Reunião dos professores da Academia Cooper 24 horas - maio

1.232 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.232
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Reunião dos professores da Academia Cooper 24 horas - maio

  1. 1. Reuniãodos professores deMusculaçãoCoordenador Adriano
  2. 2. Objetivo-Tentar acabar com alguns mitos damusculação- Alcançar o sucesso nos treinos e noatendimento
  3. 3. Temas- Os cuidados com os treinos prontos- Avaliação de desempenho- Organização da sala- Os mitos na musculação- Os princípios de treino
  4. 4. http://www.youtube.com/watch?v=aJl1RqVGDKs&list=PLCC801F49B03D804C
  5. 5. Evitar!
  6. 6. Como montar um treino?- Preparação: anamnese verbal e avaliação física- Observação: (SEMPRE!) Análise, planejamento eposicionamento (Barrett,1977).- Avaliação e diagnóstico: conhecer o aluno emseus pontos fortes e fracos- Intervenção: estratégias para melhorar omovimento no exercício (elogio e correção):feedback
  7. 7. Erro no movimento: o que pode ser?
  8. 8. - Capacidade essencial:força, resistência, flexibilidade, etc.- Deficiência no desempenho da habilidade;- Problemas psicossociais;- Erro de técnica- Erro de percepção (do professor)- Erro de decisãoFonte: Clinical diagnosis as a pedagogical akill, Hoffmann, 1983
  9. 9. Avaliação do desempenhoAvaliação de desempenho
  10. 10. Como surgiu a ACADEMIA?
  11. 11. John Grimek (1939) dizia que afunção da cultura física era:"construir saúde e desenvolver otemperamento.“
  12. 12. Quem escreve sobre treinamento de força no Brasil?
  13. 13. NO EXTERIOR
  14. 14. AS MULHERES NO FISICULTURISMO
  15. 15. ARTIGOS CIENTÍFICOS:ONDE PESQUISAR?
  16. 16. Existe o melhor método de treinamento?Consideração quando iremos seguir algumametodologia de treinamento:- avaliar as condições específicas de cadaindivíduo;- como genética;- aspectos relacionados com o meioexterno e objetivo do indivíduo.
  17. 17. Fly ou crucifixo?
  18. 18. Daniel Duchaine (1988)Waldemar Guimarães (1999)A história dos anabolizantes
  19. 19. Agachamento até a linha do joelho (?)
  20. 20. Ao impedir que os joelhos se desloquem para além da ponta dos pés, iráobrigatoriamente ter que inclinar o tronco mais para frente e a realizar umamaior flexão da articulação da anca de forma a conseguir manter o centro degravidade a meio dos pés.
  21. 21. Como surgiu a máquina Smith?
  22. 22. A ELABORAÇÃO DE UM PROGRAMA DE TREINO DE MUSCULAÇÃO1- O exercício físico como um medicamento sem Efeitossecundários verificando quantas vezes setreina, frequência, etc.2. Planejamento do treino resultados, os objetivosestabelecidos.3. Os princípios de Treino: super série, rest pause, drop, etc
  23. 23. Gustav Zander (1906)
  24. 24. Estatueta do Mister OlimpiaEugene Sandow
  25. 25. O profissional de Educação FísicaPara o aluno, não existe somente oprofessor.A recepcionista, o professor, anutricionista, etc., ele vê como umtodo. Havendo falha de apenasum, todo o processo ficaráprejudicado.
  26. 26. Características básicas para a montagem de um treino
  27. 27. Tríceps pulley: cotovelos até 90 graus (?)
  28. 28. A teoria
  29. 29. - Por que exercícios abdominais com séries de 15, 20, 30 40, 50?
  30. 30. Por que não fazer assim?
