1 aula prof

1.731 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.731
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Tendão de Aquiles - Tendão calcâneo Trompas de Eustáquio - Tubas auditivas Ilhotas de Langerhans - Ilhas pancreáticas Como toda ciência, a Anatomia tem sua linguagem própria. Ao conjunto de termos empregados para designar e descrever o organismo ou suas partes dá-se o nome de Nomenclatura Anatômica. Com o extraordinário acúmulo de conhecimentos no final do século passado, graças aos trabalhos de importantes “escolas anatômicas” (sobretudo na Itália, França, Inglaterra e Alemanha), as mesmas estruturas do corpo humano recebiam denominações diferentes nestes centros de estudos e pesquisas. Em razão desta falta de metodologia e de inevitáveis arbitrariedades, mais de 20 000 termos anatômicos chegaram a ser consignados (hoje reduzidos a poucos mais de 5 000). A primeira tentativa de uniformizar e criar uma nomenclatura anatômica internacional ocorreu em 1895. Em sucessivos congressos de Anatomia em 1933, 1936 e 1950 foram feitas revisões e finalmente em 1955, em Paris, foi aprovada oficialmente a Nomenclatura Anatômica, conhecida sob a sigla de P.N.A. (Paris Nomina Anatomica).
  • Planos que tangenciam a superficie…
  • 1 aula prof

