Prof.sergio a empresa e seu ambiente

185 visualizações

Publicada em

aula

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Prof.sergio a empresa e seu ambiente

  1. 1. SERGIO DE MELLO QUEIROZ A EMPRESA E SEU AMBIENTE
  2. 2. SERGIO DE MELLO QUEIROZ • ESTAREMOS ABORDANDO: – O AMBIENTE DE NEGÓCIOS ( MARKETING) – OS CENÁRIOS E TENDÊNCIAS – A EMPRESA - PRINCÍPIOS NORTEADORES – ANÁLISE DO AMBIENTE NO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO – BIBLIOGRAFIA: KOTLER / PORTER
  3. 3. SERGIO DE MELLO QUEIROZ AMBIENTE DE MARKETING EMPRESA •PRODUÇÃO •COMERCIAL •FINANÇAS •RH •ETC MERCADO •CONSUMIDOR •CONCORRENTE •FORNECEDOR •ÍNTERMEDIÁRIOS AMBIENTE SÓCIO ECONÔMICO •ECONOMIA •LEGISLAÇÃO •TECNOLOGIA •CULTURA •POLÍTICA •GOVERNO •ETC
  4. 4. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MARKETING MOBILE DISTRIBUIÇÃO PREÇO COMUNICAÇÃO CONCORRENTE CONSUMIDOR INTERMEDIÁRIO LEGISLAÇÃO ECONOMIA TECNOLOGIA CULTURA POLÍTICA GOVERNO PRODUTO FORNECEDOR
  5. 5. SERGIO DE MELLO QUEIROZ PARADIGMA - O QUE É? DO GREGO, PARADIGMA, SIGNIFICA PADRÃO
  6. 6. SERGIO DE MELLO QUEIROZ “O PARADIGMA DOMINANTE DE UMA SOCIEDADE REFERE-SE ÀS FORMAS DE PERCEBER, PENSAR, FAZER E VALORIZAR UMA VISÃO PARTICULAR DA REALIDADE. QUANDO MUDA ESTA VISÃO ÚLTIMA DA REALIDADE, MUDA TAMBÉM O PARADIGMA” THOMAS KUHN
  7. 7. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MUDANÇA DE PARADIGMA A MUDANÇA DE PARADIGMA OCORRE QUANDO TODO UM CONJUNTO DE VALORES E PRESSUPOSTOS (ECONÔMICOS, SOCIAIS, CULTURAIS, TECNOLÓGICOS E CIENTÍFICOS) QUE FORAM BÁSICOS PARA A CRIAÇÃO E MANUTENÇÃO DE UMA DETERMINADA SOCIEDADE ESTÁ SE ESGOTANDO RAPIDAMENTE E SE MOSTRA CLARAMENTE INSATISFATÓRIO PARA ORIENTÁ-LA NA CONSTRUÇÃO DE UM NOVO MODELO
  8. 8. SERGIO DE MELLO QUEIROZ NOVOS PARADIGMAS NENHUMA ÁREA DE ATIVIDADE HUMANA DEIXARÁ DE SER AFETADA PELOS NOVOS PARADIGMAS EMERGENTES NESTE FINAL DE SÉCULO
  9. 9. SERGIO DE MELLO QUEIROZ NOVOS PARADIGMAS A MANEIRA DE COMPREENDER AGIR SOBRE A REALIDADE, SUPERANDO PADRÕES E MODELOS HÁ MUITO ESTABELECIDOS ESTARÃO TRANSFORMANDO A POLÍTICA, A ECONOMIA, OS NEGÓCIOS, A EDUCAÇÃO, A SAÚDE, A CIDADANIA, O COMPORTAMENTO E A ESPIRITUALIDADE.
  10. 10. SERGIO DE MELLO QUEIROZ TENDÊNCIA • É UMA DIREÇÃO OU SEQUÊNCIA DE EVENTOS QUE OCORRE EM ALGUM MOMENTO E QUE PROMETE DURABILIDADE, REVELANDO UMA CONFIGURAÇÃO DE FUTURO. • Exemplo: mulheres engrossando o mercado de trabalho, gerando oportunidades para berçários, roupas, alimentos congelados etc.
