Successfully reported this slideshow.
Retrospectiva 2012
os principais acontecimentos
ambientais do ano
Felizmente, as teorias e
interpretações sobre o Calendário Maia
estavam erradas, e o mundo não acabou
no dia 21 dezembro. ...
RIO+20:
O FUTURO QUE
QUEREMOS?
A Conferência das Nações
Unidas sobre Desenvolvimento
Sustentável (Rio +20) aconteceu em
junho de 2012, e representava gra...
O documento final da Conferência,
intitulado “O Futuro que queremos”, tem
53 páginas, 283 tópicos, e pouco se
menciona sob...
As questões referentes à
biodiversidade também não foram tratadas
com muita importância no documento
final da Rio+20. No t...
Apesar de serem importantes as
questões de combate a pobreza e a
desigualdade, que aconteceram na
Conferência, e foram exp...
O NOVO CÓDIGO
FLORESTAL
Depois de alguns anos, a discussão
sobre a reforma do Código Florestal
brasileiro chegou ao fim. Não que isso seja
algo bo...
A Lei nº. 12.651/12, com algumas
alterações feitas pela Lei 12.727/12, os
grandes desmatadores são anistiados, e
desobriga...
Além disso: em mais de 90
municípios as áreas de reserva legal cairão
de 80% para menos de 50%. Áreas
consideradas até o m...
HIDRELÉTRICA
DE
BELO MONTE
Apesar do governo e do consórcio
responsável pela construção da
hidrelétrica baterem na tecla que os
custos da obra não pa...
No relatório “O Setor Elétrico
Brasileiro e a Sustentabilidade no Século
21: Oportunidades e Desafios”, entregue
no 6º Enc...
Esses valores são referentes a fatores
de degradação que vão ser causados pelas
obras, como perda da qualidade da água,
da...
COP 18 – PROTOCOLO DE KIOTO
FOI ADIADO POR MAIS OITO ANOS
A Conferência da ONU para
Mudanças Climáticas, a COP 18, realizada
em Doha – Catar, manteve a regularidade
das outras Conf...
Mas não a muito que comemorar, grandes
países poluidores, tais como Japão,
Rússia e Canadá, deixaram o Protocolo.
Estados ...
O fato é que os lideres, e grande
parte da população que eles representam,
não estão preocupados com os efeitos das
questõ...
Estamos caminhando para aumento
das temperaturas entre 3º e 5º, e não
estamos preocupados com as
consequências que isso va...
Se você acha que isso vai acontecer daqui
a muito tempo, veja os noticiários desses
últimos dias, as temperaturas em algun...
Esperemos um maior
comprometimento dos governantes
mundiais com as questões ambientais, e
com a construção de um desenvolv...
Que os políticos brasileiros lutem em
defesa da preservação, e que representem
os interesses da população, e não de
lobist...
Faculdade Metropolitana de Manaus - FAMETRO
Curso de Serviço Social
4º PERÍODO
Grupo:
Ana Aparecida de Oliveira Maia
Patrí...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Video questão ambiental

351 visualizações

Publicada em

Retrata os principais acontecimentos ambientais do ano de 2012.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Video questão ambiental

