SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Reconhecendo em toda Reverência e
Humildade a incompreensível Grandeza e
Majestade do Senhor (em cuja presença
eles assim se apresentam de modo
especial), e sua própria condição vil e
indigna de se aproximar dEle; com inteira
incapacidade por si mesmos de fazer tão
grande Obra;
e humildemente implorando-Lhe o
Perdão, Auxílio e Aceitação em todo
o Culto a ser então realizado; e por
uma Bênção naquela porção
definida de sua Palavra que ora será
lida; e tudo mais, em o Nome e pela
Mediação do Senhor Jesus Cristo.
Reconhecer nossa grande pecaminosidade,
Primeiro, por razão do Pecado Original que
(além da culpa que nos faz sujeitos à
Maldição eterna) é a semente de todos os
outros pecados, polui nossas melhores
ações, e (não fosse restringido, ou nosso
coração renovado pela Graça) desabrocharia
em inúmeras transgressões, e maiores
rebeliões contra o Senhor, do que os
cometidos pelos mais vis filhos dos Homens.
E, a seguir, por razão de nossos pecados Reais,
nossos próprios pecados, os pecados dos
Governantes, e da Nação inteira. Pecados nossos
os quais recebem muitos temíveis agravantes, por
nós termos violado todos os Mandamentos da
santa, justa e boa Lei de Deus, fazendo aquilo que
é proibido, e deixando sem fazer o que é
prescrito; e isso não só por Ignorância e
Enfermidade, mas também com maior presunção,
contra a luz de nossa Mente, as restrições de
nossa Consciência, e movimentos ao contrário do
próprio Espírito Santo
de modo que não temos nenhuma capa
para ocultar nossos pecados; sim, não só
desprezando as riquezas da bondade,
paciência e longanimidade de Deus, mas
colocando-nos contra muitos convites e
ofertas de graça no Evangelho, não
procurando como devemos receber
Cristo em nosso coração pela Fé, ou viver
dignos dele em nossa vida.
Chorar nossa cegueira de mente, dureza
de coração, descrença, impenitência,
segurança em nós mesmos, indiferença
morna, aridez, nossa falta de buscar a
mortificação e novidade de vida; nem
procura do exercício da piedade no poder
que tem; e que os melhores de nós não
andamos tão firmemente com Deus,
não conservamos nossas vestes tão impolutas,
nem fomos tão zelosos de sua glória, e do bem
dos outros, como devemos; e chorar sobre outros
pecados dos quais a Igreja seja especialmente
culpada; apesar das múltiplas e grandes
Misericórdias de nosso Deus, do Amor de Cristo,
da Luz do Evangelho, e da Reforma da Religião, de
nossos próprios propósitos, promessas, votos,
Pacto solene e outras obrigações em contrário.
Reconhecer e confessar que, como nos sentimos
convencidos de nossa culpa, assim, por sentirmos isso
profundamente, julgamo-nos indignos dos mínimos
benefícios, mais merecedores da mais forte ira de
Deus, e de todas as Maldições da Lei e maiores Juízos
infligidos sobre os Pecadores mais rebeldes; e que Ele
poderia mais justamente tirar de nós seu Reino e
Evangelho, afligir-nos com toda sorte de julgamentos
espirituais e temporais nesta vida, e depois nos lançar
na Escuridão completa, no Lago que queima com fogo e
enxofre, onde há choro e ranger de dentes para
sempre.
Apesar de tudo isso, Chegar-se para perto do
Trono da Graça, encorajando-nos a nós mesmos
com a esperança de uma Resposta graciosa a
nossas Orações, nas riquezas e suficiência
completa daquela oblação única, a satisfação e
intercessão do Senhor Jesus Cristo à direita do
seu Pai e nosso Pai; e, na confiança das promessas
sobremaneira grandiosas e preciosas de
