SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
ARTE
ROMANA
Contexto
• Sempre ouvimos falar que arte romana foi muito
influenciada pela grega. Principalmente quando se fala em
ideal de beleza.
• É verdade, mas não devemos confundir “influência” com
“cópia”. Os romanos conseguiram exprimir um espírito
próprio e autêntico em sua arte.
• Afinal, os romanos também foram formados pelos povos
etruscos e herdaram deles o caráter realista e popular da
arte.
Herança Grega
Uma boa prova disso é o templo Panteão (que significa casa dos deuses), em
Roma. Sua fachada (o frontão e as colunas) é bem parecida com a do Partenon
(casa da virgem), na Grécia.
Panteão de Agripa, em Roma Partenon de Atenas
Características
• Sua produção era muito
politizada e voltada para os feitos
militares e políticos.
• Sua temática apresentava um
forte caráter de registro histórico.
Cena de batalha
• A arquitetura era também instrumento de demarcação da
dominação romana.
Ruínas de muralha romana em Northumberland, na
Inglaterra, construída no século II
Herança etrusca
• O senso de realismo fez com que
os romanos investissem em
construções mais racionais,
voltadas para a funcionalidade.
• As construções exibiam grandeza
material, força, energia e caráter.
Termas romanas localizadas em Bath, Inglaterra, edificada na época
do imperador Vespasiano em 75 d.C sobre fontes termais naturais que
chegavam a 46ºC
ILUSTRAÇÃO FIGURATIVA DE COMO ERAM OS BANHOS PÚBLICOS.
Inovações arquitetônicas
• Usavam o arco, a abóbada (o teto
formado pelos arcos), as colunas,
frisos em baixos-relevos
narrativos;
Arco de Constantino, em Roma. Construído em homenagem à vitória de Constantino
sobre Massêncio, na batalha de Ponte Mílvia, em 312 d. C., batalha que encerrou vinte
anos de confrontos e unificou o poder de Roma.
• Criaram uma forma de
coletar água da chuva
através do implúvio
(aqueduto).
O Aqueduto dos Pegões, em Tomar,Portugal.
Teatros
TEATRO GREGO –
semicírculo ou ¾ de círculo
• A concepção arquitetônica romana de teatro é diferente da grega, que preferia o
modelo circular (na verdade uma elípse) ao invés de semicircular.
TEATRO ROMANO –
circular (elíptico)
O coliseu
• Localizado no centro de Roma, é o
monumento mais famoso da Roma
Antiga.
• Foi construído por ordem dos
imperadores Vespasiano e Tito no século
I a.C.
• Sua construção levou cerca de 10 anos
• Seu nome era Anfiteatro Flávio (dinastia
flaviana)
• Ornamentado com arcos, colunas e
esculturas, abrigava até 47.000
espectadores.
• Suas arquibancadas desenvolvem-se em
três pavimentos e são sustentadas por
uma série de abóbodas, cujos arcos
permitem a ventilação.
• Foi utilizado durante cerca de 400 anos
Antes (maquete)
• Uma tenda de tecido era estendida para proteger os espectadores do sol.
• A estrutura dos estádios de futebol tem sua origem no Coliseu.
• Atualmente encontra-se em ruínas mas ainda são permitidas visitas.
Hoje (interior)
Afrescos romanos representando os gladiadores famosos da época.
• As famosas batalhas sangrentas entre
gladiadores eram realizadas mesmo antes do
Coliseu ser construído. Mas foi lá que ganhou
maior interesse do público. Além dessas lutas
entre homens, havia batalha entre barcos, as
batalhas navais, e entre homens e animais.
Colunas
• Os romanos também usavam
colunas e arcos triunfais para
homenagear seus heróis.
• Serviam como demonstração de
poder e prestígio perante a
população.
• A arquitetura estava
intimamente ligada à
propaganda política.
• As colunas romanas (com base
circular) foram inspiradas nos
obeliscos egípcios (com base
quadrangular)
A Coluna de Trajano,
monumento construído
em comemoração às
vitórias das campanhas
militares contra
os Dácios, mede 40
metros de altura.
Os afrescos
• A pintura mural recorreu ao
efeito da
tridimensionalidade e ao uso
de cores bastante saturadas.
• Os afrescos da cidade de
Pompéia (soterrada pelo
vulcão Vesúvio em I a.C.)
são representativos deste
período.
• Cenas do cotidiano, figuras
mitológicas, religiosas e
conquistas militares foram
temas das pinturas
romanas.
• Apresenta um tratamento de
profundidade muito expressivo e
valorizava os ambientes,
arrematados por belos mosaicos.
• A técnica do mosaico (arte
musiva) importada do oriente,
consistia em colocar pedacinhos
de cerâmica bem juntos.
Os mosaicos
Detalhe de uma coluna revestida
em mosaico no interior de uma
casa na cidade de Pompéia
O mosaico de Alexandre
• Mosaico encontrado no piso da casa do Fauno, em Pompéia. Representa a batalha de
Alexandre, o Grande, contra Dario (Batalha de Isso – 333 a.C).
• Atualmente se
encontra no Museu
Nacional de Nápoles.
Reprodução
ilustrando como era
o mosaico
originalmente
• O mosaico é feito de cerca de um milhão e meio
de azulejos coloridos minúsculos
chamados tesselas, dispostos em curvas graduais
chamados opus vermiculatum,
(literalmente, "obra de minhoca“)
O original:
feito em 150 a.C.,
representa
Alexandre, à
esquerda, lutando
contra o rei persa
Dario III, ao centro.
• A escultura romana está ligada
diretamente à cultura grega,
embora adaptada à estrutura
político-social da Roma Antiga.
• Baseava-se em dois materiais: o
mármore e o bronze.
Características
Baco, deus do vinho
para os romanos.
Ou Dionísio, para os
gregos.
• As classes dominantes utilizavam a
escultura como manifestação da sua
elevada posição social e política com
caráter propagandístico.
• Ao longo do tempo, essa tendência
evoluiu para modelos de meio
corpo, já no século II.
Augusto, imperador de Roma
As estátuas gregas antigas eram
originalmente pintadas com cores
berrantes, mas após milhares de
anos esta tinta saiu.
• A escultura romana também
representou bustos de
personagens importantes da
época.
• A acentuação dos detalhes do rosto
mostra a influência etrusca na
escultura romana.
• A pose e o semblante dos
personagens denotam a
autoridade dos retratados.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Criatividade e rutura
Criatividade e ruturaCriatividade e rutura
Criatividade e ruturaHca Faro
 
