43º Seminário Nacional de TIC
para a Gestão Pública
"Governo Inteligente:
colaboraç ão e soluç ões
inovadoras em TIC"
07 a...
RNP
• Rede Acadêmica brasileira (NREN)
• Organização Social vinculada ao MCTI
• 27 PoPs, um em cada capital (+ Campina Gra...
Infraestrutura da
RNPi. Rede Ipê (“Backbone”)
− Infraestrutura de comunicação, interligando os Pontos de Presença (PoPs) e...
Backbone - atual
Circuitos Internacionais – BR -
EUA
• Parceria FIU – AmLight
• 10 G pelo Atlântico + 10 G
pelo Pacífico
• Pontos de interc...
Novos cabos submarinos
-2017/2018
6
Projeto Bella
• Bella - Building Europe Link to Latin
America
• Prevê o uso do cabo submarino
Fortaleza – Lisboa (eulaLink...
Rota Fortaleza – Porto Alegre
• Trechos
– Fortaleza – [Natal] – [Campina Grande] – João
Pessoa – Recife
– Recife – Maceió ...
Rota Rota Aracajú – Salvador – Belo
Horizonte
• Provável sobre a Ferrovia FCA
(a mesma da Intelig e GVT)
• Iluminação em 4...
Acessos de instituições usuárias
• Através de circuitos de operadoras e provedores de internet .
– Modelo Pré-Veredas Nova...
Iniciativa Veredas Novas
• Objetivo:
– Interligar, até 2014 (???), todas as instituições usuárias da RNP no interior,
• Ca...
Parcerias Estaduais (e
Municipais)
ETICE
PRODEPA
PROCEMPA
PROCERGS
PRODEST
EMGETIS
SECTI-BA
PRODAM
FAPESQ
PRODAP
ATI
CEPRO...
Parceria RNP – ETICE
• Acordo de cooperação:
– Atendimento a TODAS as
instituições usuárias da RNP no
Estado do Ceará
– At...
Parceria RNP –
PRODEPA
• Acordo de cooperação específico
– Construção das 4 (quatro) redes
metropolitanas pela RNP - Altam...
Parceria RNP –
PRODAM
• Acordo de cooperação guarda-
chuva em negociação
– Utilização de 1 G na rota Manaus –
Coari
– Post...
Parceria RNP – SECTI-
BA
• Acordo de cooperação guarda-
chuva assinado
Rede de Banda Larga da Bahia
Redes Metropolitanas
• Redecomep – Rede Comunitária de
Educação e Pesquisa
– Capitais, exceto Porto Velho
– Interior: S Ca...
Atendimento atual na Bahia
1 G
<= 100M
Cruz das Almas
PoP: Point of Presence
Evolucão do Atendimento na Bahia
PoA: Point of Aggregation
1, 10 G
<= 1 G
PoP: Point of Presence
Cruz das Almas
Redecomep Vitória da Conquista
• Aproveitamento da
infraestrutura do Projeto
Cidade Digital
• Investimento complementar
da...
PoA Vitória da Conquista
• Proposta de implantação
em duas fases
• Fase 1:
− Contratação de 1 G
PoA - Vitória da
Conquista...
Conclusões
• Rumo ao 100 G para o backbone
− Anel 100 G
− Rota Fortaleza – Porto Alegre
• Projeto BELLA.
• Minimização do ...
eduardo.grizendi@rnp.br
Eduardo Grizendi (DEO)
OBRIGADO
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A RNP e a parceria com as Empresas de TI públicas

190 visualizações

Publicada em

Eduardo Grizendi
DEO/RNP

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
190
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A RNP e a parceria com as Empresas de TI públicas

