SlideShare uma empresa Scribd logo

O pinto borrachudo

1
12_A

Leitura

1 de 13
Baixar para ler offline
O Pinto Borrachudo
Adolfo Coelho
Ilustração: Alunos da EB1 da Vermiosa
O Pinto Borrachudo
Adolfo Coelho
Ilustração: Alunos da EB1 da Vermiosa
Era uma vez um pinto borrachudo que andava a esgravatar num monte de
terra e achou lá uma bolsa de moedas e disse:
– Vou levar esta bolsa ao rei.
Pôs-se a caminho com a bolsa no bico; mas, como tivesse de atravessar um
rio e não pudesse, disse:
– Ó rio, arreda-te para eu passar!
Mas o rio continuou a correr e ele bebeu a água toda.
Foi mais para diante e viu uma raposa no caminho e disse-lhe:
– Deixa-me passar!
Como a raposa não se moveu, comeu-a.
Foi andando e encontrou um pinheiro e disse-lhe:
– Arruma-te para eu passar.
Como ele não se arrumasse, engoliu-o.
Mais adiante encontrou um lobo e comeu-o; depois encontrou uma coruja e
fez-lhe o mesmo.

Recomendados

O pinto borrachudo atividades de interpretação
O pinto borrachudo atividades de interpretaçãoO pinto borrachudo atividades de interpretação
O pinto borrachudo atividades de interpretaçãoConstantino Alves
 
A lenda de arlequim
A lenda de arlequimA lenda de arlequim
A lenda de arlequimcasmaria
 
Ciclo do pão
Ciclo do pãoCiclo do pão
Ciclo do pãoIsa Crowe
 
Ciclo do chocolate
Ciclo do chocolateCiclo do chocolate
Ciclo do chocolateIsa Crowe
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O TomáS Já NãO Cabe Nos CalçõEs
O TomáS Já NãO Cabe Nos CalçõEsO TomáS Já NãO Cabe Nos CalçõEs
O TomáS Já NãO Cabe Nos CalçõEsceumadureira
 
A princesa baixinha power point
A princesa baixinha   power pointA princesa baixinha   power point
A princesa baixinha power pointlabeques
 
A Bruxa Mimi
A Bruxa MimiA Bruxa Mimi
A Bruxa MimiJATG
 
Casamento diospiro noz
Casamento diospiro nozCasamento diospiro noz
Casamento diospiro nozMaria Leonor
 
Adivinha quanto eu gosto de ti outono
Adivinha quanto eu gosto de ti   outonoAdivinha quanto eu gosto de ti   outono
Adivinha quanto eu gosto de ti outonomaria54cunha
 
Caracol e caracola
Caracol e caracolaCaracol e caracola
Caracol e caracolaAna Soares
 
A ovelhinha que veio para jantar - Steve Smallman
A ovelhinha que veio para jantar - Steve SmallmanA ovelhinha que veio para jantar - Steve Smallman
A ovelhinha que veio para jantar - Steve SmallmanEmília Lima
 
Power Point Sapo Apaixonado!
Power Point Sapo Apaixonado!Power Point Sapo Apaixonado!
Power Point Sapo Apaixonado!guest0bf490
 
Livro - A Zebra Camila
Livro - A Zebra CamilaLivro - A Zebra Camila
Livro - A Zebra CamilaRenata Grechia
 
historia sim-_o e a noite de natal
  historia   sim-_o e a noite de natal  historia   sim-_o e a noite de natal
historia sim-_o e a noite de natalfranciscamonteiro
 
A velhinha que comeu os símbolos do natal
A velhinha que comeu os símbolos do natalA velhinha que comeu os símbolos do natal
A velhinha que comeu os símbolos do natalMaria Sousa
 
O sapo-apaixonado[1]
O sapo-apaixonado[1]O sapo-apaixonado[1]
O sapo-apaixonado[1]teresastrecht
 
Ciclo do livro- livro em pdf
Ciclo do livro- livro em pdfCiclo do livro- livro em pdf
Ciclo do livro- livro em pdfIsa Crowe
 
A magia da estrela do outono
A magia da estrela do outonoA magia da estrela do outono
A magia da estrela do outonoCarla Ferreira
 

Mais procurados (20)

O TomáS Já NãO Cabe Nos CalçõEs
O TomáS Já NãO Cabe Nos CalçõEsO TomáS Já NãO Cabe Nos CalçõEs
O TomáS Já NãO Cabe Nos CalçõEs
 
