UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL                                  FACULDADE DE ARQUITETURA                       ...
ETAPA1                       ETAPA2 (individual)                      ETAPA2 (grupo)           Peso: 2                    ...
Análise de Evolução. In: VVAA, Programa de Reavaliação do Plano Diretor. PROPLAN V, vol.      Geografia.Porto Alegre, PMPA...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Plano de trabalho geral 2012 2

15.204 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
15.204
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
14.432
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Plano de trabalho geral 2012 2

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO SUL FACULDADE DE ARQUITETURA DEPARTAMENTO DE ARQUITETURA ARQ01044 - INTRODUÇÃO AO PROJETO ARQUITETÔNICO ISEMESTRE: 2012/2 - TURMA: A/ B /C/ DAULAS: Segundas, às 14h30min; Terças, às 9h30min; Quintas, às 9h30min.CARGA HORÁRIA: 9 horas/semanais; 135horas/semestrais; créditos: 9 (nove).PROFESSORES: Eliane Constantinou, Silvana J. de Stumpfs, Ana Elísia da Costa, Benamy Turkienicz PLANO DE TRABALHO1. Objetivos gerais:A disciplina visa estabelecer um primeiro contato do estudante com a Arquitetura, levando-o acompreender o campo de atuação e desenvolvimento de sua profissão (seu ofício). A disciplina conduzetapas seqüenciais e evolutivas de observação, descrição e análise da cidade, do edifício, culminandoem uma etapa de criação, configurada por meio de uma intervenção projetual.2. Operacionalização:A disciplina será desenvolvida em duas etapas principais:Etapa 1: Análise urbana/Referenciais............................................trabalhos individuais e em grupoEtapa 2: Proposta síntese (equipamento urbano)........................ trabalhos individuais Proposta síntese (espaço público)...................................trabalhos em grupoEstas etapas serão permeadas por uma fundamentação teórica, com pesquisa bibliográfica orientada, e pelaexperimentação prática de exercícios de assimilação teórica, realizados individualmente ou em grupo.3. Critérios de avaliação:Serão adotados critérios quantitativos e qualitativos de avaliação:Quantitativos: - Conteúdo: Entrega completa dos itens solicitados, nos prazos e horários determinados.Qualitativos: - Comunicação gráfica e textual: Capacidade de comunicar uma idéia/conteúdo, aliando de forma clara e eficiente diversos recursos gráficos - fotografia, desenho, texto... - Conceitos e temas: Contemplação no projeto de conceitos e temas trabalhados nas etapas, conforme indicação das fichas de avaliação a serem divulgadas.A participação na disciplina também será avaliada, envolvendo critérios quantitativos e qualitativos: - Freqüência nos assessoramentos individuais e coletivos (mínimo 75% de presença); - Participação nas apresentações dos trabalhos - painéis parciais e finais. - Desempenho: postura autônoma, investigativa e produtiva.Os pesos relativos à cada etapa são:
  2. 2. ETAPA1 ETAPA2 (individual) ETAPA2 (grupo) Peso: 2 Peso: 5 Peso: 3 Análise urbana Proposta Síntese Proposta Síntese Referenciais Equipamento Urbano Espaço Público4. Tópicos abordados – etapas de trabalho:Etapa 1: Análise do Espaço Urbano e ReferenciaisNesta etapa, os alunos investigam a complexa relação entre o espaço público aberto, a forma construídae a sociedade. A partir da descrição e análise do espaço urbano, define-se um programa básico a serdesenvolvido no estudo preliminar da etapa seguinte. Ainda nesta etapa são analisados projetosreferencias, cujos princípios de organização e ordenação compositiva possam subsidiar as intervenções aserem propostas no espaço