  1. 1. 43º Seminário Nacional de TIC para a Gestão Pública "Governo Inteligente: colaboraç ão e soluç ões inovadoras em TIC" 07 a 09 de Outubro, A RNP e a parceria com as Empresas de TI públicas Eduardo Grizendi DEO/RNP
  2. 2. RNP • Rede Acadêmica brasileira (NREN) • Organização Social vinculada ao MCTI • 27 PoPs, um em cada capital (+ Campina Grande) • 3 PoAs implantados (S Carlos, Campinas, S J Campos), • 7 PoAs em implantação (Petrolina, Niterói, ...) • ~ 1.600 campi conectados, ~1.200 campi diretamente conectados pela RNP • ~ 50 redes/infraestruturas metropolitanas próprias • ~ 2.400 km cabeamento óptico metropolitano próprio
  3. 3. Infraestrutura da RNPi. Rede Ipê (“Backbone”) − Infraestrutura de comunicação, interligando os Pontos de Presença (PoPs) e Pontos de Agregação (PoAs) da RNP. i. Acessos de instituições usuárias − Malha de ramificação regional a partir dos PoPs interligando as instituições usuárias − Redes metropolitanas (Redecomeps) nas capitais e em importantes cidades do interior i. Circuitos internacionais − Interconexão da rede Ipê a outras redes de pesquisa avançadas nas América do Sul, América do Norte e Europa, − Troca de tráfego com Internet comercial mundial. i. Pontos de Troca de Tráfego (PTTs) com a Internet comercial brasileira e Serviço de Conteúdo − Em especial, aqueles do Programa PTT-Metro do NIC.br, − Internalização de conteúdo dentro da própria rede Ipê,(Akamai)
  4. 4. Backbone - atual
  5. 5. Circuitos Internacionais – BR - EUA • Parceria FIU – AmLight • 10 G pelo Atlântico + 10 G pelo Pacífico • Pontos de interconexão: – São Paulo e Fortaleza. • Redundância com a ANSP – 20 G + 20 G = 40 G.
  6. 6. Novos cabos submarinos -2017/2018 6
  7. 7. Projeto Bella • Bella - Building Europe Link to Latin America • Prevê o uso do cabo submarino Fortaleza – Lisboa (eulaLink) – Operacional em Q2 2017 • Prevê implantação e expansão de infraestrutura óptica terrestre na AL – Brasil, Argentina, Chile, Peru, Equador, Colômbia e Uruguai • Prevê expansão de infraestrutura óptica terrestre na Europa – Principalmente Espanha e Portugal
  8. 8. Rota Fortaleza – Porto Alegre • Trechos – Fortaleza – [Natal] – [Campina Grande] – João Pessoa – Recife – Recife – Maceió – Aracajú – Salvador - Belo Horizonte – Belo Horizonte - Rio de Janeiro – São Paulo – São Paulo – Curitiba – Florianópolis – Porto Alegre – Alternativas de Recife a Fortaleza • Alternativas – Via Campina Grande – Via Natal • Viabilização do Anel 100 G
  9. 9. Rota Rota Aracajú – Salvador – Belo Horizonte • Provável sobre a Ferrovia FCA (a mesma da Intelig e GVT) • Iluminação em 4 X 100 G − 2 X 100 G para o parceiro − 2 X 100 G para a RNP : − RNP: 1 x 100 G para o backbone , 1 X 100 G combiner ( 10 X 1 G) para atendimento às instituições usuárias.
  10. 10. Acessos de instituições usuárias • Através de circuitos de operadoras e provedores de internet . – Modelo Pré-Veredas Novas – Redução de circuitos das operadoras tradicionais – Novos fornecedores provedores locais e regionais • 1 Telecom, 7CON, Acesso Line, Algar Telecom, Amazontel, Avvio, Bell Telecom, Br27, BR Digital., Brasil Radiowave, C3 Telecom. CEMIG Telecom, CIASC, CLARA, Clickenter, Compuservice, COPEL Telecom, Dinâmica Telecom, Eletronorte, ENW Telecom, Eyes, G8, GVT, Halley, IPInfo, JF Soluções, NeoTelecom, Nettlel, NIPBR, Nipcable, NQT, OLC, RG Tech, Ruralweb, Sitecnet, South Tech., Sul Internet, Telbrax, TIM Fiber, Unidasnet, WCS, WKVE, WSP. • Através da Iniciativa Veredas Novas – ParceriaTelebrás – Parceria com Empresas Estaduais de TI • Através de redes metropolitanas próprias
