SlideShare uma empresa Scribd logo
Nesse tempo
de Advento,
a
caminho do Natal de
Jesus,
somos convidados
a
olhar para Maria,
a

IMACULADA,
e nela reconhecer
o modelo
de como acolher
Jesus,
que está chegando?
As leituras nos falam
A 1ª

Leitura

apresenta o
episódio
do
Pecado Original:
A vitória da Mulher e
de sua
descendência contra a
serpente (Gn 3, 9-15)
O autor sagrado
quer explicar a
origem
do
mal no mundo.
Ele vê a opressão,
as injustiças e
violências.
Será esse o mundo
criado por Deus?
A resposta é dada
por imagens:

- O fruto proibido:
- A auto-suficiência
é
comparada
a
uma serpente
que nos dá uma
idéia falsa de
Deus
e nos
- leva
A "nudez"
a escolher o mal.
a criatura maravilhosa
no corpo e na mente,
depois do pecado,
começa a causar vergonha.

- O homem não está no seu lugar:
Deus não é mais um amigo com o qual passeia no jardim
e passa a vê-lo como adversário e o evita (se esconde).

- O pecado rompe a confiança entre as pessoas:
Adão acusa Eva; Eva culpa a serpente...

- A Luta entre a "serpente" e o homem continuará...
mas a descendência da mulher esmagará a cabeça da serpente.
A 2ª

Leitura é um Hino de louvor a Deus pelas maravilhas
por ele realizadas em favor dos homens. (Ef 1,3-

6;11-12)

No Evangelho, a saudação do anjo a Maria nos faz entender
quem é o Filho de Maria (Lc 1,26-38)
O texto não um relato histórico, mas uma CATEQUESE,
destinada a proclamar certas realidades salvíficas:
- O Anúncio do nascimento
é freqüente na Bíblia e
revela que ele é um dom de
Deus...

- O Messias é pobre:
Num povoado
desconhecido...
A uma mulher virgem

- O Diálogo do anjo a Maria:
> "Ave Cheia de Graça":
A Voz do anjo anuncia
a realização das promessas:
"Uma Virgem conceberá..."
> O nome: "Cheia de Graça":
Quando Deus troca o nome,
destina a uma missão.
> Anúncio do nascimento
> A "Sombra"
do Altíssimo
pousou sobre
Maria:
O próprio Deus se
tornou presente nela.
É uma profissão de fé
na divindade
do filho de Maria.

> "Eis aqui a serva":
Maria reconhece
que Deus a
escolheu,
aceita essa escolha
e
manifesta
sua disposição
de
cumprir
O que esta festa nos diz?
- Deus ama os homens e
tem um projeto de vida
plena para lhes oferecer.

- Como Deus intervém e
concretiza a salvação?
Através de pessoas
atentas aos seus projetos
e de coração disponível
para o serviço dos irmãos,
Deus atua no mundo,
manifesta aos homens
o seu amor e convida
cada pessoa a percorrer
os caminhos da felicidade
- Os instrumentos de Deus
Deus age com pessoas,
independentemente de
suas qualidades
humanas.
O que é decisivo
é a disponibilidade
e
o amor
com que
acolhem e testemunham
as
propostas de Deus.

- Como responder
aos apelos de Deus?
Diante dos planos de Deus,
Maria responde
com um "SIM"
total e
- Como Maria
chegou
a esta confiança
incondicional
em Deus?
Com uma vida de diálogo,
de
comunhão,
de intimidade com Deus.
Deus ocupava
o primeiro lugar
e
era a
sua prioridade
fundamental.
* Era uma pessoa
de oração e de fé,
que fez a
experiência
* Todos os dias,
encontro tempo
e disponibilidade
para ouvir Deus,
para viver
em comunhão com
ele, para tentar perceber
os seus sinais?
Como você está se
preparando para o Natal?
Imitar a fidelidade de Maria
à Vontade de Deus,
é o melhor caminho
para um Natal mais
cristão.

