Trabalho informalidade, mercado e escravidão

909 visualizações

Publicada em

Aula de Sociologia para o 2º ano

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Trabalho informalidade, mercado e escravidão

  1. 1. trabalho: informalidade, mercado e escravidão sociologia. 2º ano. 3º bimestre
  2. 2. Definição Por definição, trabalhador informal ou autônomo é aquele que exerce sua atividade profissional sem vínculo empregatício. Ele abre mão de alguns direitos e é obrigado a lidar com alguns riscos, mas também conta com uma liberdade que o empregado de carteira registrada não possui, como fazer o seu próprio horário.
  3. 3. crescimento do trabalho informal Causas e conseguências: Não contribuem para a previdência social. Dificuldades para obter crédito. Rendimento inferior a 1.300 - 19.5% Dificuldade de arrumar emprego Pagam menos impostos, mas prejudica o governo de ampliar a arrecadação, reduzir o deficit fiscal e manter o grau de investimento da divída pública
  4. 4. Difícieis investimentos O Brasil é um dos lugares para caros do mundo para o emprego formal por conta das altas taxas de impostos e contribuição social. Empresas precisam pagar 17 mil dólares de impostos ao ano contra 30 mil dólares de contribuições em salários.
  5. 5. Atualidades De acordo com uma pesquisa realizada em 2013 pela Confederação Nacional dos Dirigentes Lojistas (CNDL), 40% da população atua desta maneira.
  6. 6. Dados Estatísticos
  7. 7. Vantagens e desvantagens: Qualidade de vida. Possibilidade de fazer o próprio horário. Sem férias. Ausência de licença maternidade.
  8. 8. mercado de trabalho e desigualdades
  9. 9. O mercado de trabalho brasileiro também é marcado pela desigualdade racial. Estudos apontam que os trabalhos mais desvalorizados socialmente e com os salários mais baixos são ocupados em grande parte por negros. As mulheres negras sofrem ainda dupla discriminação: de raça e de gênero. Isso acontece graças a nossa herança histórica da colonização e da escravidão quando os negros não tinham os direitos de cidadania garantidos, sobretudo o direito a educação. Essa herança produz e reproduz desigualdades até os dias de hoje.
  10. 10. trabalho escravo
  11. 11. Na zona rural, a pecuária é uma das principais atividades que utilizam trabalho escravo para tarefas como derrubada de mata para pastagem e retirada de plantas indesejáveis com uso de venenos. Este trabalho é feito sem equipamentos de segurança o que leva o trabalhador a ser vítima de graves acidentes de trabalho, como mutilação, feridas na pele ou intoxicação. Também há casos de trabalho escravo nas cidades, principalmente, nas oficinas de costura e canteiro de obras. O Tocantins e a região Nordeste, principalmente os estados do Maranhão e do Piauí, são grandes fornecedores de mão de obra escrava e o Pará é o principal utilizador destes trabalhadores escravizados. As principais vítimas do trabalho escravo são os homens na faixa etária dos 18 aos 40 anos. Na zona urbana, há um grande número de sul americanos, principalmente bolivianos, em situação de trabalho escravo, sobretudo nas oficinas de costura.

×