Sugestões de atividades (3)

3.239 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.239
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
63
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sugestões de atividades (3)

  1. 1. Matriz de Referência – Língua Portuguesa EIXO ESTRUTURANTE HABILIDADE Conteúdos LEITURA Ler palavras com estrutura silábica canônica; - Ler palavras dissílabas, trissílabas e polissílabas com estruturas silábicas canônicas , com fase em imagem; - Verificar se a criança é capaz de ler palavras compostas por diferentes estruturas silábicas, considerando-se as disposições de consoante (C) e vogal (V): - CV - padrão silábico canônico: (ex: si-la-ba) . Ler palavras com estrutura silábica não canônica; - Ler palavras dissílabas, trissílabas e polissílabas com estruturas silábicas não canônicas, com fase em imagem; Verificar se a criança é capaz de ler palavras compostas por diferentes estruturas silábicas, de silábico não canônico: - V - (ex: a-ba-ca-te) - CVC - (ex: tex-to, ve-ri-fi-car) - CCV - (ex: pa-la-vra). Reconhecer a finalidade do texto; Os diferentes textos que circulam , por exemplo: aviso, bilhetes, cartazes, poemas, fábulas, propaganda, outdoor, noticias, etc - Identificar a finalidade de textos como: convite, cartaz, texto instrucional (receita) e bilhete; Localizar informações explícitas em textos; - Localizar informações explicita em textos curtos (com até 5 linhas) em gênero como : piada, parlenda, tirinha ( historia em quadrinho em até 3 quadros), texto informativo e texto narrativo; O professor poderá trabalhar com pequenas narrativas, notícias, textos didáticos, bilhetes, recado que estão clara no texto. Por exemplo: - Leitura de uma notícia ou de um texto didático e posterior reconhecimento da presença ou
  2. 2. ausência de fatos, apresentados pelo professor em uma lista, no texto lido. - Produção de pequenas histórias reais, vividas pelos próprios alunos, e posterior localização de informações explícitas relacionadas aos elementos da narrativa, como tempo, espaço e personagens principais; - Leitura de um livro e posterior realização em que os próprios alunos devem indagar seus colegas sobre informações explícitas no texto. Compreender os sentidos de palavras e expressões em textos; Dicionário( usar para compor o significado das palavras do texto); Caça-palavras; jogos; domino; - Reconhecer significados de expressão de linguagem figurada em gêneros como : Poema narrativo, texto de literatura infantil e tirinhas; - Inferir sentido de palavra em texto verbas; Realizar inferências a partir da leitura de textos verbais; Todos os gêneros e tipos textuais. Por exemplo: a) O professor apresenta uma narrativa em quadrinhos, sendo um quadro de cada vez. A cada um dleles, pede que o aluno façam percursos inferenciais. A cada novo quadro apresentado, as inferências anteriores são avaliadas até chegar ao fechamento da história. b) O professor apresenta uma anedota. Depois que todos riram, o professor pede que os alunos expliquem o motivo do riso; c) O professor apresenta uma advinha. Pede então que resolvam e expliquem como resolveram; d) O professor apresenta um texto contendo implícito. Pede que os alunos façam individualmente suas inferências. A seguir, os alunos apresentam suas análises individuais. O professor promove então um debate, comparando as diferenças inferenciais, de modo que os alunos percebam essas possibilidades. - Inferir relação de causa e consequência em gêneros como: tirinha, anedota, fábula e textos de literatura infantil; - Inferir sentido com base em elementos verbais e não verbais em tirinhas; Realizar inferências a partir da leitura de textos que articulem a linguagem verbal e não verbal; Inferir o assunto de um cartaz apresentado em forma estável, com letras grandes e mensagens curta e articulação da linguagem verbal e não verbal; Utiliza de outros meios comunicativos, como placas, figuras, gestos, cores, sons, ou seja, através dos signos visuais e sensoriais.
  3. 3. Estabelecer relações entre partes de um texto marcadas por elementos coesivos. Leitura de textos, e verificamos se as palavras, as frases e os parágrafos estão entrelaçados, um dando continuidade ao outro. ESCRITA Grafar palavras com correspondências regulares diretas; - Escrever as palavras corretamente, através de ditado relâmpago, fichas, caça-palavras, complete, ligue, recorte e colagem, jogos... - Escrever ortograficamente palavras marcadas pela presença de sílabas canônicas. Grafar palavras com correspondências regulares contextuais entre letras ou grupos de letras e seu valor sonoro; - Trabalhar os sons das letras, empregando as regras das convenções ortográficas (ss/rr/nh/j/g...); - Escrever palavras com sílabas canônicas (consoante e vogal) e não canônicas, com alguma dificuldade pela omissão e/ou troca de letras Produzir um texto a partir de uma situação dada; Cartaz, fichas, palavras, desenhos, carimbos, características do colegas... - Produzir textos narrativos, a partir de uma situação dada, atendendo adequadamente ao uso de elementos da textualidade, evidenciando o atendimento à norma padrão da língua.
