Curso Arrais Amador - Balizamento

86.596 visualizações

Publicada em

Apenas um exemplo de apenas 1 módulo do curso para Arrais Amador. Se gostou, compre o material completo pois tem muito mais e vale muito à pena.

Publicada em: Educação
0 comentários
15 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
86.596
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
61.528
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
624
Comentários
0
Gostaram
15
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Curso Arrais Amador - Balizamento

  1. 1. FUNDAMENTOS DA NAVEGAÇÃO INTERIOR CAPÍTULO-5 BALIZAMENTO MARÍTIMOSINAIS VISUAIS PERIGO ISOLADOCEGOS- LUMINOSOS AGUAS SEGURASIDENTIFICAÇÃO DE BOIASCEGAS -LUMINOSAS SINAIS ESPECIAISTIPOS DE LUZES SINAIS CARDINAISSINAIS LATERAIS: BB e BE VISUALIZAÇÃO NOTURNAAPROXIMAÇÃO NUM CANALNOTURNA- CARTACurso de Arrais amador Prof. Fabio Reis
  2. 2. 78 BALIZAMENTO MARÍTIMO Numa estrada as informações de curvas, estreitamento da pista, etc. são dadas antecipadamente por meio de placas de sinalização. No mar também temos esse problema de sinalização, No mar não tem estradas e a sinalização deve ser de forma que possa a ser identificada de qualquer direção. BALIZAMENTO: É o conjunto de sinais luminosos, cegos ou sonoros, fixos ou flutuantes, destinados a indicar os canais e demarcar os perigos nos portos, baias, rios lagos ou lagoas
  3. 3. 79 SISTEMA DE BALIZAMENTO MARÍTIMO Conjuntos de regras aplicadas a todos os sinais fixos flutuantes. Existem dois tipos de SINAIS VISUAIS : CEGOS E LUMINOSOS 1- SINAIS VISUAIS CEGOS baliza Bóias Baliza: Hastes de ferro, cimento ou outros Bóia: Equipamentos flutuantes, que podem ou materiais, encimadas por esferas, cones, que não conter luz, fundeadas por ferros e amarras fornecem durante o dia indicações aos em locais previamente determinados, a fim de navegantes indicar o caminho a ser seguido
  4. 4. 80 2- SINAIS VISUAIS LUMINOSOS Bóia Luminosa : É Farolete: é toda Farol: Construção onde todo dispositivo armação ou coluna está instalado equipamento flutuante exibindo instalada em portos, que exibe forte luz de luz com alcance baias, canais ,etc. alcance maior que 10 inferior a 2 milhas. exibindo luz com milhas alcance inferior a 10 milhas Farol Farolete Bóia luminosa
  5. 5. 81 IDENTIFICAÇÃO DO SIGNIFICADO DAS BÓIAS Cada bóia significará um procedimento a ser tomado, esses procedimentos são identificados conforme a forma e a cor da bóias, e a noite pelas cores da luz 1- Identificação das BÓIAS CEGAS Cada procedimento é associado a Identificamos também pelo uma COR: Verde, encarnada, FORMATO da estrutura da bóia ou do amarela, preto TOPE : Cilíndrico , cônico Tope cilíndrico Cor verde Formato cilíndrico Tope cônico Cor encarnada (vermelha) Formato cônico
  6. 6. 82 2- Identificação das BÓIAS LUMINOSAS À NOITE SÃO IDENTIFICADAS PELAS: CORES E RITMOS DAS LUZES DE DIA SÃO IDENTIFICADAS PELO FORMATO E COR DO TOPE
  7. 7. 83 TIPOS DE LUZES UTILIZADAS NO SISTEMA DE BALIZAMENTO Para que cada informação do procedimento que deverá ser tomado, seja identificada à noite, são usados vários tipos de luzes e ritmos. Quanto às características luminosas, as luzes poderão ser de uma só cor ou de mais de uma, e ainda, conforme a duração relativa dessa luz e da obscuridade. As mais comuns são Lampejo e Ocultação.
  8. 8. 84 PRIMEIRO CONJUNTO de bóias e a informação do como proceder quando avistadas. SINAIS LATERAIS: BÓIA DE BOMBORDO E BOIA DE BORESTE Para chegar à uma cidade em terra, é só seguir a estrada, mas na aproximação de um porto não temos como identificar o caminho sem perigos a seguir . Foi criado então um sistema de balizamento que indica o caminho a seguir. Aproximação diurna PROCEDIMENTO: Quem vem do mar entra num canal dando BORESTE ao sinal encarnado (vermelho) e BOMBORDO para o sinal verde. Bóias de BB Bóias de BE Esses sinais definem o caminho seguro que se deve seguir para aproximação de portos.(demandar o porto)
