresentação 2013
Apresentação   2013Apresentação   2013
Apresentação 2013AIT5cre
 
Orientações Escola Acessível
Orientações Escola AcessívelOrientações Escola Acessível
Orientações Escola AcessívelAIT5cre
 
Folder novo-pdde-v001%281%29
Folder novo-pdde-v001%281%29Folder novo-pdde-v001%281%29
Folder novo-pdde-v001%281%29AIT5cre
 

Mais de AIT5cre (10)

Politica de aquisicao sme tudo final
Politica de aquisicao sme tudo   finalPolitica de aquisicao sme tudo   final
Politica de aquisicao sme tudo final
 
Orientações para compra de recursos de tecnologia assistiva1
Orientações para compra de recursos de tecnologia assistiva1Orientações para compra de recursos de tecnologia assistiva1
Orientações para compra de recursos de tecnologia assistiva1
 
Acessibilidade
AcessibilidadeAcessibilidade
Acessibilidade
 
Apresentação
ApresentaçãoApresentação
Apresentação
 
Dicas de acessibilidade
Dicas de acessibilidadeDicas de acessibilidade
Dicas de acessibilidade
 
Você sabe cuidar de sua voz?
Você sabe cuidar de sua voz?Você sabe cuidar de sua voz?
Você sabe cuidar de sua voz?
 
PSV
PSVPSV
PSV
 
Apresentação 2013
Apresentação   2013Apresentação   2013
Apresentação 2013
 
Orientações Escola Acessível
Orientações Escola AcessívelOrientações Escola Acessível
Orientações Escola Acessível
 
Folder novo-pdde-v001%281%29
Folder novo-pdde-v001%281%29Folder novo-pdde-v001%281%29
Folder novo-pdde-v001%281%29
 

