Trabalho 7º 8º ano

1.319 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.319
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho 7º 8º ano

  1. 1. 1 Estado do Rio de Janeiro Trabalho: Prefeitura Municipal de Engº Paulo de Frontin ________ Colégio Municipal Carlos Gramático Professor: Alexandre Wilson Disciplina: História Data: / / 2012 Aluno (a): __________________________________________ Ano: 8° Turma:801 (Dependência do 7º Ano) TRABALHO 3º BIMESTRE Pimenta É mencionada em Êxodo 30:23, Origem e História quando Deus ordenou a Moisés o uso da O comércio da pimenta era bastante ativo canela doce/salgada (em hebraico: ‫קנֹומו ן‬ ֹ‫ִָ ן‬ ּ‫ֹומ‬ no subcontinente indiano, de onde era trazido qinnāmôn) ecássia, e em Provébios 7:17-18, por mercadores muçulmanos para o quando o leito nupcial é perfumado Ocidente, onde era distribuída com mirra, aloe vera e canela. Também se por genoveses evenezianos. Historicamente encontra mencionada por Heródoto e o seu valor chegava a ser tão alto que ela foi outros escritores clássicos. utilizada como moeda: conta-se que Alarico I, No início do século XVI era trazida por o Visigodo exigiu de Roma um resgaste comerciantes portugueses diretamente do de ouro, prata epimenta. A busca por essa Ceilão (atual Sri Lanka, no sul da Ásia), especiaria, utilizada e valorizada desde chegando um quilograma a valer dez gramas tempos imemoriais, foi uma das principais de ouro. causas da expansão – e apogeu – do império português no Oriente. Um quintal de grãos de Gengibre pimenta (60 kg) chegou a valer, à época, 52 Origem e História gramas de ouro. O gengibre (Zingiber officinale) é uma planta herbácea da família das Zingiberaceae, Noz-moscada originária da ilha de Java, da Índia e Origem e História da China, de onde se difundiu pelas regiões Até meados do século XIX a única fonte tropicais do mundo. Outro nome conhecido mundial de noz-moscada eram as no norte do Brasil, principalmente pelos pequenas ilhas indígenas é Mangarataia ou mangaratiá. Banda nas Molucas, Indonésia. Utilizada É conhecido na Europa desde tempos muito desde o tempo dos romanos, a noz-moscada remotos, para onde foi levado por meio era uma das mais das Cruzadas. Em Portugal existe registro da valorizadas especiarias na Idade Média, sua presença desde o reinado de D. João utilizada em noz e em macis como tempero e III (1521-1557). conservante em culinária e na medicina. Vendida por mercadores árabes à República Mostarda de Veneza era distribuída na Europa a Origem e História preços exorbitantes. Como os mercadores Na Índia as sementes de mostarda são nunca divulgavam a localização exata da sua utilizadas na culinária há mais de dois mil fonte, nenhum europeu conseguia deduzir a anos. sua origem. Na França as sementes de mostarda são usadas como especiaria desde 800 d.C., e Cravo encontravam-se entre as especiarias que os Origem e História exploradores do século XV levavam nas suas O cravinho (da Índia), craveiro-da- viagens. índia ou cravo-da-índia (Syzygium Gautama Buda contou a história de uma mãe aromaticum) é uma árvore nativa das enlutada e a semente de mostarda. Ao ilhas Molucas, na Indonésia. Atualmente é perder o seu único filho, uma mulher leva o cultivado em outras regiões do mundo, como corpo dele a Buda para que este o cure. as ilhas de Madagascar e de Granada. Buda pede-lhe que lhe traga uma mão-cheia de sementes de mostarda de uma família Canela que nunca tivesse perdido um filho, marido, Origem e História pai ou amigo. Ao ver que não consegue A canela é conhecida desde da antiguidade e encontrar uma tal família na sua aldeia, a foi tão valorizada que era considerada um mulher dá-se conta de que a morte é comum item a ser presenteado a monarcas e outros a todos, e que ela não pode ser egoísta no dignitários. seu luto
