Aulas de Sistemas de Informações Gerenciais

556 visualizações

Publicada em

Slides da disciplina de Sistemas de Informações Gerenciais da UniFOA

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
556
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aulas de Sistemas de Informações Gerenciais

  1. 1. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  2. 2. • O mundo atualmente encontra-se na era da informação, após a revolução tecnológica, exigindo das organizações uma gestão estratégica eficiente, a qual pode ser facilitada pela utilização de recursos inteligentes oferecidos pela tecnologia de informação e sistemas de informação. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  3. 3. • Século XVIII - XIX • Caracterizada pela produção em grande escala, mediante a utilização crescente de máquinas. • Crescimento Econômico de alguns países. • Criação de máquinas e novas tecnologias industriais. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  4. 4. • Regulamentação do trabalhador – Horas trabalho x semana Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  5. 5. • Integração da ciência à tecnologia e produção; • Uso de novas tecnologias na produção e na fabricação de novos produtos a serem consumidos pela sociedade, – Indústria, agricultura, comércio em serviços do dia-a-dia de forma positiva ou negativa etc. • As novas tecnologias são desenvolvidas por tecnopólos - áreas industriais onde se desenvolvem centros de pesquisas, universidades ligadas as empresas e aos governos onde se criam novas tecnologias para serem usadas no dia-a-dia. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  6. 6. • Os governos e as empresas dos países ricos são os que mais investem capital (dinheiro) para o desenvolvimento dessas novas tecnologias. Eles abrigam os principais tecnopólos e as principais indústrias de tecnologia de ponta (avançadas) do mundo. – Ex.: Vale do Silicio - na California (EUA), Tsukuba no Japão, Vale do Ruhr na Alemanha, Toulouse na França. • As tecnologias estão mais acessíveis aos países ricos e às pessoas que dispõem de melhor renda. • As novas tecnologias quando empregadas nas indústrias substituem o trabalho humano gerando desemprego. • As empresas em geral utilizam novas tecnologias na produção visando baixar custos, aumentar a produtividade e melhorar a qualidade dos produtos e do trabalho, em consequência exigem maior qualificação profissional e conhecimentos de vários assuntos. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  7. 7. • A busca pela solução dos problemas conduz os gestores a unir as partes que compõem a organização para formar um sistema que dará condições para administrar o todo. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  8. 8. Objetivos Entradas Saídas Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  9. 9. • Os sistemas podem ser classificados de várias maneiras, dentre elas, classificamse os sistemas de duas maneiras principais: Sistemas Abertos e Sistemas Fechados. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  10. 10. • A interação da empresa com a sociedade e o ambiente onde ela atua caracteriza essencialmente o chamado sistema aberto. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  11. 11. • O sistema fechado independe do meio externo para o desenvolvimento das suas funções. • Os sistemas fechados são entendidos como os que não mantém relação de interdependência com o ambiente externo. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  12. 12. • Conhecendo as definições de sistemas, pode-se afirmar, portanto, que a empresa é um sistema aberto, em razão da sua interação com o meio ambiente externo. • A empresa capta no meio externo os recursos brutos, processa e devolve ao ambiente externo em forma de bens ou serviços prestados, ou informações, atendendo as necessidades da sociedade. • No decorrer desse processo podem ocorrer desvios e resultados insatisfatórios, a retroalimentação permite a correção desses desvios, a fim de que se possam alcançar os objetivos satisfatoriamente. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  13. 13. • Os sistemas de informação têm por objetivo gerar informações para a tomada de decisões, os dados são coletados, processados e transformados em informação. • Sistemas de informação é uma série de elementos ou componentes inter-relacionados que coletam (entrada), manipulam e armazenam (processo), disseminam (saída) os dados e informações e fornecem um mecanismo de feedback. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  14. 14. • As empresas precisam estar preparadas para lidar com os problemas internos e externos do ambiente em que estão inseridas, para tanto buscam no desenvolvimento de sistemas de informações suporte para a resolução desses problemas. • A razão mais forte pelas quais as empresas constroem os sistemas, então, é para resolver problemas organizacionais e para reagir a uma mudança no ambiente. • Os sistemas de informação objetivam a resolução de problemas organizacionais internos, e a consequente preparação para enfrentar as tendências da crescente competitividade de mercado Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  15. 