Pesquisa apresentada como
requisito parcial para aprovação na
matéria de Irrigação e Drenagem no
Curso de Agropecuária, no...
Instituto Federalde Educação,Ciência e Tecnologia – Campus
Araguatins, TO - 2015
Professor: Daniel Colares
Disciplina: Irr...
INTRODUÇÃO
Contando com mais de quatro milhões de hectares para plantio irrigado,
o Tocantins se destaca na produção de cu...
PROJETOS DE IRRIGAÇÃO NO TOCANTINS
Manuel Alves
Localizado na região Sudeste do Estado, a que mais sofre com a
estiagem no...
processo de licitação para a área, que abrange 204 hectares. A empresa
vencedora, Nova União Empreendimentos, já se instal...
MAIOR ÁREA IRRIGADA BRASILEIRA
O Brasil hoje possui cerca de 30 milhões de hectares com potencial para
irrigação distribuí...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Projeto de Irrigação no Tocantins

523 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
523
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Projeto de Irrigação no Tocantins

  1. 1. Pesquisa apresentada como requisito parcial para aprovação na matéria de Irrigação e Drenagem no Curso de Agropecuária, no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia. Araguatins – TO 2015
  2. 2. Instituto Federalde Educação,Ciência e Tecnologia – Campus Araguatins, TO - 2015 Professor: Daniel Colares Disciplina: Irrigação e Drenagem Aluno: Yron Moreira Rodrigues IRRIGAÇÃO E DRENAGEM Araguatins – TO 2015
  3. 3. INTRODUÇÃO Contando com mais de quatro milhões de hectares para plantio irrigado, o Tocantins se destaca na produção de cultivares populares como abacaxi, mamão, maracujá, etc. Atualmente, seis projetos hidroagrícolas estão em andamento. O investimento realizado pelo governo do Estado em parceira com o governo federal, nesses locais, nos últimos 13 anos, ultrapassa os R$ 750 milhões. Por saber aproveitar sua vocação econômica, o Tocantins desponta atualmente como o “novo pólo agrícola do Brasil”. Com isso, promove suas exportações com base na produção rural e desenvolve seu processo de industrialização a partir das agroindústrias. Isso porque metade do território do estado possui potencial para a agricultura. São terras férteis, de valor competitivo no mercado e de topografia plana, o que favorece o processo de mecanização agrícola. Além disso, o tempo maior de luz solar (se comparado a outros estados brasileiros) contribui com a alta na produtividade. Já para o processo de irrigação das lavouras, o Tocantins conta com muita água disponível. Por isso, hoje o Tocantins se destaca como o maior produtor de grãos da região Norte do Brasil, sobretudo de soja, arroz, milho, mandioca e feijão. Também está em crescimento no estado o cultivo de frutas tropicais, em especial a melancia, o abacaxi, a banana e o caju. O Tocantins possui 13.825.070 hectares (50,25% do território do Estado) destinado à produção agrícola. O Tocantins possui a maior área contínua de várzea tropical do Brasil (1,2 milhão de hectares), no Vale do Javaés, um solo de alta fertilidade e capacidade de irrigação, que abre oportunidade para até três safras por ano. As várzeas são excelentes para o cultivo de frutas, de soja, arroz, feijão e milho, além de produzirem sementes naturalmente sadias (com destaque para a própria soja).
  4. 4. PROJETOS DE IRRIGAÇÃO NO TOCANTINS Manuel Alves Localizado na região Sudeste do Estado, a que mais sofre com a estiagem no Tocantins, o Projeto de Irrigação Manuel Alves, situado entre os municípios de Dianópolis e Porto Alegre do Tocantins, já muda também a realidade de centenas de famílias. A partir da disponibilidade de água, é possível cultivar uma variedade de espécies, especialmente frutas. Na propriedade de responsabilidade do agricultor Rodrigo Adamante, são 63 hectares de banana, produzindo até 45 toneladas da fruta. A previsão é chegar a 200 hectares de área plantada nos