PALACIO VERSALHES

10.278 visualizações

Publicada em

PALACIO VERSALHES

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.278
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.141
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
252
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

PALACIO VERSALHES

  1. 1. Palácio de Versalhes
  2. 2. <ul><li>Localização Geográfica </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Construído pelo Rei Luís XIV….. </li></ul><ul><li>O Palácio representa o poder Absolutista…… </li></ul>
  4. 4. VERSALHES: O PALÁCIO MAIS LUXUOSO DO MUNDO <ul><li>Ninguém imaginaria que numa região inóspita, uma terra pantanosa, sem água potável e com vegetação escassa, se pudesse erguer o maior e o mais sumptuoso palácio do mundo. Ninguém? O Rei Sol imaginou! Luís XIV ordenou a construção do Palácio de Versalhes, o símbolo da era absolutista, &quot;simultaneamente incomensurável e harmónico&quot;. O arquitecto Louis Le Vau (1612-1670), que construiu o Louvre e as Tulherias, foi o encarregado das obras da primeira etapa, sendo ajudado pelo pintor Charles Le Brun (1619-1690), responsável pela decoração, e por André Le Nôtre (1613-1700), o jardineiro que criou os &quot;jardins à francesa&quot;, caracterizados pelas perspectivas a perder de vista, pelos lagos e repuxos. Le Brum foi contratado para fazer os jardins e levar água para Versalhes. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>A fachada principal media 580 metros de cumprimento, possuía 375 janelas, imensos pátios, numerosos edifícios laterais e para terminar, uma longa avenida que o ligava directamente a Paris. O sucessor de Le Vau, que concluiu as obras do Palácio de Versalhes, foi o arquitecto Jules Hardouin-Mansart (1646-1708). Escultores, pintores, ourives, estucadores, marmoristas, os melhores profissionais trabalharam para realizar uma decoração jamais vista. As cores dominantes do Versalhes eram o branco e o ouro, nas paredes, nos tectos, estofados, ornamentos e também os deuses marinhos das fontes do jardim foram dourados. Finalmente, no dia 6 de Maio de 1682, Luís XIV levou definitivamente a sua corte para o Palácio de Versalhes, sem o qual seria impossível imaginar o reinado do Rei Sol. &quot; A nobreza inclinava-se perante uma etiqueta que não era menos rígida do que a espanhola, e sentia-se orgulhosa do seu culto ao rei. O levantar, as refeições, o deitar-se transformaram-se em solenidades que se celebravam diariamente seguindo os mesmos ritos, inalterável e exactamente determinados. E quando um cortesão passava pelo quarto de Luís XIV e pelo leito real, dobrava o joelho, como se estivesse numa igreja, perante o altar &quot;. (Georges Pagès) </li></ul>
  6. 6. <ul><li>Festas maravilhosas foram realizadas em Versalhes e era dali que o rei governava a França. O palácio manteve a sua importância até à época da Revolução Francesa (leia em A Relíquia nº ...), quando Luís XVI foi preso e levado à força para as Tulherias. O Palácio de Versalhes serviu de Quartel-General alemão durante a guerra franco-prussiana, e na sua famosa Sala dos Espelhos foi proclamada a restauração do império alemão. Nesta mesma sala, em 28 de junho de 1919, foi assinado o Tratado de Versalhes entre a Alemanha derrotada e os países aliados que venceram a Primeira Guerra Mundial. Hoje, Versalhes é utilizado como museu e centro cultural, uma das maiores maravilhas do mundo! </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Um dos vários lagos que embelezam os jardins do Palácio…. </li></ul>
  8. 8. Jardins do Palácio
  9. 9. Magníficos jardins
  10. 10. <ul><li>Uma das várias e maravilhosas fontes existentes no recinto… </li></ul>