Pintura e escultura neoclássica
Pintura e escultura neoclássicaPintura e escultura neoclássica
Pintura e escultura neoclássicaAna Barreiros
 
Cultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romanaCultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romanaCarlos Vieira
 
Módulo 2 escultura romana
Módulo 2   escultura romanaMódulo 2   escultura romana
Módulo 2 escultura romanaCarla Freitas
 
Caso prático 3 - O vaso Pronomos, 410-400 a.C.
Caso prático 3 - O vaso Pronomos, 410-400 a.C.Caso prático 3 - O vaso Pronomos, 410-400 a.C.
Caso prático 3 - O vaso Pronomos, 410-400 a.C.Hca Faro
 
6o. ano a arte romana
6o. ano   a arte romana6o. ano   a arte romana
6o. ano a arte romanaArtesElisa
 
3 períodos da arte grega.
3 períodos da arte grega.3 períodos da arte grega.
3 períodos da arte grega.Estudantil
 
Módulo 2 arquitetura romana
Módulo 2   arquitetura romanaMódulo 2   arquitetura romana
Módulo 2 arquitetura romanaCarla Freitas
 
A arte romana
A arte romana A arte romana
A arte romana cabee1995
 

Mais procurados (20)

Ceramica grega
Ceramica gregaCeramica grega
Ceramica grega
 
Arte grega
Arte gregaArte grega
Arte grega
 
Criatividade e rutura
Criatividade e ruturaCriatividade e rutura
Criatividade e rutura
 
Escultura romana
Escultura romanaEscultura romana
Escultura romana
 
Pintura romana
Pintura romanaPintura romana
Pintura romana
 
Pintura e escultura neoclássica
Pintura e escultura neoclássicaPintura e escultura neoclássica
Pintura e escultura neoclássica
 
Cultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romanaCultura do Senado - Escultura romana
Cultura do Senado - Escultura romana
 
Arte Grega
Arte GregaArte Grega
Arte Grega
 
Módulo 2 escultura romana
Módulo 2   escultura romanaMódulo 2   escultura romana
Módulo 2 escultura romana
 
Caso prático 3 - O vaso Pronomos, 410-400 a.C.
Caso prático 3 - O vaso Pronomos, 410-400 a.C.Caso prático 3 - O vaso Pronomos, 410-400 a.C.
Caso prático 3 - O vaso Pronomos, 410-400 a.C.
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
6o. ano a arte romana
6o. ano   a arte romana6o. ano   a arte romana
6o. ano a arte romana
 
3 períodos da arte grega.
3 períodos da arte grega.3 períodos da arte grega.
3 períodos da arte grega.
 
