LUIZ GRANDE DST AIDS

1.431 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.431
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
137
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

LUIZ GRANDE DST AIDS

  1. 1. USE CAMISINHA! Luiz Grande. Cantor/Compositor/Radialista/Agente de Saúde em AIDS.
  2. 2. AIDS é uma Doença Sexualmente Transmissível, Crônica, acompanhada de Estigmas e Preconceitos, causada pelo Vírus HIV.. Uma vez que o Vírus HIV entra no Sistema Imunológico do Ser Humano, seja por relações sexuais desprotegidas, uso de agulhas e seringas, ou pelo leite materno, sexo oral, ele irá destruir as células de defesa do sistema imunológico, deixando assim, o organismo vulnerável às Doenças Oportunistas que se aproveitam da “debilitação do sistema imunológico”. O Organismo Humano fica sem defesas. AIDS não escolhe, cor, raça, orientação sexual. Somente com o Exame Anti-HIV, é que você irá conhecer sua sorologia. Procure os Centros de Testagens e Aconselhamentos (CTA).
  3. 3. TRATAMENTO O Brasil dispensa gratuitamente Anti-Retrovirais para pessoas portadoras do HIV. É uma combinação de medicamentos para “Abaixar a Carga Viral”. Há efeitos colaterais diversos. (busque informação junto ao Médico Infectologista) O Portador do HIV não pode ter relações sexuais sem preservativos com outro Portador para que não haja co-infecção. A adesão ao tratamento é DEVER de todo PACIENTE. A INFORMAÇÃO é DEVER de todos os Profissionais envolvidos, para que esse ser humano não evolua ao Óbito, se houver desistência do tratamento.
  4. 4. ESTIGMAS E PRECONCEITOS Nos anos 80, Homossexuais morriam devido às complicações da AIDS. Personalidades e Famosos e Anônimos. Homens que praticavam sexo anal. Explica-se que, o ato sexual anal, é a maior incidência por contaminação do HIV, devido à Mucosa, e “Varizes”, como absorção dos fluidos sexuais, sangue, esperma. Mais tarde, eram os UDI (Usuário de Drogas Injetáveis) que iam à Óbito pelas complicações da AIDS. AIDS passou pouco tempo depois, a ser “Heterossexualizada”, e não mais os “Homossexuais” morriam. Entre os anos de 1981 à 1996, foram milhões de pessoas no mundo inteiro que morriam. No Brasil, a quebra das “Patentes”, dessas medicações fora quebrada e o Brasil, passou então a fabricar os chamados “Coquetéis”, e, as mortes diminuíram. Sendo a AIDS uma Doença Sexualmente Transmissível, e, na nossa cultura, a Prática Sexual é “suja” e impura, as informações que se tinham no passado são as mesmas que o Portador enfrenta nos dias atuais, em ter que se defender por segmentos da sociedade que afirmam que “AIDS PEGA COM BEIJO E ABRAÇO E USANDO COPOS E TALHERES”. Nos dias de hoje, a chamada “Terceira idade”, está se contaminando com o HIV, por não usarem preservativos, e pela facilidade com remédios para “Disfunção Sexual”. Mas a maior incidência está entre as MULHERES INFECTADAS PELO HIV, principalmente pelo sexo dentro de casa, com casamentos duradouros... E, ela só irá descobrir pelas complicações que irá ter... Em resumo: O marido passa HIV para a Esposa... Vários fatores que colaboram para a infecção do HIV, uso de drogas, alto índice de facilitadores de uma “Rede Sexual Virtual”, onde o ser humano tem práticas sexuais, e a única coisa que se pode fazer é usar preservativo, mantendo um diálogo aberto e franco, fora e dentro de casa...
  5. 5. Nas escolas, o que poderia ser feito à título de Prevenção junto à população de Jovens Sexualmente Ativos, é pouco divulgado. Palestras somente, não irá internalizar nesse Adolescente o porque dele ou dela terem de usar um preservativo masculino ou feminino para evitar gravidez e DST’s, principalmente, o HIV. Multiplicar essas informações com a linguagem que eles tem, é o maior fator preventivo. Os Jovens amam, sofrem, sentem, se apaixonam, transam e se, você conversar com 10, 4 irão dizer que não usaram preservativos na primeira relação sexual. A inclusão dentro da “Pasta Disciplinar” sobre o HIV como obrigatória nos Ensinos, mesmo que, “Infantis” até o Jovem concluir o seu período escolar, faria com que eles já se acostumassem com as informações sobre AIDS, e como se prevenir da mesma, já conhecendo a realidade como um todo! Sem a ajuda do “Professor”, não há como você, “multiplicar essas informações” sobre AIDS nas Escolas! Estupradores e Pedófilos, segundo que se tem notícia, não fazem uso do “Preservativo”, causando Traumas Irreversíveis à esse jovem! Explica-se, então, o porque da necessidade de um “Diálogo aberto” envolvendo esse tipo de informação.
