Efeito.materno.e.interacao.gen.amb.2

3.041 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.041
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
105
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Efeito.materno.e.interacao.gen.amb.2

  1. 1. Universidade Federal Rural de Pernambuco Unidade Acadêmica de Garanhuns Melhoramento Genético Animal Efeito Materno e interação Genótipo x Ambiente Prof. Erik Amazonas de Almeida erik.almeida@gmail.com 14.06.2011Tuesday, June 14, 2011 1
  2. 2. EFEITO MATERNO - O efeito materno está relacionado: ๏ às diferenças no peso ao nascimento, ๏ na taxa de ganho do nascimento até o desmame, - causadas pelas diferenças no ambiente materno fornecido pelas mães durante a gestação e amamentação. - Os efeitos maternos são considerados como efeitos ambientais que influenciam a prole e são determinados por fatores genéticos e ambientais.Tuesday, June 14, 2011 2
  3. 3. EFEITO MATERNO - para a cria: a habilidade materna é um efeito ambiental - para a mãe: é um efeito genético herdado dos pais - A superioridade genética de uma vaca para habilidade materna é fruto de genes herdados de seus progenitores. - Sendo assim, a influência materna é fruto do genótipo da mãe e da ação ambiental que potencializa ou inibe a expressão deste genótipo.Tuesday, June 14, 2011 3
  4. 4. EFEITO MATERNO - Exemplos: ๏ Camundongos: • fêmeas maiores produzem mais leite ➛ filhotes crescem mais ➛ semelhança ambiental entre ninhada e mãe. • Comprimento da cauda depende da temperatura do ninho: Mães diferem na assiduidade de aquecer o ninho. Semelhança entre progênie (mesmo ambiente), mas não entre mãe e filho.Tuesday, June 14, 2011 4
  5. 5. EFEITO MATERNO - Exemplos: ๏ Suínos: • Fêmeas prolíficas produzem maior leitegada ➛ leitões disputam pelo mesmo leite ➛ pode haver redução no ganho de peso.Tuesday, June 14, 2011 5
  6. 6. EFEITO MATERNO ESTIMAÇÃO - Geralmente indireta: ๏ desempenho das crias no período pré-desmame: • peso ao desmame, Ganho de peso do nascimento ao desmame, etc. - Grande fonte de erros quando não se entende que as medidas de características do período pré-desmame contém: ๏ a expressão do potencial genético do filho para ganhar peso; ๏ a expressão do potencial genético da mãe para cuidar da cria e produzir leite.Tuesday, June 14, 2011 6
  7. 7. EFEITO MATERNO ESTIMAÇÃO - Logo: ๏ teremos a expressão de 2 genótipos: 1. Do bezerro, chamado efeito genético direto, representando o potencial genético de crescimento do próprio animal 2. Da vaca, representando a habilidade materna, chamado de efeito genético materno.Tuesday, June 14, 2011 7
  8. 8. EFEITO MATERNO IMPACTO - Positivo ou negativo: ๏ a habilidade materna, para o bezerro, é um efeito ambiental que pode inibir ou permitir a expressão total do potencial de crescimento do animal no período pré- desmame.Tuesday, June 14, 2011 8
  9. 9. EFEITO MATERNO EFICÁCIA • Para separação adequada dos efeitos genéticos em diretos e maternos e dos efeitos maternos em genético e ambiental, é necessário um conjunto de dados contendo informações de desempenho no período pré-desmame das mães, o maior número de informações de filhos por vaca, e a maior quantidade de informações a respeito do parentesco das fêmeas em reprodução.Tuesday, June 14, 2011 9
  10. 10. Interação Genótipo x Ambiente Prof. Erik Amazonas de Almeida erik.almeida@gmail.com 14.06.2011Tuesday, June 14, 2011 10
  11. 11. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE V =V +V G = Variação Ambiental Variação Fenotípica VP = P E G Genética ETuesday, June 14, 2011 11
  12. 12. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE EV =V +V VP = P G = Variação Ambiental Variação Fenotípica G Genética E VP = Variação Fenotípica VG = Variação Genética VE = Variação AmbientalTuesday, June 14, 2011 11
  13. 13. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE P V =V +VVGE = Variação Interação Genótipo x Ambiente G E • Diferenças na resposta de genótipos às variações ambientais • Pode ocasionar alteração no ordenamento de desempenho dos genótipos dos animais nos diferentes ambientes, ou seja, o melhor genótipo em um ambiente pode não ser o melhor noutro ambiente.Tuesday, June 14, 2011 12
  14. 14. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE P V =V +VVGE = Variação Interação Genótipo x Ambiente G E GE +V • Diferenças na resposta de genótipos às variações ambientais • Pode ocasionar alteração no ordenamento de desempenho dos genótipos dos animais nos diferentes ambientes, ou seja, o melhor genótipo em um ambiente pode não ser o melhor noutro ambiente.Tuesday, June 14, 2011 12
  15. 15. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE VP = VG + VE + VGEVGE = Variação Interação Genótipo x Ambiente • Diferenças na resposta de genótipos às variações ambientais • Pode ocasionar alteração no ordenamento de desempenho dos genótipos dos animais nos diferentes ambientes, ou seja, o melhor genótipo em um ambiente pode não ser o melhor noutro ambiente.Tuesday, June 14, 2011 12
  16. 16. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE • efeito do ambiente em diferentes genótiposTuesday, June 14, 2011 13
  17. 17. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE • efeito do ambiente em diferentes genótiposTuesday, June 14, 2011 14
  18. 18. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE • efeito do ambiente em diferentes genótiposTuesday, June 14, 2011 15
  19. 19. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE • efeito do ambiente em diferentes genótiposTuesday, June 14, 2011 16
  20. 20. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE • !"#$%&()*+,- efeito do ambiente em diferentes genótiposTuesday, June 14, 2011 17
  21. 21. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE • O que é preciso para se determinar Interação GxA (ou GxE) ๏ Vários ambientes ๏ vários genótipos ๏ Vários anos ๏ Ensaios comparativos de produçãoTuesday, June 14, 2011 18
  22. 22. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE • Adaptabilidade / Sensibilidade Ambiental: ๏ Capacidade de um genótipo em responder a um estímulo ambiental ➛ plasticidade fenotípica, plasticidade genética. • Estabilidade: ๏ Constância de desempenho através dos ambientes ๏ menor variância ambiental ๏ Ideal: variância ambiental zeroTuesday, June 14, 2011 19
  23. 23. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE • Como medir: - Vários métodos estatísticos: ๏ Metodologia de Eberhart e Russel (1966) • Baseada em Regressão Linear • Indíce Ambiental • X = [média do ambiente – média geral] • Valor de b estima a adaptabilidade do genótipo • b < 1 • • b = 1• • b > 1 • Somatório dos desvios estima a estabilidade fenotípica.Tuesday, June 14, 2011 20
  24. 24. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE !"#$%&$(#()*++#,(-./001Tuesday, June 14, 2011 21
  25. 25. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE ๏ Metodologia de Lin e Binns (1988) • Desvio do desempenho máximo • Cada genótipo é comparado com a resposta máxima em cada ambiente, fornecendo uma medida de superioridade. • Medida (Pi) do animal i: • distância entre o quadrado médio do animal testado e o animal com resposta máxima ➛ Quanto + produtivo for o animal em muitos ambientes, menor será o Pi e mais estável e adaptado.Tuesday, June 14, 2011 22
  26. 26. INTERAÇÃO GENÓTIPO X AMBIENTE VILÃO OU OPORTUNIDADE?Tuesday, June 14, 2011 23

×