  4. 4. Matriz de Referência – MATEMÁTICA EIXO ESTRUTURANTE HABILIDADE Conteúdos Numérico e Algébrico Associar a contagem de coleções de objetos representação numérica das suas respectivas quantidades; - Contar objetos dispostos em forma organizada ou não; - Tampinhas; material dourado; coleção de objetos; etc. Associar a denominação do número à sua respectiva representação simbólica; Explicar a base dez; Números com material dourado; Utilizar a lista de chamada; cartaz; etc - A representação simbólica de números naturais com até três algarismos à sua escrita por extenso; - Associar a escrita por extenso de números naturais com até três algarismos à sua representação simbólica; Comparar ou ordenar quantidades pela contagem para identificar igualdade ou desigualdade numérica; Construção do significado do número e suas representações com material dourado, fichas, conjuntos, palitos de picolé, canudos, conjuntos, etc. Comparar ou ordenar números naturais; - Comparar números naturais com até três algarismos não ordenados; - Composição de números naturais com até três algarismos, apresentada por extenso; - Problemas com a ideia de comparar números naturais de até três algarismos; Compor e decompor números; - Completar sequência numérica crescente de números naturais não consecutivos; - Completar sequência numérica decrescente de números naturais não consecutivos; - Reconhecer composição e decomposição aditiva de números naturais com até três algarismos; - Material doutado, objeto dos alunos (lápis, borracha, apontador, caderno); canudos, palitos de picolé, etc. Resolver problemas que demandam - Resolver problema de adição sem reagrupamento;
  5. 5. as ações de juntar, separar, acrescentar e retirar quantidades; - Resolver problema de subtração, com números naturais de até dois algarismos, com ideia de comparar e retirar; - Utilizar a sala de aula; do vizinho para ver quantos meninos e quantas meninas, idade, cor dos olhos, cor dos cabelos, números do sapato, etc. Resolver problemas que demandam as ações de comparar e completar quantidades; - Resolver problema de subtração, com números naturais de até dois algarismos, com ideia de comparar e retirar; - Resolver problema de subtração como operação inversa da adição com números naturais; - Material dourado; palito de picolé; canudos; régua (estou na casa do número 3 para chegar no número 9 quantos casas faltam?); etc. Cálculo de adições e subtrações; - Calcular adição de duas parcelas com reagrupamento; - Calcular subtração de números naturais com até três algarismos com reagrupamento; - Jogos; material dourado; ábaco; etc. Resolver problemas que envolvam as ideias da multiplicação; - Problema de multiplicação com a ideia de proporcionalidade; - Problema de multiplicação com a ideia de combinação; - Problema de divisão com ideia de repartir. - Palito de picolé, material dourado; pedrinhas; desenhos; etc. Resolver problemas que envolvam as ideias da divisão. - Problema de divisão com ideia de proporcionalidade e problema que envolve medidas de tempo (dias de semanas). - Jogos; material dourado; ábaco; etc. Geometria Identificar figuras geométricas planas; - Desenhar (quadrado/triângulo/retângulo/circulo); - Reconhecer nomenclatura de figura geométrica plana; - Identificar nas embalagens; jogos; etc. - Figura geométrica plana em uma composição com várias outras; - Reconhecer representação de figura geométrica plana ou espacial em objetos de uso cotidiano; Reconhecer as representações de figuras geométricas espaciais. - Planificação (caixa) de figura geométrica espacial (paralelepípedo);
  6. 6. - Associar objeto de uso cotidiano à representação de figura geométrica espacial; - Figuras geométricas espaciais são conhecidas como : prisma (cubo, paralelepípedo), pirâmides, cone, cilindro, esfera. Podemos trabalhar com: Prisma: caixa de sapato, e caixa de fósforo; Cone: casquinha de sorvete, boné do palhaço; Cilindro: cano PVC, canudo; Esfera: bola de isopor, bola de futebol. Grandezas e Medidas Comparar e ordenar comprimentos; - Estimar uma medida entre dois números naturais com dois algarismos; - Podemos utilizar medidas não convencionais como: palmos, passos, pulos, palitos, pedrinhas, etc. Identificar e relacionar cédulas e moedas. - Utilizar cartela de dinheirinhos; - Valor monetário de uma cédula a um agrupamento de moedas e cédulas; - Valor monetário de cédula; - Associar valor monetário de um conjunto de moedas ao valor de uma cédula; Identificar, comparar, relacionar e ordenar tempo em diferentes sistemas de medida; - Reconhecer horas e minutos em relógio digital; - Medidas de tempo em relógios analógicos; - Associar medidas de tempo em relógios analógicos; - Horas e minutos em relógio digital; - Associar medidas de tempo entre relógio analógico e digital. - Calendário da sala de aula, fazendo o uso de algumas unidades de tempo (ontem/hoje/amanhã/dia/semana entre outras). Ler resultados de medições. - Comparar medidas de comprimento em objetos do cotidiano com metro, régua, palmos, pés, medindo a sa de aula, o pátio, a carteira, etc. Tratamento da Informação Identificar informações apresentadas em tabelas; - Lista de chamada; conjuntos; pesquisas (quantos meninos e quantas meninas); - Informações em tabelas. - Informações em gráficos de barras; - Maior frequência em gráfico de colunas; Identificar informações apresentadas em gráficos. - Informações em gráficos de barras; - Maior frequência em gráfico de colunas;
  7. 7. Por exemplo: - Reconhecer frequências iguais em gráfico de colunas; - Lista de chamadas; conjuntos; jogos; pesquisas ( quantos meninos e quantas meninas tem na sala).

×