A CONSCIENCIA

1.698 visualizações

Publicada em

A CONSCIENCIA

Publicada em: Tecnologia
1 comentário
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.698
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
1
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A CONSCIENCIA

  1. 1. A consciência
  2. 2. Música – Bailero Fotos – Núvens Fonte - Internet
  3. 3. Elaboração e formatação 04/2008 LhT
  4. 4. Nos somos imperfeitos por isso temos defeitos. Ás vezes, devido aos defeitos emergem sentimentos de inferioridade trazendo insegurança. Sentimo-nos sem valor e sem importância, deixando-nos decepcionados, descontentes e com raiva de nós mesmos.
  5. 5. Eu sei que és persistente nunca desistiu, e jamais desistirá do seus objetivos, mas gostaria de lembrar que nada neste mundo poderá ser perfeito. O mundo é imperfeito por natureza. É por isso que a evolução e a transformação existem.
  6. 6. O que é perfeito está morto, não palpita, não muda nem se transforma. É a imperfeição que te leva a querer melhorar, evoluir, crescer e se transformar. É a tomada de consciência do teu sentimento de inferioridade que te impulsionam à evolução e melhoria.
  7. 7. Nessa busca, muitas vezes, ficaste desanimado, impaciente, indeciso, decepcionado, desiludido e até mesmo perdido. Ficaste também tenso, infeliz, estressado, angustiado e ansioso. Enfim, passaste por muitos momentos de sofrimentos emocionais.
  8. 8. Algumas vezes foste vítima de sofrimentos físicos dolorosos, que levaram algum tempo para sarar e que podem ter deixado alguns resquícios. Creio que sentiste com muito mais freqüência os sofrimentos emocionais. Pois todos nós inconscientemente o criamos inúmeros. Pelos pensamentos criamos problemas que só existem na nossa mente. Imaginamos situações que dificilmente acontecerão. Sofremos agora por fatos do passado e uma suposta situação futura.
  9. 9. A vida é expiação? A vida é uma um esforço contínuo de superação? Sem os sofrimentos emocionais a vida seria melhor?
  10. 10. Os animais irracionais sofrem menos. Eles são sensíveis a dor, sentem prazer e medo por pura questão instintiva de sobrevivência. Eles ficam alegres, tristes, com raiva, animado ou desanimado e até estressado, mas não têm consciência de seus sentimentos. Eles não têm condições de saber, faltam-lhes a consciência e a inteligência. Sem consciência não podem saber que vivem nem que vão morrer.
  11. 11. Sim, sofremos mais. Sim, nos temos consciência dos sofrimentos, mas também a consciência da satisfação, da alegria, do prazer, da felicidade e do contentamento. Tendo consciência dos sentimentos que nos causam sofrimentos, fazemos de tudo para evitá-los. Nós tememos muito mais a dor do que desejamos o prazer.
  12. 12. Sim, sofremos mais, pois temos a consciência. A consciência associado aos conhecimentos adquiridos torna-se um instrumento poderoso, que nos permitem fazer distinções entre uma coisa e outra. Assim, ficamos em condições saber o que é bom ou ruim, o que belo ou feio, o que é dor ou prazer, o que é passado ou futuro
  13. 13. A consciência nos capacita saber de tudo o que acontece no mundo interior e exterior. A capacidade de fazer distinções cria a liberdade da escolha. Cria-se as possibilidade de decidir. Assim, podemos decidir se queremos melhorar ou não, ser ou não ser, mudar ou não mudar.
  14. 14. Não existem rosas sem espinhos. Com a liberdade da escolha vêm às tensões e as preocupações. As tensões são os espinhos do poder de decisão. As tensões surgem devido às incertezas dos resultados da escolha. Por maior que seja a probabilidade de um fato acontecer jamais será uma certeza. O futuro é incerto por natureza. A única certeza que temos é da morte.
  15. 15. Os espinhos existem como proteção não para atacar e ferir. Os espinhos existem para proteger a rosa, para tocá-la com cuidado e tratá-la com amor e carinho, pois toda flor é bela, frágil e delicada.
  16. 16. Os sofrimentos não são punições nem judiações. Os sofrimentos emocionais são para nos fazer pensar e refletir. Refletir sobre a vida, a nossa conduta, sobre os erros e acertos, incompreensões e os estados de inconsciência. Pelas reflexões melhoramos as compreensões. As compreensões são as luzes que iluminam as escuridões dos medos, dúvidas e incertezas.
  17. 17. A vida só de prazeres levam à estagnação e perdição. Embotam a inteligência, a percepção e a consciência. As reflexões e os pensamentos nos fazem crescer e evoluir
  18. 18. A inconsciência levam-nos ao caminha da escuridão. A inconsciência trás a infelicidade, a desgraça e os problemas. Medos, desejos e ambições desmedidas levam à inconsciência. Estar inconsciente é estar sonhando, iludido, drogado, embriagado, ou com ódio. Estar inconsciente é ausentar-se do momento presente.
  19. 19. Jamais fuja da realidade mesmo nos piores momentos, enfrente-os. Fique consciente, seja a totalidade do seu ser em quaisquer circunstâncias.
  20. 20. Se assim for Verás que os problemas serão superados com menos dificuldades, que as dores e os sofrimentos desvanecerão com mais facilidade. A montanha se aplaina à medida que avançamos sobre ela. Vivendo com plena consciência a vida deixará de ser uma superação de obstáculos transformando-se em um fluir.
  21. 21. É estranho como o amor tem similaridade com a consciência. Trouxemos e levaremos somente o amor e a consciência. A consciência e o amor são impessoais, não condenam nem julgam. Estar consciente significa estar no momento presente. O amor acontece somente no momento presente. Só se pode amar de verdade estando consciente.
  22. 22. Não se deve confundir a consciência com a consciência condicionada. Consciência é a capacidade de perceber. Consciência condicionada é o sentimento de culpa das violações das leis e regras criadas pela sociedade, incutidas em nossas mentes.
  23. 23. Chegaste sem nada, nada trouxeste. Vieste apenas com dois atributos, a consciência e uma semente. Vieste com a consciência para saber como viverás. Chegaste como semente para florescer no amor tornando se num ser amoroso e compassivo.
  24. 24. Partirás sem nada, nada levarás. Deixarás aqui o seu corpo, seus conhecimentos, sua consciência condicionada, as sementes que produziste e tudo o mais. Levarás somente a consciência e o amor.

×