    1. 1. Prof. Leonardo
    2. 2. INTRODUÇÃO AO ESTUDO DA ANATOMIA ANATOMIA “Ana” = partes “tomein” = cortar Definição de ANATOMIA?
    3. 3. Anatomia Sistêmica Anatomia Topográfica ou Regional De acordo com as subdivisões naturais e principais do corpo Baseada nos vários sistemas do corpo Formas de estudo da anatomia
    4. 4. Constituição do Corpo Humano Níveis de organização estrutural Células  Tecidos  Órgãos  Sistemas  Aparelhos
    5. 5. Divisão Funcional da ANATOMIA  Sistema Tegumentar  Sistema Esquelético  Sistema Articular  Sistema Muscular  Sistema Nervoso  Sistema Circulatório  Sistema Respiratório  Sistema Digestório  Sistema Urinário  Sistema Reprodutor  Sistema Endócrino  Sistema Sensorial Aparelho Locomotor  Sistema Esquelético  Sistema Articular  Sistema Muscular Aparelho Urogenital  Sistema Urinário  Sistema Reprodutor
    6. 6. Terminologia Anatômica P.N.A. (PARIS NOMINA ANATOMICA) FormaForma: m. trapézio: m. trapézio PosiçãoPosição: n. mediano: n. mediano FunçãoFunção: m. levantador da escápula: m. levantador da escápula Termos anatômicos também indicam
    7. 7. Termos gerais de anatomia a. = artéria aa. = artérias lig. = ligamento ligg. = ligamentos m. = músculo mm. = músculos n. = nervo nn. = nervos r. = ramo rr. = ramos v. = veia vv. = veias gl. = glândula Terminologia Anatômica
    8. 8. Divisão do corpo humano Corpo humano Cabeça Pescoço Tronco Tórax Abdome Pelve Membros Superiores (torácicos) Inferiores (pélvicos) Raiz Parte livre Parte livre Raiz Ombro Braço Antebraço Mão Coxa Perna Pé Quadril
    9. 9. Divisão do corpo humano
    10. 10. Posição de descrição ANATÔMICA  Posição ortostática (ereta)  Mãos espalmadas e dedos unidos  Palmas voltadas para frente  Pés unidos e dedos para diante  olhar para o horizonte
    11. 11.  PLANOS TANGENTE ou de DELIMITAÇÃO Plano superior Plano ventral Plano lateral Plano inferior Plano dorsal
    12. 12.  PLANOS de SECÇÃO  Sagital Plano de secção mediana que divide o corpo em duas metades – direita e esquerda
    13. 13.  PLANOS de SECÇÃO  Frontal Plano de secção frontal: São paralelos aos planos ventral e dorsal, é tangente a fronte do indivíduo.
    14. 14.  PLANOS de SECÇÃO  Transversal Plano de secção transversal: São paralelos aos planos cranial, podálico e ou caudal são horizontais, a secção é transversal.
    15. 15. Os planos dividem o corpo de várias maneiras e produzem secções
    16. 16. Qual plano divide o encéfalo em lados esquerdo e direito iguais?
    17. 17.  EIXOS do corpo humano
    18. 18.  O movimento é realizado sempre em torno de um EIXO (eixo de movimento). Tipos de movimento  Flexão  Extensão  Abdução  Adução  Pronação  Supinação  Rotação  Circundução
    19. 19. Tipos de movimento  Flexão  Extensão  Adução  Abdução  Pronação  Supinação  Rotação e Circundação
    20. 20. Movimentos dos Pés:  Dorsiflexão  Flexão plantar  Inversão (Flexão plantar + Adução)  Eversão (Dorsiflexão + Abdução)
    21. 21. Utilizam-se também termos anatômicos para descrever a situação do órgão Superior ou Inferior: Ex. nariz e boca/ joelho e quadril Anterior ou Posterior: Ex. Ventral ou Dorsal em uma estrutura específica Superficial ou Profundo: Ex. fáscia muscular/ artéria femoral
    22. 22. No caso dos membros:  Proximal e Distal
    23. 23. Termos de Posição e Comparação Nos órgãos reconhecemos, faces, bordas e extremidades. Para nomear as estruturas (elementos) usamos como referência sua posição em relação aos planos Estruturas: Lateral/Intermédia/ Medial (d, e, f) Dorsal/ Média/ Ventral (g, h, i) OU Faces: Interna/Externa (1,2)
    24. 24. Planos de Construção do Corpo humano Antimeria: simetria bilateral antímeros - assimetrias morfológicas: Ex. rins, ombros, membros, órgãos, hemifaces. - assimetrias funcionais: Ex. dextrismo Metameria: divisão do corpo em segmentos semelhantes metâmeros Coluna vertebral Costelas
    25. 25. Paquimeria: segmento axial construído em tubos
    26. 26. Estratimeria (Estratificação ou Estratigrafia): princípio de construção em camadas ou estratos
    27. 27. Conceito de Variação Anatômica
    28. 28.  Diferenças morfológicas entre os elementos que compõe o corpo humano tanto externa quanto internamente Normal = aspecto morfológico + frequente ““VARIAÇÃO, EM ANATOMIA, É UMA CONSTANTE!”VARIAÇÃO, EM ANATOMIA, É UMA CONSTANTE!” Conceito de Variação Anatômica Não tem prejuízo da função
    29. 29. Anomalia Ex. falta de um dos dedos das mãos Monstruosidade Conceito de Variação Anatômica Tem prejuízo da função
    30. 30. Anencefalia
    31. 31. Fatores de Variação anatômica Idade: é o tempo decorrido ou a duração da vida. Fase intra-uterina: Ovo = 15 primeiros dias Embrião = até o fim do 2º mês Feto = até o fim do 9º mês Fase extra-uterina: Recém nascido = até o 1º mês Infante = até o fim do 2º mês Menino = até o fim do 10º ano Pré-púbere = até a puberdade Púbere = dos 12 aos 14 anos Jovem = até os 21 e 25 Adulto = até a menopausa e correspondente processo no Velho = além dos 60 anos ^ ^
    32. 32. Fatores de Variação anatômica Sexo: dimorfismo sexual facilmente reconhecido entre os vertebrados
    33. 33. Fatores de Variação anatômica Grupo étnico: características anatômicas diferentes entre cada grupo racial
    34. 34. Fatores de Variação anatômica Biótipo: características constitucionais do indivíduo Longilíneos Brevilíneos Mediolíneos
    35. 35. ECTOMORFO Difícil de ganharem peso! Pernas e braços grandes, pequena porcentagem de gordura corporal e poucos músculos. Esses são os Ectomorfos. Enquanto que algumas mulheres não veriam problema nenhum em ter essas características, os homens geralmente tem uma visão diferente. ENDOMORFO As pessoas com esse tipo corporal são geralmente mais pré-dispostas a um maior acúmulo de gorduras. Conhecidas por terem um visual menos definido, é mais difícil para elas conseguirem um corpo em forma através de exercícios e dieta. A boa notícia é que a estrutura óssea dos endomorfos é larga e forte. Isso pode ser uma vantagem no seu esforço em ganhar massa muscular. MESOMORFO São aqueles mais bem dotados geneticamente falando porque são mais pré-dispostos a terem maiores ganhos musculares. Geralmente tem um visual mais atlético e sarado, tem boa postura e são simétricos. Mesomorfos são conhecidos por ganharem massa muscular muito mais rapidamente do que a maioria das pessoas e da mesma forma podem perder gordura rapidamente seguindo uma dieta apropriada. Para os bodybuilders e para os fanáticos por fitness essa é uma excelente notícia!
    36. 36. Evolução: influencia no aparecimento de diferenças morfológicas com o decorrer do tempo Fatores de Variação anatômica
    37. 37. Posição Anatômica nos demais Vertebrados Planos de Secção nos Quadrúpedes
    38. 38. Posição Anatômica nos demais Vertebrados Homen (Bípede) Cão (Quadrúpede) Ventral = anterior Dorsal = posterior Cranial = superior Caudal = inferior Ventral = inferior Dorsal = superior Cranial = anterior Caudal = posterior Secção transversal Secção transversal Secção frontal Secção dorsal

    ×