Administração / case: Finanças

5.950 visualizações

Publicada em

Este trabalho é do curso de Administração,case: Finanças.Esta apresentação é fruto de uma pesquisa acadêmica, feita por um aluno, que ao publicar o seu o conhecimento contribui com a educação e aprendizagem de outros alunos.

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.950
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
45
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
71
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Administração / case: Finanças

  1. 1. Disciplina: Administração Case: Finanças
  2. 2. Analisando ADR’s e Ações
  3. 3. Objetivos da Apresentação <ul><li>Funções de Ações </li></ul><ul><li>Funções de ADR’s </li></ul><ul><li>Vantagens, Desvantagens e Operações </li></ul><ul><li>Custos de ADR’s e Ações </li></ul><ul><li>Panorama brasileiro </li></ul>
  4. 4. Funções de Ações O que são ações : Ações são títulos nominativos negociáveis que representam para quem as possui, uma fração do capital social de uma empresa.
  5. 5. Ordinárias, que concedem àqueles que as possuem o poder de voto nas assembléias deliberativas da companhia. Preferenciais, que oferecem preferência na distribuição de resultados ou no reembolso do capital em caso de liquidaçãoda companhia,não concedendo o direito de voto, ou restringindo-o. Quais São os tipo de Ações:
  6. 6. <ul><li>Quando uma empresa vai bem, ela divide os lucros com quem tem suas ações. Isso são dividendos. A companhia deve distribuir, no mínimo, 25% de seu lucro líquido ajustado. </li></ul>O que são Dividendos?
  7. 7. <ul><li>São locais que oferecem condições e sistemas </li></ul><ul><li>necessários para a realização de negociação de compra e venda de títulos e valores </li></ul><ul><li>mobiliários de forma transparente . </li></ul>O que são Bolsas de Valores?
  8. 8. Funções de ADR’s O que são ADR’s? : Os American Depositary Receipts (ADR´s), também conhecidos como American Depositary Shares, representam ações de empresas sediadas fora dos EUA,negociados naquele País. ADR´s não são as próprias ações, mas títulos que asseguram aos seus detentores os dividendos e ganhos de capital das ações correspondentes.
  9. 9. <ul><li>Quais são os níveis ADR? : Nível I (mercado de balcão),Nível II (registro em bolsa), Nível III (oferta pública em bolsa) e Regra 144A,com colocações exclusivas para investidores institucionais qualificados. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Quem Fiscaliza? </li></ul><ul><li>Ao listar suas ações nas bolsas americanas, as companhias abertas brasileiras foram obrigadas a seguir diversas regras impostas pela SEC - Securities and Exchange Commission, órgão regulador do mercado de capitais norte-americano. </li></ul>
  11. 11. Vantagens, Desvantagens e Operações. Vantagens: Acesso a um novo pool de recursos. Melhor gestão e governança. Acesso facilitado ao crédito. Estímulo aos investidores de venture capital e private equity. Feed back imediato sobre a gestão.
  12. 12. <ul><li>Desvantagens: </li></ul><ul><li>Despesas, taxas e problemas burocráticos. </li></ul><ul><li>Descontentamento e aumento dos acionistas. </li></ul><ul><li>Controle contábil e financeiro em maior escala. </li></ul>
  13. 13. Operações de Ações: Como funciona? O cliente liga para a corretora e, após conversa com o operador, determina a operação que deseja fazer. Neste momento, são estabelecidas as condições de compra ou venda das ações.O operador executa a ordem através de um terminal ou repassa o pedido ao operador de pregão.
  14. 14. <ul><li>No entanto, nem sempre a ordem é executada, uma vez que os valores de mercado das ações podem oscilar bastante. O operador confirma a execução para o cliente e registra a operação em seu sistema. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>Em seguida, o pessoal de retaguarda recebe a confirmação e providencia a liquidação física (transferência das ações) e financeira (pagamento ou recebimento dos fundos) da operação. </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Como negociar ações? </li></ul><ul><li>Os investidores devem comprar ou vender ações emitidas por companhias abertas, através das corretoras ou distribuidoras de valores mobiliários, sociedades integrantes do sistema de distribuição de valores mobiliários que possuem registro na CVM. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>As ordens serão repassadas às corretoras, quando a compra ou venda for efetuada no pregão da Bolsa de Valores . </li></ul>