misericórdia e graça da nova Aliança,
pelo mesmo Mediador, desprezar o peso da
ira e maldição de Deus, que não somos
capazes de evitar ou suportar; e humilde e
sinceramente suplicar por misericórdia, na
livre e plena remissão de todos nossos
pecados, e isso somente pelos sofrimentos
amargos e méritos preciosos desse nosso
único Salvador Jesus Cristo.
Que o Senhor conceda derramar
amplamente seu amor em nosso coração
pelo Espírito Santo; selar para nós pelo
mesmo Espírito de Adoção, a segurança
plena de nosso Perdão e Reconciliação;
consolar todos os que choram em sua igreja,
expressar paz ao espírito ferido e
conturbado, e tratar do que tem o coração
partido.
E quanto aos pecadores seguros e
presunçosos, que Ele abra os olhos e
convença a Consciência deles, e os faça
voltar das trevas à luz, e do poder de
Satanás a Deus, para que também
possam receber perdão do pecado, e
uma herança entre aqueles que são
santificados pela fé em Cristo Jesus.
Orar pela Propagação do Evangelho e Reino
de Cristo em toda nossa nação, pela
conversão dos Judeus, e o apressar da
segunda vinda de nosso Senhor; Pelo
livramento das Igrejas sofredoras em outros
países da tirania da facção Anticristã, e a
favor da bênção de Deus sobre as Igrejas
Reformadas,
que Deus estabeleça Paz e Verdade, a pureza
de todas as suas Ordenanças, e o poder da
Piedade; que evite e remova a heresia, o
cisma, a linguagem obscena, a superstição, a
segurança e a infrutuosidade sob os meios de
Graça, que cure todas as nossa rupturas e
divisões, e nos preserve de violação de nossa
Aliança solene.
Orar por todos em Autoridade, especialmente
pelo Governo Federal, para que Deus o torne rico
em bênçãos, tanto em suas Pessoas como no
Governo; estabeleça Justiça, salve-o de maus
Conselhos, e faça deles um instrumento bendito e
glorioso para a conservação e propagação do
Evangelho, para o encorajamento e proteção
daqueles que praticam o bem, o terror de todos
que praticam o mal, e o bem abundante de toda a
Igreja,
pela conversão dos nossos representantes no
Congresso, Senado e Suprema Corte, dos Homens
de boa família e do Povo; por todos os Pastores e
Professores, para que Deus os encha do seu
Espírito, os tome exemplares em sua vida sendo
santos, sóbrios, justos, pacíficos e bondosos; que
dê a todo Seu povo Pastores que sejam segundo
seu próprio coração; pelas Universidades, e todas
as Escolas e Seminários
que a IECRP possa vigorar cada vez mais em Erudição e
piedade; pela Cidade ou Igreja local, que Deus derrame
uma bênção sobre o Ministério da Palavra, os
Sacramentos e a Disciplina, sobre as várias Famílias e
pessoas compreendidas; por misericórdia aos afligidos
que estejam sofrendo qualquer aflição interior ou
exterior; por tempo bom e estações produtivas
conforme a época exija; por afastar as Sentenças
Divinas que sentimos ou tememos, ou a que somos
sujeitos, como fome, peste, a espada e coisas
semelhantes.
E, por termos sido ouvintes improdutivos no
passado, e agora não podermos por nós
mesmos receber como devemos as coisas
profundas de Deus, os mistérios de Jesus
Cristo, que exigem um discernimento
espiritual. Orar para que o Senhor que ensina
para nosso proveito, graciosamente conceda
derramar o Espírito da Graça,
juntamente com os Seus meios externos,
fazendo com que nós alcancemos uma
medida tal da excelência do
conhecimento de Cristo Jesus nosso
Senhor, e nEle, das coisas que pertencem
a nossa paz, que possamos computar
todas as coisas como refugo em
comparação a Ele.

