Aspectos sociais e educacionais no meio ambiente: um estudo de caso da
Aracruz Celulose
José Aparecido Moura Aranha (Unive...
2
Dessa forma o presente trabalho tem por objetivo descrever a responsabilidade social
como função básica das empresas no ...
3
Organizações sociais são compostas de pessoas que dividem o trabalho para alcançar
objetivos comuns e são orientadas por...
4
Segundo a ECO-92 o desenvolvimento sustentável implica em:
Desenvolvimento sustentável implica usar os recursos renováve...
5
Em associação com o grupo Weyerhaeuser dos EUA, a Aracruz detém um terço da
Aracruz Produtos de Madeira, uma unidade ind...
6
3 Apresentação dos resultados
Foram identificadas as seguintes ações relacionadas com a responsabilidade
socioambiental ...
7
3.3 Diálogo Direto de Meio Ambiente
O Diálogo Direto tem o apoio de 148 multiplicadores que são treinados para realizar
...
8
obedece aos requisitos da norma ABNT NBR 14790 – Cadeia de Custódia, e está envidando
seus melhores esforços para evitar...
9
4 Conclusão
A responsabilidade socioambiental leva em consideração todas as variáveis de um
processo de gestão, tais com...
10
MACHADO FILHO, Cláudio Antonio Pinheiro. Corporate social liability and the creatino
of valule for organizations. Dispo...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ASPECTOS SOCIAIS E EDUCACIONAIS NO MEIO AMBIENTE: UM ESTUDO DE CASO DA ARACRUZ CELULOSE - JOSÉ APARECIDO MOURA ARANHA

1.087 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.087
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
192
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ASPECTOS SOCIAIS E EDUCACIONAIS NO MEIO AMBIENTE: UM ESTUDO DE CASO DA ARACRUZ CELULOSE - JOSÉ APARECIDO MOURA ARANHA

  1. 1. Aspectos sociais e educacionais no meio ambiente: um estudo de caso da Aracruz Celulose José Aparecido Moura Aranha (Universidade Federal de Mato Grosso do Sul). jaranha@terra.com.br1 Resumo A responsabilidade ambiental é assunto atual no mundo corporativo, ocupando espaço na mídia como na, mensagens corporativas, item imprescindível nas relações com o mercado e sociedade. Dessa forma as empresas buscam de maneira eficiente o máximo de retorno para seus acionistas. Com relação á responsabilidade ambiental torna-se necessário levar em conta os aspectos sociais e educacionais. Este trabalho tem por objetivo descrever a responsabilidade social como função básica das empresas identificando ações socioambientais sociais e educacionais desenvolvidas pela Aracruz Celulose nas regiões onde atua. Justifica-se a pesquisa tendo em vista que a responsabilidade socioambiental além de ser um assunto que tem ocupado espaço na mídia, no ambiente corporativo, político e acadêmico, é importante para o complemento da formação de futuros administradores, que ao gerirem organizações irão lidar com questões ligadas ao tema. Esse posicionamento leva à seguinte indagação: que ações de responsabilidade social no meio ambiente social e educacional desenvolvidas pela Aracruz nos municípios onde tem atuação, no período de 2003 a 2008? Para o presente trabalho os elementos metodológicos utilizados, tendo em vista os aspectos subjetivos que permeiam o objeto de estudo, foram, quanto aos fins, pesquisa exploratória e descritiva e quanto aos meios, pesquisa bibliográfica e estudo de caso. Palavras-chaves: Meio Ambiente, Responsabilidade Ambiental, Responsabilidade Social 1 Introdução A responsabilidade sócio ambiental é um assunto atual no mundo corporativo, ocupando espaço na mídia, discursos, mensagens corporativas, item imprescindível nas relações com o mercado e a sociedade. O tema ambiente envolve temas não ecológicos, mas também sociais e educacionais. As empresas buscam de forma eficiente, com responsabilidade e transparência, o máximo de retorno para seus acionistas, e em relação á responsabilidade socioambiental torna-se necessário levar em conta os aspectos sociais e educacionais. Para que o desenvolvimento aconteça e o meio ambiente continue preservado, a solução é utilizar a pesquisa, a tecnologia associada à inovação com qualidade. Portanto as questões abordadas são temas emergentes. 1 Graduado em Ciências Contábeis (UCDB), graduado em Administração (UFMS), especialização em Perícia e Investigação Contábil, Financeira e Empresarial (UCDB), mestrado em Ciências Contábeis e Financeiras (PUC- SP), doutorando em Ciências Ambientais e Sustentabilidade Agropecuária (UCDB), Professor Assistente na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul –UFMS – Campus de Nova Andradina.