Aula 03 arte clássica grécia antiga
Aula 03 arte clássica   grécia antigaAula 03 arte clássica   grécia antiga
Aula 03 arte clássica grécia antiga
 
A arte grega parte 1
A arte grega parte 1A arte grega parte 1
A arte grega parte 1
 
Arte grega: história da pintura.
Arte grega: história da pintura.Arte grega: história da pintura.
Arte grega: história da pintura.
 
Módulo 2 arquitetura romana
Módulo 2   arquitetura romanaMódulo 2   arquitetura romana
Módulo 2 arquitetura romana
 
A arte romana
A arte romana A arte romana
A arte romana
 
Escultura grega
Escultura gregaEscultura grega
Escultura grega
 
A arte romana
A arte romanaA arte romana
A arte romana
 

Semelhante a Arte Romana em (20)

Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
Arte romana para blog
Arte romana para blogArte romana para blog
Arte romana para blog
 
Antiguidade clássica romanos
Antiguidade clássica   romanosAntiguidade clássica   romanos
Antiguidade clássica romanos
 
A Arte Em Roma Laysa
A Arte Em Roma   LaysaA Arte Em Roma   Laysa
A Arte Em Roma Laysa
 
A Arte De Roma CláSsica
A Arte De Roma CláSsicaA Arte De Roma CláSsica
A Arte De Roma CláSsica
 
A arte em roma
A arte em romaA arte em roma
A arte em roma
 
Arte em roma
Arte em romaArte em roma
Arte em roma
 
Roma apresentação 3
Roma apresentação 3Roma apresentação 3
Roma apresentação 3
 
A Arte em Roma
A Arte em RomaA Arte em Roma
A Arte em Roma
 
Arte Romana (3).pdf
Arte Romana (3).pdfArte Romana (3).pdf
Arte Romana (3).pdf
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
2c14 Arte Romana e Museu do Louvre 2012
2c14 Arte Romana e Museu do Louvre 20122c14 Arte Romana e Museu do Louvre 2012
2c14 Arte Romana e Museu do Louvre 2012
 
A arte em roma
A arte em romaA arte em roma
A arte em roma
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Roma
RomaRoma
Roma
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 
Arte Romana
Arte RomanaArte Romana
Arte Romana
 
2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp012c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
2c14arteromana2c142012 120331194051-phpapp01
 
