Artigo equina 15 jan fev-2008

344 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
344
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Artigo equina 15 jan fev-2008

  1. 1. Primeiros resultados do Censo Agropecuário 2007 O s primeiros resultados do Censo Agro- de eqüinos, podem ser surpreendidos quando ocor- pecuário 2007 foram recentemente divul- rer a divulgação completa dos resultados do Cen- gados. Muitos, principalmente os pesqui- so. Devemos estar atentos ao fato de que parcela sadores, estavam ansiosos: afinal, o último Censo significativa dos eqüinos está associada à lida do Agropecuário havia ocorrido há uma década. In- gado bovino, cujo efetivo é 36 milhões de cabeça Roberto A. de felizmente, ainda não foram divulgados os dados menor do que o número informado na PPM. Souza Lima referentes à eqüinocultura, mas já há notícias in- Professor Doutor da Escola Superior de teressantes. Tabela 1 Agricultura “Luiz de Para suprir a ausência de dados nos anos em Brasil: efetivo de animais em 31/12/2006 Queiroz” da que não há Censo, pesquisadores e interessados Universidade de São no assunto utilizam as informações da Pesquisa Pesquisa Pecuária Censo Paulo (ESALQ/USP) Espécie Variação Municipal Agropecuárioraslima@esalq.usp.br Pecuária Municipal (PPM). Diferentemente doRudy Tarasantchi Censo (informações exatas, coletadas em cada Bovino 205.886.244 169.900.049 -17,5% Graduando da um dos estabelecimentos do Brasil), na PPM o ESALQ/USP. Eqüino 5.749.117 nd efetivo dos rebanhos é estimado pelo IBGE com base em informantes municipais qualificados en- Bubalino 1.156.870 839.960 -27,4% volvidos com a pecuária (por exemplo: sindicatos, Asinino 1.187.419 nd cooperativas, instituições de crédito, entre outros). Assim, é normal ocorrer divergências e correções Muar 1.386.015 nd após a divulgação do Censo, como ilustrado na Suíno 35.173.824 31.949.106 -9,2% Tabela 1. Caprino 10.401.449 7.109.052 -31,7% Nota-se que o efetivo das espécies apurado pelo Censo foi inferior ao que era apresentado na Ovino 16.019.170 13.856.747 -13,5% PPM. Os profissionais no mercado, que tem tra- nd = dado não disponível quando foi elaborado este artigo. (Fonte: IBGE) balhado com a estimativa de cerca de 5,5 milhões
  2. 2. O Censo Agropecuário traz diversas informa- lizaram 76.697.324 ha.ções. Com relação aos dados estruturais, verifi- A população de bovinos mais do que dobrouca-se que houve incremento no número de esta- no período de 1970 a 2006, passando de 78.562.250belecimentos agropecuários nos últimos 10 anos, para 169.900.049 de cabeças (crescimento deembora a área ocupada não tenha se alterado 116%). Mas este crescimento não foi uniformemuito. Em 1995, 4.859.865 estabelecimentos ocu- em todo Brasil. Enquanto as Regiões Sul e Su-pavam uma área total de 353.611.246 ha. De acor- deste permaneceram com a população relativa-do com os resultados recentemente divulgados, o mente estável e a Região Nordeste apresentounúmero de estabelecimentos elevou-se em 7,01% ligeiro crescimento, o efetivo de bovinos aumen-enquanto a área cresceu apenas 0,35%; em 2006, tos fortemente nas Regiões Norte e Centro-Oes-5.204.130 estabelecimentos ocupavam te (Figura 2). Os resultados completos do Cen-354.865.534 ha. so, quando forem divulgados, deverá mostrar, tam- A utilização das terras variou de maneira dife- bém, forte crescimento da tropa de eqüinos nasrenciada de acordo com o uso. Enquanto as la- Regiões Norte e Centro-Oeste, acompanhando ovouras apresentaram crescimento, a área com pas- gado bovino.tagens sofreu redução, atingindo o menor valor Duas Unidades da Federação que apresenta-desde 1975 (Figura 1). Em 31.12.2006, as pasta- ram forte evolução na criação de gado bovinogens ocuparam 172.333.073 ha e as lavouras uti- foram os Estados de Rondônia e Mato Grosso. Figura 1 - Brasil: utilização das terras, em milhões de hectares. (Fonte: IBGE) Figura 2 - Brasil: efetivo de bovinos, em milhões de cabeças, por Região. (Fonte: IBGE)
  3. 3. Figura 3 - Área de pastagens e efetivo da pecuária bovina nos estabelecimentos agropecuários em 31/12/2006, em Rondônia e Mato Grosso. (Fonte: IBGE) Figura 4 - Brasil: efetivo da pecuária bovina e número de estabelecimentos, por Unidade da Federação, em 31/12/2006. (Fonte: IBGE)Embora a área de pastagens também tenha se elevado sualização da distribuição do rebanho bovinonestes estados, o crescimento do número de cabeças e do número de estabelecimentos agropecu-foi mais intenso (Figura 3). O número de cabeças por ário no Brasil.hectare de pastagem passou de 0,25 (em 1970) para Estes primeiros resultados divulgados do1,71 (em 2006) em Rondônia. No Mato Grosso, esse Censo Agropecuário 2007 permitiram umaíndice evolui de 0,28 para 0,86, no mesmo período. breve caracterização tanto da atual estrutu- As principais Unidades da Federação produtoras ra da pecuária bovina quanto da sua evolu-de gado bovino são, em ordem decrescente, Minas ção desde 1970. Embora importante paraGerais (20.991.678 de cabeças); Mato Grosso, Mato eqüinocultura, face à representatividade daGrosso do Sul e Goiás. Juntos, esses quatro estados tropa de animais de lida, continuamos aguar-respondem por 44% do rebanho nacional. Nota-se que dando os resultados completos. Com as ta-a produção possui características bem diferenciadas belas, quadros e gráficos que serão publica-entre as Regiões. Enquanto na região Nordeste há, em dos sobre eqüinos, asininos e muares, possi-média, 26,86 animais por estabelecimento agropecuá- velmente teremos correções importantes emrio; na Região Centro-Oeste há 226,63 animais por es- nossas expectativas e estimativas. É espe-tabelecimento agropecuário. A Figura 4 permite a vi- rar para conferir.

×