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Oração de Confissão e Suplica

Deus requer santificação aos cristãos 62
Deus requer santificação aos cristãos 62Deus requer santificação aos cristãos 62
Deus requer santificação aos cristãos 62Silvio Dutra
 
Constituição apostólica doutrina das indulgências
Constituição apostólica   doutrina das indulgênciasConstituição apostólica   doutrina das indulgências
Constituição apostólica doutrina das indulgênciasDiêgo De Lima Dantas
 
Epistolaaos Efesios
Epistolaaos EfesiosEpistolaaos Efesios
Epistolaaos EfesiosJNR
 
ORAÇÕES REPARADORAS PARA O CARNAVAL.pdf
ORAÇÕES REPARADORAS PARA O CARNAVAL.pdfORAÇÕES REPARADORAS PARA O CARNAVAL.pdf
ORAÇÕES REPARADORAS PARA O CARNAVAL.pdfLusFernandoFalasqui
 
16. como aceita nosso trabalho
16. como aceita nosso trabalho16. como aceita nosso trabalho
16. como aceita nosso trabalhopohlos
 
Liturgia quarta feira egon
Liturgia quarta feira   egonLiturgia quarta feira   egon
Liturgia quarta feira egonEgon Griesang
 
Liturgia 5 pentecostes - egon
Liturgia 5 pentecostes - egonLiturgia 5 pentecostes - egon
Liturgia 5 pentecostes - egonEgon Griesang
 
Martinho lutero -_como_se_deve_orar
Martinho lutero -_como_se_deve_orarMartinho lutero -_como_se_deve_orar
Martinho lutero -_como_se_deve_orarrodigosch
 
Martinho lutero como se deve orar
Martinho lutero   como se deve orarMartinho lutero   como se deve orar
Martinho lutero como se deve orarrobert_matias
 
10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne
10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne
10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheynesoarescastrodf
 
10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne
10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne
10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheynesoarescastrodf
 
A total-suficiencia-de-cristo-c-h-mackintosh
A total-suficiencia-de-cristo-c-h-mackintoshA total-suficiencia-de-cristo-c-h-mackintosh
A total-suficiencia-de-cristo-c-h-mackintoshDavidson Da Costa Ramos
 
Deus requer santificação aos cristãos 11
Deus requer santificação aos cristãos 11Deus requer santificação aos cristãos 11
Deus requer santificação aos cristãos 11Silvio Dutra
 
CONFISSÃO EVANGÉLICA DO CONGRESSO REFORMA HOJE
CONFISSÃO EVANGÉLICA DO CONGRESSO REFORMA HOJECONFISSÃO EVANGÉLICA DO CONGRESSO REFORMA HOJE
CONFISSÃO EVANGÉLICA DO CONGRESSO REFORMA HOJERaniere Menezes
 
Deus requer santificação aos cristãos 48
Deus requer santificação aos cristãos 48Deus requer santificação aos cristãos 48
Deus requer santificação aos cristãos 48Silvio Dutra
 
Deus requer santificação aos cristãos 66
Deus requer santificação aos cristãos 66Deus requer santificação aos cristãos 66
Deus requer santificação aos cristãos 66Silvio Dutra
 
Julgamento - O propósito de Deus
Julgamento - O propósito de DeusJulgamento - O propósito de Deus
Julgamento - O propósito de DeusRosana Morgado
 

Semelhante a Oração de Confissão e Suplica (20)

Deus requer santificação aos cristãos 62
Deus requer santificação aos cristãos 62Deus requer santificação aos cristãos 62
Deus requer santificação aos cristãos 62
 
Nossa Alta Vocação (AV)
Nossa Alta Vocação (AV)Nossa Alta Vocação (AV)
Nossa Alta Vocação (AV)
 
Constituição apostólica doutrina das indulgências
Constituição apostólica   doutrina das indulgênciasConstituição apostólica   doutrina das indulgências
Constituição apostólica doutrina das indulgências
 
Epistolaaos Efesios
Epistolaaos EfesiosEpistolaaos Efesios
Epistolaaos Efesios
 
ORAÇÕES REPARADORAS PARA O CARNAVAL.pdf
ORAÇÕES REPARADORAS PARA O CARNAVAL.pdfORAÇÕES REPARADORAS PARA O CARNAVAL.pdf
ORAÇÕES REPARADORAS PARA O CARNAVAL.pdf
 
16. como aceita nosso trabalho
16. como aceita nosso trabalho16. como aceita nosso trabalho
16. como aceita nosso trabalho
 