Pe. Antônio G. Dalla Costa CS
08.12.2013
MEU DOMINGO
Com a Palavra de Deus

Meditada por:

Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS
Ilustração:

Nelso Geraldo Ferronatto

Música: Imaculada
Fr. Fabretti/J.Thomas
CD Círio de Nazaré - Paulinas COMEP.

http://www.buscandonovasaguas.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Lição 7: Mulheres na Bíblia Maria e eu
Lição 7: Mulheres na Bíblia Maria e euLição 7: Mulheres na Bíblia Maria e eu
Lição 7: Mulheres na Bíblia Maria e eu
Igreja Adventista do Sétimo Dia
 
Oficina de oração com jovens da PJ orientada pelo Professor Locimar Massalai
Oficina de oração com jovens da PJ orientada pelo Professor Locimar MassalaiOficina de oração com jovens da PJ orientada pelo Professor Locimar Massalai
Oficina de oração com jovens da PJ orientada pelo Professor Locimar Massalai
LOCIMAR MASSALAI
 
Espaço Jovem - Edição XIII
Espaço Jovem -  Edição XIIIEspaço Jovem -  Edição XIII
Espaço Jovem - Edição XIII
Dejadjl
 
As alegrias de maria parte 1
As alegrias de maria parte 1As alegrias de maria parte 1
As alegrias de maria parte 1
Afonso Murad (FAJE)
 
A construção de um mundo melhor
A construção de um mundo melhorA construção de um mundo melhor
A construção de um mundo melhor
Helio Cruz
 
Ensinamentos para uma vida melhor 1
Ensinamentos para uma vida melhor 1Ensinamentos para uma vida melhor 1
Ensinamentos para uma vida melhor 1
Carlos Steigleder
 
A virgem do vale
A virgem do valeA virgem do vale
A virgem do vale
Amadeu Wolff
 
A Virgem do Vale
A Virgem do ValeA Virgem do Vale
A Virgem do Vale
Carlos Correa
 
1º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa
1º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa1º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa
1º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa
Osorio Soares Gomes
 
Madre Teresa de Calcuta
Madre Teresa de CalcutaMadre Teresa de Calcuta
Madre Teresa de Calcuta
Santuario Jardim da Imaculada
 
Tempo eterno
Tempo eternoTempo eterno
Tempo eterno
Marcelo Guerra
 
Tributo à Madre Tereza de Calcutá
Tributo à Madre Tereza de CalcutáTributo à Madre Tereza de Calcutá
Tributo à Madre Tereza de Calcutá
Louis Oliver
 
2º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa
2º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa2º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa
2º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa
Osorio Soares Gomes
 
Papa francisco no iraque (portugues) parte 2
Papa francisco no iraque  (portugues) parte 2Papa francisco no iraque  (portugues) parte 2
Papa francisco no iraque (portugues) parte 2
Martin M Flynn
 
Novena 1 a 4
Novena 1 a 4Novena 1 a 4
Novena 1 a 4
Renata R. Lucas
 
Uma mulher (1)
Uma mulher (1)Uma mulher (1)
Uma mulher (1)
pr_afsalbergaria
 
O Fariseu E O Publicano
O Fariseu E O PublicanoO Fariseu E O Publicano
O Fariseu E O Publicano
Leone Orlando
 
Amigos de deus
Amigos de deusAmigos de deus
Amigos de deus
sheillyssehodasilva
 
Uma mulher
Uma mulherUma mulher
Uma mulher
pr_afsalbergaria
 

Mais procurados (19)

Lição 7: Mulheres na Bíblia Maria e eu
Lição 7: Mulheres na Bíblia Maria e euLição 7: Mulheres na Bíblia Maria e eu
Lição 7: Mulheres na Bíblia Maria e eu
 
Oficina de oração com jovens da PJ orientada pelo Professor Locimar Massalai
Oficina de oração com jovens da PJ orientada pelo Professor Locimar MassalaiOficina de oração com jovens da PJ orientada pelo Professor Locimar Massalai
Oficina de oração com jovens da PJ orientada pelo Professor Locimar Massalai
 