  18. 18. <ul><li>São várias as formas de investir em ações: </li></ul><ul><li>Corretoras. </li></ul><ul><li>Home Broker. </li></ul><ul><li>Clube de investimentos. </li></ul><ul><li>Bolsa de Valores. </li></ul><ul><li>Fundos de ações. </li></ul>
  19. 19. <ul><li>Operações de Ações: </li></ul><ul><li>Requisitos para abertura de capital: </li></ul><ul><li>Fazer se necessário, uma reorganização societária, através de decisões, fusões ou da criação de novas empresas. </li></ul><ul><li>Transformar a empresa de limitada para S.A.; </li></ul><ul><li>Redigir estatuto que inclua dispositivos que facilitem a administração da empresa como companhia aberta; </li></ul>
  20. 20. <ul><li>Reavaliar os ativos no caso de subavaliação dos mesmos; </li></ul><ul><li>Criar um Conselho de Administração e eleger seus membros; </li></ul><ul><li>Contratar auditoria independente para examinar as demonstrações financeiras da companhia </li></ul><ul><li>Designar um diretor de relações de mercado </li></ul>
  21. 21. <ul><li>O processo normalmente transcorre da seguinte maneira: </li></ul><ul><li>A empresa demonstra interesse em abrir seu capital </li></ul><ul><li>A equipe responsável entra em ação e analisa a operação; </li></ul><ul><li>Se a avaliação for positiva, a área de emissão de ações (underwriting) elabora um documento chamado &quot;mandato&quot;; </li></ul>Passo a Passo para abertura de Capital:
  22. 22. <ul><li>Caso a empresa aceite o &quot;mandato&quot; a área de underwriting estrutura a operação, isto é, volume, preço, documentação junto à CVM, contratos, road shows (uma &quot;mostra&quot;, onde informações sobre a empresa são apresentadas aos investidores), sindicato, etc.;  </li></ul>
  23. 23. <ul><li>Durante a estruturação da operação é elaborada a estratégia de colocação das ações no mercado. A venda das ações é anunciada na mídia financeira. Esses anúncios são geralmente conhecidos por Tombstones causa de sua forma; </li></ul>
  24. 24. <ul><li>Finalmente,as ações são colocadas à venda junto ao público(transferência das ações) e financeira (pagamento ou recebimento dos fundos) da operação. </li></ul>
  25. 25. Por que lançar ADRs? Os ADRs são o caminho natural para que uma empresa estrangeira se torne conhecida no mercado norte-americano. Uma emissão de novas ações seria um caminho mais difícil, já que o mercado poderia não conhecer a empresa e a emissão poderia ser um fracasso. Operações de ADR’s:
  26. 26. <ul><li>Emissão dos ADR Nível III e Regra 144A com captação de recursos Mercado Primário </li></ul><ul><li>1) Comunicação do Programa de ADR e entrega dos valores mobiliários ao banco custodiante, a serem colocados no exterior. </li></ul><ul><li>2) Comunicação ao banco depositário </li></ul><ul><li>3) Emissão de ADR para instituição norte-americana </li></ul>Passo a Passo Negociação de ADR’s:
  27. 27. <ul><li>4) Entrega de ADR ao investidor norte-americano </li></ul><ul><li>5) Pagamento dos títulos pelo investidor </li></ul><ul><li>6) Corretor repassa dinheiro ao banco depositário </li></ul><ul><li>7) Conversão de moeda via BACEN </li></ul><ul><li>8) Repasse dos reais ao banco custodiante </li></ul><ul><li>9) Repasse dos reais à empresa </li></ul>
  28. 28. <ul><li>Emissão dos ADR Nível I e II sem captação de recursos – Mercado Secundário </li></ul><ul><li>1) Emissão de ordem de compra </li></ul><ul><li>2) Conversão de moeda via BACEN </li></ul><ul><li>3) Repasse dos Reais ao corretor </li></ul><ul><li>4) Aquisição de ações na bolsa ou em mercado de balcão organizado </li></ul>
  29. 29. <ul><li>5) Repasse de ações ao corretor </li></ul><ul><li>6) Entrega de ações ao banco custodiante </li></ul><ul><li>7) Notificação da custódia das ações ao banco depositário </li></ul><ul><li>8) Entrega do ADR à instituição americana </li></ul><ul><li>9) Repasse do ADR ao investidor americano </li></ul>
  30. 30. Custos de ADR’s e Ações Custos de Ações: -Manutenção de um Departamento de Relações com Investidores, que poderá incorporar o Departamento de Acionistas. Este setor incumbir-se-á de centralizar todas as informações internas a serem fornecidas ao mercado, integrando e sistematizando esse conjunto de informações;
