Glaucoma de pressão normal

2.070 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.070
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Glaucoma de pressão normal

  1. 1. Glaucoma de Pressão Normal (GPN)Glaucoma de Pressão Normal (GPN)É uma doença ainda pouco conhecida pelapopulação geral e que pode levar a uma perdairreversível da visão.Muitas pessoas ainda acham que glaucoma epressão alta nos olhos são a mesma coisa e issodificulta o diagnóstico precoce da doença.O glaucoma pode levar meses e até anos para sedesenvolver, sem apresentar qualquer alteração. Namaioria dos casos, a doença progride lentamentesem que o paciente note a perda gradual da visãoperiférica. Normalmente, a visão vai piorando daslaterais para o centro do campo visual.O diagnóstico do glaucoma de pressão normal(GPN) nem sempre é fácilde ser feito, pois muitos pacientes, quando sabemque sua pressão dos olhos está normal, não sesubmetem aos demais exames investigativossolicitados pelo médico oftalmologista e asconseqüências (sinais, sintomas da doença)
  2. 2. ocorrerão algum tempo depois. A perda de visãodestes pacientes será irreversível, pois o glaucomaafeta o nervo óptico de maneira incurável. Se odiagnóstico for feito em tempo hábil, o médicooftalmologista pode iniciar o tratamento da doença ea visão do paciente pode manter-se normal o restoda vida, com o acompanhamento periódico noconsultório.Observamos muitos diagnósticos de glaucomaserem feitos somente após os 40 anos de idade,mas um dos motivos disto é que a maioria daspessoas consulta o médico oftalmologista quandosente dificuldade para ler de perto (presbiopia ouvista cansada) e esta faixa etária acaba sendo maisinvestigada.Um exame básico e importante é o fundo-de-olho(fundoscopia), onde se observa um aumento naescavação no nervo óptico e o paciente pode estarsem sintomas. Se o paciente possui algum parentecom história de pressão alta no olho ou glaucomaisto deve ser relatado ao médico, pois o fatorgenético mostra ser importante no diagnóstico deglaucoma. Outros fatores de risco incluem pressãosangüínea baixa (às vezes, só nas primeiras horasda manhã), doença auto-imune, anemia, arritmiacardíaca, etc. A apnéia do sono está obtendoatenção crescente como uma possível causa deGPN.A medida da pressão intra-ocular é importante,porém ela deve ser medida em horários diferentes(curva de pressão) e ajustada de acordo com aespessura da córnea e este ajuste é feito através deum exame chamado paquimetria ultra-sônica.
  3. 3. O campo visual ou campimetria computadorizadapode não mostrar alterações importantes no início dadoença e deve ser repetido periodicamente parasabermos se o tratamento está surtindo efeito.O tratamento consiste em mantermos a pressãointra-ocular mais baixa, para proteger o nervo ópticodo paciente, mesmo que esta pressão já estejanormal, pois se trata de uma forma de glaucomadiferente do glaucoma hipertensivo. Osprocedimentos a laser e cirúrgicos são reservadosaos casos em que o tratamento clínico não semostra suficiente. Dr Wil Costa

×