  11. 11. SERGIO DE MELLO QUEIROZ Extraído de: Relatório Popcorn e Click de Faith Popcorn Editora Campus
  12. 12. SERGIO DE MELLO QUEIROZ • ENCASULAMENTO •FAZER DA CASA UM NINHO PROTEGIDO DAS DUREZAS DO MUNDO LÁ FORA. GRUPOS CLÃS - FECHADOS •VIDA SOCIAL LIMITADAA UM PUNHADO DE GENTE COM IDÉIAS SEMELHANTES.
  13. 13. SERGIO DE MELLO QUEIROZ AVENTURA, MAS NÃO MUITO •PARA DIMINUIR A TENSÃO, DIVERSÃO SEM RISCO, COMO REALIDADE VIRTUAL. • VINGANÇA DO PRAZER •A VOLTA DA COMIDA COM GORDURA, DOS CASACOS DE PELE E OUTROS FRUTOS PROIBIDOS.
  14. 14. SERGIO DE MELLO QUEIROZ • PEQUENOS LUXOS •CARRO IMPORTADO, VIAGENS, UM BOM VINHO-CARO, MAS VIÁVEL •APOIO NAS RAIZES •VALORES ESPIRITUAIS DO PASSADO PARA SE FIRMAR NO FUTURO.
  15. 15. SERGIO DE MELLO QUEIROZ • LIBERAÇÃO MASCULINA •O “ESTRITAMENTE NEGÓCIO” DÁ LUGAR AO PRAZER DE SER VOCÊ MESMO. •ASSUMIR A RODA-VIDA •VIVA O CELULAR, VIVA A LAVANDERIA- LOCADORA, VIVAA POSSIBILIDADE DE FAZER DUAS COISAS AO MESMO TEMPO.
  16. 16. SERGIO DE MELLO QUEIROZ • VIDA MAIS SIMPLES •MENOS DINHEIRO, MAIS SATISFAÇÃO PESSOAL. •VIDA MELHOR •QUEM SE SENTE BEM VIVE E COM MAIS QUALIDADE.
  17. 17. SERGIO DE MELLO QUEIROZ ADULTO-CRIANÇA •NOSTALGIA DA INFÂNCIA E UM POUCO MENOS DE SERIEDADE. •CONSUMIDOR EXIGENTE •PRESSÕES E ATITUDES DE QUEM SE SENTE EXPLORADO PODEM MUDAR O MERCADO.
  18. 18. SERGIO DE MELLO QUEIROZ • DERRUBADA DE ÍCONES •UM TERREMOTO SOCIAL FAZ DESABAR “PILARES” SEJA NO GOVERNO SEJA NA INDÚSTRIA. • PROTEJA O PLANETA TERRA •A NOVA CONSCIÊNCIA SOCIAL MISTURA ÉTICA, PAIXÃO E COMPAIXÃO.
  19. 19. SERGIO DE MELLO QUEIROZ • VALORIZAÇÃO DO “EU” •MERCADO EXIGE TRATAMENTO PESSOAL E SERVIÇO EXCELENTE. •VALORIZAÇÃO DO “FEMININO” •SAI O FOCO DOS OBJETIVOS, ENTRA O DO AFETO, DA SOLIDARIEDADE, DA FAMÍLIA.
  20. 20. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MEGATENDÊNCIAS SÃO AS MUDANÇAS SOCIAIS, ECONÔMICAS, POLÍTICAS E TECNOLÓGICAS QUE SE FORMAM LENTAMENTE E, UMA VEZ ESTABELECIDAS, NOS INFLUENCIAM POR ALGUM TEMPO ENTRE SETE E DEZ ANOS, OU ATÉ MAIS.