  31. 31. Pullover: peito ou costas?O presente estudo corrobora tais afirmações, pois se comprova uma maioratividade eletromiográfica na fase concêntrica do movimento. Pode-se concluirentão, que o pullover é um exercício que solicita ambos os músculos, emborasua participação durante o movimento seja diferenciada e, nas várias fases demovimento, ocorre uma solicitação neuromuscular específica.Fonte: Uchida M.C. Effects of the pullover exercise on the pectoralis major andlatissimus dorsi muscles as evaluated by EMG; J.APPL BIOMECH;27(4):380-4, 2011.
  32. 32. Como surgiu a definição muscular no Fisiculturismo?
  33. 33. “Tudo está mudando o tempo todo. Você apenas tem que mudar com ele”.Frank Zane
  34. 34. "Vacuum"
  35. 35. Os princípios Weider
  36. 36. PRINCÍPIOS DE TREINAMENTO PARA INICIANTES1-Princípio da Sobrecarga ProgressivaBaseia-se no gradual incremento de cargas, sempre que o corpo se adaptar a umdeterminado nível de estresse, ele deverá ser submetido a uma carga maior.2-Princípio do Sistema em SériesPrincípio que consiste em realizar mais de uma série por exercício ou movimento.3- Princípio do Isolamento MuscularConsiste em encontrar uma posição, movimento ou equipamento anatomicamentefavorável à execução de um exercício de forma a minimizar o uso de músculosassessores e concentrar ainda mais o esforço sobre o músculo principal4- Princípio da Confusão MuscularVaria-se a forma de estimulo aplicada a um músculo de forma a evitar aacomodação do mesmo que por vezes torna a evolução do atleta difícil, levando-o àfamosa estagnação.
  37. 37. Alguns exercícios que não sãoutilizados na musculação
  38. 38. PRINCÍPIOS DE TREINAMENTO PARA INTERMEDIÁRIOS5-Princípio do Músculo PrioritárioÉ quando se tem algum grupo muscular mais fraco e que precisa ser mais desenvolvido6- Princípio da PirâmideConsiste em se utilizar cargas crescentes em cada série de um exercício programado.Comece com 60% da carga máxima (1 RM), com a qual você poderia fazer de 12 a 15repetições, incrementá-la nas séries seguintes até chegar a 80%, carga com a qual teoricamentevocê conseguiria fazer de 5 a 6 repetições.7- Princípio de Divisão do TreinoO Split System consiste em dividir a rotina em duas partes: uma para a parte inferior docorpo, que inclui pernas, e outra para a parte superior e se treinar cada uma delas em diasseparados.8- Princípio da Irrigação MuscularEle consiste em realizar mais de um exercício para um mesmo grupo muscular antes de passarpara outro grupo.
  39. 39. 9-Princípio das Super-SérieMúsculos antagônicos, praticamente sem descanso. Exemplo: você faz uma série de rosca diretapara bíceps e em seguida realiza uma série de extensão do cotovelo para o tríceps.10 - Princípio da Série CompostaEste princípio consiste em realizar séries alternadas de dois exercícios diferentes, mas tendo omesmo grupo muscular com foco, diferindo neste ponto da super-série, que é para músculosopostos. Exemplo; uma série de supino e imediatamente executar uma série de crucifixo.11- Princípio HolísticoEste princípio consiste em condicionar o seu músculo de todas as formas possível, trabalhando osdiferentes tipos de fibras.Trabalha-se a maior variedade de faixa de repetições possível, desde 1 repetição para até 20 oumais.12- Princípio dos Ciclos de TreinamentoTambém conhecida como periodização do treinamento. Alterna-se as fases de treinamentovisando o ganho de massa muscular e força, com predominância de exercícios compostos, cargaselevadas, baixo número de repetições e maior intervalo de descanso entre séries.13- Princípio da ISO-TensãoConsiste em exercitar os músculos através de contrações voluntárias, flexionando e estendendolentamente os músculos e mantendo-os tencionados por alguns segundos (3 a 6 segundos) noponto de contração máxima.