Liturgia quarta feira egon
Liturgia quarta feira   egonLiturgia quarta feira   egon
Liturgia quarta feira egon
 
Liturgia 5 pentecostes - egon
Liturgia 5 pentecostes - egonLiturgia 5 pentecostes - egon
Liturgia 5 pentecostes - egon
 
Martinho lutero -_como_se_deve_orar
Martinho lutero -_como_se_deve_orarMartinho lutero -_como_se_deve_orar
Martinho lutero -_como_se_deve_orar
 
Martinho lutero como se deve orar
Martinho lutero   como se deve orarMartinho lutero   como se deve orar
Martinho lutero como se deve orar
 
Boletim IPPI 29.12.2013
Boletim IPPI 29.12.2013Boletim IPPI 29.12.2013
Boletim IPPI 29.12.2013
 
10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne
10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne
10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne
 
10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne
10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne
10 sermões vol. ii, por robert murray m'cheyne
 
ORAÇÃO DIÁRIA - DAY PRAY
ORAÇÃO DIÁRIA - DAY PRAYORAÇÃO DIÁRIA - DAY PRAY
ORAÇÃO DIÁRIA - DAY PRAY
 
A total-suficiencia-de-cristo-c-h-mackintosh
A total-suficiencia-de-cristo-c-h-mackintoshA total-suficiencia-de-cristo-c-h-mackintosh
A total-suficiencia-de-cristo-c-h-mackintosh
 
Deus requer santificação aos cristãos 11
Deus requer santificação aos cristãos 11Deus requer santificação aos cristãos 11
Deus requer santificação aos cristãos 11
 
CONFISSÃO EVANGÉLICA DO CONGRESSO REFORMA HOJE
CONFISSÃO EVANGÉLICA DO CONGRESSO REFORMA HOJECONFISSÃO EVANGÉLICA DO CONGRESSO REFORMA HOJE
CONFISSÃO EVANGÉLICA DO CONGRESSO REFORMA HOJE
 
Deus requer santificação aos cristãos 48
Deus requer santificação aos cristãos 48Deus requer santificação aos cristãos 48
Deus requer santificação aos cristãos 48
 
Deus requer santificação aos cristãos 66
Deus requer santificação aos cristãos 66Deus requer santificação aos cristãos 66
Deus requer santificação aos cristãos 66
 
Julgamento - O propósito de Deus
Julgamento - O propósito de DeusJulgamento - O propósito de Deus
Julgamento - O propósito de Deus
 

Último

Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaSérie: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaDenisRocha28
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José OperárioNilson Almeida
 
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de DeusAULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de DeusFilipeDuartedeBem
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EMicheleRosa39
 
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............Nelson Pereira
 
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxA CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxPIB Penha
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxSebastioFerreira34
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadofreivalentimpesente
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...silvana30986
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .natzarimdonorte
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequeseanamdp2004
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxCelso Napoleon
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfnatzarimdonorte
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).natzarimdonorte
 

Último (15)

Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo DiaSérie: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
Série: O Conflito - Palestra 08. Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário10 Orações Para Honrar São José Operário
10 Orações Para Honrar São José Operário
 
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de DeusAULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
AULA 08-06-2022.pptx - provas da existência de Deus
 
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.pptFluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
Fluido Cósmico Universal e Perispírito.ppt
 
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 EGÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
GÊNESIS A-2.pptx ESTUDO INTEGRADO DE CAPITULO 1 E
 
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
ARMAGEDOM! O QUE REALMENTE?.............
 
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptxA CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
A CHEGADA DO EVANGELHO À EUROPA - ATOS 16 e 17.pptx
 
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptxGestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
Gestos e Posturas na Santa Missa_20240414_055304_0000.pptx
 
Material sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significadoMaterial sobre o jubileu e o seu significado
Material sobre o jubileu e o seu significado
 
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus:  Verdadeira Pureza , ...
Bem aventurados os puros de coração, pois verão a Deus: Verdadeira Pureza , ...
 
