Utilização Correta dos Pronomes

255 visualizações

Publicada em

Utilização Correta dos Pronomes

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
255
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Utilização Correta dos Pronomes

  1. 1. Utilização correta dos pronomes Funcionamento da língua - Língua Portuguesa 3º Ciclo
  2. 2. Erros comuns • Traz-o à minha presença. Eu darei-lhe uma adivinha que dará- lhe cuidados. • Ele não sabia-lhe responder? • Quem disse-te isso? • Eu resolveria-as se emprestares-me o hábito.
  3. 3. Colocação dos pronomes átonos • As formas átonas dos pronomes pessoais são aquelas que, não tendo acentuação própria, estão subordinadas ao acento tónico dos verbos. No entanto existem regras sintáticas básicas que determinam a sua posição antes, após e no meio das formas verbais.
  4. 4. Segundo a regra geral, os pronomes pessoais átonos são colocados depois do verbo usado nos tempos simples. • O moleiro resolveu-as. • O rei deu-te três dias? • O rei queria apanhá-lo. Nos tempos compostos ou na passiva, colocam-se depois dos verbos ter e ser e antes do verbo principal. • Tenho-o visto muitas vezes, mas nunca assim. • As perguntas foram-me feitas pelo rei.
  5. 5. Com verbos que expressam noções como o desejo, possibilidade, probabilidade, dever, necessidade, etc. (por exemplo os verbos querer, poder, dever, ter), ou conjugações perifrásticas, ou seja, conjugações com um verbo auxiliar (no tempo que se quer conjugar) e um verbo principal (no gerúndio ou no infinitivo), os pronomes são colocados à direita ou do verbo modal (ou auxiliar) ou do verbo no infinitivo. Para os outros verbos compostos, tanto se pode colocar a seguir ao verbo auxiliar como a seguir ao verbo principal. • Pode-nos responder isso amanhã. • Pode responder-nos isso amanhã. • Eles estão-no a aborrecer. • Eles estão a aborrecê-lo.
  6. 6. São colocados no meio do verbo quando se trata do futuro (do indicativo) ou do condicional, nos seguintes casos: • O moleiro salvá-lo-ia. • O moleiro dar-te-á as respostas. Os pronomes vêm sempre antes do verbo em: • Frases declarativas negativas • Não o imaginava assim. • Ninguém a tinha encontrado. • Nada o poderia travar.
  7. 7. • Frases começadas por pronomes ou advérbios interrogativos • Quem os viu? • Como lhe entregaram o livro? • Quando os vens ver? • Quando vens vê-las? • Frases começadas por pronomes ou advérbios • Até tu te enganaste. • Alguém se tinha apercebido. • Apenas ela me podia ajudar. • Apenas ela podia ajudar-me.
  8. 8. • Orações subordinadas • Foi logo falar-lhe, mal a viu. • Para me ter visto, tinha de estar muito perto. • Disse ao João que o iam felicitar. • Disse ao João que iam felicitá-lo. Os pronomes também são colocados desta forma quando são usados em orações que expressam o desejo de que algo aconteça. • Oxalá te lembres do que eu te disse! • Era bom que lhe tivesses falado! • Oxalá lhe queira falar. • Oxalá queira falar-lhe.
  9. 9. Variação dos pronomes o, a, os, as Os pronomes pessoais o, a, os, as não se alteram quando usados após um verbo terminado em vogal ou ditongo. • O João abre-os. • O João deu-a.
  10. 10. No entanto, quando o verbo termina em -r, -s ou -z, os pronomes passam a lo, la, los, las. • Fazê-las (fazer + as) • Vende-lo (vendes + o) • Trá-lo (traz + o) Quando o verbo termina em -m, -ão, ou -õe, os pronomes tomam a forma no, na, nos, nas. • Amam-nos (amam + os) • Dão-nas (dão + as) • Põe-no (põe + o)

×