Espaço Jovem - Edição XIII
Espaço Jovem -  Edição XIIIEspaço Jovem -  Edição XIII
Espaço Jovem - Edição XIII
 
As alegrias de maria parte 1
As alegrias de maria parte 1As alegrias de maria parte 1
As alegrias de maria parte 1
 
A construção de um mundo melhor
A construção de um mundo melhorA construção de um mundo melhor
A construção de um mundo melhor
 
Ensinamentos para uma vida melhor 1
Ensinamentos para uma vida melhor 1Ensinamentos para uma vida melhor 1
Ensinamentos para uma vida melhor 1
 
A virgem do vale
A virgem do valeA virgem do vale
A virgem do vale
 
A Virgem do Vale
A Virgem do ValeA Virgem do Vale
A Virgem do Vale
 
1º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa
1º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa1º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa
1º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa
 
Madre Teresa de Calcuta
Madre Teresa de CalcutaMadre Teresa de Calcuta
Madre Teresa de Calcuta
 
Tempo eterno
Tempo eternoTempo eterno
Tempo eterno
 
Tributo à Madre Tereza de Calcutá
Tributo à Madre Tereza de CalcutáTributo à Madre Tereza de Calcutá
Tributo à Madre Tereza de Calcutá
 
2º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa
2º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa2º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa
2º dia tríduo da festa de nossa senhora da medalha milagrosa
 
Papa francisco no iraque (portugues) parte 2
Papa francisco no iraque  (portugues) parte 2Papa francisco no iraque  (portugues) parte 2
Papa francisco no iraque (portugues) parte 2
 
Novena 1 a 4
Novena 1 a 4Novena 1 a 4
Novena 1 a 4
 
Uma mulher (1)
Uma mulher (1)Uma mulher (1)
Uma mulher (1)
 
O Fariseu E O Publicano
O Fariseu E O PublicanoO Fariseu E O Publicano
O Fariseu E O Publicano
 
Amigos de deus
Amigos de deusAmigos de deus
Amigos de deus
 
Uma mulher
Uma mulherUma mulher
Uma mulher
 

Semelhante a A1302 imaculada

Estudos doutrinários no metodismo
Estudos doutrinários no metodismoEstudos doutrinários no metodismo
Estudos doutrinários no metodismo
Paulo Dias Nogueira
 
C1210 minha mae
C1210 minha maeC1210 minha mae
C1210 minha mae
José Luiz Silva Pinto
 
Origem do_mal
Origem do_malOrigem do_mal
Origem do_mal
pr_afsalbergaria
 
4 ra segunda semana para envio - Retiro de Advento/Natal 2013…
4 ra segunda semana para envio - Retiro de Advento/Natal 2013…4 ra segunda semana para envio - Retiro de Advento/Natal 2013…
4 ra segunda semana para envio - Retiro de Advento/Natal 2013…
Bernadetecebs .
 
O PECADO ORIGINAL
O PECADO ORIGINALO PECADO ORIGINAL
O PECADO ORIGINAL
paulodetarsopontes
 
ORIGEM DO MAL
ORIGEM DO MALORIGEM DO MAL
ORIGEM DO MAL
Isaura Miike
 
A origem do mal
A origem do malA origem do mal
A origem do mal
Daniel de Carvalho Luz
 
01 apostila parte02
01 apostila parte0201 apostila parte02
Aula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – liliAula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – lili
Roseli Lemes
 
Agar
AgarAgar
Fundamentos do cristianismo
Fundamentos do cristianismoFundamentos do cristianismo
Fundamentos do cristianismo
Derson Lopes Jr, Msc, PMP
 
Razões da nossa fé lição 3
Razões da nossa fé   lição 3Razões da nossa fé   lição 3
Razões da nossa fé lição 3
Mariângela Domeniche Perdomo
 
RED268-Aula4.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
RED268-Aula4.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxRED268-Aula4.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
RED268-Aula4.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
lindalva da cruz
 