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
O SELO DO ALTÍSSIMO E A MARCA DA BESTA .
 
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos  Fiéis Festa da Palavra CatequeseOração dos  Fiéis Festa da Palavra Catequese
Oração dos Fiéis Festa da Palavra Catequese
 
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptxLição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
Lição 3 - O céu - o Destino do Cristão.pptx
 
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdfAS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
AS FESTAS DO CRIADOR FORAM ABOLIDAS NA CRUZ?.pdf
 
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
A Besta que emergiu do Abismo (O OITAVO REI).
 

Oração de Confissão e Suplica

  • 1. Reconhecendo em toda Reverência e Humildade a incompreensível Grandeza e Majestade do Senhor (em cuja presença eles assim se apresentam de modo especial), e sua própria condição vil e indigna de se aproximar dEle; com inteira incapacidade por si mesmos de fazer tão grande Obra;
  • 2. e humildemente implorando-Lhe o Perdão, Auxílio e Aceitação em todo o Culto a ser então realizado; e por uma Bênção naquela porção definida de sua Palavra que ora será lida; e tudo mais, em o Nome e pela Mediação do Senhor Jesus Cristo.
  • 3. Reconhecer nossa grande pecaminosidade, Primeiro, por razão do Pecado Original que (além da culpa que nos faz sujeitos à Maldição eterna) é a semente de todos os outros pecados, polui nossas melhores ações, e (não fosse restringido, ou nosso coração renovado pela Graça) desabrocharia em inúmeras transgressões, e maiores rebeliões contra o Senhor, do que os cometidos pelos mais vis filhos dos Homens.
  • 4. E, a seguir, por razão de nossos pecados Reais, nossos próprios pecados, os pecados dos Governantes, e da Nação inteira. Pecados nossos os quais recebem muitos temíveis agravantes, por nós termos violado todos os Mandamentos da santa, justa e boa Lei de Deus, fazendo aquilo que é proibido, e deixando sem fazer o que é prescrito; e isso não só por Ignorância e Enfermidade, mas também com maior presunção, contra a luz de nossa Mente, as restrições de nossa Consciência, e movimentos ao contrário do próprio Espírito Santo
  • 5. de modo que não temos nenhuma capa para ocultar nossos pecados; sim, não só desprezando as riquezas da bondade, paciência e longanimidade de Deus, mas colocando-nos contra muitos convites e ofertas de graça no Evangelho, não procurando como devemos receber Cristo em nosso coração pela Fé, ou viver dignos dele em nossa vida.
  • 6. Chorar nossa cegueira de mente, dureza de coração, descrença, impenitência, segurança em nós mesmos, indiferença morna, aridez, nossa falta de buscar a mortificação e novidade de vida; nem procura do exercício da piedade no poder que tem; e que os melhores de nós não andamos tão firmemente com Deus,
  • 7. não conservamos nossas vestes tão impolutas, nem fomos tão zelosos de sua glória, e do bem dos outros, como devemos; e chorar sobre outros pecados dos quais a Igreja seja especialmente culpada; apesar das múltiplas e grandes Misericórdias de nosso Deus, do Amor de Cristo, da Luz do Evangelho, e da Reforma da Religião, de nossos próprios propósitos, promessas, votos, Pacto solene e outras obrigações em contrário.
  • 8. Reconhecer e confessar que, como nos sentimos convencidos de nossa culpa, assim, por sentirmos isso profundamente, julgamo-nos indignos dos mínimos benefícios, mais merecedores da mais forte ira de Deus, e de todas as Maldições da Lei e maiores Juízos infligidos sobre os Pecadores mais rebeldes; e que Ele poderia mais justamente tirar de nós seu Reino e Evangelho, afligir-nos com toda sorte de julgamentos espirituais e temporais nesta vida, e depois nos lançar na Escuridão completa, no Lago que queima com fogo e enxofre, onde há choro e ranger de dentes para sempre.
