Successfully reported this slideshow.
O ESTRESSE Música – As nossas vidas Orquestra de Billy Voughan JUNHO/2006 LhT
Uma abordagem sobre o nosso estresse
O estresse é uma palavra de origem da língua inglesa stress, e que entre outras coisas significa pressão, tensão.  O dicio...
No livro didático de Inglês Skyline 3 – Student´s book dos autores Simon Brewster, Paul Davies e Michey Rogus faz uma abor...
O propósito e efeitos do estresse O estresse é um fenômeno freqüente nos animais. É a resposta para as necessidades urgent...
O homem tem as mesmas necessidades básicas e corre perigo como os animais, pois vive no mesmo mundo. Só que hoje não preci...
Na situação de tensão, nas selvas da África ou no escritórios de Manhattan o estresse provoca a liberação de adrenalina no...
Quando o corpo tem tempo para se recuperar do estresse não há problema. Mas, quando o estresse é constante os problemas se...
Como vimos no artigo acima, o estresse é um estado que é comum a todo animal seja racional ou irracional. Entretanto, nos ...
Entretanto, em virtude de estarmos a mercê da mente, sobre o domínio do pensamentos, ficamos quase todo o tempo preocupado...
Esses estresses constante criados pela mente, vão provocar tensão constante no nosso organismo, provocando fadiga em algum...
Grande parte dos nossos estresses são relativos a aspectos financeiros. É a falta de dinheiro para ter uma vida decente. É...
O dinheiro é um meio não um fim. Não é mais dinheiro, mais poder, mais projeção social ou status que nos vai trazer felici...
No livro aprendendo silenciar a mente de Osho, há uma abordagem muito interessante mostrando como surgem os nossos problem...
O místico disse: “Tenho apenas uma coisa a lhe dizer. Eu não fui capaz de ouvir meu mestre, que me disse esta mesma coisa ...
O discípulo  perguntou: “O que é? Por favor, me conte! Tentarei seguir cada uma de suas palavras.”  O mestre então disse: ...
Foi procurar as pessoas do vilarejo. “Há algum sentido na mensagem?  Deve haver algum sentido misterioso oculto aqui.”  Um...
Mas ele não ouviu. Eu sei de toda a história.” O discípulo pediu que o ancião lhe contasse tudo para que ele pudesse enten...
Seu mestre era jovem quando essa mensagem foi transmitida.  Ele costuma viver na floresta e possuía apenas duas roupas, na...
Parecia bastante lógico, então ele pediu que alguém lhe desse um gato. Levou o gato para casa, mas aí começaram os problem...
A idéia parecia ótima. Ele levou a vaca... e o mundo começou.  É assim que o mundo começa. A vaca precisa de grama, e as p...
Mais uma vez ele retornou ao vilarejo e disse: “Meus problemas só estão piorando. Agora o problema é que não há mais tempo...
Assim as coisas se encaminharam para uma conclusão lógica. Veja o quanto o homem já se havia se afastado de seu caminho de...
Ele apenas se lembrou disso quando estava morrendo.  Lembrou-se outra vez que, quando seu mestre estava morrendo, havia di...
Não é uma parábola interessante? Ela retrata tão bem a nossa vida e o nosso mundo, não é mesmo? É o que acontece conosco n...
São os inúmeros artefatos inventados pelo homem ou propriedades como um sítio, uma fazenda, uma casa de campo, uma casa ou...
São por estes motivos que o sábio Lao Tsê nos recomenda ter uma vida simples. Quanto mais simples forem as nossas necessid...
A nossa mente é esperta e astuciosa. Toda vez que surgir um desejo que contraria o nosso voto de simplicidade, a nossa men...
Nunca, em hipótese alguma tenha um gato em casa -  Osho A vida é simples, nós é que a complicamos - Lao Tsê Vá confiante n...
 
