documento apresentado nos    seguintes eventos                                      a Local                             ‘A...
Argumento           •        Estranho mundo, este onde vivemos           •        A crise, múltiplas dimensões           •...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Estra...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Estra...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Estra...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Estra...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Estra...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)     ...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)  A  ...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)   A ...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)     ...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)   A ...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Respo...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)  Que...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Preci...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Preci...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)     ...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)     ...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Agend...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Agend...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Agend...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)     ...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Inspi...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Inspi...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Inspi...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Inspi...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Inspi...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Inspi...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Inspi...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Inspi...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Inspi...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Inspi...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Agend...
José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)     ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

agenda local colaborativa pela retoma

1.787 visualizações

Publicada em

Agenda Local Colaborativa pela Retoma

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.787
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.157
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

agenda local colaborativa pela retoma

  1. 1. documento apresentado nos seguintes eventos a Local ‘Ag end tiva olab ora C pela Ret oma!’ José Carlos Mota (*) Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro Movimento ‘Cidades pela Retoma’ jcmota@ua.pt https://www.facebook.com/josecarlosmota http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt/ (*) com contributos valiosos de João Seixas, Jorge Reis, Fernando Nogueira e Rui Matoso (movimento ‘Cidades pela Retoma’)
  2. 2. Argumento • Estranho mundo, este onde vivemos • A crise, múltiplas dimensões • As respostas óbvias à crise • A necessidade de um Plano B • A proposta de uma Agenda Local Colaborativa pela RetomaJosé Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)
  3. 3. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Estranho O momento actual • ‘A maior crise damundo Europa desde a II onde GG’ • Jean-Claude Trichet, BCE, Reuters, 4Out2011vivemos • ‘Corretor diz que quem manda no mundo é a Goldman Sachs’ • Alessio Rastani, BBC 27.09.2011
  4. 4. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Estranho Paradigma da Economia • uma competiçãomundo baseada: onde • -> na rivalidade (em que uns ganham e outros perdem; oposição entrevivemos interesses individuais) • -> num contrato (procura preservar os riscos do que os outros nos possam fazer; clima desconfiança mútua). • Elena Lasida, 30.09.2011 • [Conferência Economia com futuro]
  5. 5. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Estranho Economia Mundial •Só 2% dosmundo fluxos onde mundiais devivemos capitais estão relacionados com economia real • Boaventura Sousa Santos, ‘Portugal, ensaio contra a auto-flagelação’ 2011
  6. 6. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Estranho O ‘problema português’ • Trabalhamos muito, com poucos resultados e malmundo pago; • A duração anual média do onde trabalho de um alemão (1390 horas) é muito inferior à de um grego (2119), de um italianovivemos (1773), de um português (1719), de um espanhol (1654) • (Público, 04.06.201) • Em Portugal, 60 minutos laborais resultam num retorno de 21 euros para a economia nacional, em termos de PIB, praticamente metade da produtividade alemã • (Semanário Sol 18.05.2011)