  31. 31. <ul><li>-Contratação de empresa especializada em emissão de ações escriturais, custódia de debêntures, serviços de planejamento e de corretagem, e underwriting; </li></ul><ul><li>-Taxas da CVM e das Bolsas de Valores; </li></ul>
  32. 32. <ul><li>-Contratação de serviços de auditores independentes mais abrangentes que aqueles exigidos para as demais companhias; </li></ul><ul><li>-Divulgação de informação sistemática ao mercado sobre as atividades da empresa </li></ul>
  33. 33. <ul><li>Custo abertura de Capital: </li></ul><ul><li>São de natureza diversa, podendo ser agrupados da seguinte forma: </li></ul><ul><li>-Legais e institucionais: pagamento de taxas, anuidades, serviços e afins, em atendimento às exigências legais. </li></ul><ul><li>-Publicação, publicidade, &quot;marketing&quot;: gastos com o prospecto e com a divulgação da operação no mercado. </li></ul>
  34. 34. <ul><li>Remuneração dos trabalhos de coordenação, eventual garantia e distribuição. </li></ul><ul><li>Internos: alocação de pessoal para acompanhamento do processo, montagem de estrutura interna para dar suporte à abertura. </li></ul>Intermediação Financeira:
  35. 35. Custos de ADR’s e Ações <ul><li>Custos de ADR’s: </li></ul><ul><li>Custos Legais e institucionais; </li></ul><ul><li>Custos de Publicação, publicidade, “marketing”. </li></ul><ul><li>Custos de Intermediação Financeira; </li></ul><ul><li>Custos Internos </li></ul>
  36. 36. <ul><li>ADR NÍVEL 1: ≤ US$ 25.000 </li></ul><ul><li>(10 semanas) </li></ul><ul><li>ADR NÍVEL 2: US$ 200.000 até 700.000 ( 10 semanas) </li></ul><ul><li>ADR NÍVEL 3: US$ 500.000 até 2.000.000 ( 14 semanas) </li></ul><ul><li>ADR 144 A: US$ 250.000 até 500.000 ( 16 dias) </li></ul>
  37. 37. <ul><li>Governo de Minas como principal acionista, detentor de 50,96% das ações ordinárias da Companhia. </li></ul><ul><li>Southern Eletric Brasil Participações Ltda., com 32,96% das ações. </li></ul><ul><li>Uma das duas empresas brasileiras selecionadas para compor o Índice Dow Jones. </li></ul>
  38. 38. <ul><li>Dow Jones também classificou a Cemig como líder mundial do setor de energia elétrica; </li></ul><ul><li>Ações negociadas na Bovespa e nas Bolsas de Nova Iorque e Madrid. </li></ul>
  39. 39. CEMIG:
  40. 40. CEMIG:
  41. 41. CREMER A Cremer é o fabricante líder no setor de têxteis e adesivos para saúde no Brasil e o maior distribuidor brasileiro de produtos descartáveis para saúde. Na década de 90 a empresa passou poir algumas dificuldades financeiras, porém em 1997 teve uma reestruturação administrativa e operacional.
  42. 42. Em abril de 2004, a CremerPar, sua controladora direta na ocasião, lançou uma oferta pública de aquisição de ações que resultou no fechamento de capital e cancelamento do seu registro de companhia aberta. .Em abril de 2007 a Cremer lançou ações listadas no Novo Mercado e negocia as na BOVESPA.
  43. 45. PROCESSO ADR PARTE A GAFISA S.A COMPANY S.A
  44. 46. Bibliografia CRUZ, T. Sistemas de Informações Gerenciais: tecnologias da informação e a empresa do século XXI. São Paulo: Atlas, 2000. GRAEML, A. Sistemas de Informação: O alinhamento da estratégia de TI com a estratégia corporativa. São Paulo: Atlas, 2000. NADLER, D. et al. Arquitetura Organizacional: a chave para a mudança empresarial. Rio de Janeiro: Campus, 1993. NADLER, D & TUSHMAN, M. Competing by Desing: the power of organizational architecture. New York: Oxford University Press, REZENDE, D. A Tecnologia de Informação Integrada à Inteligência Empresarial: alinhamento estratégico e analise da pratica nas organizações. São Paulo: Atlas, 2002 1997. 240p. OLIVEIRA, D. Sistemas de Informações Gerenciais: estratégicas, táticas, operacionais. São Paulo: Atlas, 2001. OLIVEIRA, D. Sistemas Organização e Métodos: uma abordagem gerencial. São Paulo: Atlas, 2000. LAUDON, K. C. LAUDON, J. P. Sistemas de Informações Gerenciais: administrando a empresa digital. São Paulo: Prentice Hall, 2004. BIO, S. R. Sistemas de Informação: um enfoque gerencial. São Paulo: Atlas, 1996
  45. 47. <ul><li>Compartilhe conhecimento! </li></ul><ul><li>Envie seus trabalhos e concorra a prêmios </li></ul><ul><li>WWW.ZEMOLEZA.COM.BR </li></ul><ul><li>O seu parceiro acadêmico! </li></ul>Fim da apresentação!

×