 
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ESTRESSE

2.976 visualizações

Publicada em

ESTRESSE

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

ESTRESSE

  1. 1. O ESTRESSE Música – As nossas vidas Orquestra de Billy Voughan JUNHO/2006 LhT
  2. 2. Uma abordagem sobre o nosso estresse
  3. 3. O estresse é uma palavra de origem da língua inglesa stress, e que entre outras coisas significa pressão, tensão. O dicionário Michaelis dá a seguinte definição da palavra estresse: Reação do organismo a influencias nocivas de ordem física, psíquica, infecciosa capazes de perturbar o equilíbrio interno. Na física aprendemos que uma tensão constante aplicado em um material provoca fadiga e pode ocasionar a ruptura do mesmo. É o exemplo do dobramento de um arame que acaba se rompendo. As dobras sucessivas provocam tensões sucessivas provocando fadiga no material, que acaba se rompendo aonde ocorreu a tensão.
  4. 4. No livro didático de Inglês Skyline 3 – Student´s book dos autores Simon Brewster, Paul Davies e Michey Rogus faz uma abordagem muito interessante sobre o estresse.
  5. 5. O propósito e efeitos do estresse O estresse é um fenômeno freqüente nos animais. É a resposta para as necessidades urgentes ou perigo, e freqüentemente permitem os animais sobreviver obtendo comida, defender-se, ou fugir. Na savana da África os tensos leões e as nervosas gazelas estão ambos sentindo-se estressados diante da crucial ação. Caçar e ser caçado.
  6. 6. O homem tem as mesmas necessidades básicas e corre perigo como os animais, pois vive no mesmo mundo. Só que hoje não precisamos caçar para obter comida, defender-se fisicamente ou fugir. Mas ainda estamos sujeitos à constantes desafios estressantes. Nós os criamos muitos em nossa mente: a preocupação de fracassar nos exames, o desafio para conseguir boas notas, etc.
  7. 7. Na situação de tensão, nas selvas da África ou no escritórios de Manhattan o estresse provoca a liberação de adrenalina no sangue. As pupilas dos olhos se dilatam para melhorar a visão, a respiração torna-se mais profunda, e o coração acelera o ritmo para enviar mais oxigênio e glicose para os músculos e celebro. A digestão pára, a memória e pensamentos tornam-se aguçados e o corpo fica mais forte, pronto para a resposta.
  8. 8. Quando o corpo tem tempo para se recuperar do estresse não há problema. Mas, quando o estresse é constante os problemas se acumulam. Durante o período de estresse o sistema imunológico enfraquece e há grande risco de contrair infecções. A adrenalina é tóxico em larga escala e dificultam a digestão deixando o estômago e os intestinos vulneráveis às úlceras. Pressão sangüíneas elevada danifica o sistema circulatório. Alguns estresse pode produzir uma melhor performance, mas estresse constante pode danificar o corpo e eventualmente matar.
  9. 9. Como vimos no artigo acima, o estresse é um estado que é comum a todo animal seja racional ou irracional. Entretanto, nos animais o estresse é um fenômeno estritamente natural, é instintivo. Quando há necessidade o animal fica estressado, mas passado o momento quando conseguiu alimento, ou safou-se do perigo o seu estresse passa e sua vida volta a normalidade. Já com o ser humano, com a gente, é um pouco diferente. O estresse de natureza instintiva nos ajuda a sair de uma situação de emergência ou perigo.
  10. 10. Entretanto, em virtude de estarmos a mercê da mente, sobre o domínio do pensamentos, ficamos quase todo o tempo preocupados ou ansiosos criando desnecessariamente o estresse. Criamos novos desafios para satisfazer o ego, imaginamos problemas ou agravamento de uma situação que provavelmente nunca acontecerá.
  11. 11. Esses estresses constante criados pela mente, vão provocar tensão constante no nosso organismo, provocando fadiga em algum lugar, que acaba resultando em enfermidade. Muitas pessoas acostumam-se com a situação de permanente tensão, e só tomam consciência que está levando uma vida estressante quando o seu corpo começa a se manifestar gritando que algo não está bem.
