SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 10
Gilmar Lazarini 
Morgane Goin 
Thanira Thomazini
Consentimento Médico 
 
O consentimento informado é entendido como um 
processo de comunicação recíproca entre médico e paciente. 
Neste processo, estão incluídas as informações sobre riscos e 
benefícios que médicos devem fornecer aos pacientes, para 
que estes possam decidir autonomamente se desejam ou não 
submeter a um tratamento ou procedimento diagnóstico.
Pesquisa em Seres Humanos sem a 
Utilização de Consentimento 
 
Informado 
As pesquisas científicas realizadas em seres 
humanos, feitas ao longo dos últimos séculos, não 
utilizavam consentimento informado. O primeiro caso de 
um documento entre pesquisador e sujeito de pesquisa, 
que se tem conhecimento, foi o utilizado por William 
Beaumont, em 1833.
 
Na medicina, os deveres no desempenho e a 
responsabilidade são maiores, pois trabalham com o corpo, 
saúde e a vida dos pacientes. Sendo assim, qualquer erro 
acarreta em graves problemas para os pacientes, a 
comunidade médica e os hospitais. Por isso eles têm que 
seguir normas e regras de conduta, chamada de ética 
médica.
Princípios da Ética 
Médica 

 
Não 
maleficência 
 O médico deve qualificar-se 
para o atendimento e 
habilitar-se para a 
comunicação. Só fazer o 
que está capacitado, ter 
respeito a própria 
autonomia, comunicar-se 
sobre o que está 
acontecendo e reivindicar 
infraestrutura adequada. 
Autonomia 
 A autonomia é o direito que o 
paciente tem de emitir sua 
opinião, rejeitar ou aceitar o 
que o médico lhe propõe, 
podendo agir de forma livre, 
voluntária e esclarecida. Mas 
essa autonomia serve também 
para os médicos, pois possuem 
o direito de emitir sua opinião 
sobre o que o paciente lhe 
propõe.
 
Beneficência 
 As ações profissionais 
da saúde devem ser de 
acordo com o melhor 
interesse do paciente. 
Justiça 
 Disposição para reconhecer 
imparcialmente o direito de 
cada um e atender os 
pacientes na maneira 
correta. A imparcialidade de 
nortear os atos médicos, 
impede que aspectos 
discriminatórios interfiram 
na relação entre médico e 
paciente.
Segredo médico 
 
 O sigilo médico é uma das mais tradicionais 
características da profissão médica. É um segredo 
profissional, que pertence ao paciente e o médico é 
quem o guarda. A única possibilidade de revelá-lo é 
com a autorização expressa do paciente.
Juramento de Hipócrates 
Prometo solenemente consagrar a minha vida ao serviço da humanidade. Darei aos meus 
Mestres o respeito e o reconhecimento que lhes são devidos. 
 
Exercerei a minha arte com consciência e dignidade. 
A Saúde do meu Doente será a minha primeira preocupação. 
Mesmo após a morte do doente respeitarei os segredos que me tiver confiado. 
Manterei por todos os meios ao meu alcance, a honra e as nobres tradições da profissão 
médica. 
Os meus Colegas serão meus irmãos. 
Não permitirei que considerações de religião, nacionalidade, raça, partido político, ou 
posição social se interponham entre o meu dever e o meu Doente. 
Guardarei respeito absoluto pela Vida Humana desde o seu início, mesmo sob ameaça e não 
farei uso dos meus conhecimentos Médicos contra as leis da Humanidade. 
Faço estas promessas solenemente, livremente e sob a minha honra. 
— FÓRMULA DE GENEBRA, adotado pela Associação Médica Mundial, em 1983
 
Obrigada pela 
atenção!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Código de Ética Médica (Dr_Nelson)
Código de Ética Médica (Dr_Nelson)Código de Ética Médica (Dr_Nelson)
Código de Ética Médica (Dr_Nelson)Nelson Urio
 
Principios de bioetica
Principios de bioeticaPrincipios de bioetica
Principios de bioeticaMw M
 
A ética na medicina
A ética na medicinaA ética na medicina
A ética na medicinaDeaaSouza
 
