Palestra abtf 2013 introdução ao futebol ciência prof jairo santos

514 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
514
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra abtf 2013 introdução ao futebol ciência prof jairo santos

  1. 1. 1 MANOEL JAIRO SANTOS MBA, CREA-RJ 2001101003, CREF 5165 G-RJ Observador Técnico da Seleção Brasileira em 8 Copas do Mundo 2013 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA Supervisor, Gerente e Diretor de Futebol
  2. 2. A Estratégia Perseguida Pelo Projeto de Iniciação Esportiva Está Organizada Como Uma Hierarquia de Intenções Regras Princípios Valores Missão Visão
  3. 3. CAMINHO ÉTICO
  4. 4. Valor: Justiça Princípio: Não ser injusto. 1-Regra: Não violar as leis do jogo. 2-Regra: Não se utilizar de drogas; evitar substâncias destrutivas. Valor: Honestidade Princípio: Não mentir, não enganar, não roubar. 3-Regra: Não enganar as pessoas durante as atividades. 4-Regra: Não mentir. Valor: Responsabilidade Social Princípio: Não ser irresponsável. 5-Regra: Não ficar impedido de jogar, por não ter obtido rendimento acadêmico satisfatório. 6-Regra: Não escalar qualquer participante em más condições físicas e de saúde. Valor: Beneficência Princípio: Não ser maldoso. 7-Regra: Evitar a violência. Não machucar qualquer participante intencionalmente. 8-Regra: Não permitir que qualquer participante machuque outro intencionalmente.
  5. 5. CALDERÓN ENTREGA A LOS JUGADORES EL NUEVO CÓDIGO DE CONDUCTA DEL CLUB "COMPROMISO, RESPETO, PUNTUALIDAD, CUIDADO DE LA IMAGEN EXTERNA..."
  6. 6. “Los jugadores deben estar en casa a las 23:00.” “El Barcelona prohíbe salir de noche, trasnochar o ir de fiesta a los jugadores 48 horas antes de un partido.”
  7. 7. “Que sea plenamente respetuoso con las buenas prácticas empresariales”. 4.1. Incurrir en conflicto de intereses, y si es, el que resulte afectado lo debe revelar por abstenerse en el proceso de toma de decisiones. 4.2. Ejercer influencias sobre otros para alcanzar la toma de una decisión en beneficio propio. 4.3. Los directivos no podrán intervenir en un ámbito de gestión distinto al que le haya sido asignado sin la preceptiva autorización CÓDICO DE ÉTICA DOS DIRIGENTES
  8. 8. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 2010 Definição do Britain’s Science Council 2013 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: COPA DO MUNDO 2010 E COPA AMÉRICA 2011
  9. 9. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 20102013 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA
  10. 10. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 20102011 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: COPA DO MUNDO 2010 E COPA AMÉRICA 2011
  11. 11. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 2010 HOLANDA 4X0 ARGENTINACOPA DO MUNDO-74 26 DE JUNHO 1974 4-3-3 (4-2-2-2) (1-3-2-1-1-2) TÉCNICO: RINUS MICHELS MANOEL JAIRO SANTOS, OBSERVADOR TÉCNICO CBF 2-ARIE HAAN AJAX 26 ANOS 16/11/1948 3-VAN HANEGEN FEYERNOORD 30 ANOS 20/02/1944 6-WIN JANSEM FEYERNOORD 28 ANOS 28/10/1946 8-JAN JANGBLOED AMSTERDAM34 ANOS 25/11/1940 12-RUUD KROL AJAX 25 ANOS 24/03/1949 13-JOHAN NEESKENS AJAX22 ANOS 15/09/1951 14-JOHAN CRUYFF 1, 78 BARCELONA27 ANOS 25/04/1947 15-ROB RENSENBRINK ANDERLECHT 27 ANOS 3/07/1947 16-JOHNNYREP AJAX 22 ANOS 25/11/1951 16-WIM RIJSBERGEN FEYERNOORD 22 ANOS 18/01/1952 20-WIM SUURBIER AJAX 31 ANOS 16/01/1945 POR JAIRO SANTOS: OBSERVADOR TÉCNICO DA CBF COPAS DO MUNDO DE 1978 ATÉ 2006 2011 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: COPA DO MUNDO 2010 E COPA AMÉRICA 2011
  12. 12. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 20102012 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: “A verdade deve ser procurada na simplicidade; não na multiplicidade da confusão das coisas “. Isaac Newton “No futebol o mais difícil é fazer o mais fácil”. Emerson Leão
  13. 13. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 20102011 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: COPA DO MUNDO 2010 E COPA AMÉRICA 2011
  14. 14. SEGREDO DOS EXPERTOS • 10.000 HOUR RULE • 10-YEAR RULE
  15. 15. EFEITO HINNGELMANN
  16. 16. Ter os melhores jogadores em uma equipe não necessariamente resulta em melhores atuações • Rendimento Real = Rendimento Potencial - Perdas de Rendimento. • Perdas: Problemas de desindividualização: quando o atleta percebe que sua contribuição não é avaliada separadamente, em relação ao esforço coletivo do grupo, ele tende diminuir seu rendimento Problemas de coordenação: Se a movimentação, o timing entre os jogadores, se a complementação das funções não forem adequadas, a atuação do time será prejudicada. Problemas de motivação: Se alguns jogadores da equipe estiverem desmotivados, ou apresentam objetivos divergentes.