  1. 1. Retrospectiva 2012 os principais acontecimentos ambientais do ano
  2. 2. Felizmente, as teorias e interpretações sobre o Calendário Maia estavam erradas, e o mundo não acabou no dia 21 dezembro. Assim, podemos relembrar os acontecimentos que marcaram o ano, avalia-los, e refletir sobre suas consequências no futuro.
  3. 3. RIO+20: O FUTURO QUE QUEREMOS?
  4. 4. A Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável (Rio +20) aconteceu em junho de 2012, e representava grande expectativa da população e comunidade cientifica para um consenso na construção de um futuro sustentável.
  5. 5. O documento final da Conferência, intitulado “O Futuro que queremos”, tem 53 páginas, 283 tópicos, e pouco se menciona sobre a questão climática. Tratando o tema de maneira ínfima, e sem profundidade. O texto final trata de “n” questões, como igualdade de gênero entre outras – que tem sua importância, mas há questões mais urgentes, e a climática é uma delas.
  6. 6. As questões referentes à biodiversidade também não foram tratadas com muita importância no documento final da Rio+20. No texto não são estabelecidas metas ou agenda sobre essa questão.
  7. 7. Apesar de serem importantes as questões de combate a pobreza e a desigualdade, que aconteceram na Conferência, e foram expressas no documento final. Os governantes mundiais ainda não aceitaram que as soluções para a pobreza e a desigualdade estão ligadas ao desenvolvimento sustentável.
  8. 8. O NOVO CÓDIGO FLORESTAL
  9. 9. Depois de alguns anos, a discussão sobre a reforma do Código Florestal brasileiro chegou ao fim. Não que isso seja algo bom, pelo contrário, a aprovação do novo texto do Código Florestal mostrou o quanto o Congresso Nacional é movido pelo lobby dos ruralistas.
  10. 10. A Lei nº. 12.651/12, com algumas alterações feitas pela Lei 12.727/12, os grandes desmatadores são anistiados, e desobrigados de recompor a área. Eles não precisarão ter florestas em topos de morro e encostas, terão (apenas) 15 metros ao redor de nascentes, e dependendo do tamanho da propriedade não precisarão ter mata ciliar ao largo dos pequenos rios.
  11. 11. Além disso: em mais de 90 municípios as áreas de reserva legal cairão de 80% para menos de 50%. Áreas consideradas até o momento como sendo de preservação permanente, com os igapós e várzeas, que juntas chegam a mais 400 mil km², deixarão de ser consideradas APPs. Nascentes de rios intermitentes poderão ser desmatadas.
  12. 12. HIDRELÉTRICA DE BELO MONTE
  13. 13. Apesar do governo e do consórcio responsável pela construção da hidrelétrica baterem na tecla que os custos da obra não passariam de R$ 19 bilhões, o BNDES anunciou em novembro, um empréstimo de R$ 22,5 bilhões ao consórcio Norte Energia S.A., que deve investir – até agora, R$ 28,9 bilhões na construção da Belo Monte.
  14. 14. No relatório “O Setor Elétrico Brasileiro e a Sustentabilidade no Século 21: Oportunidades e Desafios”, entregue no 6º Encontro do Fórum Amazônia Sustentável, que aconteceu em dezembro no Pará, mostrou que os custos sociais da construção da usina de Belo Monte, são estimados em R$ 1 bilhão de reais.
  15. 15. Esses valores são referentes a fatores de degradação que vão ser causados pelas obras, como perda da qualidade da água, da atividade pesqueira tradicional e ornamental, prejuízos com turismo e o custo da emissão de CO2 e de metano na atmosfera.
  16. 16. COP 18 – PROTOCOLO DE KIOTO FOI ADIADO POR MAIS OITO ANOS
  17. 17. A Conferência da ONU para Mudanças Climáticas, a COP 18, realizada em Doha – Catar, manteve a regularidade das outras Conferências, e resultou em decepção, mesmo com a renovação do Protocolo de Kyoto até 2020.
  18. 18. Mas não a muito que comemorar, grandes países poluidores, tais como Japão, Rússia e Canadá, deixaram o Protocolo. Estados Unidos e China continuam de fora. Dos países que ficaram, países da União Europeia, Austrália e alguns outros – 36 nações entre as mais industrializadas do mundo – respondem juntos, por 15% das emissões globais.
  19. 19. O fato é que os lideres, e grande parte da população que eles representam, não estão preocupados com os efeitos das questões ambientais no futuro. Ainda estão preocupados com o enriquecimento a curto prazo, mesmo que os danos sejam desastrosos.
  20. 20. Estamos caminhando para aumento das temperaturas entre 3º e 5º, e não estamos preocupados com as consequências que isso vai causar.
  21. 21. Se você acha que isso vai acontecer daqui a muito tempo, veja os noticiários desses últimos dias, as temperaturas em alguns lugares do Brasil já passaram dos 40º, e a sensação térmica já chegou a 50º no Rio de Janeiro e em Porto Alegre.
  22. 22. Esperemos um maior comprometimento dos governantes mundiais com as questões ambientais, e com a construção de um desenvolvimento sustentável.
  23. 23. Que os políticos brasileiros lutem em defesa da preservação, e que representem os interesses da população, e não de lobistas. E que enfim, possamos dizer que estamos construindo um futuro que queremos.
  24. 24. Faculdade Metropolitana de Manaus - FAMETRO Curso de Serviço Social 4º PERÍODO Grupo: Ana Aparecida de Oliveira Maia Patrícia Fernandes de Medeiros Kelper dos Santos Martins Orientadora: Profa. Marly Marinho de Castro Martins Texto tirado do site www.essataldesustentabilidade Imagens: www.google.com/imagens Música: Tema oficial do dia mundial do meio ambiente FIM

×