Ortotanásia não é homicídio , nem eutanásia[bax]
Ortotanásia não é homicídio , nem eutanásia[bax]Ortotanásia não é homicídio , nem eutanásia[bax]
Ortotanásia não é homicídio , nem eutanásia[bax]Leonardo Bax
 
A Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a Ortotanásia
A Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a OrtotanásiaA Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a Ortotanásia
A Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a OrtotanásiaLetícia R. Maia
 
Declaracioes de Lisboa sobre a ética da urgência medica e os direitos do pacente
Declaracioes de Lisboa sobre a ética da urgência medica e os direitos do pacenteDeclaracioes de Lisboa sobre a ética da urgência medica e os direitos do pacente
Declaracioes de Lisboa sobre a ética da urgência medica e os direitos do pacenteMiguel Martinez Almoyna
 
ASPECTOS BIOÉTICOS NOS CUIDADOS PALIATIVOS (EUTANÁSIA E DISTANÁSIA)
ASPECTOS BIOÉTICOS NOS CUIDADOS PALIATIVOS (EUTANÁSIA E DISTANÁSIA)ASPECTOS BIOÉTICOS NOS CUIDADOS PALIATIVOS (EUTANÁSIA E DISTANÁSIA)
ASPECTOS BIOÉTICOS NOS CUIDADOS PALIATIVOS (EUTANÁSIA E DISTANÁSIA)Fernanda Marinho
 
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOSBIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOSOyara Mello
 

Mais procurados (18)

Bioética pessoas especiais
Bioética   pessoas especiaisBioética   pessoas especiais
Bioética pessoas especiais
 
Principios da bioetica
Principios da bioeticaPrincipios da bioetica
Principios da bioetica
 
Código de Ética Médica (Dr_Nelson)
Código de Ética Médica (Dr_Nelson)Código de Ética Médica (Dr_Nelson)
Código de Ética Médica (Dr_Nelson)
 
Principios de bioetica
Principios de bioeticaPrincipios de bioetica
Principios de bioetica
 
Benefício e dano
Benefício e danoBenefício e dano
Benefício e dano
 
bioetica
 bioetica bioetica
bioetica
 
A ética na medicina
A ética na medicinaA ética na medicina
A ética na medicina
 
Ortotanásia não é homicídio , nem eutanásia[bax]
Ortotanásia não é homicídio , nem eutanásia[bax]Ortotanásia não é homicídio , nem eutanásia[bax]
Ortotanásia não é homicídio , nem eutanásia[bax]
 
BIOÉTICA EM URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS
BIOÉTICA EM URGÊNCIAS E EMERGÊNCIASBIOÉTICA EM URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS
BIOÉTICA EM URGÊNCIAS E EMERGÊNCIAS
 
A Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a Ortotanásia
A Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a OrtotanásiaA Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a Ortotanásia
A Éticia sobre a Eutanásia, Distanásia e a Ortotanásia
 
Bioetica
BioeticaBioetica
Bioetica
 
bioética
bioéticabioética
bioética
 
Bioética cuidados paliativos
Bioética   cuidados paliativosBioética   cuidados paliativos
Bioética cuidados paliativos
 
Declaracioes de Lisboa sobre a ética da urgência medica e os direitos do pacente
Declaracioes de Lisboa sobre a ética da urgência medica e os direitos do pacenteDeclaracioes de Lisboa sobre a ética da urgência medica e os direitos do pacente
Declaracioes de Lisboa sobre a ética da urgência medica e os direitos do pacente
 
Eutanásia
EutanásiaEutanásia
Eutanásia
 
ASPECTOS BIOÉTICOS NOS CUIDADOS PALIATIVOS (EUTANÁSIA E DISTANÁSIA)
ASPECTOS BIOÉTICOS NOS CUIDADOS PALIATIVOS (EUTANÁSIA E DISTANÁSIA)ASPECTOS BIOÉTICOS NOS CUIDADOS PALIATIVOS (EUTANÁSIA E DISTANÁSIA)
ASPECTOS BIOÉTICOS NOS CUIDADOS PALIATIVOS (EUTANÁSIA E DISTANÁSIA)
 
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOSBIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
 