Manutenção e cuidados com prédios escolares

  • 1. “Uma Rede Física Escolar digna para todos” PREFEITURA DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO COORDENADORIA DE INFRAESTRUTURA GERÊNCIA DE PLANEJAMENTO E OBRAS GUIA - MANUTENÇÃO E CUIDADOS COM OS PRÉDIOS ESCOLARES prédios escolares
  • 2. Manutenção e cuidados com a rede física das unidades escolares SINALIZAÇÃO A sinalização da sua Unidade Escolar é fundamental para facilitar a circulação do público em geral. Mantenha o LETREIRO com o nome da escola e o TOTEM em bom estado de conservação. Procure manter todas as placas, murais e quadros de aviso sempre em bom estado. TELHADO Quando o telhado não se encontra em bom estado de conservação, as chuvas são capazes de causar grandes danos as construções, tais como goteiras, infiltrações e deterioração de revestimentos. Quando uma telha está danificada deve-se evitar remendos com cimento ou outro tipo de material. O correto é a substituição imediata por outra similar. CALHA Estes elementos têm por função recolher as águas das chuvas provenientes do telhado. Qualquer obstáculo (ex: folhas, ninhos de passarinho) existente no seu interior pode impedir a passagem da água. A limpeza das calhas é fundamental, devendo ser feita periodicamente, principalmente após as chuvas fortes. No entanto, alertamos que esta periodicidade varia de acordo com o telhado, calhas, contribuições do ambiente que a unidade está inserida: muitas árvores, folhas, detritos. COBERTURA E FORRO O motivo da deteriorização de um forro deverá ser solucionado imediatamente, evitando- se maiores consequências nas instalações elétricas. Todas as calhas e lajes de coberturas devem ser mantidas pintadas e impermeabilizadas.
  • 3. HIDRÁULICA (ÁGUA E ESGOTO) Caixa d’água A limpeza da caixa d’água deverá ser feita, semestralmente, por firma especializada, de acordo com a legislação vigente - Decreto 20.356 de 17/08/1994. Da mesma forma, inspecionar e limpar as cisternas pelo menos duas vezes por ano. O esvaziamento total dos reservatórios possibilita a visualização de possíveis rachaduras que poderão causar vazamentos. É necessário verificar frequentemente: - se a caixa d’água está totalmente fechada, evitando a entrada de poeira, detritos e pequenos animais; - se há vazamento na tubulação entre o hidrômetro e a cisterna; - as instalações hidráulicas do prédio, evitando as torneiras com água pingando ou escorrendo, fazendo-se necessária a substituição das carrapetas das torneiras e eliminação dos vazamentos em caixa de descarga dos banheiros. Bomba d’água Elimine os vazamentos, pois eles resultam em maior acionamento das bombas. È necessário à escola ter duas bombas d’água. Opere as bombas em ponto de maior eficiência. Faça manutenções preventivas periódicas. Verifique se os pontos de partida estão adequados. Esgoto No banheiro – Evitar a colocação de detritos no vaso sanitário. A limpeza de caixas de esgoto em geral, deve ser feita a cada 90 dias. Evite acidentes e acúmulo de lixo, mantendo e substituindo tampas de esgoto e reservatório. Atentar, ainda, para a manutenção das descargas, torneiras e dos assentos sanitários, evitando desperdícios e mantendo o ambiente em condições higiênicas. Regule o tempo de atuação das descargas.
  • 4. Na cozinha: Deve-se ter cuidado para não permitir a entrada de restos de alimentos no ralo, o que pode causar entupimentos na tubulação. Não jogue também óleo de cozinha na pia. Caixas de Gordura – Ao se resfriar a gordura torna-se sólida e forma blocos que irão entupir a rede. Assim, é necessário pelo manos uma vez por mês limpar a caixa de gordura. A mesma deve ser retirada, ensacada e jogada no lixo e nunca na instalação de esgoto sanitário. ELÉTRICA Uma instalação mal executada pode gerar sérias consequências ao imóvel e seus usuários. Por isso os “improvisos” devem ser evitados. Os disjuntores são dispositivos de proteção que têm vantagem de desarmarem em caso de sobrecarga. Quando isso ocorrer, desligue a chave geral e chame um técnico (eletricista) para uma avaliação. Uma única tomada para diversos aparelhos é uma solução prática, mas muito perigosa. Elimine sobrecarga nos circuitos para evitar o aquecimento dos condutores. Fios desencapados, velhos ou danificados devem ser urgentemente substituídos. Deve-se estar atento, também, para a troca de lâmpadas e reatores, quando necessários. CUIDADO ! Nunca toque em instalações elétricas com as mãos molhadas ou pés descalços em locais úmidos. O choque pode ser inevitável. Evitar instalações que apresentem fiação exposta. Ao adquirir equipamentos elétricos, consulte um profissional habilitado para verificar se a fiação suporta a nova carga. ILUMINAÇÃO Aproveite ao máximo a iluminação natural, abrindo janelas e persianas. Ao encerrar o expediente, verifique se estão desligados os interruptores individuais, deixando apenas o necessário.
  • 5. Desligue as luzes dos ambientes desocupados. Substituas as lâmpadas convencionais pelas eficientes compactas, de baixo consumo energético. RACHADURAS Quando observadas, orientamos solicitar imediatamente à Coordenadoria, através da Gerência de Infraestrutura, para que seja providenciada uma avaliação técnica. ACESSIBILIDADE Criar condições de acesso aos portadores de necessidades especiais nos prédios escolares. Através de recursos descentralizados recebidos pela escola, o gestor escolar pode viabilizar, gradativamente, algumas condições de acessibilidade na sua unidade escolar. ASPECTOS FUNDAMENTAIS PARA CONSERVAÇÃO/ HIGIENE GERAL Grades / Telas / Vidros – Integridade física dos usuários, segurança, proteção. Substituição imediata de vidros quebrados e manutenção em bom estado das fixações dos mesmos. Além disso, deve se estar atento à pintura interna e externa da unidade, mantendo-a sempre em condições adequadas, bem como a limpeza da unidade escolar, visando um ambiente agradável e acolhedor. A recuperação de mobiliário deve ser uma prioridade. Caso a unidade possua mobiliário a recuperar, orientamos solicitar à Coordenadoria Regional de Educação, através da Gerência de Infraestrutura, a quantidade de fórmica e medidas necessárias para que sejam providenciadas junto ao setor competente – E/SUBG/CIN/GME1. Caso haja interesse em recuperar o mobiliário discente para permanecer na escola, solicite cortes de madeira com fórmica (assento e encosto de madeira, portas, prateleiras, mesas de refeitório) com as medidas devidas. O E/SUBG/GME 1 fornece também letreiro, murais, entre outros. Os conjuntos discentes, biblioteca, refeitório que forem baixados, deverão ser retirados a fim de evitar o acúmulo de material danificado na sua escola.
  • 6. Manutenção das áreas internas e externas desimpedidas, sem entulho acumulado e nem bens considerados inutilizados por imprestabilidade (providenciar a baixa e retirada dos mesmos com agilidade). Recarga de Extintores de Incêndio – verificar o credenciamento da firma, se é cadastrada no IMETRO, Corpo de Bombeiros. Solicitar a ficha de NR (Normas Regularizadoras). A cada 5 anos o equipamento deve ser testado. Descupinização / Desinsetização - Deve-se viabilizar, periodicamente, a descupinização e desinsetização do prédio escolar, evitando com isso danos ao patrimônio e à saúde escolar. O período das férias escolares é perfeito para acabar com focos de ratos e demais insetos nocivos à saúde das pessoas. Esses serviços deverão ser feitos por firma especializada, para se ter maior segurança quanto à qualidade dos serviços prestados. Os produtos utilizados devem ter licença para comercialização. A sua aplicação deve ser cuidadosa evitando qualquer tipo de dano à saúde da comunidade escolar. Poda - Faz-se necessário solicitar ao órgão competente (COMLURB) os serviços de poda de árvores, evitando-se danos futuros à rede física escolar. Capina - É essencial que se efetue a capina nos pátios internos, bem como em torno da escola, principalmente no período das chuvas. EFICIÊNCIA DA GESTÃO ESCOLAR A comunidade escolar precisar estar permanentemente consciente da necessidade crescente da conservação escolar. A aplicação de recursos descentralizados recebidos pela unidade escolar na manutenção do prédio escolar, de forma preventiva é um importante meio de redução de custos nos orçamentos de reformas e reconstruções, propiciando melhor aplicação do dinheiro público e maiores investimentos na formação humana de nossos usuários.