  2. 2. 2 Dessa forma o presente trabalho tem por objetivo descrever a responsabilidade social como função básica das empresas no terceiro milênio identificando as ações socioambientais no meio ambiente social e educacional desenvolvidas pela empresa Aracruz Celulose nas regiões dos estados onde atua. O presente trabalho é resultado da disciplina Seminário Temático do 5º semestre do curso de graduação em Administração pela Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS) concluído no ano de 2010. Não obstante a empresa Aracruz Celulose, objeto do estudo de caso, não existir na atualidade, em razão da fusão com a VCP Celulose, cujo resultado dessa fusão foi a criação da atual Fíbria Celulose que conta, dentre outras, com unidade industrial no município de Três Lagoas, estado de Mato Grosso do Sul, os aspectos abordados são relevantes sob o ponto de vista socioambiental. A responsabilidade socioambiental na dimensão ecológica além de ser um assunto que tem ocupado espaço na mídia, no ambiente corporativo, político e acadêmico, é importante para o complemento da formação de futuros administradores, que ao gerir as organizações vão lidar com questões ligadas ao meio ambiente. Outro ponto importante dos objetivos do trabalho é verificar as práticas da responsabilidade socioambiental na empresa Aracruz Celulose, pois com a pesquisa é possível verificar se as práticas da organização são efetivas ou são somente ações de marketing. O ponto de referência na implantação de programas e políticas de governo e de empresas ao redor do mundo são as discussões sobre o aquecimento global, que desde a ECO- 92 no Rio de Janeiro, deu origem ao documento Agenda-21 e posteriormente ao Protocolo de Kyoto no Japão. Para o desenvolvimento do tema do trabalho foi selecionada uma empresa do segmento de celulose branqueada de eucalipto, utilizada na fabricação de diversos papéis, denominada Aracruz Celulose S.A. Os motivos que levaram selecionar a empresa, é que o setor de papel e celulose, parece exercer forte impacto ambiental, seja pela implantação de florestas de espécies não oriundas do meio florestal onde antes era ocupado por floresta nativa, e por utilizar produtos químicos, como soda cáustica, ácido sulfúrico, a cal, o cloro e outro que se não tratado e devolvidos ao meio ambiente, provocam impactos ambientais desastrosos tanto para o ambiente como para as populações que vivem em seu entorno (ARACRUZ CELULOSE). Esse posicionamento leva à seguinte indagação: quais as ações de responsabilidade social no meio ambiente social e educacional desenvolvidas pela empresa Aracruz Celulose nos municípios dos estados onde atua, no período de 2003 a 2008? Para o presente trabalho os elementos metodológicos utilizados, tendo em vista os aspectos subjetivos que permeiam o objeto de estudo, foram, quanto aos fins, pesquisa exploratória e descritiva e quanto aos meios, pesquisa bibliográfica e estudo de caso. 2 Fundamentação Teórica 2.1 Responsabilidade Social Corporativa As organizações empresariais no terceiro milênio vêm ajustando um leque de ações para cumprir o papel principal que é promover o bem-estar da sociedade.