Microsoft Power Point EutanáSia
Microsoft Power Point   EutanáSiaMicrosoft Power Point   EutanáSia
Microsoft Power Point EutanáSia
 

Destaque

JURAMENTO HIPOCRATICO APLICACION EN LA ACTUALIDAD. DR.FRANCISCO CRUZ TORRES
JURAMENTO HIPOCRATICO APLICACION EN LA ACTUALIDAD. DR.FRANCISCO CRUZ TORRESJURAMENTO HIPOCRATICO APLICACION EN LA ACTUALIDAD. DR.FRANCISCO CRUZ TORRES
JURAMENTO HIPOCRATICO APLICACION EN LA ACTUALIDAD. DR.FRANCISCO CRUZ TORRESDR FRANCISCO CRUZ TORRES
 
Codigo de etica medica (1)
Codigo de etica medica (1)Codigo de etica medica (1)
Codigo de etica medica (1)Rachel Monroe
 
Cartilha direitos dos pacientes
Cartilha direitos dos pacientesCartilha direitos dos pacientes
Cartilha direitos dos pacientesgarppara
 
Os Direitos do Paciente
Os Direitos do PacienteOs Direitos do Paciente
Os Direitos do PacienteReumatoguia
 
El nuevo juramento médico
El nuevo juramento médicoEl nuevo juramento médico
El nuevo juramento médicoKenny Correa
 
Legislação e recomendações para o exercício profissional do(a) psicólogo(a)~
Legislação e recomendações para o exercício profissional do(a) psicólogo(a)~Legislação e recomendações para o exercício profissional do(a) psicólogo(a)~
Legislação e recomendações para o exercício profissional do(a) psicólogo(a)~Cassia Dias
 
Casos reportados - Ética e moral
Casos reportados - Ética e moralCasos reportados - Ética e moral
Casos reportados - Ética e moralFernanda Clara
 
Slide sobre Prontuario Médico do Paciente
Slide sobre Prontuario Médico do Paciente Slide sobre Prontuario Médico do Paciente
Slide sobre Prontuario Médico do Paciente monalisanogueira
 
Manual paciente - direitos dos pacientes SUS
Manual paciente - direitos dos pacientes SUSManual paciente - direitos dos pacientes SUS
Manual paciente - direitos dos pacientes SUSRenato Sfolia
 

Destaque (17)

JURAMENTO HIPOCRATICO APLICACION EN LA ACTUALIDAD. DR.FRANCISCO CRUZ TORRES
JURAMENTO HIPOCRATICO APLICACION EN LA ACTUALIDAD. DR.FRANCISCO CRUZ TORRESJURAMENTO HIPOCRATICO APLICACION EN LA ACTUALIDAD. DR.FRANCISCO CRUZ TORRES
JURAMENTO HIPOCRATICO APLICACION EN LA ACTUALIDAD. DR.FRANCISCO CRUZ TORRES
 
Embriologia
EmbriologiaEmbriologia
Embriologia
 
Codigo de etica medica (1)
Codigo de etica medica (1)Codigo de etica medica (1)
Codigo de etica medica (1)
 
Cartilha direitos dos pacientes
Cartilha direitos dos pacientesCartilha direitos dos pacientes
Cartilha direitos dos pacientes
 
Direito a saude
Direito a saudeDireito a saude
Direito a saude
 
Os Direitos do Paciente
Os Direitos do PacienteOs Direitos do Paciente
Os Direitos do Paciente
 
El nuevo juramento médico
El nuevo juramento médicoEl nuevo juramento médico
El nuevo juramento médico
 
Legislação e recomendações para o exercício profissional do(a) psicólogo(a)~
Legislação e recomendações para o exercício profissional do(a) psicólogo(a)~Legislação e recomendações para o exercício profissional do(a) psicólogo(a)~
Legislação e recomendações para o exercício profissional do(a) psicólogo(a)~
 
Aula "Atestados Médicos"
Aula "Atestados Médicos" Aula "Atestados Médicos"
Aula "Atestados Médicos"
 
Privacidade e confidencialidade
Privacidade e confidencialidadePrivacidade e confidencialidade
Privacidade e confidencialidade
 