  21. 21. SERGIO DE MELLO QUEIROZ SOCIEDADE FONTE DE CONHECIMENTO RECURSO ESTRATÉGICO (PODER) AGRICOLA PASSADO TERRA INDUSTRIAL PRESENTE CAPITAL DE INFORMAÇÃO FUTURO CONHECIMENTO
  22. 22. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MEGATENDÊNCIAS ECONÔMICAS •GLOBALIZAÇÃO DA ECONOMIA • VIAGENS COMO A MAIOR INDÚSTRIA GLOBAL • ÁSIA E AMÉRICAS COMO NOVAS ÁREAS DE OPORTUNIDADES • PARADOXO GLOBAL: QUANTO MAIOR A ECONOMIA GLOBAL, MAIS PODEROSOS SERÃO OS SEUS PROTAGONISTAS
  23. 23. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MEGATENDÊNCIAS SOCIAIS • TRIUNFO DO INDIVÍDUO • RENASCIMENTO DAS ARTES • RENASCIMENTO RELIGIOSO DO 3º MILÊNIO • ESTILO DE VIDA GLOBAL E NACIONALISMO CULTURAL • NOVO TRIBALISMO
  24. 24. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MEGATENDÊNCIAS SOCIAIS •REDEFINIÇÃO DA MULHER • NO TRABALHO • NA MODA • NOS ESPORTES • NA POLÍTICA • NA FAMÍLIA - CASAIS COOPERATIVOS • NO SOCIAL
  25. 25. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MEGATENDÊNCIAS POLÍTICAS • A PRIVATIZAÇÃO DO WELFARE STATE • A EMERGÊNCIA DE UM SOCIALISMO DE LIVRE MERCADO • NOVOS CÓDIGOS DE CONDUTA PARA O SÉCULO 21 • QUANTO MAIS DEMOCRÁTICO O MUNDO, MAIS PAÍSES SURGIRÃO
  26. 26. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MEGATENDÊNCIAS TECNOLÓGICAS • ALTA TECNOLOGIA • A ERA DA BIOLOGIA • A REVOLUÇÃO DAS TELECOMUNICAÇÕES
  27. 27. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MERCADOS • DECLÍNIO DOS MERCADOS E DA PRODUÇÃO EM MASSA • FRAGMENTAÇÃO DO MERCADO • EXPLOSÃO DE PRODUTOS E SERVIÇOS • MAIS ESCOLHAS • DEMANDA POR QUALIDADE E POR RESPOSTAS RÁPIDAS • MAIOR COMPLEXIDADE • EMPRESAS DE PEQUENO E MÉDIO PORTE • UNIDADES ESTRATÉGICAS DE NEGÓCIOS
  28. 28. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MERCADOS CONSUMIDOR • BAIXO NÍVEL DE ESCOLARIDADE • BAIXA RENDA • TORNANDO-SE MAIS VELHO EDUCADO PELA GLOBALIZAÇÃO E NO PLANO REAL • TORNA-SE CONSICENTE DE SEUS DIREITOS • ADQUIRE NOÇÃO DO VALOR DO DINHEIRO • MAIS INFORMADO E EXIGENTE (QUALIDADE/CUSTO) •TEM O CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDOR
  29. 29. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MERCADOS FABRICANTE/INTERMEDIÁRIO • Canal de Distribuição FABRICANTE ATACADISTA DISTRIBUIDOR VAREJISTA CONSUMIDOR • O PODER NO CANAL SE DESLOCA DO FABRICANTE PARA O VAREJISTA • SURGIMENTO DE COOPERAÇÃO E PARCERIA AGREGANDO VALOR PARA O CONSUMIDOR • SURGIMENTO DE NOVAS TECNOLOGIAS INTERNACIONAIS
  30. 30. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MERCADOS CONCORRÊNCIA CADA VEZ MAIS INTENSA • A NÍVEL INTERNACIONAL • IMPOSSÍVEL MANTER VANTAGEM COMPETITIVA