A princesa baixinha power point
A princesa baixinha   power pointA princesa baixinha   power point
A princesa baixinha power point
 
A Bruxa Mimi
A Bruxa MimiA Bruxa Mimi
A Bruxa Mimi
 
Casamento diospiro noz
Casamento diospiro nozCasamento diospiro noz
Casamento diospiro noz
 
CADE MEU DOCE
CADE MEU DOCECADE MEU DOCE
CADE MEU DOCE
 
Monstruosidades
MonstruosidadesMonstruosidades
Monstruosidades
 
Adivinha quanto eu gosto de ti outono
Adivinha quanto eu gosto de ti   outonoAdivinha quanto eu gosto de ti   outono
Adivinha quanto eu gosto de ti outono
 
O senhor mago e a folha
O senhor mago e a folhaO senhor mago e a folha
O senhor mago e a folha
 
Caracol e caracola
Caracol e caracolaCaracol e caracola
Caracol e caracola
 
A ovelhinha que veio para jantar - Steve Smallman
A ovelhinha que veio para jantar - Steve SmallmanA ovelhinha que veio para jantar - Steve Smallman
A ovelhinha que veio para jantar - Steve Smallman
 
Power Point Sapo Apaixonado!
Power Point Sapo Apaixonado!Power Point Sapo Apaixonado!
Power Point Sapo Apaixonado!
 
Livro - A Zebra Camila
Livro - A Zebra CamilaLivro - A Zebra Camila
Livro - A Zebra Camila
 
Animais que hibernam pp
Animais que hibernam ppAnimais que hibernam pp
Animais que hibernam pp
 
A Sopa Verde
A Sopa VerdeA Sopa Verde
A Sopa Verde
 
historia sim-_o e a noite de natal
  historia   sim-_o e a noite de natal  historia   sim-_o e a noite de natal
historia sim-_o e a noite de natal
 
Histria Certa Noite Num Estbulo
Histria Certa Noite Num EstbuloHistria Certa Noite Num Estbulo
Histria Certa Noite Num Estbulo
 
A velhinha que comeu os símbolos do natal
A velhinha que comeu os símbolos do natalA velhinha que comeu os símbolos do natal
A velhinha que comeu os símbolos do natal
 
O sapo-apaixonado[1]
O sapo-apaixonado[1]O sapo-apaixonado[1]
O sapo-apaixonado[1]
 
Ciclo do livro- livro em pdf
Ciclo do livro- livro em pdfCiclo do livro- livro em pdf
Ciclo do livro- livro em pdf
 
A magia da estrela do outono
A magia da estrela do outonoA magia da estrela do outono
A magia da estrela do outono
 

Mais de 12_A

Os tres porquinhos - Jardim da Vermiosa
Os tres porquinhos - Jardim da VermiosaOs tres porquinhos - Jardim da Vermiosa
Os tres porquinhos - Jardim da Vermiosa12_A
 
Síntese
SínteseSíntese
Síntese12_A
 
Estrutura de 'Mensagem'
Estrutura de 'Mensagem'Estrutura de 'Mensagem'
Estrutura de 'Mensagem'12_A
 
O senhor do seu nariz
O senhor do seu narizO senhor do seu nariz
O senhor do seu nariz12_A
 
A flor vai ver o mar
A flor vai ver o marA flor vai ver o mar
A flor vai ver o mar12_A
 
O Elefante Cor-de-Rosa
O Elefante Cor-de-RosaO Elefante Cor-de-Rosa
O Elefante Cor-de-Rosa12_A
 
Estranhões e Bizarrocos
Estranhões e BizarrocosEstranhões e Bizarrocos
Estranhões e Bizarrocos12_A
 
A Ovelhinha Preta
A Ovelhinha PretaA Ovelhinha Preta
A Ovelhinha Preta12_A
 
25 de Abril 6.º C
25 de Abril 6.º C25 de Abril 6.º C
25 de Abril 6.º C12_A
 
O soldado e o capitão os cravos e o povão
O soldado e o capitão os cravos e o povãoO soldado e o capitão os cravos e o povão
O soldado e o capitão os cravos e o povão12_A
 
P.S. I Love You
P.S. I Love YouP.S. I Love You
P.S. I Love You12_A
 
Crystal natal john lennon - feliz natal
Crystal natal   john lennon - feliz natalCrystal natal   john lennon - feliz natal
Crystal natal john lennon - feliz natal12_A
 