  11. 11. Iniciativa Veredas Novas • Objetivo: – Interligar, até 2014 (???), todas as instituições usuárias da RNP no interior, • Campi,em 100 Mb/s. e • Sedes, em 1 Gb/s. • Parceiros atuais – Minicom – Cidades Digitais – TELEBRAS - Telecomunicações Brasileiras S.A. – Vivo/Telefonica / ANATEL – Empresa de Tecnologia da Informação do Estado do Ceará (ETICE) – Instituto de Tecnologia da Informação e Comunicação do Estado do Espírito Santo (PRODEST) – Empresa de Processamento de Dados do Estado do Pará (PRODEPA) – Centro de Gestão da Tecnologia da Informação (PRODAP) – Companhia de Processamento de Dados do Rio Grande do Sul PROCERGS) – ... Sertão é onde o pensamento da gente se forma mais forte do que o poder do lugar Grande Sertão: Veredas, João Guimarães Rosa + outros parceiros (quem???) Provedores de Internet, Empresas Estaduais de TI, …
  12. 12. Parcerias Estaduais (e Municipais) ETICE PRODEPA PROCEMPA PROCERGS PRODEST EMGETIS SECTI-BA PRODAM FAPESQ PRODAP ATI CEPROMAT SEATI PRODERJ
  13. 13. Parceria RNP – ETICE • Acordo de cooperação: – Atendimento a TODAS as instituições usuárias da RNP no Estado do Ceará – Atendimento em 100 Gbps, nos campi secundários – Atendimento em 1 Gbps, no campus sede da instituição – Essencialmente em fibra óptica, • Implantação de redes ópticas de acesso em diversas localidades do interior • Projeto exitoso em franca operação Cinturão Digital do Ceará
  14. 14. Parceria RNP – PRODEPA • Acordo de cooperação específico – Construção das 4 (quatro) redes metropolitanas pela RNP - Altamira, Marabá, Castanhal e Santarém – Cessão de 6 (seis) pares de fibra destas redecomeps da RNP p/ a PRODEPA, p/ uso do Estado – Assumpção pela PRODEPA do Transporte para as redes metropolitanas, a 100 M/1 G – Assumpção pela PRODEPA da manutenção das 4 (quatro) redes metropolitanas – Projeto finalizado NavegaPará Castanhal
  15. 15. Parceria RNP – PRODAM • Acordo de cooperação guarda- chuva em negociação – Utilização de 1 G na rota Manaus – Coari – Posteriormente, instalação de transponder de 10 G Rede Estadual de Comunicação do Amazonas
  16. 16. Parceria RNP – SECTI- BA • Acordo de cooperação guarda- chuva assinado Rede de Banda Larga da Bahia
  17. 17. Redes Metropolitanas • Redecomep – Rede Comunitária de Educação e Pesquisa – Capitais, exceto Porto Velho – Interior: S Carlos, Campinas, Juazeiro/Petrolina, Petrópolis, Niterói, – 4 importantes cidades do interior do Pará (Marabá, Santarém, Castanhal e Altamira) – IRU de fibra em S Paulo, Belo Horizonte, Ouro Preto e Diamantina • Infraestrutura metropolitana nas principais cidades do interior do Ceará (Juazeiro do Norte, Sobral, Crato, ...) • Uso de pares de fibra excedentes para permute por pares em outras localidades de interesse
  18. 18. Atendimento atual na Bahia 1 G <= 100M Cruz das Almas PoP: Point of Presence
  19. 19. Evolucão do Atendimento na Bahia PoA: Point of Aggregation 1, 10 G <= 1 G PoP: Point of Presence Cruz das Almas
  20. 20. Redecomep Vitória da Conquista • Aproveitamento da infraestrutura do Projeto Cidade Digital • Investimento complementar da RNP em redundância para fechamento do anel • Implantação de um PoA (Ponto de Agregação) na UESB
  21. 21. PoA Vitória da Conquista • Proposta de implantação em duas fases • Fase 1: − Contratação de 1 G PoA - Vitória da Conquista – PoP-BA − Descontratação dos enlaces do campus do IFBA e do UFBA de Vitória da Conquista. • Fase 2: − Instituições em Itapetinga, Jequié, Guanambi, Brumado e Bom Jesus da Lapa utilizarem o POA de Vitória da Conquista
  22. 22. Conclusões • Rumo ao 100 G para o backbone − Anel 100 G − Rota Fortaleza – Porto Alegre • Projeto BELLA. • Minimização do TCO (Total Cost of Ownership) − Permuta de Fibras • Evolução da Rede Ipê nos Estados − Implantação de PoAs • Parcerias: − Parceria com Provedores Locais & Regionais − Parcerias com Estados (Empresas/Órgãos de TI estaduais, Secretarias Estaduais, ...)
  23. 23. eduardo.grizendi@rnp.br Eduardo Grizendi (DEO) OBRIGADO

×