Apostila sem cura interior - 2013 - cópia
Apostila sem cura interior - 2013 - cópiaApostila sem cura interior - 2013 - cópia
Apostila sem cura interior - 2013 - cópia
feenovavida
 
Sem cura interior - 2013
Sem cura interior - 2013Sem cura interior - 2013
Sem cura interior - 2013
feenovavida
 

Semelhante a A1302 imaculada (15)

Estudos doutrinários no metodismo
Estudos doutrinários no metodismoEstudos doutrinários no metodismo
Estudos doutrinários no metodismo
 
C1210 minha mae
C1210 minha maeC1210 minha mae
C1210 minha mae
 
Origem do_mal
Origem do_malOrigem do_mal
Origem do_mal
 
4 ra segunda semana para envio - Retiro de Advento/Natal 2013…
4 ra segunda semana para envio - Retiro de Advento/Natal 2013…4 ra segunda semana para envio - Retiro de Advento/Natal 2013…
4 ra segunda semana para envio - Retiro de Advento/Natal 2013…
 
O PECADO ORIGINAL
O PECADO ORIGINALO PECADO ORIGINAL
O PECADO ORIGINAL
 
ORIGEM DO MAL
ORIGEM DO MALORIGEM DO MAL
ORIGEM DO MAL
 
A origem do mal
A origem do malA origem do mal
A origem do mal
 
01 apostila parte02
01 apostila parte0201 apostila parte02
01 apostila parte02
 
Aula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – liliAula 2 - Deus – lili
Aula 2 - Deus – lili
 
Agar
AgarAgar
Agar
 
Fundamentos do cristianismo
Fundamentos do cristianismoFundamentos do cristianismo
Fundamentos do cristianismo
 
Razões da nossa fé lição 3
Razões da nossa fé   lição 3Razões da nossa fé   lição 3
Razões da nossa fé lição 3
 
RED268-Aula4.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
RED268-Aula4.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxRED268-Aula4.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
RED268-Aula4.ppt xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
Apostila sem cura interior - 2013 - cópia
Apostila sem cura interior - 2013 - cópiaApostila sem cura interior - 2013 - cópia
Apostila sem cura interior - 2013 - cópia
 
Sem cura interior - 2013
Sem cura interior - 2013Sem cura interior - 2013
Sem cura interior - 2013
 

Mais de Paroquia Arronches

Jubileu da Misericórdia
Jubileu da MisericórdiaJubileu da Misericórdia
Jubileu da Misericórdia
Paroquia Arronches
 
Basilica de-san-juan-de-letran.-roma
Basilica de-san-juan-de-letran.-romaBasilica de-san-juan-de-letran.-roma
Basilica de-san-juan-de-letran.-roma
Paroquia Arronches
 
C1402 cordeiro de_deus
C1402 cordeiro de_deusC1402 cordeiro de_deus
C1402 cordeiro de_deus
Paroquia Arronches
 
C01 batismo
C01 batismoC01 batismo
C01 batismo
Paroquia Arronches
 
C1401 batismo de_jesus
C1401 batismo de_jesusC1401 batismo de_jesus
C1401 batismo de_jesus
Paroquia Arronches
 
N1404 vimos a_estrela
N1404 vimos a_estrelaN1404 vimos a_estrela
N1404 vimos a_estrela
Paroquia Arronches
 
N1302 s familia
N1302  s familiaN1302  s familia
N1302 s familia
Paroquia Arronches
 
A1304 uma virgem_concebera
A1304 uma virgem_conceberaA1304 uma virgem_concebera
A1304 uma virgem_concebera
Paroquia Arronches
 
A1303 alegrai vos
A1303 alegrai vosA1303 alegrai vos
A1303 alegrai vos
Paroquia Arronches
 
A1301 vigiai
A1301 vigiaiA1301 vigiai
A1301 vigiai
Paroquia Arronches
 
C1334 cristo rei
C1334 cristo reiC1334 cristo rei
C1334 cristo rei
Paroquia Arronches
 
