Recursos pedagogicos

5.593 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.593
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
173
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Recursos pedagogicos

  1. 1. Escola Secundaria José SaramagoMafra 2009/2010Docente: Catarina AntunesT.P.I.E. – 11ºQ2<br />Recursos Pedagógicos <br />Estações do Ano: <br /><ul><li>Adivinhas;
  2. 2. Lengalengas;
  3. 3. Canções;
  4. 4. Provérbios.</li></ul>Alexandra Santos, Nº1<br />Cláudia Bento, Nº6<br />Joana Ferreira, Nº9<br />Mónica Alexandre, Nº11<br />
  5. 5. INTRODUÇÃO<br />Neste trabalho vamos abordar o tema das Estações do Ano nos seguintes recursos pedagógicos: <br />Canções;<br />Lengalengas;<br />Provérbios;<br />Adivinhas.<br /> Este trabalho é realizado com o objectivo de fornecer uma maior diversidade linguística ao ensino-aprendizagem da criança.<br />
  6. 6. Comunicar através da Linguagem<br />A aquisição e a aprendizagem da linguagem oral e escrita tem tido uma importante relevância na educação pré-escolar. Não se trata de uma introdução formal e clássica à leitura e escrita, mas sim de facilitar a literacia emergente. <br />
  7. 7. A capacidade do educador escutar cada criança, de valorizar a sua contribuição para o grupo, de comunicar com cada criança e com o grupo, de modo a dar espaço a que cada um fale, fomentando o diálogo entre crianças, facilita a expressão das crianças e o seu desejo de comunicar. Esta aprendizagem baseia-se na exploração do carácter lúdico da linguagem, prazer em lidar com as palavras, inventar sons e descobrir as relações.<br /> Para além da comunicação verbal, existe a comunicação não verbal que constitui um suporte da cominação oral, através de gestos e mímica relacionando-se com a dramatização daquilo que queremos expressar.<br />
  8. 8. O contacto com o texto manuscrito e impresso nos seus diferentes formatos, o reconhecimento de diferentes formas que correspondem a letras, permitem uma apropriação da especificidade do código escrito. Isto conduz a um conjunto de saberes adquiridos na interacção com os materiais impressos.<br />Literacia<br />
  9. 9. As rimas, as lengalengas, as trava-línguas, as adivinhas, os provérbios e as músicas são aspectos da tradição cultural portuguesa que podem ser trabalhados na educação pré-escolar. Todas estas formas de expressão facilitam a clareza da articulação e podem ainda ser meios de compreensão do funcionamento da língua.<br />Para além disso, a forma como o educador se exprime enquanto fala para a criança é fundamental para fomentar o gosto pela leitura.<br />
  10. 10. Ambiente de Literacia<br />Ao contactar com livros as crianças descobrem o prazer da leitura e desenvolvem a sensibilidade estética. O contacto e a frequência da biblioteca é importante que comece nas idades de pré-escolar, desta forma as crianças têm a oportunidade de utilizar, explorar e compreender a necessidade de a consultar e de a utilizar como espaço de recreio e cultura. Ao folhear um livro, a criança mesmo não sabendo ler, vai interiorizar as imagens que vê e fazer a sua própria história com aquelas imagens. Juntamente com conhecimentos que ela já adquiriu anteriormente, de associação de imagens a determinadas acções, a criança conta a sua história não fugindo muito da história real.<br />
  11. 11. Para a realização de uma biblioteca têm de ser tidos em conta aspectos como:<br /><ul><li>Tipo de materiais que constituem a biblioteca;
  12. 12. A área de leitura;
  13. 13. A selecção dos livros;
  14. 14. A utilização dos livros.</li></li></ul><li>Cabe ao educador<br />Proporcionar o contacto com diferentes tipos de texto escrito;<br />Promover situações de comunicação em diferentes contextos;<br />Promover o gosto e interesse pelo livro;<br />Criar um espaço reservado à leitura e ao contacto com livros;<br />Promover o desenvolvimento da criatividade e imaginação;<br />Desenvolver a sensibilidade estética.<br />
