Hacer click para avanzar “ Vía Sacra da Africa”  Enrique Ordiales
<ul><li>A vida nao é somente </li></ul><ul><li>a lembrança da Paixão de Cristo. </li></ul><ul><li>Cada passo dele, cada ge...
Jesus é  condenado à morte Como Jesus, muitos homens e mulheres do Terceiro Mundo são condenados  a uma morte prematura: v...
Jesus carregando a cruz Condenados  à morte, cada um carregando sua cruz  inicia um camino cheio de cruzes: solidão, perig...
Jesus cai pela primeira vez Primeiro obstáculo:  o  deserto. O sol, a areia, a falta de  água e comida...  muitos caem, al...
Jesus se encontra com sua Mãe Quantas mães dolorosas sonham  encontrar seus filhos ausentes… Quanta angústia esperando um ...
O cirineu ajuda a Jesus Uma mão estendida no  caminho,  um caminhão  que aceita  tua carga,  un policíal  que faz l“vista ...
Verônica limpa o rosto de Jesus O vento do deserto apaga logo  as pegadas dos  “crucificados”...  as águas do mar refletem...
Jesus cai pela segunda vez Segundo obstáculo: o mar. Todos os que venceram a primeira queda  do deserto, devem enfrentar  ...
Jesus consola as mulheres de Jerusalém Se nós não  somos capazes,  como Jesus,  de acolher  os jovens que  chegam de outro...
Jesus cai pela terceira vez O deserto, o mar, os vales,  as fronteiras... Uma vez mais, pessoas que ficam no  caminho, que...
Jesus é despojado de suas vestes Despojados mil vezes ao longo do caminho.  Em cada fronteira, em cada cruz,  despojam-nos...
Jesus, pregado na cruz Muitos africanos vivem dependentes  por un fio, de água potável, de remédios que não  podem pagar, ...
Jesus morre na cruz A morte de Jesus é a morte do Inocente. Sua figura crucificada nos anima  a não permitir que morran im...
Jesus, descido da cruz Até os abismos do mar sentem náuseas por tanta morte e vomitam de vez em quando  o corpo de  um emi...
Jesus é sepultado Patera 15-01-2003 Imigrante nº 8 Desconhecido. A Cruz do Filho não exclue  ninguém. Com Ele estão crucif...
Jesus ressuscita dentre os mortos A paixão e a morte de Jesus não tinham como destino  o sepulcro, mas a ressurreição. A v...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

VIA SACRA AFRICANO

1.765 visualizações

Publicada em

VIA SACRA AFRICANO

Publicada em: Arte e fotografia, Espiritual
1 comentário
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • <br /><object type="application/x-shockwave-flash" data="http://www.youtube.com/v/BIkZtlxvFEo&hl=nl&fs=1" width="350" height="288"><param name="movie" value="http://www.youtube.com/v/BIkZtlxvFEo&hl=nl&fs=1"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/BIkZtlxvFEo&hl=nl&fs=1" width="350" height="288" type="application/x-shockwave-flash"></embed></object>
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.765
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
1
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

