PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO<br /> O Olhar do Senso Comum Face à Velhice<br />Rute Carina Pereira Rodrigues Andrade N.º 9...
Rute Carina Pereira Rodrigues Andrade N.º 903356 Turma 6<br />2<br />Panorâmica actual:<br /><ul><li>Portugal é um País ca...
A esperança média de vida está a aumentar.</li></li></ul><li>Rute Carina Pereira Rodrigues Andrade N.º 903356 Turma 6<br /...
Depressão;
Inactividade;
Efeitos  secundários da medicação;
Doença;
Isolamento social;
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

C:\fakepath\apresentaçãoCarinandrade

311 visualizações

Publicada em

O olhar do idoso

Publicada em: Design
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
311
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

C:\fakepath\apresentaçãoCarinandrade

  1. 1. PSICOLOGIA DO DESENVOLVIMENTO<br /> O Olhar do Senso Comum Face à Velhice<br />Rute Carina Pereira Rodrigues Andrade N.º 903356 Turma 6<br />1<br />
  2. 2. Rute Carina Pereira Rodrigues Andrade N.º 903356 Turma 6<br />2<br />Panorâmica actual:<br /><ul><li>Portugal é um País cada vez mais envelhecido.
  3. 3. A esperança média de vida está a aumentar.</li></li></ul><li>Rute Carina Pereira Rodrigues Andrade N.º 903356 Turma 6<br />3<br /><ul><li>Vários problemas que surgem na velhice poderão ser:
  4. 4. Depressão;
  5. 5. Inactividade;
  6. 6. Efeitos secundários da medicação;
  7. 7. Doença;
  8. 8. Isolamento social;
  9. 9. Pobreza;
  10. 10. Falta de motivação ;
  11. 11. Falta de cuidados pessoais;
  12. 12. Sentimentos de vazio;
  13. 13. Depressão de maior ou de menor intensidade;</li></li></ul><li>Rute Carina Pereira Rodrigues Andrade N.º 903356 Turma 6<br />4<br /><ul><li>Também a reforma afecta os indivíduos no entanto isso dependerá:</li></ul>-Da personalidade de cada um; <br /><ul><li>Valor monetário de reforma;
  14. 14. Do estado de saúde;
  15. 15. Do tipo de trabalho até aí realizado;
  16. 16. Do estado civil;
  17. 17. Relações sociais;</li></li></ul><li>Rute Carina Pereira Rodrigues Andrade N.º 903356 Turma 6<br />5<br /><ul><li>Porque é que a sociedade não pode aceitar estas ideias?
  18. 18. Apesar da idade, os idosos são detentores de muito saber e experiências de vida;
  19. 19. Têm necessidade de partilhar vivências;
  20. 20. Têm capacidade de aprendizagem;
  21. 21. Manifestam desejo pelos convívios e actividades lúdicas;
  22. 22. Gostam de cantar e dançar ;
  23. 23. Gostam de se sentir envolvidos nas mais diversas actividades;
  24. 24. O envelhecimento é inevitável;
  25. 25. A maioria das mudanças que ocorrem nesta fase verifica-se ao nível de aparência;</li></li></ul><li>Rute Carina Pereira Rodrigues Andrade N.º 903356 Turma 6<br />6<br /><ul><li>Por isso é importante:
  26. 26. Olhar para o idoso como pessoa capacitada a desenvolver inúmeras actividades sem sentir exclusão social;
  27. 27. Olhar para o idoso como elemento basilar da nossa sociedade;</li></li></ul><li>Rute Carina Pereira Rodrigues Andrade N.º 903356 Turma 6<br />7<br /><ul><li>Como ajudar os idosos a terem maior qualidade de vida?</li></ul>-A existência de centros de dia e a prestação de serviços diários aos idosos poderão ser oportunidades promotoras de novos papeis sociais e relacionamentos sociais;<br />-A velhice deverá ser uma análise do projecto de vida e uma redefinição de prioridades, valores e projectos futuros;<br />
  28. 28. Rute Carina Pereira Rodrigues Andrade N.º 903356 Turma 6<br />8<br />“O verdadeiro mal da velhice é o enfraquecimento do corpo, é a indiferença da alma .” André Maurois<br />“O nosso consciente ignora a velhice, alimenta a ilusão da eterna juventude. “Simone de Beauvoire 1908<br />

×