próximos anos. “Estou satisfeito com a produção e não pretendo parar”, conta. A propriedade gera 40 empregos diretos. O Manuel Alves conta com 3.700 hectares, divididos em 199 lotes para pequenos produtores qualificados e outros 14 lotes empresariais. A água chega até os lotes através dos sistemas de irrigação por microaspersão, gotejamento e aspersão convencional. No âmbito econômico e social, o projeto busca condições para a eliminação da pobreza da região, dinamizando a economia com o incremento da renda regional e das receitas públicas, viabilizando-se, assim, o acesso da população e a melhoria das condições de vida da população. Prodoeste Em fase de implantação, o Programa de Desenvolvimento para a Região Sudoeste do Estado (Prodoeste), no município de Pium, será um divisor de águas para a região. Em 2013, o Governador Siqueira Campos assinou o contrato e ordem de serviço para o início dos trabalhos de elaboração de projetos executivos da barragem e das elevatórias no Rio Pium, que estão sendo desenvolvidas. Os projetos executivos estão previstos no contrato firmado entre Governo do Estado e Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em agosto de 2012. O valor total do contrato de empréstimo foi no valor de US$ 99 milhões. Nesta primeira etapa do projeto, estão previstas as construções de barragens nos rios Pium e Riozinho, contemplando 27 mil hectares, ampliando a capacidade produtiva da região das várzeas em duas vezes e meia. Quando finalizado, o Prodoeste irá contemplar 300 mil hectares. Gurita No município de Itapiratins, no Centro-Norte do Tocantins, está o Projeto Gurita, cujas obras de infraestrutura hídrica tiveram início ainda em 2004, mas só foram concluídas em 2008. Neste ano, o Governo do Estado concluiu o
  5. 5. processo de licitação para a área, que abrange 204 hectares. A empresa vencedora, Nova União Empreendimentos, já se instalou no local e iniciou os serviços com o desmatamento, preparo de solo e a calagem, ou seja, incorporação de calcário em toda área, onde dará início a produção de uva, visando à fabricação de suco concentrado. A intenção é abastecer os mercados locais e circunvizinhos. Formoso e Sampaio Já na região Sul, no município de Formoso do Araguaia, está o Projeto Rio Formoso, que passa por processo de revitalização. Já o Projeto Sampaio, em município de mesmo nome, no Extremo Norte do Estado, se encontra em fase de implantação.
  6. 6. MAIOR ÁREA IRRIGADA BRASILEIRA O Brasil hoje possui cerca de 30 milhões de hectares com potencial para irrigação distribuídos de norte a sul do país. Diante deste cenário, investir na agricultura irrigada significa trazer ganhos de produtividade que podem fazer o país despontar como uma potência mundial na produção agrícola sustentável. De acordo com o último Censo Agropecuário do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2006, as possibilidades da agricultura irrigada estão em todas as regiões. Na região Norte, por exemplo, 14,6 milhões de hectares apresentam as condições para o desenvolvimento de atividades agropecuárias que podem utilizar técnicas de irrigação. Já no Centro-Oeste são 4,9 milhões de hectares disponíveis. São mais 4,5 milhões de hectares no Sul, 4,2 milhões de hectares no Sudeste e 1,3 milhão de hectares no Nordeste. Atualmente, segundo dados da Agência Nacional de Águas, são 5,5 milhões de hectares irrigados no país. As culturas com mais áreas irrigadas são cana-de-açúcar (1,7 milhão de hectares); arroz em casca (1,1 milhão de hectares); soja (624 mil hectares); milho em grão (559 mil hectares) e o feijão de cor (195 mil hectares). O estado que concentra a maior área de lavouras irrigadas é o Rio Grande do Sul, com 984 mil hectares. Em seguida, estão São Paulo (770 mil hectares), Minas Gerais (525 mil hectares), Bahia (299 mil hectares) e Goiás (270 mil hectares).

×