Redação 1

456 visualizações

Publicada em

 Gêneros textuais;
 Texto dissertativo-argumentativo;
 Diferenças entre narração e dissertação (Tipologia textual).
 Diferenças entre tema e assunto;

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
456
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Redação 1

  1. 1. REDAÇÃO PRODUÇÃO DE TEXTO III
  2. 2. TIPOLOGIA TEXTUAL NARRAÇÃO: conta um fato, fictício ou não, que ocorreu num determinado tempo e lugar, envolvendo certos personagens. Ex.: conto, fábula, crônica, romance, novela, depoimento, piada. DESCRIÇÃO: retrato por escrito de coisas, predominantemente empregando-se adjetivos, pela sua função caracterizadora. Ex.: cardápio, folheto turístico, anúncio classificado.
  3. 3. INJUNÇÃO: tem por finalidade instruir o interlocutor, utilizando verbos no imperativo para atingir seu intuito. Ex.: manual de instruções, receitas, bulas, regulamentos, editais, etc. EXPOSIÇÃO: Apresentar informações sobre um objeto ou fato específico, enumerando suas características através de uma linguagem clara e concisa. Ex.: reportagem, resumo, fichamento, artigo científico, seminário etc. DISSERTAÇÃO: desenvolver ou explicar um assunto, discorrer sobre ele. Dependendo do objetivo do autor, pode ter caráter expositivo ou argumentativo. Ex.: textos científicos, teses, redação de vestibular, etc.
  4. 4. QUAL A TIPOLOGIA DO TEXTO? “[...] No dia seguinte fui à sua casa, literalmente correndo. Ela não morava num sobrado como eu, e sim numa casa. Não me mandou entrar. Olhando bem para meus olhos, disse-me que havia emprestado o livro a outra menina, e que eu voltasse no dia seguinte para buscá-lo. Boquiaberta, saí devagar, mas em breve a esperança de novo me tomava toda e eu recomeçava na rua a andar pulando, que era o meu modo estranho de andar pelas ruas de Recife. Dessa vez nem caí: guiava-me a promessa do livro, o dia seguinte viria, os dias seguintes seriam mais tarde a minha vida inteira, o amor pelo mundo me esperava, andei pulando pelas ruas como sempre e não caí nenhuma vez [...]”. (Fragmento do conto Felicidade clandestina, de Clarice Lispector). Tipologia: NARRAÇÃO
  5. 5. “A agressão ao meio que ameaça, hoje, todo o equilíbrio climático e a própria existência da vida no planeta é uma consequência dos modos de produção capitalista. As evidências dessa constatação saltam aos olhos quando se analisam os elementos que mais contribuem para a destruição do meio ambiente. Veja-se, primeiramente, a questão central da poluição do ar e das águas. O modelo industrial, implementado pelo capitalismo, continua a jogar gases tóxicos no ar e seus rejeitos nos rios e mares. Além disso, é importante frisar um fato específico, ligado à realidade brasileira: a gravíssima e insana devastação das nossas florestas. As indústrias da madeira e de mineração, aliadas à brutalidade de fazendeiros, vêm provocando um verdadeiro desastre ambiental sem chances de reversão. Mais uma vez a noção de lucro supera a preocupação com o meio e o pior é que, neste caso, a intervenção das autoridades responsáveis continua a ser tímida [...]” (Adaptado – Caderno de Redação – Colégio QI) Tipologia: DISSERTAÇÃO
  6. 6. “[...] Ela era gorda, baixa, sardenta e de cabelos excessivamente crespos, meio arruivados. Tinha um busto enorme, enquanto nós todas ainda éramos achatadas. Como se não bastasse enchia os dois bolsos da blusa, por cima do busto, com balas. Mas possuía o que qualquer criança devoradora de histórias gostaria de ter: um pai dono de livraria. [...]”. (Fragmento do conto Felicidade clandestina, de Clarice Lispector). Tipologia: DESCRIÇÃO
  7. 7. TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO  Tipologia textual da maioria das redações dos vestibulares;  O intuito é convencer o leitor, persuadi-lo a concordar com a ideia ou ponto de vista exposto.  Introdução (início), desenvolvimento (meio) e conclusão (fim);  Organização coerente das ideias;  Reunir argumentos;  Norma padrão;  Frases curtas e parágrafos concisos.
  8. 8. IMPORTANTE!  Na redação de vestibular, parta do princípio que o leitor não sabe qual tema está sendo falado, é importante apresenta-lo;  Não é expressamente proibido dissertar em 1ª pessoa, no entanto, jamais deve-se conversar com o leitor, questiona-lo ou tentar-se apelar para a emoção;  Dissertação em 3ª pessoa é o mais comum e mais recomendado;  Fuga à tipologia textual solicitada é quesito para zerar a redação (ENEM E UFRGS).
  9. 9. DISSERTAÇÃO X NARRAÇÃO  Argumentação;  Convencer de algo;  Explicar motivos;  Apresentar ponto de vista;  Texto não-literário.  Narrar fatos;  Contar história;  Caracterizar;  Tempo, lugar, personagens;  Pode ser literário.
  10. 10. ASSUNTO TEMA ASSUNTO:  Amplo;  Geral. TEMA:  Recortado;  Específico. ASSUNTO X TEMA
  11. 11. QUAL O ASSUNTO E O TEMA? LITERATURA SEU CLÁSSICO
  12. 12. RETOMANDO...
  13. 13. DISSERTAÇÃO NARRAÇÃO DESCRIÇÃO NO QUE CONSISTE CADA UM DOS GÊNEROS?
  14. 14. QUAIS AS CARACTERÍSTICAS DO TEXTO DISSERTATIVO-ARGUMENTATIVO?
  15. 15. QUAIS AS DIFERENÇAS ENTRE ASSUNTO E TEMA? ASSUNTO TEMA
  16. 16. QUAIS AS DIFERENÇAS ENTRE NARRAÇÃO E DISSERTAÇÃO? • • • • • NARRAÇÃO • • • • • DISSERTAÇÃO
  17. 17. PRÓXIMOS TEMAS  Estrutura geral da redação;  Importância do título na redação;  Parágrafos;  Discussão de temas.

×