  17. 17. CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO ÍNDICE DE MÉRITO ( ASSISTÊNCIAS + GOLS ) / PARTIDA X ( GOLS + ASSITÊNCIAS ) = ÍNDICE DE MÉRITO AUTOR: JOHN WESSON. “THE SCIENCE OF SOCCER”, IOP, LONDRES, 2002 ATLETAS JOGOS GOLS ASSISTÊNCIAS GOLS + ASSITÊNCIAS ( ASSISTÊNCIAS+ GOLS ) / PARTIDAS ÍNDICEDE MÉRITO VAGNER LOVE 15 11 5 16 1,07 17,1 RONALDINHO 18 6 7 13 0,72 9,4 DEIVID 19 6 6 12 0,63 7,6 LEO MOURA 16 4 6 10 0,63 6,3 KLEBERSON 8 4 1 5 0,63 3,1 23 ABRIL 2012
  18. 18. 16 14 12 10 8 6 4 2 0 18 20 22 24 26 28 30 32 34 36
  19. 19. NOME: SALÁRIO FIXO ANUAL (80% DO SALÁRIO BÁSICO X 12) R$ 960.000,00 SALÁRIO VARIÁVEL MÁXIMO PREMIAÇÃO VARIÁVEL MÁXIMA ANUAL (50% DO SALÁRIO FIXO - CLÁUSULA EXTRA) (50% DO SALÁRIO FIXO X 12) R$ 40.000,00 R$ 480.000,00 SALÁRIO BÁSICO SALÁRIO FIXO EM CONTRATO SALÁRIO TOTAL MÁXIMO SALÁRIO ANUAL MÁXIMO (80% DO SALÁRIO BÁSICO) (SALÁRIO FIXO + VARIÁVEL MÁXIMO) (SALÁRIO TOTAL MÁXIMO X 12) R$ 100.000,00 R$ 120.000,00 R$ 1.440.000,00 OBJETIVOS PESO VALORES DA PREMIAÇÃO PREMIAÇÃO VARIÁVEL POSSÍVEL PREMIAÇÃO ALCANÇADA 1 JOGAR 60% DOS JOGOS 16 16% DA PREMIAÇÃO TOTAL POSSÍVEL R$ 76.800,00 R$ 76.800,00 2 CAMPEÃO DA COPA RIO 5 5% DA PREMIAÇÃO TOTAL POSSÍVEL R$ 24.000,00 R$ 24.000,00 3 CAMPEÃO ESTADUAL 9 9% DA PREMIAÇÃO TOTAL POSSÍVEL R$ 43.200,00 R$ 43.200,00 4 CAMPEÃO BRASILEIRO 13 13% DA PREMIAÇÃO TOTAL POSSÍVEL R$ 62.400,00 R$ 62.400,00 5 CLASSIFICAÇÃO LIBERTADORES 7 7% DA PREMIAÇÃO TOTAL POSSÍVEL R$ 33.600,00 R$ 33.600,00 6 CLASSIFICAÇÃO SUL-AMERICANA 4 4% DA PREMIAÇÃO TOTAL POSSÍVEL R$ 19.200,00 R$ 19.200,00 7 CLASSIFICAÇÃO OITAVAS DE FINAL 5 5% DA PREMIAÇÃO TOTAL POSSÍVEL R$ 24.000,00 R$ 24.000,00 8 CLASSIFICAÇÃO QUARTAS DE FINAL 7 7% DA PREMIAÇÃO TOTAL POSSÍVEL R$ 33.600,00 R$ 33.600,00 9 CLASSIFICAÇÃO PARA A SEMI FINAL 8 8% DA PREMIAÇÃO TOTAL POSSÍVEL R$ 38.400,00 R$ 38.400,00 10 CLASSIFICAÇÃO PARA A FINAL 12 12% DA PREMIAÇÃO TOTAL POSSÍVEL R$ 57.600,00 R$ 57.600,00 11 CAMPEÃO DA LIBERTADORES 14 14% DA PREMIAÇÃO TOTAL POSSÍVEL R$ 67.200,00 R$ 67.200,00 PREMIAÇÃO VARIÁVEL ANUAL ALCANÇADA R$ 480.000,00 SALÁRIO TOTAL ANUAL ALCANÇADO R$ 