  6. 6. ACOLHIMENTO AO DOENTE DE AIDS. A resposta para as dúvidas quando se tem um familiar que convalesce pelas complicações da AIDS, são encontradas nos Ambulatórios de Infectologias do Brasil. Há um acolhimento fantástico, uma rede que se forma de solidariedade, e as informações, principalmente as respostas, alí, são dadas em sua forma humana. Ter um Diagnóstico de AIDS revelado não é uma tarefa fácil para ninguém! Ainda mais quando a pessoa tenha que notificar com quem teve relação, se esta for sabidamente, a que infectou o outro, ou contar para a “Parceira Fixa”, que o exame dele é “Reagente”. Mesmo que a “Sociedade”, entenda que a pessoa fora buscar o Vírus pelas suas práticas sexuais desprotegidas, faz com que a maioria dos pacientes, desistam do tratamento, e morram pelas complicações! Além de outros fatores, como os “efeitos colaterais”. Ninguém irá “declarar ou revelar sua sorologia”, pelo medo e estigmas, já pontuados. Mas, quando se tem o “acolhimento”, a coisa muda de figura, e o paciente passa a entender o seu quadro atual como “Crônico” e irá aderir à medicação e ao “Aconselhamento Médico”. Sessões de Psico-Terapia, são imprescindíveis nesse momento, para que o ser humano infectado não esteja só, e o sofrimento possa ser menor, visto, os Estigmas e Preconceitos expostos. Dividir não só com os Familiares, mas com o melhor amigo, e ter, principalmente, INFORMAÇÕES SOBRE AIDS É A MELHOR VACINA. E, não excluir o Portador pela sua sorologia...
  7. 7. Mas, a vida seguirá seu curso, e a estrada será tão transparente quanto possa ser. Cada um aqui, é responsável pela própria felicidade, amargores, angústias, perdas, ganhos, e todos, têm uma história de vida pra contar! Histórias como a da Tete, por exemplo, foram sentidas e testemunhadas aos quatro cantos, nessas décadas, mas ainda assim, mesmo tendo passado tanto tempo, ainda perduram! Eu classifico como sendo o "Preconceito", o pior de tudo isso. Se, já existe por tantos segmentos, o que é que se pode dizer, em relação à AIDS? E, se você pode ajudar, faça-o. Mas, não é com piedade ou extremismo. Não sei postar aqui, como é que se faz, ou a receita para tal. Mas, é a palavra que você profere, o ato que você tem, e a essência dentro de você! Frases como: "Ah, lá naquela casa, mora uma bicha-pobre-gorda-careca, e, "Aidética" - Se você pensou que não não tem gente que fala dessa maneira, engana-se. Tem! Ensinar como se fala corretamente, para não ferir ainda mais a liberdade do ser humano, é o papel de cada um. E, pensar no TIPO DE GENTE, que profere isso tudo, é também uma maneira de entender o "inferno de cada um". A Sociedade, ou alguns setores dela, ou todos, ou não sei quantos, ainda herda de gerações passadas, todos esses estigmas, para apontar o outrem. A morte em si, não está caracterizada pela perda do corpo, mas, sim, a perda de sí própria (a), do chão. Pois, quanto mais se julga, faz sofrer o "irmão", mais, e mais, a pessoa cava a própria "prisão", e lá no fim de tudo, irá morrer só. A, pessoa que faz o outro sofrer! Guarda-se tantas coisas, acumula-se, fortunas, quadros, objetos, para que? No final da vida, já com a audição aguçada, ouvir: "Mas, não morreu, ainda? temos que ir no cartório e passar tudo para o nosso nome". E, daí você, sem se mover no leito (consumido por todos os males que você praticou), pensa: "Se eu tivesse mais 1 minuto de vida..." Só que não dá tempo! E, os "urubús", estarão lá, ao vivo, pessoalmente, para aplaudir tua desgraça! Na questão da AIDS, como qualquer... outra doença do corpo físico, e quando precisamos de ajuda, para ouvir, falar, desabafar, e, abraçar, é aí, que você conhece quantos amigos você