  12. 12. Grande parte dos nossos estresses são relativos a aspectos financeiros. É a falta de dinheiro para ter uma vida decente. É o dinheiro curto que não dura até o final do mês. É a falta de dinheiro para satisfazer os desejos, sejam eles necessários ou não. É a permanente tensão causado pelo medo de perder o que possui. O dinheiro é um importante meio para nos proporcionar bem estar e alguma segurança. Alguma segurança porque neste mundo de impermanencia jamais teremos segurança.
  13. 13. O dinheiro é um meio não um fim. Não é mais dinheiro, mais poder, mais projeção social ou status que nos vai trazer felicidade, paz ou segurança permanente. Há mais de 2.500 anos Lao Tsê dizia que para termos paz duradoura temos de levar uma vida simples. Não devemos confundir simplicidade com pobreza. Pobreza é um estado que não temos dinheiro suficiente para uma vida decente. Simplicidade é uma vida sem ostentação. É uma vida equilibrada que se caracteriza pela necessidade e utilidade em primeiro lugar para em seguida vir o querer, o possuir, quando possível.
  14. 14. No livro aprendendo silenciar a mente de Osho, há uma abordagem muito interessante mostrando como surgem os nossos problemas. Um grande místico estava morrendo. Ele chamou seu discípulo principal. O discípulo ficou muito feliz ao ver seu mestre o chamando, pois ela havia sido escolhido entre muitas pessoas. Provavelmente o mestre iria transmitir algum grande segredo que não havia contado para ninguém até agora. "Esta é a forma pela qual ele esta me escolhendo como seu sucessor”, pensou o discípulo, enquanto se aproximava.
  15. 15. O místico disse: “Tenho apenas uma coisa a lhe dizer. Eu não fui capaz de ouvir meu mestre, que me disse esta mesma coisa ao morrer. Eu era tolo e não o ouvi, nem mesmo pude entender o que ele queria me dizer. Mas estou lhe falando, com toda a minha experiência, que ele está certo, apesar de eu ter achado absurdo quando ele me contou”.
  16. 16. O discípulo perguntou: “O que é? Por favor, me conte! Tentarei seguir cada uma de suas palavras.” O mestre então disse: “É algo muito simples: Nunca, em momento algum de sua vida, tenha um gato em casa!” E antes que o discípulo pudesse perguntar por que, o mestre morreu. Agora ele se sentia desorientado – que frase idiota! E a quem ele iria perguntar o que aquilo queria dizer?
  17. 17. Foi procurar as pessoas do vilarejo. “Há algum sentido na mensagem? Deve haver algum sentido misterioso oculto aqui.” Um dos anciãos falou: ”Sim, eu sei por que o mestre de seu mestre disse o mesmo para ele: “Nunca, jamais, tenha um gato em sua casa.”
  18. 18. Mas ele não ouviu. Eu sei de toda a história.” O discípulo pediu que o ancião lhe contasse tudo para que ele pudesse entender do que o mestre lhe dissera. O ancião riu. Disse: É algo muito simples, não há nada de absurdo aí. O mestre de seu mestre deixou para ele uma grande mensagem, mas seu mestre nunca se perguntou: “qual o sentido disso?” Ao menos você foi inteligente o bastante para indagar a respeito.
  19. 19. Seu mestre era jovem quando essa mensagem foi transmitida. Ele costuma viver na floresta e possuía apenas duas roupas, nada mais. E o pior é que freqüentemente suas roupas eram destruídas pelos ratos que estavam em sua casa, e ele era obrigado a pedir novas peças às pessoas do vilarejo. Um dia, um habitante do vilarejo disse: “Por que não tem um gato? Se você tiver um gato, ele comerá os ratos e não haverá problemas. Do contrario, como nós, que somos pessoas pobres, faremos para lhe dar roupas novas todos os meses?”
  20. 20. Parecia bastante lógico, então ele pediu que alguém lhe desse um gato. Levou o gato para casa, mas aí começaram os problemas. O gato obviamente salvou as roupas, mas o gato precisava de leite, porque depois que comeu os ratos não havia mais o que comer. O pobre homem não podia meditar, porque o gato estava sempre miando e gemendo e dando voltas ao seu redor. Ele retornou ao vilarejo e falou com algumas pessoas, que lhe disseram: “Esta é uma situação difícil. Agora teremos que lhe fornecer diariamente o leite. Em vez disso, podemos lhe dar uma vaca. Você pode beber o leite e o seu gato também. Assim você também não precisará mais nos pedir comida diariamente.