1.440.000,00 PARTICIPAÇÃO PERCENTUAL NOS JOGOS TOTAL DE JOGOS 12 CAMPEONATO ESTADUAL DO RIO DE JANEIRO PROJETO: JAIRO SANTOS E BRUNO CAMPOS NÚMERO DE ATUAÇÕES 8 CAMPEONATO BRASILEIRO PERCENTUAL DE ATUAÇÕES 67 COPA LIBERTADORES DA AMÉRICA SALÁRIOS FIXOS E VARIÁVEIS CLUBE DE REGATAS DO FLAMENGO DEPARTAMENTO DE FUTEBOL PROFISSIONAL R$ 80.000,00 EXEMPLO BÁSICO
  20. 20. DDDEEEFFFIIINNNIIIÇÇÇÃÃÃOOO DDDEEE RRREEESSSPPPOOONNNSSSAAABBBIIILLLIIIDDDAAADDDEEESSS NNNOOO DDDEEEPPPAAARRRTTTAAAMMMEEENNNTTTOOO DDDEEE FFFUUUTTTEEEBBBOOOLLL PPPRRROOOFFFIIISSSSSSIIIOOONNNAAALLL 3ª Edição, 2012 15 de fevereiro de 2012 PP RR EE SS II DD EE NN TT EE VV II CC EE D E F U T E B O L DD II RR EE TT OO RR D E F U T E B O L GG EE RR EE NN TT EE D E F U T E B O L TT RR EE II NN AA DD OO RR PP RR EE PP AA RR AA DD OO RR F Í S I C O MM ÉÉ DD II CC OO V I C E JJ UU RR ÍÍ DD II CC OO V I C E FF II NN AA NN ÇÇ AA SS SS UU PP EE RR VV II SS OO RR Permissão para atraso em treinamento ▲ ▲ △ ▲ ▲ Permissão para atraso de concentração ▲ ▲ △ ▲ ▲ Permissão para ausência da concentração ▲ ▲ ▲ ▲ ▲ Dispensa de treinamento □ ▲ △ △ △ Dispensa de concentração ■ ▲ △ △ △ Dispensa de jogo ■ △ △ △ ▲ ▲ Relação dos concentrados □ △ △ Planejamento de viagens ■ △ △ △ △ ▲ Aplicação de penalidades em atletas △ ■ △ ▲ Autorização para relevar penalidades □ Informação financeira a atletas △ Permissão para viagem fora da delegação △ ▲ ■ ▲ △ Permissão para jogos extraoficiais □ ▲ △ △ △ △ Renovação de contrato de jogadores △ ▲ ▲ △ ▲ △ △ △ Contratação do gerente de futebol ■ △ ▲ △ Contratação do técnico ■ △ △ Contratação de preparador físico ■ ■ △ △ △ Contratação do médico △ △ △ △ Contratação auxiliar técnico ■ △ △ Contratação do treinador de goleiros ■ △ △ Contratação do observador técnico ■ △ △ Contratação do auxiliar do observador técnico ■ △ △ Contratação auxiliar preparação física ■ △ △ Contratação de auxiliar médico ■ △ △ ▲ Contratação de jogadores △ △ △ ▲ △ △ △ Dispensa de jogadores ■ △ △ ▲ ▲ △ △ Casos omissos ▲ LEGENDA: △ Deve ser consultado. □ Deve ser notificado. Responsabilidade específica. ▲ Pode ser consultado. ■ Precisa aprovar.