  31. 31. SERGIO DE MELLO QUEIROZ PRINCIPAIS QUESTÕES E PRESSÕES AMBIENTAIS NAATUALIDADE • CRESCIMENTO MAIS LENTO DO MERCADO • INTENSIFICAÇÃO DA CONCORRÊNCIA LOCAL E INTERNACIONAL • INTENSIFICAÇÃO DA PERCEPÇÃO DE PRODUTOS ANÁLOGOS • REDUÇÃO DO CICLO DE VIDA DE PRODUTOS
  32. 32. SERGIO DE MELLO QUEIROZ PRINCIPAIS QUESTÕES E PRESSÕES AMBIENTAIS NAATUALIDADE • MAIOR ATAQUE AOS NICHOS PELOS CONCORRENTES • MAIOR SOFISTICAÇÃO DO CLIENTE E SENSIBILIDADE A PREÇOS E SERVIÇOS • FORTE PRESSÃO PARA REBAIXAMENTO DE PREÇOS • DESEMPREGO x NOVAS COMPETÊNCIAS
  33. 33. SERGIO DE MELLO QUEIROZ PRINCIPAIS QUESTÕES E PRESSÕES AMBIENTAIS NAATUALIDADE • ELEVAÇÃO DOS CUSTOS DA FORÇA DE VENDAS • RÁPIDAS MUDANÇAS NOS MODELOS DE DISTRIBUIÇÃO E INTENSIFICAÇÃO DO PODER DOS CANAIS • RÁPIDA EROSÃO DAS VANTAGENS COMPETITIVAS
  34. 34. SERGIO DE MELLO QUEIROZ ANOS 80 - MERCADO • CONTROLE DO VENDEDOR • MERCADO DE MASSA • EMPRESAS ACREDITAVAM QUE SEUS CLIENTES ERAM SEMELHANTES
  35. 35. SERGIO DE MELLO QUEIROZ ANOS 80 - MERCADO • PRODUTOS/SERVIÇOS PADRONIZADOS SATISFARIAM A TODOS • POUCA CONCORRÊNCIA, COM PRODUTOS SEMELHANTES • CLIENTES INSATISFEITOS COMPRAVAM POR FALTA DE OPÇÕES
  36. 36. SERGIO DE MELLO QUEIROZ ANOS 90 EM DIANTE - MERCADO • CONTROLE DO CLIENTE • CRESCIMENTO POPULACIONAL MENOR • OFERTA MAIOR QUE A PROCURA • ABERTURA DOS MERCADOS • ACIRRAMENTO DA CONCORRÊNCIA • FRAGMENTAÇÃO DO MERCADO DE MASSA • PRODUTOS CONFIGURADOS
  37. 37. SERGIO DE MELLO QUEIROZ CENÁRIO PESSIMISTA PROVÁVEL OTIMISTA
  38. 38. SERGIO DE MELLO QUEIROZ PORQUE MONTAR CENÁRIOS? É A BASE DE TODO O PLANEJAMENTO EMPRESARIAL, POIS NORTEIA TODAS AS AÇÕES FUTURAS DA EMPRESA. É MONTADO A PARTIR DAANÁLISE DO QUE MACROAMBIENTE RESERVA À EMPRESA EM TERMOS DE OPORTUNIDADES E AMEAÇAS.
  39. 39. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MACROAMBIENTE • FORMADO POR FATORES INCONTROLÁVEIS, MAS QUE A EMPRESA DEVE MONITORAR PARA RESPONDER RAPIDAMENTE ÀS MODIFICAÇÕES. • Esse monitoramento é denominado “cenarização”.
  40. 40. SERGIO DE MELLO QUEIROZ AMBIENTE DEMOGRÁFICO • Tamanho e taxa de crescimento • Distribuição etária • Composto étnico • Níveis educacionais • Padrões de moradia • Características e movimentos regionais
  41. 41. SERGIO DE MELLO QUEIROZ AMBIENTE ECONÔMICO • Distribuição de renda • Preços • Poupança • Empréstimos • Disponibilidade de crédito
  42. 42. SERGIO DE MELLO QUEIROZ MEIO AMBIENTE • Interferências governamentais • Legislação • Matérias-primas • Energia • Níveis de poluição • “Barreiras não alfandegárias”