  15. 15. Provérbios<br />Sol de Inverno, tarde sai <br /> e cedo vai.<br />Os jardins estão em flor, que o Inverno acabou e a Primavera chegou.<br />Ande por onde andar o Verão, há-de vir no S. João.<br />No Outono o Sol tem sono.<br />
  16. 16. Canções<br />Outono<br />Lá está uma,<br />Lá estão duas,<br />Três folhinhas já caídas,<br />O Outono é mesmo assim<br />Deixa as árvores despidinhas.<br /> <br />Andorinha vai-te embora<br />Que o Outono já chegou<br />Andorinha foi-se embora<br />E por esses ares voou.<br /> <br />Espreita a nuvem lá no céu<br />Vai-se o sol devagarinho<br />E para alegrar a gente<br />Vai chegando o S. Martinho.<br /> <br /> <br />Salta o vinho dos tonéis <br />Já cheira a castanha assada<br />Abre moça a guarda – chuva <br />Para não ficares molhada.<br />
  17. 17. FAZ FRIO, CHEGOU O INVERNO<br /> <br />Faz frio, chegou o Inverno,<br />Faz frio e logo vai chover.<br />É tempo de usar casaco, (Bis)<br />Luvas, gorro e botas pra me aquecer (Bis)<br />Faz frio, não posso ir pra rua,<br />Faz frio e não posso ir brincar.<br />Vou ter que ficar em casa, (Bis)<br />Juntinho à lareira, pra me aconchegar. (Bis)<br />
  18. 18. Boa noite passarinho<br /> <br />Boa-noite, passarinho,<br />onde é que tu vais dormir?<br />Vou dormir num ramo verde<br />com o luar a luzir.<br /> <br />Boa-noite, passarinho,<br />onde é que tu vais sonhar?<br />Vou sonhar no bosque verde,<br />tão verde à luz do luar.<br /> <br />Boa-noite, passarinho,<br />estás cansado de voar?<br />Escondo a cabeça na asa e já posso descansar.<br /> <br />Boa-noite, passarinho,<br />qual é o teu candeeiro?<br />São os olhos amarelos<br />do mocho do castanheiro.<br /> <br />Boa-noite, passarinho,<br />um soninho descansado.<br />Quando acordar de manhã<br />vou cantar ao teu telhado.<br />Refrão<br />Quando vem a Lua Cheia <br />traz consigo o luar. <br />Dorme, dorme, passarinho, <br />está na hora de sonhar. <br />
  19. 19. Já é tempo de brincar<br />O sol tem mais calor<br />Que bonito está o mar<br />É de novo Verão<br />Já é tempo de brincar.<br />É Verão, é Verão<br />Mas que tempo de magia<br />Posso correr e saltar<br />São as férias, que alegria!<br />Castelinhos de areia<br />Conchinhas a decorar<br />Ondas num vai e vem<br />E gaivotas a voar.<br />Frutos de muita cor<br />Saborosos, com certeza!<br />É bonito passear<br />No meio da natureza.<br />
  20. 20. Lengalengas<br />Outono <br /> <br />Outono, Outono<br />És muito morno.<br />Perdeste as folhas<br />Tombaram no quintal. <br />Trouxeste castanhas <br />Embrulhadas num jornal.<br />CHUVA<br /> <br />A chover<br />A trovejar<br />E as bruxas<br />A dançar<br />A chover<br />A fazer sol<br />As bruxas<br />A comer pão mole<br />
  21. 21. Primavera<br />A Primavera está a chegar!…<br />Começam as flores a nascer,<br />Vemos as andorinhas a voar<br />A magia da Natureza a acontecer.<br /> <br />A Primavera está a chegar!<br />Os animais estão a nascer…<br />Março chega sempre a alegrar!<br />Porque as flores estão a crescer!<br />Verão<br />Pela praia fora vai o menino Zé, <br />Com uma mão na cabeça <br />E outra no pé. <br />Pela areia acima vai uma formiga, <br />Com uma mão na testa <br />E outra na barriga. <br />
  22. 22. Adivinhas<br />Qual é a coisa, qual é ela,<br />que nasce nas videiras, é roxa,<br />às vezes pode ser verde e ter carunhos? <br />(uvas)<br />No Inverno tenho frio<br />Nas mãos e nos dedinhos.<br />Adivinha o que os tapa,<br />Tê-los-ás “muito quentinhos”.<br />(luvas)<br />Qual é coisa, qual é ela,<br />que respira sem pulmões<br />e tem pés mas não anda?<br />(Planta)<br />Sou adorado por todos, <br />porque a todos faço bem, sirvo<br />também de relógio, <br />aos que relógios não têm.  <br />(Sol)<br />

×