  2. 2. Açafrão cara especiaria do mundo uma vez que, paraOrigem e História se obter um quilo de açafrão seco, sãoO açafrão é extraído processadas manualmente cerca de 150.000dos estigmas de flores de Crocus sativus, flores, e é preciso cultivar uma área deuma planta da família das Iridáceas. Éutilizado desde a Antiguidadecomo especiaria, principalmente na culinária aproximadamente 2000  m². Quando seca, ado Mediterrâneo — região de onde avariedade é originária — no preparode risotos, aves, caldos, massas e doces. É flor desprende de seus órgãos um pigmentoum item essencial à paella espanhola. É tida amarelo e um óleo volátil, tradicionalmentecomo uma das mais caras ou a mais usado como corante de tecidos.Feitorias portuguesas na África Ainda em vida do Infante D. Henrique (1394-1460), a exploração da costa africana principiou arender frutos como o comércio de escravos, motivo pelo qual a Coroa portuguesa empreendeu aconstrução de feitorias no local. A primeira foi a feitoria de Arguim, fundada em 1448, na altura do cabo Branco, construida sob asinstruções do próprio Infante. Visava atrair as rotas próximas percorridas por mercadores muçulmanos nonorte de África, tentava-se desta forma implantar um mercado para monopolizar a actividade comercialda zona. Serviu como modelo para o Castelo da Mina, ainda no século XV, e o de AximPouco depois exploração da costa da Guiné, na forma de monopólio comercial, em 1469 se alcançou aregião da Mina. Por essa razão, aquele trecho do litoral passou a ser designado como Costa do OuroFeitorias portuguesas no ÍndicoOs principais pontos comerciais portugueses no Índico foram Goa, Malaca e Hormuz. Mas foram criadasnumerosas feitorias em também Cananor, Ternate, Maldivas, Cochim, entre outros.Na África continental.Ceuta (1415); Tanger (1471); Mazarão (1513); Arguim (1445); São Jorge da Mina (1482);Luanda (1575); Benguela (1587); Cabo da Boa Esperança (1488); Sofala (1505);Moçambique (1507); Moçamba (1593 ); Melinde (1500).Essas fortalezas e feitorias praticamente rodearam todo continente africano banhado pelos oceanosAtlântico e Índico. Também implantaram feitorias e fortalezas em ilhas próximas à África:Madeira (1419); Açores (1427); Cabo Verde (1456-1460); e São Tomé e Príncipe ( 1470-1471).Na Ásia.O grande destaque foi para a costa oeste da península indiana, onde foram fundadas as seguintesfeitorias e fortalezas: Diu (1535); Bassaim (1534); Damão (1559); Mumbai (1509); Chaul (1521);Goa (1510);Cananor (1505); Calicute (1498); Cochim (1503).Na mesma península, na costa leste foi fundada São Tomé de Maliapor (1523) e numa ilha ao sul dapenínsula (atual Shi Lanka) fundaram Ceilão (1505-1518).Na península arábica.Fundaram Mascate (1507) e nas proximidades do Golfo Pérsico fundaram Ormuz (1515);No sudeste asiático e no extremo oriente.Mantiveram as seguintes feitorias e fortalezas: Cantão (1555-1557); Nagazaki (1524-1543); Malaca(1511); Ilhas Molucas (1511-1512); e Timor (1515).Vale lembrar que as referências são dos séculos XV e XVI, algumas dessas feitorias e fortalezas setornaram prósperas colônias e estiveram sob domínio português por séculos. Brasil, Angola, Moçambiquee Macau são bons exemplos. Outras, como as da América do Norte e da Groelândia, tiveram existênciasefêmeras.1) Sua tarefa nesse trabalho é indicar no mapa as regiões de origem das especiarias (para isso vocêdeverá marcar no mapa através de uma cor ou desenho) e os locais de pelo menos 3 (três) feitorias emcada um dos continentes explorados pelos portugueses. Ao final você deverá elaborar uma legenda.
  3. 3. Bom trabalho! Não esqueça, além das informações corretas será avaliado também o cuidado com o material e ocapricho. ___________________________ Assinatura responsávelDa sala de aula para o blog: Atividade lúdica - jogo da trilhareferente às rotas de navegaçãoO jogo da trilha tem como objetivo percorrer um caminho até chegar a um destino final passando por váriosobstáculos. Para isso, os jogadores jogam os dados e avançam nas "casas" de acordo com o número tirado. Ojogador avança o número de casas estabelecido pelo dado. Se ele parar em alguma casa que possui aviso, eledeve obedecê-lo.O tema "Expansão Marítima Europeia" foi usado na elaboração desse jogo para que os alunos pudesseminteragir e aprender mais o assunto, assimilando o conhecimento a partir da descontração com os colegas. Emgeral, formaram-se equipes com 3 ou 4 integrantes que ganharam a incumbência de desenhar em uma cartolinao mapa e traçar nele a rota de navegação de um dos principais navegadores da época: Vasco da Gama,Cristóvão Colombo ou Pedro Álvares Cabral.Nas "casas" do trajeto de navegação haviam de constar avisos, tais como:Avance 1 casa;Calmaria no mar: fique 1 rodada sem jogar;Vento a favor da caravela: avance 2 casas;Monstro marinho adiante: retorne 4 casas;Redemoinho no mar: retorne 1 casa;Tempestade em alto mar: fique 1 vez sem jogar;Terra à vista: jogue novamente;

×