  43. 43. SERGIO DE MELLO QUEIROZ AMBIENTE TECNOLÓGICO • Rapidez das mudanças • Incentivos governament ais • Oportunidade s de inovação • Pesquisa e Desenvolvime nto
  44. 44. SERGIO DE MELLO QUEIROZ AMBIENTE POLÍTICO-LEGAL • Qualidade de legislações interferentes • ONG´s • Grupos de pressão • Lobbies • Implicações empresariais
  45. 45. SERGIO DE MELLO QUEIROZ AMBIENTE SOCIOCULTURAL • Crenças e valores • Cultura e sub-cultura • Relações das pessoas consigo mesmas, com os outros, com as organizações, com a sociedade e com a natureza
  46. 46. SERGIO DE MELLO QUEIROZ NEGÓCIO • DEFINIÇÃO DO NEGÓCIO • CORE BUSINESS • MISSÃO • VALORES • OBJETIVOS • VISÃO • COMPETÊNCIAS BÁSICAS / VANTAGENS COMPETITIVAS
  47. 47. SERGIO DE MELLO QUEIROZ QUAL É O NOSSO NEGÓCIO? DEFINIÇÃO MUITO IMPORTANTE POIS DIRECIONA: • OS OBJETIVOS DA EMPRESA • AS ESTRATÉGIAS DA EMPRESA • A ORGANIZAÇÃO • A CULTURA DA EMPRESA • O FUTURO DA EMPRESA
  48. 48. SERGIO DE MELLO QUEIROZ “THE CORES BUSINESS” • É O NEGÓCIO BÁSICO DA EMPRESA • É AATIVIDADE QUE DEVE RECEBER AATENÇÃO PREFERENCIAL DA EMPRESA • É AQUILO QUE ELA SABE FAZER DE MELHOR PARA DESENVOLVER E MANTER OS CLIENTES • É O PRINCÍPIO DETERMINANTE DO ÂMBITO FUTURO DOS PRODUTOS E MERCADOS DA EMPRESA
  49. 49. SERGIO DE MELLO QUEIROZ “MISSÃO” É A MANEIRA PELA QUAL A EMPRESA EXERCE O “CORE BUSINESS” OU SEJA, O QUE ELA É HOJE E O QUE DESEJA SER. ELA É DIRETIVA E NÃO LIMITADORA E INDICA: •ONDE CONCENTRAR RECURSOS •ONDE PROCURAR POR NOVAS OPORTUNIDADES •ONDE CONSTRUIR O SUCESSO DA EMPRESA ELA CONTÉM: •O NEGÓCIO DA EMPRESA •O CLIENTE DA EMPRESA •O QUE É VALOR PARA O CLIENTE
  50. 50. SERGIO DE MELLO QUEIROZ “VALORES” CONVICÇÕES CLARAS E FUNDAMENTAIS QUE A EMPRESA DEFENDE E ADOTA COMO GUIA DE GESTÃO DO SEU NEGÓCIO.
  51. 51. SERGIO DE MELLO QUEIROZ IMPORTANTE “INTERLIGUE SUA DEFINIÇÃO DE MISSÃO COM AS SUAS ESTRATÉGIAS E TÁTICAS POR MEIO DE UM CONJUNTO DE OBJETIVOS QUE SEJAM, AO MESMO TEMPO, ESPECÍFICOS E DESAFIADORES” “VISÃO”, JOSEPH V. QUIGLEY, MAKRON BOOKS.
  52. 52. SERGIO DE MELLO QUEIROZ “OBJETIVOS” •DETERMINAM O RUMO A SER SEGUIDO PELA EMPRESA •IDENTIFICAM O QUE SE DESEJA REALIZAR
  53. 53. SERGIO DE MELLO QUEIROZ O CONJUNTO DESTES TRÊS ELEMENTOS FORMAM A VISÃO DE EMPRESA VALORES MISSÃO OBJETIVOS VISÃO
  54. 54. SERGIO DE MELLO QUEIROZ COMPETÊNCIAS BÁSICAS • SÃO AS PRINCIPAIS CAPACIDADES NECESSÁRIAS AO EXERCÍCIO DO “CORE BUSINESS.” • TAMBÉM SÃO CHAMADAS “FORÇAS MOTRIZES” • PONTOS ONDE SE DEVE INVESTIR OS RECURSOS E ESFORÇOS DA EMPRESA, DE FORMA A CONSEGUIR CONCRETIZAR A “ESTRATÉGIA DE COMPETIÇÃO”, CONSTRUINDO DESTA FORMA “VANTAGENS COMPETITIVAS SUSTENTÁVEIS” A MÉDIO E LONGO PRAZO EM RELAÇÃO À CONCORRÊNCIA.
