Universidade Aberta<br />Psicologia do Desenvolvimento<br />O ENVELHECIMENTO<br />Cristina Silva, 900901<br />(turma 3)<br />
“Aquele que envelhece e que segue atentamente esse processo poderá observar como, apesar de as forças falharem e as potenc...
O Envelhecimento(Crenças e Desmistificações) <br />Crença 1<br />O envelhecimento é, inevitavelmente, acompanhado por uma ...
O Envelhecimento(Crenças e Desmistificações) <br />Crença 2<br />A velhice representa o fim da capacidade para fazer apren...
O Envelhecimento(Crenças e Desmistificações) <br />Crença 3<br />Os idosos nada mais têm a dar aos outros.<br />Desmistifi...
O Envelhecimento(Crenças e Desmistificações) <br />Crença 4<br />A velhice é apenas a última fase/etapa desenvolvimental d...
O Envelhecimento(Crenças e Desmistificações) <br />Crença 5<br />O idoso já não tem capacidade para ser feliz. É, por natu...
O Envelhecimento(Crenças e Desmistificações) <br />Crença 6<br />Com o avanço da idade, a vida sexual extingue-se.<br />De...
Conclusão<br /><ul><li>O problema social que representa o envelhecimento nas sociedades modernas é um exemplo paradigmátic...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Psicologia do desenvolvimento, é folio c

1.609 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.609
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
24
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Psicologia do desenvolvimento, é folio c

  1. 1. Universidade Aberta<br />Psicologia do Desenvolvimento<br />O ENVELHECIMENTO<br />Cristina Silva, 900901<br />(turma 3)<br />
  2. 2. “Aquele que envelhece e que segue atentamente esse processo poderá observar como, apesar de as forças falharem e as potencialidades deixarem de ser as que eram, a vida pode, até bastante tarde, ano após ano e até ao fim, ainda ser capaz de aumentar e multiplicar a interminável rede das suas relações e interdependências e como, desde que a memória se mantenha desperta, nada daquilo que é transitório e já se passou se perde.“HermannHesse, in 'Elogio da Velhice'<br />
  3. 3. O Envelhecimento(Crenças e Desmistificações) <br />Crença 1<br />O envelhecimento é, inevitavelmente, acompanhado por uma deterioração cognitiva.<br />Desmistificação<br />A velhice não representa necessariamente um declínio cognitivo. <br />O que acontece, é que as pessoas tendem a justificar qualquer falha num idoso como sendo uma consequência da idade. É ainda de salientar que o próprio organismo encontra mecanismos de compensação de forma a que o quotidiano do sujeito não se altere com alguma falha consequente da idade, como é o caso da velocidade de processamento. <br />
  4. 4. O Envelhecimento(Crenças e Desmistificações) <br />Crença 2<br />A velhice representa o fim da capacidade para fazer aprendizagens.<br />Desmistificação<br />A velhice não é o fim de nada, mas sim a continuidade de um ciclo. Assim, e contrariamente ao que muitos postulam, as aprendizagens não findam aqui, estas continuam a ser feitas quotidianamente.<br />
  5. 5. O Envelhecimento(Crenças e Desmistificações) <br />Crença 3<br />Os idosos nada mais têm a dar aos outros.<br />Desmistificação<br />Os idosos são uma potencialidade. Têm uma vida para trás repleta de experiências e aprendizagens diferenciadas que podem ser uma fonte de conhecimento para as gerações mais novas. Assim, estes têm muito mais para dar aos outros do que a maioria julga. Os idosos representam actualmente uma fonte viva e activa de conhecimento.<br />
  6. 6. O Envelhecimento(Crenças e Desmistificações) <br />Crença 4<br />A velhice é apenas a última fase/etapa desenvolvimental da vida de um indivíduo.<br />Desmistificação<br />Esta é uma visão muito reducionista do envelhecimento. Esta não é “apenas a última fase”; é sim uma fase não menos importante que as anteriores e que envolve a adopção de novos papéis e a adaptação a uma nova realidade física, económica, emocional e social.<br />
  7. 7. O Envelhecimento(Crenças e Desmistificações) <br />Crença 5<br />O idoso já não tem capacidade para ser feliz. É, por natureza, triste e amargurado.<br />Desmistificação<br />Esta afirmação que representa o pensamento de muitos é totalmente falsa. O idoso tem total capacidade para ser feliz. Contudo, o que algumas vezes acontece é que o mesmo não vivencia de forma positiva alguns factores como a situação de reforma, a morte de significativos, a falta de apoio por parte de pares e familiares. Deste modo, e para que o idoso viva de forma plena o mesmo deverá ser capaz de reanalisar o seu projecto de vida, estabelecer prioridades e redefinir novos projectos. <br />
  8. 8. O Envelhecimento(Crenças e Desmistificações) <br />Crença 6<br />Com o avanço da idade, a vida sexual extingue-se.<br />Desmistificação<br />Ser velho não é estar morto. A velhice é vida e como tal a ideia de que até do ponto de vista sexual os mesmos tão acabados é uma ideia faseada e que tem mesmo que ser contrariada. Os idosos têm o direito de viver a sexualidade de forma plena, e serem capazes de redescobrir o prazer físico.<br />
  9. 9. Conclusão<br /><ul><li>O problema social que representa o envelhecimento nas sociedades modernas é um exemplo paradigmático da forma como certas perspectivas, sejam elas científicas ou não, podem contribuir para o deformar através da difusão de ideias e representações pré-construídas do que é a velhice;
  10. 10. Assim, é fundamental reiterar esta ideia: “O tempo traz tanta coisa boa, as pessoas é que limitam tudo às rugas.”</li>

×