C1333 levantai a_cabeca
C1333 levantai a_cabecaC1333 levantai a_cabeca
C1333 levantai a_cabeca
Paroquia Arronches
 
C1332 deus dos-vivos
C1332 deus dos-vivosC1332 deus dos-vivos
C1332 deus dos-vivos
Paroquia Arronches
 
C1331 os santos
C1331 os santosC1331 os santos
C1331 os santos
Paroquia Arronches
 
C1330 fariseu e_publicano
C1330 fariseu e_publicanoC1330 fariseu e_publicano
C1330 fariseu e_publicano
Paroquia Arronches
 
C1329 bracos erguidos
C1329 bracos erguidosC1329 bracos erguidos
C1329 bracos erguidos
Paroquia Arronches
 
C1328 obrigado senhor
C1328 obrigado senhorC1328 obrigado senhor
C1328 obrigado senhor
Paroquia Arronches
 
C1327 bota fe
C1327 bota feC1327 bota fe
C1327 bota fe
Paroquia Arronches
 
C1326 lazaros de_hoje
C1326 lazaros de_hojeC1326 lazaros de_hoje
C1326 lazaros de_hoje
Paroquia Arronches
 
C1325 dois senhores
C1325 dois senhoresC1325 dois senhores
C1325 dois senhores
Paroquia Arronches
 

Mais de Paroquia Arronches (20)

Jubileu da Misericórdia
Jubileu da MisericórdiaJubileu da Misericórdia
Jubileu da Misericórdia
 
Basilica de-san-juan-de-letran.-roma
Basilica de-san-juan-de-letran.-romaBasilica de-san-juan-de-letran.-roma
Basilica de-san-juan-de-letran.-roma
 
C1402 cordeiro de_deus
C1402 cordeiro de_deusC1402 cordeiro de_deus
C1402 cordeiro de_deus
 
C01 batismo
C01 batismoC01 batismo
C01 batismo
 
C1401 batismo de_jesus
C1401 batismo de_jesusC1401 batismo de_jesus
C1401 batismo de_jesus
 
N1404 vimos a_estrela
N1404 vimos a_estrelaN1404 vimos a_estrela
N1404 vimos a_estrela
 
N1302 s familia
N1302  s familiaN1302  s familia
N1302 s familia
 
A1304 uma virgem_concebera
A1304 uma virgem_conceberaA1304 uma virgem_concebera
A1304 uma virgem_concebera
 
A1303 alegrai vos
A1303 alegrai vosA1303 alegrai vos
A1303 alegrai vos
 
A1301 vigiai
A1301 vigiaiA1301 vigiai
A1301 vigiai
 
C1334 cristo rei
C1334 cristo reiC1334 cristo rei
C1334 cristo rei
 
C1333 levantai a_cabeca
C1333 levantai a_cabecaC1333 levantai a_cabeca
C1333 levantai a_cabeca
 
C1332 deus dos-vivos
C1332 deus dos-vivosC1332 deus dos-vivos
C1332 deus dos-vivos
 
C1331 os santos
C1331 os santosC1331 os santos
C1331 os santos
 
C1330 fariseu e_publicano
C1330 fariseu e_publicanoC1330 fariseu e_publicano
C1330 fariseu e_publicano
 
C1329 bracos erguidos
C1329 bracos erguidosC1329 bracos erguidos
C1329 bracos erguidos
 
C1328 obrigado senhor
C1328 obrigado senhorC1328 obrigado senhor
C1328 obrigado senhor
 
C1327 bota fe
C1327 bota feC1327 bota fe
C1327 bota fe
 
C1326 lazaros de_hoje
C1326 lazaros de_hojeC1326 lazaros de_hoje
C1326 lazaros de_hoje
 