Casos reportados - Ética e moral
Casos reportados - Ética e moralCasos reportados - Ética e moral
Casos reportados - Ética e moral
 
Juramento hipocratico
Juramento hipocraticoJuramento hipocratico
Juramento hipocratico
 
Segredo profissional
Segredo profissionalSegredo profissional
Segredo profissional
 
Privacidade e segredo profissional
Privacidade e segredo profissional Privacidade e segredo profissional
Privacidade e segredo profissional
 
Slide sobre Prontuario Médico do Paciente
Slide sobre Prontuario Médico do Paciente Slide sobre Prontuario Médico do Paciente
Slide sobre Prontuario Médico do Paciente
 
Manual paciente - direitos dos pacientes SUS
Manual paciente - direitos dos pacientes SUSManual paciente - direitos dos pacientes SUS
Manual paciente - direitos dos pacientes SUS
 
Clamídia
ClamídiaClamídia
Clamídia
 

Semelhante a Consentimento médico, ética e sigilo na medicina

OS PRINCÍPIOS DA BIOÉTICA
OS PRINCÍPIOS DA BIOÉTICAOS PRINCÍPIOS DA BIOÉTICA
OS PRINCÍPIOS DA BIOÉTICADil Vasconcelos
 
03 parecer09.2009testemunhasdejeovagub
03 parecer09.2009testemunhasdejeovagub03 parecer09.2009testemunhasdejeovagub
03 parecer09.2009testemunhasdejeovagubMarcelo Larangeira
 
02 19 emergências médicas - Marion
02 19 emergências médicas - Marion02 19 emergências médicas - Marion
02 19 emergências médicas - Marionlaiscarlini
 
1ª Aula_S. Respiratório.pdf
1ª Aula_S. Respiratório.pdf1ª Aula_S. Respiratório.pdf
1ª Aula_S. Respiratório.pdfssuser37a213
 
Profissionais da área de saúde e as entidades de atendimento médico hospitala...
Profissionais da área de saúde e as entidades de atendimento médico hospitala...Profissionais da área de saúde e as entidades de atendimento médico hospitala...
Profissionais da área de saúde e as entidades de atendimento médico hospitala...Sérgio Henrique da Silva Pereira
 
ORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICA
ORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO  INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICAORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO  INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICA
ORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICARilva Lopes de Sousa Muñoz
 
Bioética e Biopoder
Bioética e BiopoderBioética e Biopoder
Bioética e BiopoderBibiana F
 
BIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptx
BIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptxBIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptx
BIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptxJessiellyGuimares
 
Gravidez Substituição
Gravidez SubstituiçãoGravidez Substituição
Gravidez SubstituiçãoAmanda Thomé
 
Bioética privacidade e segredo profissional
Bioética   privacidade e segredo profissionalBioética   privacidade e segredo profissional
Bioética privacidade e segredo profissionalNilson Dias Castelano
 
U. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de Saúde
U. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de SaúdeU. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de Saúde
U. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de SaúdeI.Braz Slideshares
 
UFCD - 6558 -Act. Técnico Auxiliar de Saude.pptx
UFCD - 6558 -Act. Técnico Auxiliar de Saude.pptxUFCD - 6558 -Act. Técnico Auxiliar de Saude.pptx
UFCD - 6558 -Act. Técnico Auxiliar de Saude.pptxNome Sobrenome
 
U. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de Saúde
U. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de SaúdeU. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de Saúde
U. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de SaúdeI.Braz Slideshares
 
Resolucao 311 código de ética
Resolucao 311  código de éticaResolucao 311  código de ética
Resolucao 311 código de éticaLeandro Campelo
 
Ética e bioética cap 6 aula 9 ética no direito à saúde e a informação
Ética e bioética cap 6 aula 9 ética no direito à saúde e a informaçãoÉtica e bioética cap 6 aula 9 ética no direito à saúde e a informação
Ética e bioética cap 6 aula 9 ética no direito à saúde e a informaçãoCleanto Santos Vieira
 
Carta Direitos e Deveres do Doente.pdf
Carta Direitos e Deveres do Doente.pdfCarta Direitos e Deveres do Doente.pdf
Carta Direitos e Deveres do Doente.pdfFilipeMartins484225
 
