Ana Julia

1.133 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.133
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
132
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ana Julia

  1. 1. M Registo de Apresentação de LivrosA Por Ana Júlia Mota Tomé, turma A do 12ºanoR Ficha técnicaM Nome: Mar me quer Autor: Mia CoutoE Ilustrações: João Nasi Pereira Editora: Editorial Caminho, SA, Lisboa – 2000 Local da edição: LisboaQ Ano da edição: 9ªedição em 2007 Ano da publicação: 2000UE 1R
  2. 2. Relatório de apresentaçãoPeríodo de leitura: uma semana (16 de Março até 23 de Março).Apresentação geral do livro: Mar me quer é um livro dividido em oito capítulos todos eles iniciados pelos “ditos” do avô Celestianoe que retracta a história de Zeca Perpétuo um homem com uma infância muito marcada pela ausência de seus pais e pela formaabrupta como eles desapareceram da sua vida. Obra na qual estabelece sobretudo uma paixão não correspondida entre Zeca eLuarmina uma mulata “gorda” com pequena memórias amargas da sua infância. A acção é passada numa aldeia em Moçambiqueperto do mar, e pode-se dizer que é aqui no mar que tudo começa. Zeca era um homem já com alguma idade, doente e apaixonado por Dona Luarmina, a sua vizinha triste, presa a umarelação inacabada. Esta era uma mulher que se considerava demasiado velha para viver novas paixões, apesar de não corresponderao amor de Zeca, Dona Luarmina sempre o tratou como um grande e bom amigo. Ao longo dos anos de paixão por Dona Luarmina a doença persistente de Zeca agrava-se dando como solução para a suadoença um castigo de seu pai por não ter obedecido ao seu pedido, voltar sempre ao mar quando este faleceu, para cuidar da suaamada que tinha caído ao mar. Quando a vida de Zeca está quase presa por um fio, Dona Luarmina decide contar-lhe toda averdade relatando-lhe que era ela a amada de seu pai que tivera caído ao mar mas que se tivera conseguido salvar. Pouco tempodepois Zeca acaba por morrer pouco a pouco, começando pelas suas lembranças.Relação título-livro: Quando decidi ler este livro pensava que fosse apenas uma variação poética dos versos”bem-me-quer, mal-me-quer”, mas ao longo do livro deparei-me que não, era um livro sobre o mar que lhe quer mal. 2 Ana Júlia Mota Tomé 12ºA Nº2
  3. 3. Transcrição de ideias / frases relevantes:  “Sou feliz só por preguiça. A infelicidade dá uma trabalheira pior que doença: é preciso entrar e sair dela, afastar os que nos querem consolar, aceitar pêsames por uma porção de alma que nunca chegou a falecer.”  “A vida é tão simples que ninguém a entende.”  “O mar me quer(…)a tua longe me faz perder o juízo(…) os medos são bichinhos assustados escondidos no canto da sala incapazes de superar o que assusta e explorar o espaço inteiro.” 3 Ana Júlia Mota Tomé 12ºA Nº2
  4. 4. Mia Couto, pseudónimo de António Emílio Leite Couto nasceu na Beira, Moçambique, a cinco de Julho de 1955, sendo filho de portugueses que emigraram para Moçambique. Iniciou estudos universitários em Medicina, mas abandonou esta área no princípio do terceiro ano, passando a exercer a profissão de jornalista depois do 25 de Abril. É um dos autores de língua portuguesa mais traduzidos. Enquanto escritor, Mia Couto possui uma obra reconhecida internacionalmente que já foi adaptada ao teatro de seu nome Mar me quer. 4 Ana Júlia Mota Tomé12ºA Nº2

×