C1325 dois senhores
C1325 dois senhoresC1325 dois senhores
C1325 dois senhores
 

A1302 imaculada

  • 1.
  • 2. Nesse tempo de Advento, a caminho do Natal de Jesus, somos convidados a olhar para Maria, a IMACULADA, e nela reconhecer o modelo de como acolher Jesus, que está chegando? As leituras nos falam
  • 3. A 1ª Leitura apresenta o episódio do Pecado Original: A vitória da Mulher e de sua descendência contra a serpente (Gn 3, 9-15) O autor sagrado quer explicar a origem do mal no mundo. Ele vê a opressão, as injustiças e violências. Será esse o mundo criado por Deus? A resposta é dada por imagens: - O fruto proibido:
  • 4. - A auto-suficiência é comparada a uma serpente que nos dá uma idéia falsa de Deus e nos - leva A "nudez" a escolher o mal. a criatura maravilhosa no corpo e na mente, depois do pecado, começa a causar vergonha. - O homem não está no seu lugar: Deus não é mais um amigo com o qual passeia no jardim e passa a vê-lo como adversário e o evita (se esconde). - O pecado rompe a confiança entre as pessoas: Adão acusa Eva; Eva culpa a serpente... - A Luta entre a "serpente" e o homem continuará... mas a descendência da mulher esmagará a cabeça da serpente.
  • 5. A 2ª Leitura é um Hino de louvor a Deus pelas maravilhas por ele realizadas em favor dos homens. (Ef 1,3- 6;11-12) No Evangelho, a saudação do anjo a Maria nos faz entender quem é o Filho de Maria (Lc 1,26-38) O texto não um relato histórico, mas uma CATEQUESE, destinada a proclamar certas realidades salvíficas:
  • 6. - O Anúncio do nascimento é freqüente na Bíblia e revela que ele é um dom de Deus... - O Messias é pobre: Num povoado desconhecido... A uma mulher virgem - O Diálogo do anjo a Maria: > "Ave Cheia de Graça": A Voz do anjo anuncia a realização das promessas: "Uma Virgem conceberá..." > O nome: "Cheia de Graça": Quando Deus troca o nome, destina a uma missão. > Anúncio do nascimento
  • 7. > A "Sombra" do Altíssimo pousou sobre Maria: O próprio Deus se tornou presente nela. É uma profissão de fé na divindade do filho de Maria. > "Eis aqui a serva": Maria reconhece que Deus a escolheu, aceita essa escolha e manifesta sua disposição de cumprir
  • 8. O que esta festa nos diz? - Deus ama os homens e tem um projeto de vida plena para lhes oferecer. - Como Deus intervém e concretiza a salvação? Através de pessoas atentas aos seus projetos e de coração disponível para o serviço dos irmãos, Deus atua no mundo, manifesta aos homens o seu amor e convida cada pessoa a percorrer os caminhos da felicidade
  • 9. - Os instrumentos de Deus Deus age com pessoas, independentemente de suas qualidades humanas. O que é decisivo é a disponibilidade e o amor com que acolhem e testemunham as propostas de Deus. - Como responder aos apelos de Deus? Diante dos planos de Deus, Maria responde com um "SIM" total e
  • 10. - Como Maria chegou a esta confiança incondicional em Deus? Com uma vida de diálogo, de comunhão, de intimidade com Deus. Deus ocupava o primeiro lugar e era a sua prioridade fundamental. * Era uma pessoa de oração e de fé, que fez a experiência
  • 11. * Todos os dias, encontro tempo e disponibilidade para ouvir Deus, para viver em comunhão com ele, para tentar perceber os seus sinais? Como você está se preparando para o Natal? Imitar a fidelidade de Maria à Vontade de Deus, é o melhor caminho para um Natal mais cristão. Pe. Antônio G. Dalla Costa CS 08.12.2013
  • 12. MEU DOMINGO Com a Palavra de Deus Meditada por: Pe. Antônio Geraldo Dalla Costa CS Ilustração: Nelso Geraldo Ferronatto Música: Imaculada Fr. Fabretti/J.Thomas CD Círio de Nazaré - Paulinas COMEP. http://www.buscandonovasaguas.com