  7. 7. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Estranho O ‘problema português’ • Forte correlação entre a a ‘desigualdade de rendimentos’ e amundo ‘confiança interpessoal’; • Maiores diferenças de rendimentos e a maior desconfiança interpessoal; onde • Desigualdade de rendimentos • -> os interesses instalados e as capelinhas’;vivemos • Desconfiança • -> dificuldade de desenvolver um projecto colectivo (substituído pela ‘vontade do líder’); • -> a troca da confiança pela lealdade To tal • André Barata, 31.03.2011, SEDES citando 40,0 Wilkinson and Pickett 2009 Outro s inac tivos 20,0 0,0 Empregado s Por tugal Espanha Elevada taxa de risco de pobreza, após Reformado s Desempregado s • transferências sociais (% do total da Total população respectiva, Dezembro 2010) Fam. c/crianças 40,0 20,0 Homem só Portugal 0,0 Espanha Fam. s/crianças Mulher só Fam. monoparentais
  8. 8. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt) O ‘problema português’Estranho • A dificuldade de pensar global (por razões várias,mundo políticas, culturais,…) e de agir local; • Portugal o segundo país não- onde micro da EU com menor despesa local e regional (pior é a Grécia, depois Irlanda)vivemos • Regiões: 4,45%; Municípios: 10,11%; Freguesias: 0,14% DEXIA / CEMR Fev 2011, Council of European Municipalities and Regions, Despesa Pública Sub-Nacional, dados 2008
  9. 9. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt) A ‘Crises sobrepostas’ • [Financeira]crise! • Dívida pública e privada; elevadas taxas de juro; risco do incumprimento; recessão; contágio; • [Política] • Falta de regulação dos mercados financeiros globais e das agências de rating; crise de soberania; crise de democracia; crise de confiança; • [Social] • Consumo/Endividamento; Aumento da desigualdade de rendimentos; aumento da taxa do desemprego; contestação Triplo-crash financeiro, ambiental e social e nas ruas; energético (New Economic Foundation)
  10. 10. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt) A Políticas públicas desajustadas • ‘O investimento público fez o contrário do que devia; deu crise! orientações de rentabilidade ao investimento em não transaccionáveis (obras públicas), desqualificando a mão de obra’; em • ‘Acreditou-se que a revolução tecnológica ia mudar o paradigma de produtividade e de modernizaçãoPortugal da sociedade portuguesa’; • ‘Orientações ‘bipolares’ da Comissão Europeia: Keynesianas (fomentar intervenção e investimento público) logo seguidas de forte austeridade (contenção de investimento público)’; • Prof. António Figueiredo [Economia com futuro, 30.09.2011]
  11. 11. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt) O momento actualEstranho • ‘Vivemos o fim de uma dasmundo maiores narrativas do 25 de Abril e que alimentámos durante anos que era a onde esperança na melhoria da qualidade de vida dos portugueses’vivemos • ‘o presente momento vai trazer uma série de modificações (na maneira de viver, no consumismo, como se olha para a política, nas relações entre as pessoas)’[no fundo, nas diferentes formas de organização colectiva] • José Gil, filósofo
  12. 12. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt) A crise! • Como ir para além do debate sobre a em culpa?Portugal • Que novos caminhos temos de trilhar?
  13. 13. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Respostas Cortes, correcções e ajustamentos [resposta à imediata] crise! • Redução da dívida pública; • Cortes no Investimento em Público; • Aumento de impostosPortugal (contribuintes & empresas); • Cortes nos salários; • Redução do número de funcionários públicos;
  14. 14. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt) Querespostas E quanto ao crescimento? à • Como vamos criar empregos e riqueza, que crise? nos permita pagar a dívida e evitar a crise social? • Será um desafio para as empresa, para o Estado ou em para a sociedade portuguesa?Portugal • Como vamos mobilizar a sociedade para responder a este desafio? Como podemos aprender com outras mobilizações?
  15. 15. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Precisamos Plano B para Portugal [plano de ajuda interna] de um • Uma nova forma de pensar o futuro colectivo e o desenvolvimento económico ePlano B social, construído a partir da escala local (num momento em que se discute o futuro do Poder Local) • Mobilização e alinhamento dos recursos disponíveis (cívicos, produtivos, associativos, conhecimento & ciência e dos poderes públicos locais); • Uma abordagem low-cost (estimulo ao surgimento de ideias de baixo-custo e alto impacto - agenda) • Um espaço de experimentação e de aprendizagem colaborativa (cooperação e capacitação);