Ética em Pesquisa em psicologia, 10 aula
Ética em Pesquisa em psicologia, 10 aulaÉtica em Pesquisa em psicologia, 10 aula
Ética em Pesquisa em psicologia, 10 aulaValmirDornVasconcelo1
 
Informações clinicas e a comunicação com o paciente.
Informações clinicas e a comunicação com o paciente.Informações clinicas e a comunicação com o paciente.
Informações clinicas e a comunicação com o paciente.Luciane Santana
 

Semelhante a Consentimento médico, ética e sigilo na medicina (20)

OS PRINCÍPIOS DA BIOÉTICA
OS PRINCÍPIOS DA BIOÉTICAOS PRINCÍPIOS DA BIOÉTICA
OS PRINCÍPIOS DA BIOÉTICA
 
03 parecer09.2009testemunhasdejeovagub
03 parecer09.2009testemunhasdejeovagub03 parecer09.2009testemunhasdejeovagub
03 parecer09.2009testemunhasdejeovagub
 
Cuidado centrado na pessoa
Cuidado centrado na pessoaCuidado centrado na pessoa
Cuidado centrado na pessoa
 
02 19 emergências médicas - Marion
02 19 emergências médicas - Marion02 19 emergências médicas - Marion
02 19 emergências médicas - Marion
 
1ª Aula_S. Respiratório.pdf
1ª Aula_S. Respiratório.pdf1ª Aula_S. Respiratório.pdf
1ª Aula_S. Respiratório.pdf
 
Profissionais da área de saúde e as entidades de atendimento médico hospitala...
Profissionais da área de saúde e as entidades de atendimento médico hospitala...Profissionais da área de saúde e as entidades de atendimento médico hospitala...
Profissionais da área de saúde e as entidades de atendimento médico hospitala...
 
ORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICA
ORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO  INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICAORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO  INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICA
ORIGEM E EVOLUÇÃO DO CONSENTIMENTO INFORMADO NA PRÁTICA MÉDICA
 
Bioética e Biopoder
Bioética e BiopoderBioética e Biopoder
Bioética e Biopoder
 
BIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptx
BIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptxBIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptx
BIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptx
 
Gravidez Substituição
Gravidez SubstituiçãoGravidez Substituição
Gravidez Substituição
 
Bioética privacidade e segredo profissional
Bioética   privacidade e segredo profissionalBioética   privacidade e segredo profissional
Bioética privacidade e segredo profissional
 
U. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de Saúde
U. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de SaúdeU. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de Saúde
U. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de Saúde
 
Codigo de etica.pptx
Codigo de etica.pptxCodigo de etica.pptx
Codigo de etica.pptx
 
UFCD - 6558 -Act. Técnico Auxiliar de Saude.pptx
UFCD - 6558 -Act. Técnico Auxiliar de Saude.pptxUFCD - 6558 -Act. Técnico Auxiliar de Saude.pptx
UFCD - 6558 -Act. Técnico Auxiliar de Saude.pptx
 
U. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de Saúde
U. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de SaúdeU. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de Saúde
U. 1 - Direitos e Deveres do Utente do Serviço Nacional de Saúde
 
Resolucao 311 código de ética
Resolucao 311  código de éticaResolucao 311  código de ética
Resolucao 311 código de ética
 
Ética e bioética cap 6 aula 9 ética no direito à saúde e a informação
Ética e bioética cap 6 aula 9 ética no direito à saúde e a informaçãoÉtica e bioética cap 6 aula 9 ética no direito à saúde e a informação
Ética e bioética cap 6 aula 9 ética no direito à saúde e a informação
 
Carta Direitos e Deveres do Doente.pdf
Carta Direitos e Deveres do Doente.pdfCarta Direitos e Deveres do Doente.pdf
Carta Direitos e Deveres do Doente.pdf
 
Ética em Pesquisa em psicologia, 10 aula
Ética em Pesquisa em psicologia, 10 aulaÉtica em Pesquisa em psicologia, 10 aula
Ética em Pesquisa em psicologia, 10 aula
 
Informações clinicas e a comunicação com o paciente.
Informações clinicas e a comunicação com o paciente.Informações clinicas e a comunicação com o paciente.
Informações clinicas e a comunicação com o paciente.
 

