Universidade Federal da Paraíba
Licenciatura em Ciência da Computação
Avaliação da Aprendizagem
Juliene Santos - 81011031
...
Avaliar, um ato não amoroso
➔ A avaliação escolar: prática ameaçadora, autoritária, seletiva.
➔ Comprometida com o perfil ...
➔ Denominação de Avaliação da aprendizagem;
○ Ralph Tyler, 1930.
○ A avaliação deveria dar subsídio ao ensino.
➔ Livro: Pr...
Porém a prática...
Influências para o modelo de avaliação
➔Professores são mais resistentes a mudanças(LIBÂNEO, 1982);
➔A sociedade por si nã...
Avaliação como um ato amoroso
O ato amoroso acolhe atos, ações, alegrias e dores e permite que cada
coisa seja como é.
Con...
“O acolhimento integra, o julgamento afasta”.
Avaliação X Julgamento
Uso escolar da avaliação da aprendizagem
➔ Objetivos:
○ Auxiliar o educando no seu desenvolvimento pessoal;
○ Responder à ...
Auxiliar o educando no seu desenvolvimento pessoal
➔ Auxilia o aluno na apropriação de conteúdos significativos;
➔ Profess...
Em resposta à sociedade
➔ Histórico escolar
➔ Espotaneísmo
➔ Integração do aluno
Funções da Avaliação da aprendizagem
A função de propiciar:
Auto-compreensão
Motivar o Crescimento
Aprofundamento da apren...
Funções da Avaliação da aprendizagem
➔ A função de auxiliar a aprendizagem:
➔ Estar atento quanto a correção da avaliação
...
Concluindo...
“A avaliação se destina ao diagnóstico e, por isso mesmo, à inclusão;
destina-se à melhoria do ciclo de vida...
Referência
LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 22.
Ed. São Paulo: Cortez, ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Avaliação da aprendizagem escolar: Um ato amoroso

268 visualizações

Publicada em

Seminário apresentado na disciplina avaliação da aprendizagem

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
268
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
37
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

  • No século XVI a pedagogia jesuítica, apesar do rigor nos procedimentos para um ensino eficiente, buscando a construção de uma hegemonia católica, tinha uma atenção especial com o ritual das provas e exames. Estes, se caracterizavam por sessões solenes com formação de bancas examinadoras e comunicação pública dos resultados.
    No século XVII a pedagogia comeniana, dá atenção à ação do professor como centro de interesse à educação, mas também utiliza os exames como forma de estímulo aos estudantes para o trabalho intelectual da aprendizagem.
    No século XVI a pedagogia jesuítica, apesar do rigor nos procedimentos para um ensino eficiente, buscando a construção de uma hegemonia católica, tinha uma atenção especial com o ritual das provas e exames. Estes, se caracterizavam por sessões solenes com formação de bancas examinadoras e comunicação pública dos resultados.
    No século XVII a pedagogia comeniana, dá atenção à ação do professor como centro de interesse à educação, mas também utiliza os exames como forma de estímulo aos estudantes para o trabalho intelectual da aprendizagem.
    Jesuíta: Avaliação como sessões solenes, com banca e publicação dos resultados
    comeniana: a ação do professor é o centro de interesse e o exame é uma forma de estímulo
    Lassalista o educador deve respeitar o ritmo de aprendizado de cada aluno; as correções aplicadas por indisciplina devem fundamentar-se na caridade e não no castigo corporal; o professor deve considerar-se representante de Jesus

  • A função de propiciar a autocompreensão: o educando poderá se autocompreender com a ajuda do professor, mas este também poderá se autocompreender no seu papel pessoal de educador,
    A função de motivar o crescimento: A avaliação motiva na medida mesmo em que diagnostica e cria o desejo de obter resultados mais satisfatórios.
    A função de aprofundamento da aprendizagem: Fazer um exercício a mais, se o exercício é suficientemente significativo, é um modo de aprender mais. A assimilação dos conteúdos escolares se dá pela recepção da informação e por sua assimilação ativa, por meio de exercícios que organizam a experiência e formam as habilidades e os hábitos.
  • Estar atento as necessidades dos alunos:
    Cuidar da intimidade do aluno(seu modo de aprender, sua aprendizagem), que é exposta quando manifestada por meios de avaliações da aprendizagem;
    Construir os instrumentos de coleta de dados(Articular o conteúdo, cobrir uma amostra, compatibilizar habilidades, níveis de dificuldade, utilizar uma linguagem clara e construir instrumentos que auxiliem os educandos)
  • Avaliação da aprendizagem escolar: Um ato amoroso

    1. 1. Universidade Federal da Paraíba Licenciatura em Ciência da Computação Avaliação da Aprendizagem Juliene Santos - 81011031 Avaliação da aprendizagem escolar: Um ato amoroso
    2. 2. Avaliar, um ato não amoroso ➔ A avaliação escolar: prática ameaçadora, autoritária, seletiva. ➔ Comprometida com o perfil da sociedade burguesa; ○ Herança do período entre XVI e XVII ○ Pedagogias Jesuíta, Comeninana, lassalita
    3. 3. ➔ Denominação de Avaliação da aprendizagem; ○ Ralph Tyler, 1930. ○ A avaliação deveria dar subsídio ao ensino. ➔ Livro: Princípios básicos de currículo e ensino, 1974.
    4. 4. Porém a prática...
    5. 5. Influências para o modelo de avaliação ➔Professores são mais resistentes a mudanças(LIBÂNEO, 1982); ➔A sociedade por si não é amorosa; ➔O método de avaliação é compatível com a sociedade que está inserida; ➔É mais fácil aplicar provas/testes.
    6. 6. Avaliação como um ato amoroso O ato amoroso acolhe atos, ações, alegrias e dores e permite que cada coisa seja como é. Considerando a perspectiva educativa: “O educador que não desiste do seu educando até que ele aprenda”
    7. 7. “O acolhimento integra, o julgamento afasta”. Avaliação X Julgamento
    8. 8. Uso escolar da avaliação da aprendizagem ➔ Objetivos: ○ Auxiliar o educando no seu desenvolvimento pessoal; ○ Responder à sociedade pela qualidade do trabalho educativo realizado;
    9. 9. Auxiliar o educando no seu desenvolvimento pessoal ➔ Auxilia o aluno na apropriação de conteúdos significativos; ➔ Professor e aluno aliados; ➔ Auxilia o aluno constituição de si mesmo; ➔ Permite a tomada de decisão mais adequada.
    10. 10. Em resposta à sociedade ➔ Histórico escolar ➔ Espotaneísmo ➔ Integração do aluno
    11. 11. Funções da Avaliação da aprendizagem A função de propiciar: Auto-compreensão Motivar o Crescimento Aprofundamento da aprendizagem
    12. 12. Funções da Avaliação da aprendizagem ➔ A função de auxiliar a aprendizagem: ➔ Estar atento quanto a correção da avaliação ● Cores; ● Modo de entrega; ● O que é feito após a entrega.
    13. 13. Concluindo... “A avaliação se destina ao diagnóstico e, por isso mesmo, à inclusão; destina-se à melhoria do ciclo de vida. Deste modo, por si, é um ato amoroso. [...]É uma meta a ser trabalhada, que, com o tempo, se transformará em realidade, por meio de nossa ação. Somos resp~msáveis por esse processo.” (LUCKESI, 2011 pág. 213)
    14. 14. Referência LUCKESI, Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem escolar: estudos e proposições. 22. Ed. São Paulo: Cortez, 2011, p. 201-213.

    ×