  21. 21. JOGADORES DO FLAMENGO: SITUAÇÃO ATUAL TOTAL GOL ZAG LAT D LAT E DEF VOL MEI M/A MC ATA FLAMENGO 37 4 6 4 3 13 7 5 2 14 6 JOGADORES EM ALGUNS CLUBES EQUIPES TOTAL GOL ZAG LAT DEF VOL MEI M/A MC ATA FLUMINENSE 35 5 6 5 13 6 BOTAFOGO 28 4 4 3 11 6 VASCO 30 3 7 3 11 6 CORINTHIANS 34 3 6 5 12 8 SANTOS 32 3 5 6 6 6 6 SÃO PAULO 30 3 5 4 7 6 5 MAN.UNITED 32 4 2 8 9 9 Mínimo de jogadores para os sistemas : 4-4-2; 4-1-4-1; 4-3-3; 4-2-3-1; 3-4-3 e variações desses sistemas principais como 3-4-1-2, 3-3-1-3, 3-3-2-2 ou 4-2-2-2, por exemplo TOTAL GOL ZAG LAT D LAT E DEF VOL MEI M/A MC ATA 28 4 5 2 2 9 4 3 3 10 5 Conclusão: o clube pode ter 28 a 30 jogadores e acrescentar promissores, vindos das divisões de base – 5 ± 1 deles.
  22. 22. ENTRADA DE NOVOS JOGADORES “STORMING”
  23. 23. • FORÇAS (Strengths) e • FRAQUEZAS (Weaknesses) • OPORTUNIDADES (Opportunities) e • AMEAÇAS (Threats) RESUMO (MATRIZ “SWOT”)
  24. 24. INFLUÊNCIA DO PÚBLICO VANTAGEM NOS JOGOS EM CASA Diferença de fuso horário; Fadiga de viagem; Perturbações do sono; Mudança de hábitos alimentares; Não familiaridade com o local da partida; Predisposição do árbitro; Melhor jogo funcional assertivo do time da casa ( troca de passes); Maior jogo disfuncional assertivo do time visitante ( aumento no número de faltas). DESVANTAGEM Nos jogos contra equipes reconhecidamente inferiores. CARACTERÍSTICA DA AUDIÊNCIA Quanto maior a quantidade, densidade e hostilidade, maior a influência.
  25. 25. Quanto mais coeso um grupo social, mesmo constituído por pessoas competentes, maior a tendência em tomar decisões erradas, quando submetido a situações de tensão e avaliação externa. A tendência mais dramática de “groupthink” foi identificada, por exemplo, no lançamento na nave Challenger, Figura 19, em janeiro de 1986 (Esse e Lindoerf, Moorhead, Ference e Neck, citados em Franzoi, 1996, p. 538; Aronson, Wilson e Akert, 1997, p. 338).
  26. 26. 6 CAUSAS: ALTA COESÃO; ISOLAMENTO; LIDERANÇA DIRETIVA; SITUAÇÕES DE ESTRESSE; “CLOSED MINDNESS”; SUPERESTIMAÇÃO. 3 CORREÇÕES: CONSULTORIA EXTERNA; INCENTIVO ÀS CRÍTICAS; ‘ NORMAS DE TOMADAS DE DECISÕES.
  27. 27. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 20102012 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA
  28. 28. PRINCÍPIOS DE ATAQUE E DEFESA * Proposto por Carlos A. Parreira **Proposto por Tony Waiters. *** Proposto por Jairo Santosr Walter Winterbottom e Allen Wade Ex-diretores - técnicos da Federação Inglesa
  29. 29. Como acontecem ? Para alguns : Simplesmente erros. Para outros: É complexo com uma centena de motivos para explicá-los!
  30. 30. Como acontecem os Gols Na verdade, existem cinco fatores básicos para que aconteçam os gols: Ou, combinação de um ou dois destes fatores...
