Banditismo social

280 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
280
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Banditismo social

  1. 1. BANDITISMO SOCIAL  O famoso bandido retratado por volta de 1700.
  2. 2.   Publicado em 1769, Hood e sua mãe, “recebidos pelo fidalgo de Gamwell”, tema popular na Inglaterra do século XVIII. Errol Flynn no papel do nobre bandido, segundo a versão de hollywood.
  3. 3. Errol Flynn em destaque
  4. 4.  O monarca do desfiladeiro: a crueza do banditismo das montanhas edulcorada para o público vitoriano
  5. 5. A morte, em 1818, de Gaetano Meomartino (Vardarelli), de Apúlia, bandido revolucionário que aderiu aos Carbonários.
  6. 6. Nos deltas e arquipélagos asiáticos não havia distinção clara entre bandidos e piratas.
  7. 7. Louis-Dominique Cartouche, o mais famoso bandido francês de sua época, muito representado na literatura e na iconografia. 
  8. 8.  Schinderhannes, um criminoso que ganhou a auréola do bandido social entre os camponeses da Renânia. Nesta gravura ele aparece assaltando um judeu.
  9. 9. A prissão de Cartouche
  10. 10. A execução de Johannes Buckler (Schinderhannes)
  11. 11. Modernos bandidos da Córsega. N. Romanetti (1884-1926), de Vizzanova, sucessor de Bellacoscia como o bandido mais afamado da Ilha, e que foi morto em ação. Fotografado com seu filho. No canto superior direito, um bandido mais antigo usando o tradicional barrete frígio.
  12. 12.  Robert Mandrin, o contrabandista que foi idealizado no papel do “ladrão nobre” e como herói popular na França do século XVIII.
  13. 13.  O bandoleiro sem romantismo: “Bandidos atacando uma carruagem” de Goya. O pintor tratou esse assunto várias vezes.
  14. 14.  O salteador romantizado por Charles-AlphonsePaul Bellay, grande expositor do Salão de Paris e com inclinação para os tipos populares italianos.

×