  3. 3. 3 Organizações sociais são compostas de pessoas que dividem o trabalho para alcançar objetivos comuns e são orientadas por um líder, ou seja, elas são compostas por pessoas e delas dependem a sua razão de ser. No entanto tal preocupação só emergiu a partir dos movimentos ecológicos e de defesa do consumidor, como a ECO-92 no Rio de Janeiro que deu origem ao documento Agenda 21 até o protocolo de Kyoto no Japão. De acordo com Andrew Carnegie, fundador da U.S. Steel, o princípio da responsabilidade social baseia-se na premissa de que as organizações são instituições sociais que para existir necessitam da autorização da sociedade, utilizam seus recursos e afetam sua qualidade de vida. Para o Business Social Responsability (BSR) o termo responsabilidade social coorporativa se refere às decisões de negócios tomadas com base em valores éticos que incorporam as dimensões legais, o respeito das pessoas, comunidades e meio ambiente. (BSR apud MACHADO FILHO, 2006). Tinoco (2001) afirma que o conceito de responsabilidade social corporativa deve enfatizar os impactos das atividades das empresas para os agentes com os quais interagem: empregados, fornecedores, competidores, governos e comunidades (stakeholders) e acionista (shareholders). Assim sendo, nota-se que as dimensões de análise para responsabilidade social se encontram em fase de estruturação, pois não há um consenso universal sobre a sua configuração no âmbito organizacional. 2.2 Meio Ambiente Social Diz-se do desejo explícito das empresas de investirem em melhoria do ambiente social na qual estão inseridas. Como apoio á projetos sociais de escolas, faculdades e universidades, no que diz respeito á apoiar, promover programas de erradicação do analfabetismo, e até qualificação da mão de obra local entre outros. 2.3 Meio Ambiente Educacional Refere-se á ações como promoção de estágio na própria empresa, realizar cursos de qualificação e atualização profissional, ou seja, promover condições para a formação técnica e acadêmica da sociedade em geral. Ressalta-se que existem outras formas de analisar a responsabilidade social nas organizações, mas para o presente trabalho, serão utilizadas apenas as sugeridas acima. Além disto, acrescenta-se o fato de que todas estas dimensões encontram-se articuladas entre si. Portanto, uma influencia em maior ou menor grau a outra dimensão em foco. 2.4 Desenvolvimento Sustentável Até aqui foram abordadas várias dimensões relacionadas ao meio ambiente, o que nos leva a concluir que essas questões compõem as condições para o desenvolvimento sustentável.
  4. 4. 4 Segundo a ECO-92 o desenvolvimento sustentável implica em: Desenvolvimento sustentável implica usar os recursos renováveis naturais de maneira a não degradá-los, ou diminuir sua utilidade para as futuras gerações. Implica usar os recursos minerais não renováveis de maneira tal que não necessariamente se destrua o acesso a eles pelas gerações futuras. Dessa forma, para ser lançado, o desenvolvimento sustentável depende de planejamento e do reconhecimento de que os recursos naturais são finitos. Esse conceito representou uma nova forma de desenvolvimento econômico, que leva em conta o meio ambiente. Muitas vezes, desenvolvimento é confundido com crescimento econômico, esse tipo de desenvolvimento leva ao esgotamento dos recursos naturais dos quais a humanidade depende. O desenvolvimento sustentável sugere qualidade em vez de quantidade, com redução do uso de matérias-primas e produtos e o aumento da reutilização reciclagem. 