  21. 21. A idéia parecia ótima. Ele levou a vaca... e o mundo começou. É assim que o mundo começa. A vaca precisa de grama, e as pessoas disseram: “No próximo feriado, nós limparemos uma área na floresta e prepararemos a terra. Você irá plantar um pouco de trigo e algumas coisas a mais, e deixará uma parte para a grama.” E os habitantes fizerem o que haviam prometido: limparam a floresta, araram o solo, plantaram o trigo. Mas agora havia outro problema: era necessário irrigar a terra, cuidar da plantação. E o pobre homem gastava todo o dia com isso. Não havia mais tempo para ler as escrituras, nem para meditar.
  22. 22. Mais uma vez ele retornou ao vilarejo e disse: “Meus problemas só estão piorando. Agora o problema é que não há mais tempo para meditar. Eles responderam: “Espere um pouco. Uma mulher acaba de ficar viúva, ela é jovem e temos medo que ela seja uma tentação para os jovens do nosso vilarejo. Por favor, leve-a com você. Ela é saudável, pode tomar conta de sua terra, da vaca, do gato, e irá preparar sua comida. Ela também é muito religiosa. E não se preocupe, ela não irá perturbá-lo.”
  23. 23. Assim as coisas se encaminharam para uma conclusão lógica. Veja o quanto o homem já se havia se afastado de seu caminho desde que recebeu o gato... A mulher foi morar com ele e cuidar dele. Durante alguns dias, ele se sentiu muito feliz. Ela massageava seus pés e.... aos poucos o que tinha que acontecer aconteceu: Eles se casaram. E quando se casa, na Índia, tem ao menos doze filhos. No mínimo. Então toda a meditação se foi.
  24. 24. Ele apenas se lembrou disso quando estava morrendo. Lembrou-se outra vez que, quando seu mestre estava morrendo, havia dito a ele para tomar cuidado com os gatos. Foi por isso que ele lhe disse isso. “Agora é sua vez de tomar cuidado com os gatos. Basta um pequeno passo na direção errada e você estará seguindo o caminho errado.”
  25. 25. Não é uma parábola interessante? Ela retrata tão bem a nossa vida e o nosso mundo, não é mesmo? É o que acontece conosco na vida real. Nós não temos apenas um gato, temos inúmeros e alguns são gatos enormes comparável a um tigre, leopardo ou uma onça. O que é pior procuram nos condicionar para termos muito mais. Os nossos gatos são os resultados da nossa sede de consumir e possuir.
  26. 26. São os inúmeros artefatos inventados pelo homem ou propriedades como um sítio, uma fazenda, uma casa de campo, uma casa ou apartamento na praia, o automóvel, telefones, aparelhos eletro-eletônicos, computados, Internet, TV a cabo, moda nova, uma infinidade de parafernálias, nas quais a maioria são utilizados por pouco tempo. Todos essas coisas trazem a reboque custos e mais custos, que somados começam a nos preocupar e estressar. O pior é que nos acostumamos com essa forma de viver e não conseguimos viver sem os gatos. Quando chega o final do mês é conta mais conta que têm que ser pagas.
  27. 27. São por estes motivos que o sábio Lao Tsê nos recomenda ter uma vida simples. Quanto mais simples forem as nossas necessidades, com mais facilidade conduziremos a vida. Se quisermos uma vida com menos estresse e mais paz e tranqüilidade, temos que procurar viver com simplicidade. Para viver com simplicidade devemos sempre estar atento com a nossa mente.
  28. 28. A nossa mente é esperta e astuciosa. Toda vez que surgir um desejo que contraria o nosso voto de simplicidade, a nossa mente vai procurar racionalizar. Ela vai procurar argumentar tentando nos convencer para satisfazer o desejo. Utilizam os mesmos meios das propagandas e dos vendedores que querendo faturar, só destacam os aspectos positivos, ocultando os negativos, bem como exploram a nossa vaidade, baixa auto-estima e carências afetivas.
  29. 29. Nunca, em hipótese alguma tenha um gato em casa - Osho A vida é simples, nós é que a complicamos - Lao Tsê Vá confiante na busca dos seus sonhos. Viva a vida que desejar. À medida que simplifica a sua vida, As leis do universo se tornam simples; A solidão não será solidão, A pobreza não será pobreza, E a fraqueza não será fraqueza.” Henry David Thoreau

×