A Cidade dos Deuses Selvagens
A Cidade dos Deuses SelvagensA Cidade dos Deuses Selvagens
A Cidade dos Deuses Selvagens12_A
 
Escândalo
EscândaloEscândalo
Escândalo12_A
 
Matemática
MatemáticaMatemática
Matemática12_A
 
Matrix port 9.º ano
Matrix port 9.º anoMatrix port 9.º ano
Matrix port 9.º ano12_A
 
Exame de Português 2011 - Matriz
Exame de Português 2011 - MatrizExame de Português 2011 - Matriz
Exame de Português 2011 - Matriz12_A
 
Of circular no 12 (1)
Of circular no 12 (1)Of circular no 12 (1)
Of circular no 12 (1)12_A
 
F cívica_versão homologada
 F cívica_versão homologada F cívica_versão homologada
F cívica_versão homologada12_A
 
Dia mundial da_bolota_2x
Dia mundial da_bolota_2xDia mundial da_bolota_2x
Dia mundial da_bolota_2x12_A
 

Mais de 12_A (20)

Os tres porquinhos - Jardim da Vermiosa
Os tres porquinhos - Jardim da VermiosaOs tres porquinhos - Jardim da Vermiosa
Os tres porquinhos - Jardim da Vermiosa
 
Síntese
SínteseSíntese
Síntese
 
Estrutura de 'Mensagem'
Estrutura de 'Mensagem'Estrutura de 'Mensagem'
Estrutura de 'Mensagem'
 
O senhor do seu nariz
O senhor do seu narizO senhor do seu nariz
O senhor do seu nariz
 
A flor vai ver o mar
A flor vai ver o marA flor vai ver o mar
A flor vai ver o mar
 
O Elefante Cor-de-Rosa
O Elefante Cor-de-RosaO Elefante Cor-de-Rosa
O Elefante Cor-de-Rosa
 
Estranhões e Bizarrocos
Estranhões e BizarrocosEstranhões e Bizarrocos
Estranhões e Bizarrocos
 
A Ovelhinha Preta
A Ovelhinha PretaA Ovelhinha Preta
A Ovelhinha Preta
 
25 de Abril 6.º C
25 de Abril 6.º C25 de Abril 6.º C
25 de Abril 6.º C
 
O soldado e o capitão os cravos e o povão
O soldado e o capitão os cravos e o povãoO soldado e o capitão os cravos e o povão
O soldado e o capitão os cravos e o povão
 
P.S. I Love You
P.S. I Love YouP.S. I Love You
P.S. I Love You
 
Crystal natal john lennon - feliz natal
Crystal natal   john lennon - feliz natalCrystal natal   john lennon - feliz natal
Crystal natal john lennon - feliz natal
 
A Cidade dos Deuses Selvagens
A Cidade dos Deuses SelvagensA Cidade dos Deuses Selvagens
A Cidade dos Deuses Selvagens
 
Escândalo
EscândaloEscândalo
Escândalo
 
Matemática
MatemáticaMatemática
Matemática
 
Matrix port 9.º ano
Matrix port 9.º anoMatrix port 9.º ano
Matrix port 9.º ano
 
Exame de Português 2011 - Matriz
Exame de Português 2011 - MatrizExame de Português 2011 - Matriz
Exame de Português 2011 - Matriz
 
Of circular no 12 (1)
Of circular no 12 (1)Of circular no 12 (1)
Of circular no 12 (1)
 
F cívica_versão homologada
 F cívica_versão homologada F cívica_versão homologada
F cívica_versão homologada
 
Dia mundial da_bolota_2x
Dia mundial da_bolota_2xDia mundial da_bolota_2x
Dia mundial da_bolota_2x
 

Último

Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...manoelaarmani
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfRuannSolza
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...azulassessoriaacadem3
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.azulassessoriaacadem3
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...azulassessoriaacadem3
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoPaula Meyer Piagentini
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...azulassessoriaacadem3
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...azulassessoriaacadem3
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...azulassessoriaacadem3
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Jean Carlos Nunes Paixão
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...azulassessoriaacadem3
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...manoelaarmani
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaCentro Jacques Delors
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...azulassessoriaacadem3
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...azulassessoriaacadem3
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...azulassessoriaacadem3
 

Último (20)

Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
Transforme seu Corpo em Casa_ Dicas e Estratégias de Rotinas de Exercícios Si...
 