  40. 40. A origem do agachamento Hack
  41. 41. PRINCÍPIOS DE TREINAMENTO PARA AVANÇADOS14- Princípio da RoubadaO objetivo deste princípio é conseguir um nível a mais de intensidade na execução de um exercício, submetendo o músculo a umestresse adicional quando ele já está fatigado. É o mesmo objetivo do princípio das repetições forçadas e das séries descendentes. Adiferença é que na repetição forçada o auxílio para as repetições extras é dado por uma segunda pessoa, na série descendente éconseguido passando para um peso mais leve, ao passo que na roubada é o próprio aluno que se auto ajuda na realização darepetição extra.15- Princípio das Três SériesEste princípio consiste em fazer séries alternadas sem intervalo de descanso de três diferentes exercícios para o mesmo grupomuscular. Por exemplo, rosca direta com barra reta, alternada com rosca martelo com halteres e rosca Scott com barra W.16-Princípio das Séries GigantesO principio das Séries Gigantes consiste em empregar mais de três exercícios (4 a 6) para um mesmo grupo muscular alternando assuas séries praticamente sem descanso (30 segundos) entre elas.17- Princípio da Pré-ExaustãoÉ semelhante à super série, porém para trabalhar o mesmo grupo muscular. Exemplo: você escolhe um exercício de isolamentomuscular para o quadríceps, como o de extensão de joelhos e em seguida executa uma série de agachamento.18- Principio do Descanso-Pausa (rest pause)O princípio consiste realizar múltiplas repetições com a carga próxima à máxima (90% de 1 RM) descansando em intervaloscrescentes a cada série, até conseguir concluir um total de 7 a 10 repetições. Descansa de 10 a 45 segundos e realiza-se as repetiçõesque faltam.
  42. 42. 19- Principio do Pico de ContraçãoEste princípio consiste em segurar por alguns segundos a carga no ponto de maior contração muscular de ummovimento. Mantenha-se naquela posição por 2 a 3 segundos antes de iniciar o movimento descendente20-- Princípio da Tensão ContinuaEle consiste em executar um exercício de forma lenta e continua por toda a extensão do movimento, de tal forma que atensão sobre o músculo permaneça constante e não seja aliviada pelo momento.21- Princípio da Gravidade-ReversaEste princípio consiste em enfatizar a fase negativa ou excêntrica de um movimento. Este auxílio pode ser por meio daajuda de um parceiro de treino ou usar o princípio da roubada, Concluída a fase positiva o peso deve ser baixadolentamente, levando de 4 a 5 segundos para baixá-lo.22- Princípio das Repetições ForçadasO princípio consiste em realizar todas as repetições que tem capacidade de realizar sozinho, então o atleta tenta realizar2 a 3 repetições adicionais contando com a ajuda de um segundo que o ajudará a conduzir o peso no trecho mais difícildo movimento concêntrico.23- Princípio da Divisão DuplaEste princípio consiste em dividir uma rotina de treino que seria feita numa única sessão em duas partes que serão feitasem turnos diferentes do dia. O primeiro treino será realizado pela manhã e o segundo treino será à tarde ou à noite.
  43. 43. 24- Princípio da Divisão TriplaEste princípio consiste em dividir a rotina de treino do dia em três partes que serão realizadasem três turnos diferentes, manhã, tarde e noite.25- Princípio “Burn” (Ardência)Este princípio consiste em realizar 2 ou 3 repetições curtas adicionais no final de uma sérienormal. Antes dele baixar o peso e estender completamente a articulação, ele inicia arealização de mini repetições, pegando apenas o percurso final da amplitude do movimento.26- Princípio da QualidadeEste princípio consiste em reduzir gradualmente o intervalo de descanso entre as séries,todavia, mantendo o mesmo número de repetições ou até aumentando estes.27- Princípio das Séries DescendentesEste princípio consiste em completar uma série de um exercício e, ao final desta, reduzir acarga para o atleta realizar 2 a 3 repetições a mais, quando ele não conseguir realizar maisnenhuma repetições sozinho, então diminui-se novamente a carga e ele tenta realizar maisrepetições e assim sucessivamente até não conseguir mais mover o peso com uma cargamínima.