2.5 Empresa objeto da pesquisa A Aracruz Celulose é uma empresa brasileira, líder mundial na produção de celulose branqueada de eucalipto. Responde por 24% da oferta global do produto, destinado à fabricação de papéis de imprimir e escrever, papéis sanitários e papéis especiais de alto valor agregado. Suas operações florestais alcançam os Estados do Espírito Santo, Bahia, Minas Gerais e Rio Grande do Sul, com mais de 286 mil hectares de plantios renováveis de eucalipto, intercalados com cerca de 170 mil hectares de reservas nativas, que são fundamentais para assegurar o equilíbrio do ecossistema. A empresa estimula o plantio de eucalipto por terceiros através do Programa Produtor Florestal, que abrange cerca de 100 mil hectares contratados com mais de 3.900 mil produtores rurais no Espírito Santo, Bahia, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. Sua capacidade nominal de produção, de aproximadamente 3,2 milhões de toneladas anuais de celulose branqueada de fibra curta de eucalipto, está distribuída pelas Unidades Barra do Riacho - ES (2,3 milhões de t), Guaíba - RS (450 mil t) e Veracel - BA (450 mil t, ou metade da capacidade total da unidade). No Espírito Santo, opera um complexo industrial constituído de três fábricas de celulose, totalmente integrado aos plantios e a um porto privativo especializado, Portocel, através do qual exporta grande parte da sua produção de 2,3 milhões de toneladas anuais. O controle ambiental das fábricas é assegurado por modernos sistemas de tratamento de emissões, efluentes e resíduos sólidos. A Unidade Guaíba, localizada no município de Guaíba (RS), opera uma fábrica com capacidade nominal de 450 mil toneladas anuais de celulose, de alta tecnologia e igualmente dotada de avançados recursos de proteção ambiental. A unidade destina parte desse volume à produção de cerca de 50 mil toneladas anuais de papel para imprimir e escrever, basicamente destinadas ao mercado doméstico. Um terceiro complexo fabril - a Veracel Celulose, com capacidade nominal de 900 mil toneladas anuais de celulose - está situado no município de Eunápolis, no sul da Bahia. Trata-se de uma parceria da Aracruz com o grupo sueco-finlandês Stora Enso, em que cada empresa detém 50% de participação acionária e da produção.
  5. 5. 5 Em associação com o grupo Weyerhaeuser dos EUA, a Aracruz detém um terço da Aracruz Produtos de Madeira, uma unidade industrial de alta tecnologia localizada no extremo-sul da Bahia, que fornece produtos sólidos de madeira de alta qualidade provenientes de plantios renováveis de eucalipto, destinados às indústrias de móveis e design de interiores, do Brasil e do exterior. A Aracruz é a única empresa do setor de produtos florestais e papéis que integra o índice Dow Jones de Sustentabilidade que destaca as melhores práticas em sustentabilidade corporativa do mundo. Aracruz Celulose considera que a qualidade de seus produtos e a qualidade de seus serviços são fundamentais para assegurar retorno sustentável aos acionistas tendo como princípios ações e decisões pautadas por valores éticos e obedecem aos seguintes princípios de negócios, que também orientam o seu código de conduta: Integridade  respeitar os direitos humanos;  cumprir a legislação, normas internas acordos e compromissos;  buscar continuamente as melhores práticas de governança;  não tolerar a corrupção e a ilegalidade em todas as suas formas. Compromisso com Nossos Acionistas  Criar valor para todos os acionistas, com foco na excelência operacional:  Investir na melhoria contínua e inovação da operação  Gerenciar riscos e perseguindo contínua redução de custos de capital. Valorização dos Empregados  Promover um ambiente de trabalho seguro, saudável e motivador e não tolerando discriminação de qualquer natureza;  Promover crescimento profissional baseado no mérito;  Oferecer oportunidades de desenvolvimento profissional e pessoal. Valorização das Nossas Partes Interessadas  Respeitar a diversidade e liberdade de expressão e opinião;  Buscar o engajamento e a cooperação;  Ser transparente em nossas ações e comunicações. Responsabilidade Social  Disseminar conhecimento e induzindo o desenvolvimento sustentável da comunidade;  Estabelecer parcerias investindo projetos e apoiando redes de relacionamento com o setor privado entidade da sociedade civil e setor público;  Estimular a adoção destes princípios pelos nossos parceiros de negócio visando a sustentabilidade de nossa cadeia produtiva;  Contribuir para a governança pública. Observa-se que os princípios delineiam toda a estratégia de atuação da Aracruz bem como seu relacionamento com os Stakeholders.