Último

Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfpaulafernandes540558
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamentalgeone480617
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdfProfGleide
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 

Último (20)

Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdfSlides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
Slides criatividade 01042024 finalpdf Portugues.pdf
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino FundamentalCartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
Cartilha 1º Ano Alfabetização _ 1º Ano Ensino Fundamental
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdfPLANEJAMENTO anual do  3ANO fundamental 1 MG.pdf
PLANEJAMENTO anual do 3ANO fundamental 1 MG.pdf
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 

Consentimento médico, ética e sigilo na medicina

  • 1. Gilmar Lazarini Morgane Goin Thanira Thomazini
  • 2. Consentimento Médico  O consentimento informado é entendido como um processo de comunicação recíproca entre médico e paciente. Neste processo, estão incluídas as informações sobre riscos e benefícios que médicos devem fornecer aos pacientes, para que estes possam decidir autonomamente se desejam ou não submeter a um tratamento ou procedimento diagnóstico.
  • 3. Pesquisa em Seres Humanos sem a Utilização de Consentimento  Informado As pesquisas científicas realizadas em seres humanos, feitas ao longo dos últimos séculos, não utilizavam consentimento informado. O primeiro caso de um documento entre pesquisador e sujeito de pesquisa, que se tem conhecimento, foi o utilizado por William Beaumont, em 1833.
  • 4.  Na medicina, os deveres no desempenho e a responsabilidade são maiores, pois trabalham com o corpo, saúde e a vida dos pacientes. Sendo assim, qualquer erro acarreta em graves problemas para os pacientes, a comunidade médica e os hospitais. Por isso eles têm que seguir normas e regras de conduta, chamada de ética médica.
  • 5. Princípios da Ética Médica 
  • 6.  Não maleficência  O médico deve qualificar-se para o atendimento e habilitar-se para a comunicação. Só fazer o que está capacitado, ter respeito a própria autonomia, comunicar-se sobre o que está acontecendo e reivindicar infraestrutura adequada. Autonomia  A autonomia é o direito que o paciente tem de emitir sua opinião, rejeitar ou aceitar o que o médico lhe propõe, podendo agir de forma livre, voluntária e esclarecida. Mas essa autonomia serve também para os médicos, pois possuem o direito de emitir sua opinião sobre o que o paciente lhe propõe.
  • 7.  Beneficência  As ações profissionais da saúde devem ser de acordo com o melhor interesse do paciente. Justiça  Disposição para reconhecer imparcialmente o direito de cada um e atender os pacientes na maneira correta. A imparcialidade de nortear os atos médicos, impede que aspectos discriminatórios interfiram na relação entre médico e paciente.
  • 8. Segredo médico   O sigilo médico é uma das mais tradicionais características da profissão médica. É um segredo profissional, que pertence ao paciente e o médico é quem o guarda. A única possibilidade de revelá-lo é com a autorização expressa do paciente.
  • 9. Juramento de Hipócrates Prometo solenemente consagrar a minha vida ao serviço da humanidade. Darei aos meus Mestres o respeito e o reconhecimento que lhes são devidos.  Exercerei a minha arte com consciência e dignidade. A Saúde do meu Doente será a minha primeira preocupação. Mesmo após a morte do doente respeitarei os segredos que me tiver confiado. Manterei por todos os meios ao meu alcance, a honra e as nobres tradições da profissão médica. Os meus Colegas serão meus irmãos. Não permitirei que considerações de religião, nacionalidade, raça, partido político, ou posição social se interponham entre o meu dever e o meu Doente. Guardarei respeito absoluto pela Vida Humana desde o seu início, mesmo sob ameaça e não farei uso dos meus conhecimentos Médicos contra as leis da Humanidade. Faço estas promessas solenemente, livremente e sob a minha honra. — FÓRMULA DE GENEBRA, adotado pela Associação Médica Mundial, em 1983
  • 10.  Obrigada pela atenção!!!