textoargumentativo

295 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
295
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

textoargumentativo

  1. 1. Texto Argumentativo<br />Projecto Multidisciplinar I<br />João Carlos Teles da Mota Santos<br />Coordenadora: Ana Corte-Real<br />Porto 2010<br />Sumário XE " Sumário" <br />Este trabalho está relacionado com o Texto Argumentativo. O objectivo do exercício deste trabalho é saber distinguir e usar os tipos de argumentos que aprendemos nas aulas.<br />Índice<br /> TOC o " 1-2" h z u Sumário PAGEREF _Toc260161434 h 2<br />Índice PAGEREF _Toc260161435 h 3<br />Introdução PAGEREF _Toc260161436 h 4<br />Resposta à pergunta PAGEREF _Toc260161437 h 5<br />Introdução XE " Introdução" <br />Como já foi referido no sumário este trabalho está relacionado com o Texto Argumentativo. Neste trabalho temos de argumentar a favor do que a imagem do trabalho representa.<br />O objectivo deste trabalho centra-se na nossa capacidade de argumentação, mais especificamente em saber usar os tipos de argumentos, que aprendemos nas aulas, correctamente.<br />Resposta à pergunta XE " Resposta à pergunta" <br />A imagem deste trabalho é um código de barras, com umas mãos agarradas a elas, como se se tratasse de umas barras de uma prisão ou de uma jaula. Por baixo do código de barras é visível o seguinte texto: “MADE IN INDONESIA”.<br />O objectivo desta imagem é denunciar os crimes cometidos pelo povo Indonésio ao povo Timorense, que os obrigavam a trabalhar como escravos, numa altura em que Timor estava a ser ocupado pela Indonésia. Este acontecimento era de conhecimento geral nos países desenvolvidos, porém nenhuma acção havia sido tomada.<br />Os Indonésios obrigavam os Timorenses a trabalhar por eles e ainda ficavam com os lucros desse trabalho, ao vender os produtos como se tivessem sido eles a produzi-los.<br />

×