  6. 6. 6 3 Apresentação dos resultados Foram identificadas as seguintes ações relacionadas com a responsabilidade socioambiental desenvolvidas pela empresa objeto da pesquisa. 3.1 Microbacia Projeto Microbacia foi criado em 1993 pela Aracruz Celulose para estudar o eucalipto e suas interações com as reservas nativas de Mata Atlântica e o meio ambiente, numa área de 286 hectares localizada em Aracruz - Espírito Santo. Nesta área, que reproduz os diversos ambientes florestais operados pela empresa, é realizado o monitoramento ambiental do ciclo completo de cultivo do eucalipto. São ainda desenvolvidos estudos sobre a biodiversidade, os recursos hídricos, eco fisiologia e as condições do solo. Segundo a Aracruz o Projeto Microbacia permitiu a criação de um importante banco de dados com informações científicas sobre o eucalipto, que lhe possibilitam aprimorar continuamente os seus procedimentos de manejo florestal. Estas informações foram reunidas, em dezembro de 2002, em um CD ROM destinado à comunidade científica e acadêmica. Parte deste material se encontra disponível neste website da Companhia Na área que compõe a Microbacia, em 2004 foram realizados plantios de novos de eucaliptos, totalizando uma área de 135,08 ha, foram cortados entre os meses de junho a agosto, quando estavam com idade de 7,5 anos. No mês de outubro foram realizados novos plantios de eucalipto, iniciando, assim, o 5º ciclo de produção de madeira nesta área. Portanto, o Projeto Microbacia, estuda, desde 1993, a relação do plantio de eucalipto com o meio ambiente da região. A pesquisa Identificou que a Aracruz, em razão das suas práticas de uma política de preservação e manejo sustentável no cultivo do eucalipto tem sido agraciada com diversos prêmios, destacando-se os Prêmios Índice de Sustentabilidade Empresarial Bovespa de 2007, Top Ser Humano 2006, da Associação Brasileira de Recursos Humanos do Rio Grande do Sul, Findes Consuma do Conselho Superior de Meio Ambiente da Federação da Indústrias do Espírito Santo, na categoria inovação, qualidade e produtividade, em 2006. 3.2 Programa Produtor Florestal O programa produtor florestal da Aracruz criado em 1990 tinha por objetivo o reflorestamento de áreas desmatadas. Atualmente o programa abrange cerca de 4 mil contratos e alcança mais de 160 mil municípios sendo 71 do Espírito Santo, 39 de Minas Gerais, 14 da Bahia, 29 do Rio Grande do Sul e 8 do Rio de Janeiro. O programa produtor da Aracruz já movimentou cerca de R$ 400 milhões em compra de madeira, insumos, adiantamentos financeiros e impostos, e gera mais de cinco mil empregos diretos e indiretos, no campo evitando o êxodo da mão de obra rural. As vantagens, segundo a opinião da Aracruz Celulose, vai além das econômicas da venda de madeira, reservando 3,5 % da produção de eucalipto para o uso próprio, venda de resíduos deixados no solo durante a colheita.