  55. 55. SERGIO DE MELLO QUEIROZ A ANÁLISE DO AMBIENTE NO PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO By Prof. Claudiney P. Santos - ESPM
  56. 56. SERGIO DE MELLO QUEIROZ EVOLUÇÃO ORGANIZACIONAL MUDANÇAS AMBIENTAIS • Sociais • Econômicas • Políticas • Tecnológicas • Culturais SITUAÇÃO ATUAL (Cenário Atual) SITUAÇÃO FUTURA DESEJADA (Cenário Futuro) MUDANÇA ORGANIZACIONAL PLANEJADA MUDANÇAS INTERVENÇÕES • Estratégicas • Estruturais • De Sistemas / Processos • Comportamentais • Planejamento • Reorganização • Capacitação • Motivação
  57. 57. SERGIO DE MELLO QUEIROZ EVOLUÇÃO DO CENÁRIO ATUAL PARA O FUTURO CENÁRIO FUTURO CENÁRIOS INTERMEDIÁRIOS CENÁRIO ATUAL FORNE- CEDORES SOCIAL ECONÔMICO POLÍTICO TECNOLÓGICO CULTURAL EMPRESA CONCORRENTE AMBIENTE DEMANDA MERCADO PRODUTOS PRODUTOS EMPRESA CONCORRENTE DEMANDA MERCADO PRODUTOS PRODUTOS AMBIENTE SOCIAL ECONÔMICO POLÍTICO TECNOLÓGICO CULTURAL FORNE- CEDORES
  58. 58. SERGIO DE MELLO QUEIROZ RESULTADOS (sucesso) Ter e Manter Vantagens Competitivas Duradouras NEGÓCIO (visão) FATORES-CHAVE DE SUCESSO AMBIENTE VARIÁVEIS CRÍTICAS EXTERNAS • Oportunidades • Ameaças CENÁRIO SETORIAL VARIÁVEIS CRÍTICAS INTERNAS • Pontos Fortes • Pontos Fracos CAPACITAÇÃO ANÁLISE ESTRATÉGICAFORMULAÇÃO ESTRATÉGICA AÇÕES AÇÕES • OBJETIVOS • DIRETRIZES • ESTRATÉGIAS AÇÕES ESTRATÉGICAS • ORÇAMENTO • PLANO HORIZONTE DE PLANEJAMENTO criação: Prof. Claudinei P. Santos
  59. 59. SERGIO DE MELLO QUEIROZ atributos que a empresa deve ter para ser sucesso no seu ramo de negócio FATORES-CHAVE DE SUCESSO OS FATORES - CHAVE DE SUCESSO DEPENDEM DA DEFINIÇÃO DA MISSÃO VARIÁVEIS AMBIENTAIS CRÍTICAS variáveis externas ou internas, cujo comportamento afeta um ou mais fatores-chave de sucesso ANÁLISE AMBIENTAL FATORES ECONÔMICOS, POLÍTICOS, SOCIAIS E TECNOLÓGICOS, CONCORRÊNCIA, HÁBITOS DE CONSUMO EXTERNAS INTERNAS FATORES LIGADOS À OPERAÇÃO, MARKETING, ADMINISTRAÇÃO, QUALIDADE, ESTRUTURA, RECURSOS HUMANOS, MATERIAIS GERA CARACTERIZA • PONTOS FORTES • PONTOS FRACOS (Cenário) (Capacitação) • OPORTUNIDADES • AMEAÇAS COMPORTAMENTO FUTURO SITUAÇÃO ATUAL (condições necessárias e suficientes para o sucesso)
  60. 60. SERGIO DE MELLO QUEIROZ CARACTERÍSTICAS DO CENÁRIO OPORTUNIDADE SITUAÇÃO FAVORÁVEL DO AMBIENTE EXTERNO, QUE A EMPRESA PODE APROVEITAR PARA MELHORAR QUANTITATIVAMENTE OU QUALITATIVAMENTE SEU DESEMPENHO, RELATIVAMENTE A UM OU MAIS FATORES-CHAVE DE SUCESSO AMEAÇA SITUAÇÃO DESFAVORÁVEL DO AMBIENTE EXTERNO, QUE PODE PREJUDICAR QUANTITATIVAMENTE OU QUALITATIVAMENTE O DESEMPENHO DA EMPRESA, RELATIVAMENTE A UM OU MAIS FATORES-CHAVE DE SUCESSO (comportamento futuro das variáveis ambientais críticas externas)
  61. 61. SERGIO DE MELLO QUEIROZ CARACTERÍSTICAS DA CAPACITAÇÃO PONTO FORTE CARACTERÍSTICA DA EMPRESA QUE A COLOCA EM POSIÇÃO ESTRATEGICAMENTE FAVORÁVEL PARA UM DESEMPENHO EFICAZ, RELATIVAMENTE A UM OU MAIS FATORES-CHAVE DE SUCESSO PONTO FRACO CARACTERÍSTICA DA EMPRESA QUE A COLOCA EM POSIÇÃO ESTRATEGICAMENTE DESFAVORÁVEL PARA UM DESEMPENHO EFICAZ, RELATIVAMENTE A UM OU MAIS FATORES-CHAVE DE SUCESSO (situação atual das variáveis ambentais críticas internas)

×