Estado de mato grosso relatorio pacto roseli (1)

420 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
420
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estado de mato grosso relatorio pacto roseli (1)

  1. 1. ESTADO DE MATO GROSSO SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO CEFAPRO PONTES E LACERDA ESCOLA VALE DO GUAPORÉ SEQUENCIA DE ATIVIDADES PACTO PROFESSORAS: ROSELI VARGAS
  2. 2. DIREITO DE APRENDIZAGEM: Desenvolver o espírito investigativo, crítico e criativo, no contexto de situações-problema, produzindo registros próprios buscando diferentes estratégias de solução. EIXO: Números e operações: quantificar elementos de uma coleção utilizando estratégias variadas como: correspondência termo a termo, contagem oral, pareamento, estimativa e correspondência de agrupamento. Capacidade SIGA: Comparar coleções e indicar a que tem o maior número de elementos. Capacidade PACTO: Associa a contagem de objetos (até 10) ordenados ou não, à sua respectiva representação numérica. RELATO DE EXPERIENCIA O processo de construção dos conhecimentos matemáticos se dá a todo o momento e de formas diferenciadas e ao chegar à escola é relevante que o estudante seja estimulado a compreender os conceitos e organizar as informações cotidianas relacionando-as com conteúdos pré-sistematizados pelo currículo escolar, concretizando assim uma aprendizagem significativa. Diante dos estudos teóricos elaborados pelo PACTO em Números e Operações compreendendo a matemática de forma emancipatória e em movimento, busca-se dissociar o uso do algoritmo de forma mecânica, mas sim fundamentada na compreensão das relações com a vida da criança. Nesse sentido torna-se necessário preparar atividades que estimule a criança a pensar, criar estratégias próprias e organizar os conhecimentos de forma autônoma compreendendo conceitos através de relações diárias com números, operações, tratamento de informação e resolução de problemas. Ao elaborar tais atividades deve-se levar em consideração a idade/série e seus conhecimentos matemáticos prévios. Compreender, analisar e relacionar números e quantidades este foi o foco do trabalho desenvolvido no 1° ano B. ATIVIDADES: No primeiro momento cantamos as músicas “Um elefante incomoda muita gente” na ordem crescente e Dez elefantes incomodam muita gente na ordem decrescente onde as crianças perceberam que aumentando usamos
  3. 3. “mais” e diminuindo “menos”. Ao representar as quantidades em ordem ou não com tampinhas e ou material dourado a maioria não encontra dificuldade porém solicitado a sequencia muitos não compreendem insistindo em colocar somente mais um em baixo na sequencia. Exemplo: Onde deveria representar: Eles representam: Em seguida apresentei a letra das musicas impressas e solicitei que circulassem as palavras elefante e elefantes contando o número de letras das palavras onde observei que alguns alunos apresentam dificuldades em contar letras, pois os mesmos conseguem com tampinhas e ou material dourado. Com o cartaz e letras das músicas orientei que representem as quantidades através do desenho do animal apresentado na música sem a preocupação de ser sequencial. Após terem feito os desenhos relacionar as quantidades ao algarismo, observando a ordem crescente e decrescente. Com a compreensão de sequencia poucos encontram dificuldades em associar quantidade ao algarismo e registrar em número. Para avaliar a compreensão dos conceitos de sequencia, relacionar quantidade ao numeral, comparar coleções indicando maior, menor e representar com algarismos optei por atividade impressa para contagem e recorte, e registro dos algarismos. Ao final do trabalho percebi que as crianças compreendem os conceitos na oralidade tendo limitações na escrita, porém com atividades práticas houve maior envolvimento e assimilação dos conceitos.

×