  44. 44. 28- Princípio de Treinamento InstintivoCada indivíduo é único e costuma responde de forma diferente a diferentes esquemas de treinamento edieta e somente o próprio indivíduo tem condições de saber o que funciona melhor para ele.29-Princípio de Treinamento EcléticoSignifica empregar diferentes técnicas para criar o seu próprio programa de treinamento, sejam técnicas deganho de massa, de força, de definição muscular.30- Princípio das Repetições ParciaisO princípio das repetições parciais é uma técnica bastante empregada por “basistas” e visa principalmente oganho de força e potência muscular. Ele consiste em deslocar o peso apenas um pequeno trecho daamplitude total de um movimento (1/4 ou 1/2), seja no início, no meio ou no fim do movimento.31- Princípio da Super-velocidadeO princípio consiste realizar uma série da forma mais rápida possível, ou seja, com movimentos explosivos(Potência), porém sem sacrificar a forma estrita de execução do exercício. Deve-se utilizar uma carga que oatleta consiga realizar de 6 a 7 repetições.32-Princípio das Séries IntercaladasEste princípio consiste em intercalar entre cada série de um grande grupo muscular uma série de umpequeno grupo muscular de difícil desenvolvimento, mas que este músculo esteja totalmente desacopladodo grande grupo muscular. Exemplo: alternar séries de perna com antebraço, de ombro com abdominal, etc.
  45. 45. Exercícios novos (?)Perdigueiro
  46. 46. Tríceps lavadeira
  47. 47. A variação dos pés no Leg Press, agachamento epanturrilhaCONCLUSÃOOs estudos indicam que alterações doposicionamento do pé durante oagachamento uni podal, de acordo com ametodologia descrita, não provocamalterações no padrão de recrutamentomuscular dos principais músculos envolvidosna tarefa.
  48. 48. Observações na montagem dostreinos
  49. 49. http://www.youtube.com/watch?v=PWSMOxOlOac
  50. 50. Personal (1 semana grátis!)
  51. 51. “A elaboração de um programa de treino é algomais complexo do que uma simplesreceita de séries e repetições. Tal como doiscozinheiros levam à prática a mesmareceita de formas diferentes, também osalunos ou, reagem de forma diferente à mesmarotina de treino.”Paulo Sena
  52. 52. ObrigadoJosé Adriano RabeloSite: www.adrianorabelo.com.brE-mail: rabelo_adriano@yahoo.com.brFone: 97178-2654
  53. 53. Referênciashttp://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/14636100http://www.treinamentoresistido.com.br/tr/Pages/Articles/Article.aspx?id=88&mode=4http://eduardofonseca.net/2010/02/15/gustav-zender/http://www.acsm.org/pdf/overtrain.pdfwww.paulosena.comhttp://www.thob.org/articulo/acero_gym_fitness_%E2%80%93_jack_lalanne_invento_la-670685.htmlhttp://marcaodick.blogspot.com.br/2009/05/os-principios-de-treinamento-weider_16.htmlhttp://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922007000100010&lng=pt&nrm=iso&tlng=pt&userID=-2Uchida M.C. Effects of the pullover exercise on the pectoralis major and latissimus dorsi muscles as evaluated by EMG; J.APPLBIOMECH;27(4):380-4, 2011.http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/14636100Hoffmann, 1983 – Clinical diagnosis as a pedagogical akillO PAPEL DOS PROFESSORES DE EDUCAÇÃO FÍSICA NA PERMANÊNCIADOS ALUNOS EM UMA ACADEMIA DA CIDADE DE SÃO LEOPOLDO - Porto Alegre - 2008

×