  • 9. Apesar de tudo isso, Chegar-se para perto do Trono da Graça, encorajando-nos a nós mesmos com a esperança de uma Resposta graciosa a nossas Orações, nas riquezas e suficiência completa daquela oblação única, a satisfação e intercessão do Senhor Jesus Cristo à direita do seu Pai e nosso Pai; e, na confiança das promessas sobremaneira grandiosas e preciosas de misericórdia e graça da nova Aliança,
  • 10. pelo mesmo Mediador, desprezar o peso da ira e maldição de Deus, que não somos capazes de evitar ou suportar; e humilde e sinceramente suplicar por misericórdia, na livre e plena remissão de todos nossos pecados, e isso somente pelos sofrimentos amargos e méritos preciosos desse nosso único Salvador Jesus Cristo.
  • 11. Que o Senhor conceda derramar amplamente seu amor em nosso coração pelo Espírito Santo; selar para nós pelo mesmo Espírito de Adoção, a segurança plena de nosso Perdão e Reconciliação; consolar todos os que choram em sua igreja, expressar paz ao espírito ferido e conturbado, e tratar do que tem o coração partido.
  • 12. E quanto aos pecadores seguros e presunçosos, que Ele abra os olhos e convença a Consciência deles, e os faça voltar das trevas à luz, e do poder de Satanás a Deus, para que também possam receber perdão do pecado, e uma herança entre aqueles que são santificados pela fé em Cristo Jesus.
  • 13. Orar pela Propagação do Evangelho e Reino de Cristo em toda nossa nação, pela conversão dos Judeus, e o apressar da segunda vinda de nosso Senhor; Pelo livramento das Igrejas sofredoras em outros países da tirania da facção Anticristã, e a favor da bênção de Deus sobre as Igrejas Reformadas,
  • 14. que Deus estabeleça Paz e Verdade, a pureza de todas as suas Ordenanças, e o poder da Piedade; que evite e remova a heresia, o cisma, a linguagem obscena, a superstição, a segurança e a infrutuosidade sob os meios de Graça, que cure todas as nossa rupturas e divisões, e nos preserve de violação de nossa Aliança solene.
  • 15. Orar por todos em Autoridade, especialmente pelo Governo Federal, para que Deus o torne rico em bênçãos, tanto em suas Pessoas como no Governo; estabeleça Justiça, salve-o de maus Conselhos, e faça deles um instrumento bendito e glorioso para a conservação e propagação do Evangelho, para o encorajamento e proteção daqueles que praticam o bem, o terror de todos que praticam o mal, e o bem abundante de toda a Igreja,
  • 16. pela conversão dos nossos representantes no Congresso, Senado e Suprema Corte, dos Homens de boa família e do Povo; por todos os Pastores e Professores, para que Deus os encha do seu Espírito, os tome exemplares em sua vida sendo santos, sóbrios, justos, pacíficos e bondosos; que dê a todo Seu povo Pastores que sejam segundo seu próprio coração; pelas Universidades, e todas as Escolas e Seminários
  • 17. que a IECRP possa vigorar cada vez mais em Erudição e piedade; pela Cidade ou Igreja local, que Deus derrame uma bênção sobre o Ministério da Palavra, os Sacramentos e a Disciplina, sobre as várias Famílias e pessoas compreendidas; por misericórdia aos afligidos que estejam sofrendo qualquer aflição interior ou exterior; por tempo bom e estações produtivas conforme a época exija; por afastar as Sentenças Divinas que sentimos ou tememos, ou a que somos sujeitos, como fome, peste, a espada e coisas semelhantes.
  • 18. E, por termos sido ouvintes improdutivos no passado, e agora não podermos por nós mesmos receber como devemos as coisas profundas de Deus, os mistérios de Jesus Cristo, que exigem um discernimento espiritual. Orar para que o Senhor que ensina para nosso proveito, graciosamente conceda derramar o Espírito da Graça,
  • 19. juntamente com os Seus meios externos, fazendo com que nós alcancemos uma medida tal da excelência do conhecimento de Cristo Jesus nosso Senhor, e nEle, das coisas que pertencem a nossa paz, que possamos computar todas as coisas como refugo em comparação a Ele.