  16. 16. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Precisamos Inspiração - Plano B de um Relevância do local (proximidade,Plano B cidadania/inovação social, cosmopolitismo/multicult uralismo, bem Carta Estratégica de Lisboa estar/placemaking, accountability; ‘economia das cidades’), mas comAgenda estratégia e planeamento (visão global para o local; Local inserção em redes);Colaborativa ‘Das 20 propostas para saída da crise, oito são pela claramente locais!’ New Economic Foundation, 2008Retoma
  17. 17. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt) a Local ‘Ag end tiva olab oraAgenda Ideias chave C • Agenda • -> projectos e ideias baixo-custo & pela Ret Local alto impacto; • -> responda de forma qualificada (incorporando saberes científicos e oma!’Colaborativa locais) à resolução de problemas do quotidiano das cidades ou à valorização das suas potencialidades; pela • Local • -> feito a partir das comunidades e poderes locais;Retoma • -> enfoque nas cidades, acções cirúrgicas de execução rápida e visível; • Colaborativo • -> cooperação e capacitação; • Retoma • -> gerar riqueza e emprego; • -> contribuir para a coesão social; ‘todas as cidades têm micro- • -> enfoque em temas chave: na economia da cultura, na regeneração histórias que podem fazer e construção sustentável, na delas cidades globais’ ‘temos economia social, no envelhecimento de ir caminhando pelas ruas e activo, na mobilidade sustentável, na conversando com as pessoas alimentação local ou na relação cidade/campo; para ir à procura dessas micro- histórias‘ Saskia Sassen
  18. 18. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt) MIGUEL BARBOT | RODRIGO CARDOSO | FRANCISCO FLORIDO | VÍTOR SILVA | JOSÉ CARLOS MOTA | FERNANDO NOGUEIRA | GONÇALO SANTINHA | SUSANA LOUREIRO | CATARINA RODRIGUES | GIL RIBEIRO | FREDERICO LUCAS | RUI MATOSO |JOÃO SEIXAS | MÁRIO ALVES | BRUNO LAGE | JORGE REIS | PATRÍCIA ROMEIRO | MIGUEL TORRES | DANIELA AMBRÓSIO | JOAQUIM PAVÃO | GIL MOREIRAAgenda Agenda Local Colaborativa pela Retoma [ideia do movimento Cidades pela Local Retoma‘]Colaborativa Movimento • núcleo duro de 20 pessoas (Porto, pela Aveiro, Coimbra, Guarda, Covilhã, Torres Vedras, Lisboa e Faro); • organiza debates/conferências eRetoma produz reflexão; • promove o projecto Global City 2.0 – uma rede de movimentos cívicos de cidade à escala mundial, com parceiros internacionais (Brasil, Espanha, Argentina, Itália, UK, USA, Australia, Estonia, ) e uma rede deCidades especialistas/interessados; • site www.globalcitynetwork.org/ oferecido pela empresa Ponto-C, de pela Aveiro (Ano Europeu Voluntariado); • Saskia Sassen e João Ferrão no lançamento público do projecto;Retoma
  19. 19. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Agenda Não estamos sozinhos [âmbito nacional] Local • US Urban Policy –Colaborativa American Jobs Act & American Recovery pela and Reinvestment ActRetoma • Europa 2020 - Smart, Sustainable and Inclusive Economy & Territorial Cohesion
  20. 20. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Agenda Não estamos sozinhos [âmbito local] Local • Agenda for Prosperity - Toronto (Canada);Colaborativa • Ten Steps to Save the Cities (UK); • New economy: Growth and prosperity for Manchester (UK); pela • City Relationships: Economic linkages in Northern city regions (UK) • Urbact Cities Facing the crisis;Retoma • Driving economic recovery: The Core Cities – A new partnership with government • Portugal, futuro(s) das cidades e do território: competitividade e sustentabilidade exercícios de cenarização para discussão (DPP/ANEOP, 2011) • Cidades e Desenvolvimento (CGD, 2011) • Low-Cost & High-Value Ideas for Cities; • Rede Iberoamericana Comunidades, Territórios & Economia Cultural e Criativa;
  21. 21. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Agenda Sete ideias, para um pontapé de saída 1. Encontrar comunidades locais que estejam dispostas a iniciar a construção Local desta Agenda (autarquias ou grupos de cidadãos); 2. Criar um grupo dinamizador e coordenador (saiba dialogar e ouvir; comColaborativa valências diversificadas; persistente e empenhado); 3. Organizar um primeiro momento de reflexão (técnica e científica) balizado com a perspectiva de se gerarem ideias/projectos de baixo-custo & alto- pela impacto (*) sobre problemas/potencialidades locais relacionados com alguns dos temas chave identificados (por ex, economia da cultura; regeneração e construção sustentável; economia social; envelhecimento