Paulo Rabello de Castro 
Brasil Competitivo
2 
85 
88 
91 
94 
97 
100 
103 
106 
2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 P 
Índice Geral - Variação anual 
Índice 
+ ...
Por que a Indústria Estagnou… 
•Tributação e Burocracia 
•Juros e Câmbio 
(+) 
(-) 
•Falta de Mercados 
•Produtividade Cad...
De Onde Vem o “Problema” Industrial 
►(Do Próprio Governo) 
FONTE: Resultado do Tesouro Nacional – Resultado Primário do G...
De Onde Vem o “Problema” Financeiro 
FONTE: OCDE e FMI. / ELABORAÇÃO: RC Consultores. 
-2-10123456-30-15015304560759010512...
De Onde Vem o “Problema” Cambial 
Fonte: FIESP e BACEN 
0102030405060708090100jan/75jan/79jan/83jan/87jan/91jan/95jan/99ja...
De Onde Vem o “Problema” Industrial 
Fonte: IBGE e IBPT 
43,0%43,0% 40,4% 44,8% 31,8% 40,1%40,2% 38,3% 36,1%36,0% 28,0% 38...
A Prova do Pudim 
(+) Tributação (-) EBITDA =(-) Investimento 
Fonte: Redução da taxa de poupança e financiamento dos inve...
Ciclo da estagnação
Ciclo da prosperidade
Agenda 2015: o que ficou de fora 
•Diagnóstico preciso e uma meta objetiva de crescimento 
•Meta de aumento do investiment...
O Manicômio 
Impostos 
Atuais 
A Solução 
INSS s/ Fundo 
FGTS + Multa 
Déficit Público 
ICMS Nacional e 
Compartilhado 
Fu...
Como Fazer a Reforma 
Em 2 Tempos! 
Ninguém Ganha ou Perde 
1º Tempo: Simplificação Neutra 
Redistribuição + Progressivida...
Garantia da Reforma Neutra 
1) Criar a “ONDA” 
Operadora Nacional de Distrib. da Arrecadação 
2) Criar a “URV Fiscal” 
Par...
O MBE Oferece ao País: 
1) Anteprojeto de PEC dos Tributos 
2) Projeto do Conselho de Gestão Fiscal 
3) Projetos Complemen...
Um “Plano Real dos Impostos” 
1) Revolução Fiscal: + 1 p.p. do PIB 
2) Redução de Juros + Alinhamento Cambial: + 1,2 p.p. ...
Um “Plano Real dos Impostos” 
10011012013014015016017020122013201420152016201720182019202020212022Brasil:PIB Potencial, pr...
O Povo quer o “Plano Real dos Impostos” 
Pesquisa Nacional Realizada pelo Instituto Datafolha – 19 a 21/02/2014 
•Os gover...
Quem nos Apóia! 
•O Povo Brasileiro: Pesquisa DATAFOLHA 
•247 mil Assinantes www.assinabrasil.org 
•130 Entidades Empresar...
OBRIGADO Thank you
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

VI Encontro CECIEx - Paulo Rabello de Castro

368 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada durante o VI Encontro das Empresas Comerciais Importadoras e Exportadoras (CECIEx) em 10/09/2014

Publicada em: Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
368
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
64
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