  7. 7. 7 3.3 Diálogo Direto de Meio Ambiente O Diálogo Direto tem o apoio de 148 multiplicadores que são treinados para realizar mensalmente reuniões com o objetivo de orientação de temas como prevenção e combate a incêndios florestais. As ações apresentadas visam proporcionar melhores condições para a formação técnica e acadêmica da sociedade como um todo. Outro exemplo é a promoção de estágios na própria empresa, desenvolvimento de programas de formação especializada para a comunidade e cursos de qualificação profissional, e a contratação de menores aprendizes, tais ações estão identificadas com as premissas dos objetivos socioambiental da empresa. 3.4 Pacto Pela Mata Atlântica A Aracruz Celulose, a CST/Arcelor, a Associação de Entidades não Governamentais Ambientalistas do Espírito Santo, a Cesam, o Instituto Terra, a prefeitura municipal de Mimoso do Sul e a Samarco assinaram o pacto pela Mata Atlântica. O objetivo da iniciativa e a identificação e o reconhecimento de medidas importantes para a recuperação de áreas degradadas e a revitalização dos remanescentes da Mata Atlântica no Estado do Espírito Santo. O pacto tem como princípios a continuidade, a integração social, o atendimento aos diversos ecossistemas do bioma da Mata Atlântica e estímulo á consolidação das reservas legais e a proteção das áreas de preservação permanente. 3.5 Pacto Empresarial Pela Integridade e Contra a Corrupção Esse pacto é contra a corrupção e é de iniciativa do instituto Ethos de empresas e Responsabilidade Social, da Uni-ethos – formação e desenvolvimento de gestão Socialmente Responsável, Patri Relações Governamentais & Políticas Públicas do Programa das Nações Unidas para o desenvolvimento (Pnud), do escritório das Nações Unidas contra as drogas e crime (UNODC) e do Comitê Brasileiro do Pacto Global. Surgiu a partir da constatação de que o Brasil não deve continuar pagando os custos sociais, econômicos e político pelos casos de corrupção que periodicamente afrontam o país. 3.6 Compromisso A Aracruz segue a Declaração Universal dos Direito Humanos e traduz em suas políticas e práticas as diretrizes contidas no documento. 3.7 Cadeia de Custódia A Aracruz usa exclusivamente madeira de eucaliptos plantados e 70% dessa madeira são provenientes de plantio próprio e o restante provém de plantios de fazendeiros independentes que se associam ao programa produtor florestal da empresa. Para demonstrar a rastreabilidade da matéria-prima (madeira) e de seu produto e comprovar que essa matéria-prima provém de fontes de manejo sustentável, a Aracruz
  8. 8. 8 obedece aos requisitos da norma ABNT NBR 14790 – Cadeia de Custódia, e está envidando seus melhores esforços para evitar a compra de madeira de origem de exploração ilegal, seja por violação dos direitos civis e tradicionais, oriundas de florestas de alto valor de conservação ou oriundas de terras que estão sendo convertidas em plantações. 3.8 Modo de Operação da Propriedade Intelectual Conforme definido pela PINTEC com base nos conceitos do manual de Oslo, as inovações de produtos e processos são diferenciadas de acordo com o seu grau de novidade:  inovação para a empresa, mas já existe no mercado/setor;  inovação para a empresa e para o mercado/setor; e  inovação para o mundo. A Aracruz utiliza parcerias com universidades, principalmente no que se referem a estudos ambientais, neste caso os resultados são publicados, portanto podem ser utilizados pelo mercado e setor, o que atende o conceito de inovação para a empresa e para o mercado/setor. De acordo com a informação disponível (INOVAÇÃO/UNICAMP), foi desenvolvido um processo inovador de combate às formigas cortadeiras, praga prejudicial aos eucaliptos. Outro ponto importante são as pesquisas feitas que resultem em melhorias da produtividade e qualidade da fibra da madeira do eucalipto, que são protegidas e não divulgadas. Segundo a empresa, a pesquisa permitiu diminuir o teor de lignina na celulose. Este exemplo de inovação, de acordo com sua condição e política adotada, enquadra-se na definição de inovação, porém não disponibilizada ao mercado/setor. A pesquisa identificou que as ações da Aracruz voltadas para as questões de desenvolvimento sustentável abordadas são reportadas no Relatório de Sustentabilidade publicado anualmente, são submetidas à verificação pelo Bureau Veritas Certification, grupo internacional voltado para a realização de serviços de avaliação de conformidade, nas áreas de qualidade, segurança e saúde ocupacional, meio ambiente e responsabilidade social. O trabalho do Bureau Veritas foi realizado em março de 2008 nas Unidades Barra do Riacho (ES), Guaíba (RS) e escritório corporativo (SP), e conduzido com base nas políticas, procedimentos e registros que a Aracruz Celulose S.A. mantém para a elaboração da publicação. Segundo o Bureau a metodologia de trabalho foi desenvolvida a partir de procedimentos do Bureau Veritas Certification que, por sua vez, são aderentes às melhores práticas utilizadas para processos de avaliação independente. Ao concluir o relatório de verificação o Bureau Veritas Certification entende que a Aracruz Celulose S.A. tem devidamente implementado um sistema de gestão abrangendo seus aspectos materiais significativos, o que propicia a divulgação de informações confiáveis a este respeito, assim como o gerenciamento efetivo destes aspectos. Durante as avaliações de campo os dados fornecidos para o relatório foram confirmados, quanto à sua exatidão e confiabilidade.