activo; mobilidadeRetoma sustentável; alimentação local; relação cidade/campo); 4. Criar grupos temáticos, por áreas de interesse, e mobilizar saberes científicos e locais para que possam contribuir para qualificar as ideias que se venham a gerar, ligando com outras experiências nacionais ou internacionais; 5. Disponibilizar (ou arranjar) um espaço central (eventualmente devoluto) que funcione como espaço nuclear desta dinâmica (de encontro, de divulgação, …) e que seja confortável e acolhedor; 6. Organizar plataformas de comunicação (interno à comunidade, para estimular participação; externa, para troca de experiências e resultados); 7. Procurar mecanismos de financiamento local alternativos (‘poupança nacional não registada’, Prof. Manuela Silva; desenvolvimento de sistemas de Crowdfunding à escala da cidade);
  22. 22. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt) 1.º 2.º COMUNIDADE E/OU GRUPO PODERES LOCAIS DINAMIZADOR E REFLEXÃO COORDENADOR ESTRATÉGICA 3.º 5.ºAgenda MOBILIZAR 4.º IDENTIFICAR TEMAS CONHECIMENTO DEBATE LOCAL CHAVE/CRIAR GRUPOS CIENTÍ´FICO E PELA RETOMA TEMÁTICOS: Local EMPÍRICO (TEMAS CHAVE) economia da cultura; regeneração e construçãoColaborativa sustentável; economia 6.º social; envelhecimento activo; mobilidade pela GERAR IDEIAS sustentável; alimentação BAIXO-CUSTO & local; relação ALTO-IMPACTO cidade/campo;Retoma SOBRE TEMAS CHAVE DA CIDADE 7.º 8.º COMUNICAR CRIAR ESPAÇO GERAÇÃO DE COLABORATIVO IDEIAS/PROPOSTAS PELA RETOMA - COMUNIDADE LOCAL E PAÍS AGENDA LOCAL COLABORATIVA PELA RETOMA 9.º
  23. 23. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)InspiraçõesAgenda LocalColaborativa pelaRetoma LisBoa Ideia, discussão colaborativa
  24. 24. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)InspiraçõesAgenda LocalColaborativa pelaRetoma Residências Artísticas em lojas devolutas (1/3/6 meses); Oferecer a montra vazia para a valorização de um talento ou competência local; com troca de pequenas obras/limpezas;
  25. 25. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)InspiraçõesAgenda LocalColaborativa pelaRetoma Ateliers artísticos/empresas/associações aproveitando fábricas devolutas (Seres – Caldas da Rainha);
  26. 26. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)InspiraçõesAgenda LocalColaborativa pelaRetoma Habitação Low-Cost (Porto) – estimular mercado de arrendamento nas zonas antigas das cidades; Co-work (espaços de trabalho colaborativo);
  27. 27. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)InspiraçõesAgenda LocalColaborativa pelaRetoma Manobras no Porto Animação do centro!
  28. 28. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Inspirações http://www.guerrillagardening.org/Agenda LocalColaborativa pelaRetoma Jardinagem de Guerrilha
  29. 29. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)InspiraçõesAgenda LocalColaborativa pelaRetoma Vias Recreativas aos domingos;
  30. 30. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)InspiraçõesAgenda LocalColaborativa pelaRetoma Re-make (ilustração de textos em espaço público – José Luís Peixoto);
  31. 31. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)InspiraçõesAgenda LocalColaborativa pelaRetoma ALIMENTAÇÃO LOCAL – LOCAL FOOD
  32. 32. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)InspiraçõesAgenda LocalColaborativa pelaRetoma CicloRia – mobilidade ciclável de lazer
  33. 33. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt)Agenda Enorme desafio • Aos Poderes locais, à forma de organização e trabalho com Local comunidades e de construir políticas;Colaborativa • Às Comunidades locais (cidadãos e actores sociais, culturais e pela económicos), à sua mobilização para identificar problemas/oportunidades;Retoma • Aos Centros de Conhecimento (partilha; utilidade social e económica; diálogos entre conhecimento científico e empírico; mobilização encontrar respostas qualificadas ao contexto actual) • Geração e implementação de ideias com poucos recursos financeiros; • Identificação de sistemas inovadores de financiamento local (‘Crowdfunding’) em cada cidade;
  34. 34. José Carlos Mota, Departamento de Ciências Sociais, Políticas e do Território - Universidade de Aveiro (jcmota@ua.pt) Quando é que vai dar o primeiro passo para participe na mobilizar a sua comunidade local a construção da sua procurar respostas criativas para a geração de emprego e criação de a LocalAgenda riqueza, com base em ‘Ag end tiva b ora ideias de baixo-custo e LocalColaborativa alto-impacto centradas em problemas e Cola potencialidades da sua pela cidade? pela Ret oma!’Retoma http://noeconomicrecoverywithoutcities.blogs.sapo.pt cidadespelaretoma@gmail.com

×