  31. 31. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 20102013 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: COPA DO MUNDO 2010 E COPA AMÉRICA 2011
  32. 32. Como acontecem os Gols 1. Falta de pressão no homem com a bola Como executá-la? - Momento vital: quando a bola é perdida. - Trabalho de Equipe: Coordenação e Velocidade - Compactação - Determinação - Condicionamento Físico
  33. 33. EURO 2012 JAIRO SANTOS THIAGO LARGHI
  34. 34. 4-2-3-1 4-3-3 4-2-3-1 4-2-3-1 4-3-3 4-3-3 4-4-2 4-3-3 4-2-3-1 4-3-3 4-4-2 4-4-2 4-2-3-1 4-2-4-0 4-2-3-1 4-2-3-1 4-4-2 4-3-1-2 3-5-2 4-2-3-1 SISTEMAS DE JOGO
  35. 35. 1 8 5 4 1 1 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 3-5-2 4-2-3-1 4-3-3 4-4-2 4-3-1-2 4-2-4-0 SISTEMAS RÚSSIA, PORTUGAL, FRANÇA*, GR ÉCIA*, UCRÂNIA ESPANHA*, ALEMANHA, HOLANDA, REP. CHECA, SUÉCIA, DINAMARCA, POLÔNIA, GRÉCIA * ESPANHA*ITÁLIA* INGLATERRA, IRLANDA, CRO ÁCIA, FRANÇA* ITÁLIA* SISTEMAS DE JOGO * Mais de um sistema (4-6-0)
  36. 36. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 2010 4-4-2
  37. 37. SISTEMAS DE JOGO DA ESPANHA EURO 2012 1. Espanha 1X1 Itália 4-6-0 (4-2-4-0) 2. Espanha 4X0 Irlanda 4-2-3-1 3. Espanha 1x0 Croácia 4-2-3-1 4. Espanha 2X0 França (Quartas de final) 4-6-0 (4-2-4-0) 5. Espanha 0x0 Portugal (Semifinal) 4-2-3-1 6. Espanha 4x0 Itália (Final) 4-6-0 (4-2-4-0)
  38. 38. 0% 0% 3% 9% 4% 13% 14% 43% 57% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% TIPOS DE GOL
  39. 39. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 2010 Numeração dos Jogadores nos Escanteios 2012 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: COPA DO MUNDO 2010 E COPA AMÉRICA 2011
  40. 40. RECORDE DE PASSES
  41. 41. 9% 33% 60% 79% 91% 93% 100% 0% 20% 40% 60% 80% 100% 120% 0 - 1 2 - 3 4 - 5 6 - 7 8 - 9 10 - 11 12-(+) NÚMERO DE PASSES NOS GOLS DE CONTRA-ATAQUES * Transição sem interrupção NÚMERO DE PASSES 80% dos gols em até 7 passes: “Lei dos 7 passes”
  42. 42. EURO 2012 Gols da Espanha Tipos de gol Número de passes Adversário Fluxo de passes 5 Itália Fluxo de passes 3 Irlanda Fluxo de passes 4 Irlanda Fluxo de passes 14 Itália Fluxo de passes 9 Itália Fluxo de passes 1 Itália Fluxo de passes 5 Croácia Total de gols em fluxo de passes 7 gols em fluxos de passes; média 6; maior no 14 (contra Itália); menor 1 (contra a Itália); mediana 5; 80% dos gols em até 7 passes Lateral 1; 9 passes Irlanda Lateral 1; 11 passes França Lateral 1; 4 passes Itália Escanteio 1 ( Indireto) Irlanda Pênalti 1 França Total de gols em bolas paradas 5 gols
  43. 43. EURO 2012 Espanha 1X1 Itália 66% x 34% Espanha 4X0 Irlanda 76% x 24% Espanha 1x0 Croácia 72% x 28% Espanha 2X0 França 60% X 40% Espanha 0x0 Portugal 64% X 36% Espanha 4x0 Itália 57% x43% POSSE DE BOLA DA ESPANHA
  44. 44. RESULTADO DAS SELEÇÕES QUE TIVERAM MAIOR POSSE DE BOLA VITÓRIAS 46% = 14 EMPATES 23% = 7 DERROTAS 25% = 9 EMPATES + DERROTAS 48% = 16
  45. 45. POSSE DE BOLA X RESULTADO DAS PARTIDAS "The possession stats speak for themselves. Moving forward as a nation, we do need to improve with the ball." (Steve Gerrard) • Seleções com mais posse de bola ganharam 46% das partidas, 14 ; empataram 23% das partidas, 7, e perderam 25% das partidas, 9. A competição teve 31 partidas, em uma delas, Suécia 2x3 Inglaterra, houve empate na posse da bola.