  9. 9. 85 BÓIA DE BOMBORDO E BÓIA DE BORESTE Aproximação noturna PROCEDIMENTO: Quem vem do mar entra num canal dando BORESTE a luz Encarnada (vermelha) e BOMBORDO para a luz verde.
  10. 10. 86 BÓIA DE BOMBORDO E BÓIA DE BORESTE PREPARAÇÃO DE UMA APROXIMAÇÃO POR UMA CARTA NÁUTICA Toda embarcação deve ter a bordo a carta Náutica , pois nela podemos antecipadamente localizar as bóias de entrada do porto a demandar. Procuro na cartas os símbolos das bóias, veja desenho abaixo. Símbolo da Símbolo da Símbolo da Símbolo da bóia de BB bóia de BE bóia de BB bóia de BE cega cega luminosa luminosa Seguimento Seguimento de entrada de entrada Quando o tráfego não é intenso, na entrada Quando o tráfego é intenso, como na entrada de de um Porto, as bóias são CEGAS um Porto, as bóias são LUMINOSAS
  11. 11. 87 Quadro contendo todos os tipos e formas das Bóias de BOMBORDO A Marinha apresenta esses quadros numa publicação chamada carta 12.000- Símbolos e Abreviaturas
  12. 12. 88 Quadro contendo todos os tipos e formas das Bóias de BORESTE
  13. 13. 89 SEGUNDO CONJUNTO de bóias e a informação do como proceder quando avistadas. SINAIS LATERAIS CANAL PREFERENCIAL A BORESTE Quando temos uma situação de uma bifurcação, onde um dos canais é o principal , para identificar o canal principal é utilizado uma bóia de BB modificada, ié, com uma faixa encarnada no centro, como figura. Note que se o navegador não identificar o bóia de canal preferencial ele continua no canal principal. A bóia é chamada de canal preferencial à Boreste, mas é uma bóia de Bombordo modificada.
  14. 14. 90 CANAL PREFERENCIAL A BORESTE Aproximação noturna
  15. 15. 91 SINAIS LATERAIS CANAL PREFERENCIAL A BOMBORDO Note que se o navegador não identificar o bóia de canal preferencial ele continua no canal principal
  16. 16. 92 CANAL PREFERENCIAL A BOMBORDO Aproximação noturna
  17. 17. 93 Quadro contendo todos os tipos e formas das Bóias de Canal Preferencial a BORESTE
  18. 18. 94 Quadro contendo todos os tipos e formas das Bóias de Canal Preferencial a BOMBORDO
  19. 19. 95 TERCEIRO CONJUNTO de bóias e a informação do como proceder quando avistadas. SINAL DE PERIGO ISOLADO Como está dizendo indicam perigo isolado de tamanho limitado, que devem ser contornados , ié , é passar ao largo
  20. 20. 96 Quadro contendo todos os tipos e formas das Bóias de PERIGO ISOLADO
  21. 21. 97 TERCEIRO CONJUNTO de bóias e a informação do como proceder quando avistadas. SINAIS DE ÁGUAS SEGURAS Indicam que entorno desses sinais as águas são seguras (meio do Canal).
  22. 22. 98 Quadro contendo todos os tipos e formas dos Sinais de ÁGUAS SEGURAS
  23. 23. 99 SINAIS CARDINAIS Cujo emprego, como no uso de uma agulha, serve para indicar ao navegante onde ( em que direção) a embarcação pode encontrar águas seguras Águas seguras à W
  24. 24. 100 SINAIS CARDINAIS Este desenho corresponde ao fato real mostrado no slide anterior Tope indica o quadrante das águas seguras Norte PERIGO Oeste Leste SUBMERSO Sul Quadrante a seguir
  25. 25. 101 Quadro contendo todos os tipos e formas dos Sinais CARDINAIS
  26. 26. 102 SINAIS ESPECIAIS Sem terem como principal propósito o auxílio à navegação, indicam certas condições de alinhamento e bóias de poitas. Bóias de cor amarela
  27. 27. 102 APROXIMAÇÃO NOTURNA Quando o barco estiver na posição B teremos que nos Quando o barco estiver na preocupar com o balizamento posição A do desenho, cardinal, note a luz branca veremos o farol como em seu ritmo. referência de entrada

×