aberto em estudo. Entrega: Painéis-síntese do processo evolutivo das propostas e dos projetos referenciais adotados; implantação, com elementos constituintes do espaço aberto; desenhos, fotos e textos, com análises e conclusões; maquete volumétrica.Etapa 2: Intervenção espacialCom base na etapa anterior, elabora-se um “Estudo preliminar” de um espaço público aberto e seusequipamentos urbanos. O desenvolvimento dos equipamentos urbanos envolve métodos de geração daforma arquitetônica, com ênfase na relação entre forma e função. Esta etapa será composta por duasentregas: na primeira, individual, cada aluno desenvolverá um equipamento dentro da praça; na segunda,em grupo, cada componente deverá ajustar o seu equipamento na praça e o grupo deverá reavaliar opaisagismo do espaço público aberto, buscando estabelecer uma unidade espacial. 1 Entrega: bloco com o referencial gerador e o processo de desenvolvimento do projeto (representado através de gráficos conceituais, diagramas de zoneamentos, plantas faladas, croquis perspectivos...); maquetes de estudos e/ou fotos das maquetes. 2 Entrega: painéis-síntese do processo evolutivo da proposta (gráficos conceituais e diagramas) e projetos referenciais; implantação, com elementos constituintes do espaço aberto; planta baixa, planta de cobertura, fachadas, perspectivas internas e externas do equipamento urbano; fotos das maquetes de estudo e maquete final da proposta.5. BibliografiaARGAN, Giulio Carlo. História da Cidade como História da Arte. São Paulo: Martins Fontes, 1992.AYMONINO, Carlo. O Significado das Cidades. Lisboa: Editorial Presença, 1984.BAILLY, Antoine S. La Percepcion del Espacio Urbano: Conceptos, metodos de estudio y su utilizacion en la investigacion urbanistica. Madrid: Ed. Lavin, 1979.BENEVOLO, Leonardo. A História da Cidade. São Paulo: Editora Perspectiva,1983CHING, Francis D. K. Dibujo arquitetonico. Barcelona, Ed. Gustavo Gili, 1976.CHING, Francis D. K. Arquitetura: forma, espaço e ordem. São Paulo: Martins Fontes, 2008.CULLEN, Gordon. Paisagem Urbana. São Paulo: Livraria Martins Fontes Editora Ltda, 1988.DEL RIO, Vicente. Introdução ao Desenho Urbano no Processo de Planejamento. São Paulo: Ed. Pini, 1990.GONTIJO, Leila Amaral. Conforto ergonômico. Gramado: III Encontro Nacional, I Encontro Latino- Americano de Conforto no Ambiente Construído, julho, 1995. [apostila de curso]GOODEY, Brian (Vicente Del Rio, org.). Percepção. Participação e Desenho Urbano. Rio de Janeiro: FAU/UFRJ, 1º Vol. Avenir Editora, 1984.GUILLAUME, Paul. Psicologia da Forma. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 1960. p.01/178.JACOBS, Jane. A Morte E Vida Das Cidades Americanas.Editora Martins Fontes.LYNCH, Kevin. A Imagem da Cidade. Lisboa: Livraria Martins Fontes Editora Ltda., 1980.LYNCH, Kevin. La Buena Forma Urbana. Barcelona: Gustavo Gili, 1985.PANERAI, PH & VEYRENCHE, M.. Estruturas Urbanas In: Elements d’analyse urbaine.Madrid, IEAL, 1983.18p. p. 217/241.SANTOS, Carlos Nelson F.(coord) Quando a Rua Vira Casa. A Apropriação de Espaços de Uso Coletivo em um Centro de Bairro. São Paulo:Projetos Editores Associados Ltda, 1985. 156p.SANTOS, Carlos Nelson dos. O espaço e os jogos (do poder).. IN: A cidade como um jogo de SOUZA, Célia Ferraz de & MÜLLER, Dóris. Evolução Urbana, Relatório de Pesquisas: Porto Alegre,
  3. 3. Análise de Evolução. In: VVAA, Programa de Reavaliação do Plano Diretor. PROPLAN V, vol. Geografia.Porto Alegre, PMPA/SPM/PROPUR - UFRGS.TUAN, Yi- Fu. Topofilia, Um Estudo da Percepção, Atitudes e Valores do Meio Ambiente. SP/RJ: Ed. Difel, 1980.VENTURI, R ; IZENOU, S; BROWN, D.S. Apriendendo de Las Vegas. Barcelona: Editora Gustavo Gili, 1978.

×