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdfAtividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
Atividade O homem mais rico da Babilônia.pdf
 
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
2. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, sabend...
 
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
1) Cite os componentes que devem fazer parte de uma sessão de treinamento.
 
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
1) Cálculo completo e o resultado da densidade corporal da Carolina. Utilize ...
 
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e QuinhentismoTrovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
Trovadorismo, Humanismo, Classicismo e Quinhentismo
 
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docxGABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
GABARITO CRUZADINHA PATRIM E FONTES.docx
 
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
Discuta as principais mudanças e desafios enfrentados pelos profissionais de ...
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
1. Solicitar ao entrevistado uma breve apresentação da organização, mencionan...
 
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptxSlides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
Slides Lição 8, Betel, Família, uma Obra em permanente construção, 1Tr24.pptx
 
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
2) Descreva os princípios fundamentais para uma prescrição de exercícios físi...
 
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
Atividades sobre as Fontes Históricas e Patrimônio.
 
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
5. Na sua opinião, em que medida os princípios da ORT de Taylor ainda são rel...
 
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaQuiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Quiz | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
Emagreça em Casa, Treinos Simples e Eficazes Mesmo Não Tendo Equipamentos. Cu...
 
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda únicaFicha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
Ficha de trabalho | EURO - 25 anos do lançamento da moeda única
 
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
Sobre os princípios da teoria burocrática de Max Weber e com base em suas exp...
 
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
1. Considerando todas as informações que você obteve, descritas acima, calcul...
 
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
4. Agora para analisar os resultados obtidos, você irá utilizar a classificaç...
 

O pinto borrachudo

  • 1. O Pinto Borrachudo Adolfo Coelho Ilustração: Alunos da EB1 da Vermiosa O Pinto Borrachudo Adolfo Coelho Ilustração: Alunos da EB1 da Vermiosa
  • 2. Era uma vez um pinto borrachudo que andava a esgravatar num monte de terra e achou lá uma bolsa de moedas e disse: – Vou levar esta bolsa ao rei.
  • 3. Pôs-se a caminho com a bolsa no bico; mas, como tivesse de atravessar um rio e não pudesse, disse: – Ó rio, arreda-te para eu passar! Mas o rio continuou a correr e ele bebeu a água toda.
  • 4. Foi mais para diante e viu uma raposa no caminho e disse-lhe: – Deixa-me passar! Como a raposa não se moveu, comeu-a.
  • 5. Foi andando e encontrou um pinheiro e disse-lhe: – Arruma-te para eu passar. Como ele não se arrumasse, engoliu-o.
  • 6. Mais adiante encontrou um lobo e comeu-o; depois encontrou uma coruja e fez-lhe o mesmo.
  • 7. Chegado ao palácio do rei, disse que lhe queria falar e entregou-lhe a bolsa das moedas. O rei ordenou logo que o metessem na capoeira das galinhas e que o tratassem muito bem. O borrachudo, logo que ali se viu, começou a cantar: – Qui qui ri qui! Minha bolsa de moedas quero para aqui!
  • 8. Como visse que lha não levavam, lançou a raposa que tinha engolido, e ela comeu as galinhas todas.
  • 9. . Foram dar parte ao rei do sucedido e ele ordenou que metessem o borrachudo dentro da copeira. Cumpriram-se as ordens, mas o borrachudo continuou sempre a cantar: – Qui qui ri qui! Minha bolsa de moedas quero para aqui! Depois, como não lhe levassem o dinheiro, lançou o pinheiro e os copos da copeira foram todos quebrados.
  • 10. Então o rei ordenou que metessem o borrachudo na cavalariça, e ele sempre cantando: – Qui qui ri qui! Minha bolsa de moedas quero para aqui! Lançou fora o lobo e o lobo comeu os cavalos.
  • 11. O rei mandou então que o metessem no pote do azeite, mas ele lançou lá a coruja e ela bebeu o azeite.
  • 12. Então o rei, não sabendo já o que havia de fazer, mandou que aquecessem o forno e que metessem lá o borrachudo; mas ele, mesmo dentro do forno, começou a gritar: – Qui qui ri qui! Minha bolsa de moedas quero para aqui!
  • 13. E foi lançando a água do rio que tinha bebido; e já o palácio do rei estava a afundar-se, quando o rei ordenou que fossem levar a bolsa de moedas ao borrachudo e o mandassem embora, antes que ele lançasse o rio todo. E lá se foi embora outra vez o borrachudo com a bolsa de moedas no bico.