VI Encontro CECIEx - Paulo Rabello de Castro

  1. 1. Paulo Rabello de Castro Brasil Competitivo
  2. 2. 2 85 88 91 94 97 100 103 106 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 P Índice Geral - Variação anual Índice + 2,1% + 0,4% - 2,3% - 1,5% Fonte: IBGE. (P) Projeção RC Consultores Produção industrial estagnou...
  3. 3. Por que a Indústria Estagnou… •Tributação e Burocracia •Juros e Câmbio (+) (-) •Falta de Mercados •Produtividade Cadente
  4. 4. De Onde Vem o “Problema” Industrial ►(Do Próprio Governo) FONTE: Resultado do Tesouro Nacional – Resultado Primário do Governo Central / ELABORAÇÃO: RC Consultores. 8018028038048058068078019971998199920002001200220032004200520062007200820092010201120122013Necessidade de Financiamento do Governo CentralÍndice Nominal (Base 1997=100) PIB+ 11,5% a.aDespesas + 13,8% a.aReceitas + 14,3% a.a
  5. 5. De Onde Vem o “Problema” Financeiro FONTE: OCDE e FMI. / ELABORAÇÃO: RC Consultores. -2-10123456-30-150153045607590105120135150Dívida Líquida (% PIB) Encargos financeiros (% PIB) JapãoGréciaItáliaPortugalIslândiaHUNIsraelBELIRLUSAUKESPFrançaAlemanhaPolôniaÁustriaHOLNZLDNKCANSUIAUSSuéciaLuxemburgoCóreia do SulBrasil
  6. 6. De Onde Vem o “Problema” Cambial Fonte: FIESP e BACEN 0102030405060708090100jan/75jan/79jan/83jan/87jan/91jan/95jan/99jan/03jan/07jan/11ReIação Salário / Câmbio na Indústria PaulistaRazão entre o Salário Nominal calculado pela Fiesp e a Taxa de Câmbio Nominal (R$/US$) Elaboração: RC Consultoresjan/99"AJUSTES CAMBIAIS " 1975 -1998 Crescimento + 5,4% a.a1999 -2013 Crescimento + 7,0% a.a' "PLANO REAL " "AJUSTE CAMBIAL " "CRISE FINANCEIRA " R$ 2,60 /US$
  7. 7. De Onde Vem o “Problema” Industrial Fonte: IBGE e IBPT 43,0%43,0% 40,4% 44,8% 31,8% 40,1%40,2% 38,3% 36,1%36,0% 28,0% 38,9% 45,9% 40,6% 38,0% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 990001020304050607080910111213Brasil: Impostos consomem 41,5% do PIB AcrescentadoMédia 1999 -02 = 43% FHCLULAMédia 2003 -10 = 36,5% Média 2011 -13 = 41,5% Dilma
  8. 8. A Prova do Pudim (+) Tributação (-) EBITDA =(-) Investimento Fonte: Redução da taxa de poupança e financiamento dos investimentos, Centro de Estudos do IBMEC. Elaboração: RC Consultores.  Emissão de Ações  Habitacional (FGTS + SBPE)  Fontes Financ. Internacional  Títulos Corporativos de Dívida  IED  BNDES  Recursos Próprios
  9. 9. Ciclo da estagnação
  10. 10. Ciclo da prosperidade
  11. 11. Agenda 2015: o que ficou de fora •Diagnóstico preciso e uma meta objetiva de crescimento •Meta de aumento do investimento para 25% do PIB •Juros “normais”. Repactuação das dívidas estaduais •Incentivos econômicos para o mercado de capitais •Estímulos para o aumento da poupança macroeconômica •Proposta de reorganização e capitalização da previdência •Metas para inovação, saúde e educação
  12. 12. O Manicômio Impostos Atuais A Solução INSS s/ Fundo FGTS + Multa Déficit Público ICMS Nacional e Compartilhado Fundo Gestor Art. 68 - LRF Fim da Multa Conselho de Gestão Fiscal (PLS 141) ICMS IPI CIDE PIS CSLL IRPF IRPJ FGTS CPP Cofins INSS Trabalhador
  13. 13. Como Fazer a Reforma Em 2 Tempos! Ninguém Ganha ou Perde 1º Tempo: Simplificação Neutra Redistribuição + Progressividade 2º Tempo: Novo Pacto Federativo
  14. 14. Garantia da Reforma Neutra 1) Criar a “ONDA” Operadora Nacional de Distrib. da Arrecadação 2) Criar a “URV Fiscal” Participação Igual para cada Ente Federativo 3) Repartição Imediata da Receita 4) Incentivos: Legalizados e Preservados Estados e Municípios Recebem Diariamente às 17H Mantidos Conforme Valores no dia Zero da Reforma
  15. 15. O MBE Oferece ao País: 1) Anteprojeto de PEC dos Tributos 2) Projeto do Conselho de Gestão Fiscal 3) Projetos Complementares (Já apresentado pelo MBE: PLS 141/2014) Criação da ONDA, Manutenção de Incentivos Fiscais, Fundo Gestor do INSS, Incorporação da multa do FGTS, Repactuação das Dívidas Estaduais e Projeto de Desburocratização do País (A ser apresentado pela Bancada da Economia Moderna (BEM)
  16. 16. Um “Plano Real dos Impostos” 1) Revolução Fiscal: + 1 p.p. do PIB 2) Redução de Juros + Alinhamento Cambial: + 1,2 p.p. do PIB 3) Fundo do Trabalhador e Expansão do Mercado de Capitais: + 0,3 p.p do PIB SOMA = + 2,5 p.p. do PIB Impactos da AGENDA BRASIL no PIB
  17. 17. Um “Plano Real dos Impostos” 10011012013014015016017020122013201420152016201720182019202020212022Brasil:PIB Potencial, projeção 2014 -2022Com Realinhamentos Sucessivos+ EIS+ Realinhamento Fiscal e Gestão+ Realinhamento FinanceiroPotencial 2,5 % 4,7 % a.a5 % a.a3,7 % a.a
  18. 18. O Povo quer o “Plano Real dos Impostos” Pesquisa Nacional Realizada pelo Instituto Datafolha – 19 a 21/02/2014 •Os governos gastam mal o dinheiro que arrecadam NOTA DE 0 a 10 = 4,4 (MÉDIA GERAL) •Os impostos pesam mais no bolso do que há 3 anos: 74% Disseram SIM •Querem mais infraestrutura do que mais assistencialismo: 77% dos brasileiros •Os brasileiros se sentem muito mal representados pelos políticos eleitos. NOTA DE 0 a 10 = 3,6 (MÉDIA GERAL) •Serviços públicos nas cidades brasileiras estão longe do “Padrão Fifa” - NOTA DE 0 a 10 = 5,4 (MÉDIA GERAL)
  19. 19. Quem nos Apóia! •O Povo Brasileiro: Pesquisa DATAFOLHA •247 mil Assinantes www.assinabrasil.org •130 Entidades Empresariais e Associativas •4 Governos Estaduais •1 Ministério Público (RS)
  20. 20. OBRIGADO Thank you

×