4 arte romana 2020
4 arte romana 20204 arte romana 2020
4 arte romana 2020
 
Arte romana
Arte romanaArte romana
Arte romana
 

Arte Romana em

  • 2. Contexto • Sempre ouvimos falar que arte romana foi muito influenciada pela grega. Principalmente quando se fala em ideal de beleza. • É verdade, mas não devemos confundir “influência” com “cópia”. Os romanos conseguiram exprimir um espírito próprio e autêntico em sua arte. • Afinal, os romanos também foram formados pelos povos etruscos e herdaram deles o caráter realista e popular da arte.
  • 3. Herança Grega Uma boa prova disso é o templo Panteão (que significa casa dos deuses), em Roma. Sua fachada (o frontão e as colunas) é bem parecida com a do Partenon (casa da virgem), na Grécia. Panteão de Agripa, em Roma Partenon de Atenas
  • 4. Características • Sua produção era muito politizada e voltada para os feitos militares e políticos. • Sua temática apresentava um forte caráter de registro histórico. Cena de batalha
  • 5.
  • 6. • A arquitetura era também instrumento de demarcação da dominação romana. Ruínas de muralha romana em Northumberland, na Inglaterra, construída no século II
  • 7. Herança etrusca • O senso de realismo fez com que os romanos investissem em construções mais racionais, voltadas para a funcionalidade. • As construções exibiam grandeza material, força, energia e caráter. Termas romanas localizadas em Bath, Inglaterra, edificada na época do imperador Vespasiano em 75 d.C sobre fontes termais naturais que chegavam a 46ºC
  • 8. ILUSTRAÇÃO FIGURATIVA DE COMO ERAM OS BANHOS PÚBLICOS.
  • 9. Inovações arquitetônicas • Usavam o arco, a abóbada (o teto formado pelos arcos), as colunas, frisos em baixos-relevos narrativos; Arco de Constantino, em Roma. Construído em homenagem à vitória de Constantino sobre Massêncio, na batalha de Ponte Mílvia, em 312 d. C., batalha que encerrou vinte anos de confrontos e unificou o poder de Roma.
  • 10. • Criaram uma forma de coletar água da chuva através do implúvio (aqueduto). O Aqueduto dos Pegões, em Tomar,Portugal.
  • 11. Teatros TEATRO GREGO – semicírculo ou ¾ de círculo • A concepção arquitetônica romana de teatro é diferente da grega, que preferia o modelo circular (na verdade uma elípse) ao invés de semicircular. TEATRO ROMANO – circular (elíptico)
  • 12. O coliseu • Localizado no centro de Roma, é o monumento mais famoso da Roma Antiga. • Foi construído por ordem dos imperadores Vespasiano e Tito no século I a.C. • Sua construção levou cerca de 10 anos • Seu nome era Anfiteatro Flávio (dinastia flaviana) • Ornamentado com arcos, colunas e esculturas, abrigava até 47.000 espectadores. • Suas arquibancadas desenvolvem-se em três pavimentos e são sustentadas por uma série de abóbodas, cujos arcos permitem a ventilação. • Foi utilizado durante cerca de 400 anos
  • 13. Antes (maquete) • Uma tenda de tecido era estendida para proteger os espectadores do sol. • A estrutura dos estádios de futebol tem sua origem no Coliseu. • Atualmente encontra-se em ruínas mas ainda são permitidas visitas. Hoje (interior)
  • 14. Afrescos romanos representando os gladiadores famosos da época. • As famosas batalhas sangrentas entre gladiadores eram realizadas mesmo antes do Coliseu ser construído. Mas foi lá que ganhou maior interesse do público. Além dessas lutas entre homens, havia batalha entre barcos, as batalhas navais, e entre homens e animais.
  • 15. Colunas • Os romanos também usavam colunas e arcos triunfais para homenagear seus heróis. • Serviam como demonstração de poder e prestígio perante a população. • A arquitetura estava intimamente ligada à propaganda política. • As colunas romanas (com base circular) foram inspiradas nos obeliscos egípcios (com base quadrangular) A Coluna de Trajano, monumento construído em comemoração às vitórias das campanhas militares contra os Dácios, mede 40 metros de altura.
  • 16.
  • 17. Os afrescos • A pintura mural recorreu ao efeito da tridimensionalidade e ao uso de cores bastante saturadas. • Os afrescos da cidade de Pompéia (soterrada pelo vulcão Vesúvio em I a.C.) são representativos deste período. • Cenas do cotidiano, figuras mitológicas, religiosas e conquistas militares foram temas das pinturas romanas.
  • 18. • Apresenta um tratamento de profundidade muito expressivo e valorizava os ambientes, arrematados por belos mosaicos. • A técnica do mosaico (arte musiva) importada do oriente, consistia em colocar pedacinhos de cerâmica bem juntos. Os mosaicos Detalhe de uma coluna revestida em mosaico no interior de uma casa na cidade de Pompéia
  • 19. O mosaico de Alexandre • Mosaico encontrado no piso da casa do Fauno, em Pompéia. Representa a batalha de Alexandre, o Grande, contra Dario (Batalha de Isso – 333 a.C). • Atualmente se encontra no Museu Nacional de Nápoles. Reprodução ilustrando como era o mosaico originalmente
  • 20. • O mosaico é feito de cerca de um milhão e meio de azulejos coloridos minúsculos chamados tesselas, dispostos em curvas graduais chamados opus vermiculatum, (literalmente, "obra de minhoca“) O original: feito em 150 a.C., representa Alexandre, à esquerda, lutando contra o rei persa Dario III, ao centro.
  • 21.
  • 22. • A escultura romana está ligada diretamente à cultura grega, embora adaptada à estrutura político-social da Roma Antiga. • Baseava-se em dois materiais: o mármore e o bronze. Características Baco, deus do vinho para os romanos. Ou Dionísio, para os gregos.
  • 23. • As classes dominantes utilizavam a escultura como manifestação da sua elevada posição social e política com caráter propagandístico. • Ao longo do tempo, essa tendência evoluiu para modelos de meio corpo, já no século II. Augusto, imperador de Roma
  • 24. As estátuas gregas antigas eram originalmente pintadas com cores berrantes, mas após milhares de anos esta tinta saiu. • A escultura romana também representou bustos de personagens importantes da época. • A acentuação dos detalhes do rosto mostra a influência etrusca na escultura romana. • A pose e o semblante dos personagens denotam a autoridade dos retratados.