acumulou durante toda uma vida! Colocar presunto em sua porta, lhe trará milhares deles. Mas, quando o mesmo faz falta, não aparece ninguém. É viver com QUALIDADE, e NÃO COM QUANTIDADE DE SERES À SUA VOLTA. Quanto mais você puder ajudar, e leiam lá o caso que a Tete conta, sobre os ABRIGOS PARA PESSOAS EXCLUÍDAS PELA AIDS, você terá uma noção ou pequena noção de como vivem! E, vivem bem, pois, há muita gente que aparece lá pra contar uma história, tocar um violão, ou simplesmente, abraçar. E, isso não tem preço que pague. Mas, no final da vida, você verá os milagres acontecerem... No final de tudo isso. Dessa mentira, hipocrisia, à que vivemos todos os dias. A primeira ajuda é: "Faça adesão aos AntiRetrovirais. TOma! Engula!", e assim, você estará dando sua ajuda. "Não discrimine. Converse". Entenda! Mas, se a pessoa não quer fazer, denuncie. Não tenha medo! Se é S+, e trabalha, come, dorme, fala, escuta, etc... e foi transferida para um estágio de discriminação, DENUNCIE. Faça valer os direitos. A Vida! Isso é o que conta. Em todos os Programas Muncipais DST/AIDS tem tanta gente maravilhosa, que se joga mesmo de corpo e alma. Para acolher, e se for o caso, a gente chama a atenção mesmo! Nem tudo, são flores, ou tudo é colorido. E, quando a pessoa regressa com aquele sorriso nos lábios, é que se vê, a vitória conquistada. De gente ruim, e esquisita, o mundo não livrar-se-à em tempo algum! Mas, você pode, desde já, realizar uma faxina em sua agenda de telefones, para saber, o quanto você é amada, amado, ou o quanto você acumula contatos para preencher as linhas... E, se precisar, talvez quem sabe, quantos dos seus, possam lhe ajudar. Em algumas casas nobres e ricas e fartas desse País, há alguem sofrendo com o temor da AIDS, e não consegue dividir a dor, e daria, sua fortuna para estar entre nós, ou com você, ou em sua humilde casa!
  8. 8. toda a fortuna que conquistou durante uma vida inteira, não foi capaz de lhe pagar pela felicidade! E, tentam, em vão, comprar, mas ninguém, nem mesmo o último dos humanos estarão lá para fazê-lo! Quer pagar o preço? Isso é com você, se assim o fizer! Mas, ainda existem pessoas tão sensacionais aqui, e mesmo às que não colocam as suas fotos nos seus perfis, por alguma razão, e nós respeitamos, que, a gente sabe que existem! Por isso, os que são "Negativos/Interrogativos/Positivos", para o HIV, juntando/unindo forças para fazer o "riso" de alguém ser mais claro! Daí, você faz tudo isso, e adivinhem?????? "Vem as forças ocultas dos corredores setoriais públicos", pegar carona, não só no sofrimento de quem assim vive, mas, "vender" o produto para onde as "luzes dos holofotes" possam atingir. Terá que caminhar, sim! Com ou sem HIV! Com ou sem dores! Com ou sem sua fortuna. Mas, você deve caminhar, e não desistir, nunca. Para os que são "vazios de vida", uma passadinha, no Hospital do Câncer Infantil de qualquer cidade, irá mostrar uma "mãe anônima", à espera da cura para pequeno filho entre os braços", andando de um lado para outro no corredor frio daquele hospital. Enquanto muitos, vagam, pelos luxuosos apartamentos solitários e aquecidos, pelas assombrações do passado que lhes rodeiam. Se você, se dedica à alguém, podes ter certeza que o teu lugar é garantido na fila da "Superação". Os que fazem a "miséria humana", ser mais ácida do que já é, terão sua paga no final dos dias, tendo repetido aqui. Não será a AIDS, a doença que leverá o ser. Mas, será o SER, que saberá, como, viver com ela, e sem todos os estigmas, até hoje existentes. E, prá você, que abriu sua janela hoje, e viu um céu escuro, chuvoso, e cinzeto, é porque a natureza faz o seu papel!
  9. 9. Fim

×