VIA SACRA AFRICANO

  1. 1. Hacer click para avanzar “ Vía Sacra da Africa” Enrique Ordiales
  2. 2. <ul><li>A vida nao é somente </li></ul><ul><li>a lembrança da Paixão de Cristo. </li></ul><ul><li>Cada passo dele, cada gesto, </li></ul><ul><li>Cada lágrima, cada queda, cada passo seu, cada gesto, </li></ul><ul><li>é uma referência à paixão do homem, à paixão do pobre: </li></ul><ul><li>Nós o vemos como o mais desprezado e abandonado dos homens e, entretanto, eram nossas dores que ele levava e nossas dores que ele suportava.!” </li></ul>
  3. 3. Jesus é condenado à morte Como Jesus, muitos homens e mulheres do Terceiro Mundo são condenados a uma morte prematura: violência, fome,doenças, pobreza, acabam muitas vezes em morte.
  4. 4. Jesus carregando a cruz Condenados à morte, cada um carregando sua cruz inicia um camino cheio de cruzes: solidão, perigos, quedas, exploração, mortes, desprezo...
  5. 5. Jesus cai pela primeira vez Primeiro obstáculo: o deserto. O sol, a areia, a falta de água e comida... muitos caem, alguns encontram un cirineu e são ajudados por seus companheiros ou pelos que passam; outros, inumeráveis, são abandonados, e sua primeira queda será também a última.
  6. 6. Jesus se encontra com sua Mãe Quantas mães dolorosas sonham encontrar seus filhos ausentes… Quanta angústia esperando um sinal de vida, uma chamada telefônica... Quanto dôr por não ter podido dar-lhes o que necessitavam: uma vida digna, na pobreza, porém, digna...
  7. 7. O cirineu ajuda a Jesus Uma mão estendida no caminho, um caminhão que aceita tua carga, un policíal que faz l“vista gorda” quando te pede os documentos, un pequeno barco pesqueiro que resgata os náufragos do acidente, uma associação que te acolhe, uma comunidade eclesial com os braços abertos...
  8. 8. Verônica limpa o rosto de Jesus O vento do deserto apaga logo as pegadas dos “crucificados”... as águas do mar refletem, por um instante, a expressão aterroizada dos que caem no mar... ... mas o coração humano é capaz de ver a beleza dos filhos oprimidos de Deus e guardar para sempre sua lembrança.
  9. 9. Jesus cai pela segunda vez Segundo obstáculo: o mar. Todos os que venceram a primeira queda do deserto, devem enfrentar um mar desconhecido. Alguns voltam a cair... E, para muitos, (20.000, dizem as estatísticas) esta segunda queda será a definitiva.
  10. 10. Jesus consola as mulheres de Jerusalém Se nós não somos capazes, como Jesus, de acolher os jovens que chegam de outros mundos, consolando assim suas mães... Seria melhor começarmos a chorar por nós mesmos e por nossos filhos!
  11. 11. Jesus cai pela terceira vez O deserto, o mar, os vales, as fronteiras... Uma vez mais, pessoas que ficam no caminho, que caem para não mais se levantar. João, o marido de Helena, uma jovem africana que chegou grávida e vive com sua filha no meio de nós, caiu do alto do vale de Melilla e foi conduzido de mãos atadas, para a fronteira entre Marrocos e Argélia. Não tivemos mais notícias dele...
  12. 12. Jesus é despojado de suas vestes Despojados mil vezes ao longo do caminho. Em cada fronteira, em cada cruz, despojam-nos de suas vestes e de seus bens para deles se apoderarem.. Pouco importa que sejam aventureiros, funcionários, policíais ou militares... E as mulheres são despojadas também de sua intimidade e de sua dignidade... é o preço do Calvário que leva à ressurreição...
  13. 13. Jesus, pregado na cruz Muitos africanos vivem dependentes por un fio, de água potável, de remédios que não podem pagar, cravados en uma cruz, agonizantes inclusive os imigrantes que chegando à Europa continuam cravados por falta de trabalho, moradia e documentação.
  14. 14. Jesus morre na cruz A morte de Jesus é a morte do Inocente. Sua figura crucificada nos anima a não permitir que morran impunemente mais inocentes...
  15. 15. Jesus, descido da cruz Até os abismos do mar sentem náuseas por tanta morte e vomitam de vez em quando o corpo de um emigrante... Turistas, sanitaristas, policíais, todos calamos, cobrindo nossa vergonha e nossa indignação com uma capa de silêncio...
  16. 16. Jesus é sepultado Patera 15-01-2003 Imigrante nº 8 Desconhecido. A Cruz do Filho não exclue ninguém. Com Ele estão crucificados todos os inocentes, independentemente de suas crenças ou religiões... O Espírito de Deus devolve aos corpos destruídos “imagem e semelhança”... O seio do Pai se transfoma em um sepulcro anónimo e nele acolhe seus filhos deserdados pelos ricos e poderosos...
  17. 17. Jesus ressuscita dentre os mortos A paixão e a morte de Jesus não tinham como destino o sepulcro, mas a ressurreição. A vida vence a morte, o amor vence o ódio. A resurreição de Cristo é nossa ressurreição. A paixão e a morte de tantos homens e mulheres imigrantes, verdadeira via sacra de uma vida indigna para outra mais humana, não pode ter outra meta a alcançar senão a “semelhança” con o Criador.

×