Criminalidade No Rio Grande Do Sul

331 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Criminalidade No Rio Grande Do Sul

  1. 1. CRIMINALIDADE NO RIO GRANDE DO SUL <ul><li>ESTATISTICAS MOSTRAM QUEDA NA CRIMINALIDADE NO ESTADO </li></ul>
  2. 2. Os casos de homicídios dolosos diminuíram 11,34% no primeiro semestre deste ano, em comparação ao mesmo período de 2001. O número caiu de 688 para 610 ocorrências. No total, os crimes ocorridos em território gaúcho tiveram redução de 6,32%. Essa queda, de 300.009 para 281.062, foi verificada no relatório estatístico da Secretaria da Justiça e da Segurança (SJS). A análise da variação da criminalidade refere-se às ocorrências de crimes consumados registradas pela Polícia Civil e lançadas no Sistema de Informações Policiais (SIP). As estatísticas estão disponíveis no serviço DATASEG (http://www.sjs.rs.gov.br).
  3. 3. <ul><li>No Rio Grande do Sul, o número de crimes violentos intencionais (atentado violento ao pudor, estupro, homicídio, infanticídio, lesão corporal, roubo, extorsão, induzimento ao suicídio e extorsão mediante seqüestro) diminuiu 8,63% - foram 64.778 registros no primeiro semestre de 2002, comparados com 70.893 ocorrências entre janeiro e junho do ano passado. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>O número de roubos diminuiu 5,45% (de 29.947 registros para 28.314). No caso específico de roubo a estabelecimento comercial, a queda foi de 15,53% (de 3.972 para 3.355). Em relação ao roubo de veículos, houve diminuição de 2,07% (de 3.915 para 3.834). Os registros de roubo a banco tiveram redução de 33,06% (de 121 para 81), enquanto o número de roubo a residência caiu 15,62% (de 1.332 para 1.124). Houve uma diminuição de 1,88% no total de roubos a transporte coletivo (de 1.813 para 1.779 ocorrências). No entanto, verificou-se um aumento de 15,87% nos casos de latrocínio (roubo seguido de morte), passando de 63 para 73 registros. Nos casos de estupro, a queda foi de 21,03% (de 818 para 646 ocorrências). </li></ul>
  5. 5. <ul><li>A opção pela comparação entre os primeiros seis meses dos anos de 2001 e 2002 acontece devido à maior semelhança entre os períodos. Esses semestres incluem os meses de veraneio, época em que ocorre o incremento das ocorrências criminais e das ações de segurança pública. Tais fatos incidem diretamente nas estatísticas criminais do primeiro semestre de cada ano, o que facilita a comparação dos números. Os dados utilizados para a análise foram capturados pela Companhia de Processamento de Dados do Estado do Rio Grande do Sul (Procergs) em agosto de 2002. Esses dados ainda podem passar por modificações, em função da inclusão e recadastramento de ocorrências. </li></ul>

×