  46. 46. FIFA WORLD CUP 1970
  47. 47. HOLANDA 4X0 ARGENTINACOPA DO MUNDO-74 26 DE JUNHO 1974 4-3-3 (4-2-2-2) (1-3-2-1-1-2) TÉCNICO: RINUS MICHELS MANOEL JAIRO SANTOS, OBSERVADOR TÉCNICO CBF 2-ARIE HAAN AJAX 26 ANOS 16/11/1948 3-VAN HANEGEN FEYERNOORD 30 ANOS 20/02/1944 6-WIN JANSEM FEYERNOORD 28 ANOS 28/10/1946 8-JAN JANGBLOED AMSTERDAM34 ANOS 25/11/1940 12-RUUD KROL AJAX 25 ANOS 24/03/1949 13-JOHAN NEESKENS AJAX22 ANOS 15/09/1951 14-JOHAN CRUYFF 1, 78 BARCELONA27 ANOS 25/04/1947 15-ROB RENSENBRINK ANDERLECHT 27 ANOS 3/07/1947 16-JOHNNYREP AJAX 22 ANOS 25/11/1951 16-WIM RIJSBERGEN FEYERNOORD 22 ANOS 18/01/1952 20-WIM SUURBIER AJAX 31 ANOS 16/01/1945 Holanda de 1974 Mudança de conceito e geração privilegiada
  48. 48. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 2010 4-3-3
  49. 49. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 2010 4-3-1-2 2011 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: COPA DO MUNDO 2010 E COPA AMÉRICA 2011
  50. 50. Sistema Uruguai – 4-3-1-2
  51. 51. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 2010 3-4-3
  52. 52. Sistema Espanha – 4-2-3-1
  53. 53. 2010 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 2010 Números da Espanha 2012 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: COPA DO MUNDO 2010 E COPA AMÉRICA 2011
  54. 54. Valdez Daniel Alves Piqué Puyol Abidal Busquets Xavi Iniesta Pedro Messi Villa
  55. 55. RAUL LAENDRO MOZER MARINHO JUNIOR ANDRADE ZICO ADÍLIO TITA NUNES LICO
  56. 56. “A dúvida é fundamental para preservar a credibilidade da ciência”. ( Marcelo Gleiser ) 2013 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA
  57. 57. Conclusões Sobre o Futebol Atual: “Quanto mais tempo um time mantém a posse de bola, expresso pelo número consecutivo de passes , mais tempo terá o time adversário para se recuperar, se reagrupar e se reorganizar, evitando gols. O sucesso advém do equilíbrio entre o estilo direto e a opção deliberada pelo indireto, sem abusar da manutenção da posse de bola”. “O ataque pode evoluir de maneira controlada, tentando chutar a gol dentro de no máximo 8 passes. Manter a posse de bola, passando desses limites significa perder a iniciativa e reduzir a possibilidade de marcar gols” ( Jairo Santos).
  58. 58. A Jorge Vieira SOBRE DERROTAS. NÃO EXISTE "SET BACK". VOCÊ VAI COM A MARÉ . RECUA, SE REAGRUPA. AVALIA A SITUAÇÃO. DESCOBRE ONDE ERROU. VOLTA E FAZ A COISA CERTA. AS DECEPÇÕES FAZEM VOCÊ MAIS FORTE{MALIA BERNAT- KARATÊ USA}.
  59. 59. “LA SOLEDAD ES UN DESASTRE...”
  60. 60. ENGTHEN SCIENCE-BASED SION MAKING”.
  61. 61. 2013 JAIRO SANTOS – INTRODUÇÃO AO FUTEBOL CIÊNCIA: ANÁLISE DA COPA DO MUNDO 2010

×