  11. 11. As Belas Fontes… As magníficas esculturas…
  12. 12. <ul><li>Vista panorâmica de uma parte do recinto do Palácio…. </li></ul>
  13. 13. <ul><li>Mais fontes… </li></ul>
  14. 14. <ul><li>Um Palácio Multifacetado </li></ul>
  15. 15. O Palácio visto de vários ângulos…
  16. 16. Outro ângulo…..
  17. 17. <ul><li>Ao entardecer….. </li></ul>
  18. 18. <ul><li>Pôr-do-sol…. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Interior do Palácio </li></ul>
  20. 20. Um dos corredores visto de dois ângulos…
  21. 21. Os quartos….. Magníficos!!!
  22. 22. O salão dos espelhos…
  23. 23. Um dos pátios…
  24. 24. O Façade no parque…
  25. 25. A água de Parterre
  26. 26. A estátua principal do equestrian de Luís XIV da passagem do castelo
  27. 27. O pátio grande do Palácio de Versalhes
  28. 28. A Capela real
  29. 29. O primeiro palácio construído por Luís XIII
  30. 30. Os detalhes fortificados por Louis XIV
  31. 31. Salões dos espelhos
  32. 32. Castelos de Trianon
  33. 33. O Rei Sol… <ul><li>Luís XIV de Bourbon, francês ( nascido a 5 de Setembro de 1638 , Saint-Germain-en-Laye , França – faleceu a 1 de setembro de 1715 , Versalhes ), conhecido como &quot;Rei-Sol&quot;, foi o maior monarca absolutista da França de 1643 à 1715 . </li></ul><ul><li>A ele é atribuída a famosa frase: &quot; L'État c'est moi &quot; (O Estado sou eu), apesar de grande parte dos historiadores achar que isso é apenas um mito. Construiu o luxuoso palácio de Versalhes , em Versalhes, perto de Paris, onde faleceu em 1715 </li></ul>
  34. 34. Biografia: Juventude Quando nasceu em 1638 os seus pais, Luís XIII e Ana d'Áustria , consideraram-no uma bênção divina, já que o casal ainda não tivera nenhum filho em vinte e três anos de matrimónio. Foi batizado Louis-Dieudonné (&quot;Luís, o presente de Deus&quot;) e recebeu além do tradicional título de Delfim o de Premier Fils de France (&quot;Primogénito da França&quot;). Começo do Reinado O período de regência exercido pela mãe de Luís terminou oficialmente em 1651 , quando ele tinha 13 anos. Luís assumiu o trono, mas Mazarino continuou a controlar os assuntos de estado até 1661 . O Tesouro estava perto da falência quando Luís XIV assumiu o poder. As coisas não melhoraram já que ele gastava dinheiro extravagantemente, despendendo vastas somas de dinheiro financiando a Corte Real. Felizmente, parte desse dinheiro gastou-o como patrono das artes, financiando nomes como Moliere , Charles Le Brun e Jean-Baptiste Lully .
  35. 35. <ul><li>Também gastou muito em melhorias no antigo Palácio do Louvre , que acabou por abandonar em favor de Versalhes , construído sobre um antigo pavilhão de caça de Luís XIII . </li></ul><ul><li>Luís XIV ordenou a construção do complexo conhecido como Hôtel des Invalides (Palácio dos Inválidos) para servir de moradia a militares que o serviram lealmente em combate, mas que foram dispensados por motivo de ferimento de guerra ou idade avançada - e que até então tinham como alternativas apenas a mendicância e o banditismo. Luís considerou esta construção um dos maiores feitos do seu reinado </li></ul>
  36. 36. <ul><li>Palavras para quê….. </li></ul><ul><li>VERSALHES… Um Mundo para </li></ul><ul><li>descobrir!!! </li></ul><ul><li>FIM!!!!!! </li></ul>
  37. 37. Elaborado por: <ul><li>Ana Alexandre n.º1 11ºC </li></ul><ul><li>Andreia Fernandes n.º4 11ºC </li></ul><ul><li>Carla Lino n.º5 11ºC </li></ul><ul><li>Daniela Nogueira n.º6 11ºC </li></ul><ul><li>2006/2007 </li></ul>
  38. 38. <ul><li>Este trabalho foi elaborado no âmbito do </li></ul><ul><li>Projecto “ Inciativa Escolas, Professores e Computadores Portáteis” </li></ul>             

×