  9. 9. 9 4 Conclusão A responsabilidade socioambiental leva em consideração todas as variáveis de um processo de gestão, tais como o estabelecimento de políticas, planejamento, alocação de recursos, determinação de responsabilidades, decisão, coordenação e controle visando principalmente o desenvolvimento sustentável. Entretanto o grande desafio do desenvolvimento sustentável é superar obstáculos que se desdobram em como preservar o meio ambiente enquanto que tem que manter a continuidade da empresa. Isso implica em deixar de produzir ou produzir com um custo maior, ou seja, conciliar produção, progresso com a preservação ambiental. Conforme definido nos objetivos e no problema de pesquisa deste trabalho conseguiu-se identificar as práticas adotadas pela Aracruz no que respeito a sua responsabilidade socioambiental – meio ambiente ecológico, em suas várias dimensões, enquanto que desenvolve suas atividades na produção de celulose branqueada. Foram identificados os aspectos que caracterizam ações de responsabilidade social desenvolvidos pela empresa Aracruz Celulose, cujos aspectos apresentam pontos positivos nas ações e que são perfeitamente alinhadas ao que se prescrevem essas dimensões. A conclusão a que se chega é de que as práticas de responsabilidade socioambiental tanto sociais e educacionais no meio ambiente, estão em conformidade com as boas práticas e atestadas por instituição independente. 5 Referências ARACRUZ CELULOSE. Informações corporativas. Disponível em: http://www.aracruz.com.br/show_arz.do?act=stcNews&menu=true&id=12&lastRoot=8&lang =1. Acesso em: 29 abr. 2008, 13:57:00. ______. Informações corporativas. Disponível em: http://www.aracruz.com.br/show_arz.do?act=stcNews&id=11&lang=1. Acesso em: 23 mai 2009, 14:50:00 ______. Relatório 20-F. Disponível em: http://www.aracruz.com.br/show_arz.do?act=stcNews&menu=true&id=12&lastRoot=8&lang =1. Acesso em: 18 jun 2010, 00:36:00. ______. Decreto-Lei nº 3.240/41. Disponível em: http://www3.dataprev.gov.br/SISLEX/paginas/24/1941/3240.htm. Acesso em: 18 jun 2010, 00:50:00 BUREAU VARITAS CERTIFICATION. Histórico. Disponível em: http://www.bureauveritascertification.com.br/empresa.asp?tela=historico. Acesso em: 23 mai 2009, 19:44:00. ECO 92. Agenda 21. Disponível em: http://agenda21local.com.br/ http://agenda21local.com.br/. Acesso em: 21 set. 2011, 11:55:00.
  10. 10. 10 MACHADO FILHO, Cláudio Antonio Pinheiro. Corporate social liability and the creatino of valule for organizations. Disponível em: http://www.pensa.org.br/anexos/biblioteca/13320071695_.pdf. Acesso em: 21 set. 2011, 11:46:00 MANUAL DE OSLO. Disponível em: www.finep.gov.br/imprensa/sala_imprensa/manual_de_oslo.pdf. Acesso em: 16 jun 2010, 00:34:00 TINOCO, João Eduardo Prudêncio. Balanço social: uma abordagem da transparência e da responsabilidade pública das organizações. São Paulo: Atlas, 2006. UNIVERSIDADE DE CAMPINAS –UNICAMP. Boletim eletrônico dedicado à inovação. Disponível em: http://www.inovacao.unicamp.br/report/news-aracruz.shtml. Acesso em: 17 jun 2010, 13:50:00.

×