15. • A necessidade do Sistema de Informação (SI) nas empresas surgiu devido ao grande e crescente volume de informações que a organização possui. • Com o Sistema de Informação estruturado a apresentação das informações necessárias e também já propiciando uma visão das decisões, a empresa garante um grande diferencial em relação aos concorrentes, e os gestores podem tomar decisões mais rápidas e de fontes seguras. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  16. 16. • O sistema de informação gerencial dá suporte às funções de planejamento, controle e organização de uma empresa, fornecendo informações seguras e em tempo hábil para tomada de decisão. • O sistema de informação gerencial é representado pelo conjunto de subsistemas, visualizados de forma integrada e capaz de gerar informações necessárias ao processo decisório. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  17. 17. • Tem-se dificuldade em avaliar quantitativamente os benefícios oferecidos por um sistema de informação gerencial, este sob determinadas condições, trazer os seguintes benefícios para as empresas: – Redução dos custos das operações; – Melhoria no acesso às informações, proporcionando relatórios mais precisos e rápidos, com menor esforço; – Melhoria na produtividade. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  18. 18. • Os sistemas de informação gerenciais são instrumentos para o processo decisório. • Por consequência, para que a empresa possa usufruir as vantagens básicas dos Sistemas de Informação Gerenciais, é necessário, que alguns aspectos sejam observados. Entre estes podem ser citados: – O envolvimento da alta e média gestão; – A competência por parte das pessoas envolvidas com o SIG; – O uso de um plano mestre ou planejamento global; – A atenção específica ao fator humano da empresa. Fonte: Por KELI DAYANA MARTINS MAGALHAES Dr. William Costa Rodrigues http://www.administradores.com.br/informe-se/artigos/sistema-de-informacao-gerencial/23741/ UniFOA
  19. 19. • Abordagem top-down: necessária para visualizar todo o sistema; • Abordagem orientada para o ciclo de vida em todas as suas fases de desenho do sistema e desenvolvimento de produção, distribuição, operação e manutenção de suporte; • Necessidade de maiores esforços para identificação dos requisitos de sistemas, relacionado-se aos objetivos e aos critérios apropriados de desenho, como forma de assegurar a efetividade do mesmo; • Esforços interdisciplinar, ou de equipe, necessário durante todo o desenho do sistema e o processo de desenvolvimento para assegurar que os objetivos serão alcançados de maneira efetiva. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  20. 20. • Características Gerais: a) Ser um conjunto de diretrizes para a formulação de sistemas complexos baseado em certos princípios e modelos de raciocínio; b) Apresentar como ponto de partida o problema, que é definido como a diferença entre a situação atual e a imagem da situação desejada. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  21. 21. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  22. 22. Controladoria Contabilidade Produção Contas Análise Carteira Orçamento Planejamento e Lucros Dr. William Costa Rodrigues UniFOA Marketing
  23. 23. Politícas, metas Procedimentos estabelecidos Especificações, pesquisas Levantamento Fichas Padrão Prod. Elabora “FichasPadrão”prod./serv Gestão Econômica Transações Econômicas especificações Natureza Plano de contas Destino Sistema de padrões Dr. William Costa Rodrigues UniFOA Transações mensuradas
  24. 24. Classificação Mensuração Acumulação Transações Financeiras Gestão Financeira Análise de desempenho Transações mensuradas Plano de contas Base de dados Sistemas contábil e Sistema de orçamento Relatórios gerenciais Banco de Dados Eco/finac Orç/real Análise De resultados Outros relatórios demonstrativos Dr. William Costa Rodrigues UniFOA Extrai relatórios Sistema de orçamentos Sistema contábil
  25. 25. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  26. 26. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  27. 27. Planejamento Agir Executar Verificar Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  28. 28. • Workflow (simplesmente fluxo de trabalho), na sua simplicidade, é o movimento de documentos e/ou tarefas através de um processo de trabalho. • Mais especificamente, workflow é o aspecto operacional de um procedimento de trabalho: – – – – – como as tarefas são estruturadas, quem as executa; suas ordens de execução; como elas são sincronizadas; como estas tarefas estão sendo acompanhadas. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  29. 29. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  30. 30. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  31. 31. • Algumas Ferramentas: – Microsoft Excel ou LibreOffice Math: • Planilha eletrônica – Microsoft Access ou LibreOffice Base • Banco de dados – Plano de Negócios do SEBRAE; – Etc. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  32. 32. • Planejamento das necessidades da empresa e dimensionamento; • Sob demanda, verificando sempre o crescimento das necessidades; • Treinamento dos operadores e administradores do sistema; • Adequação da realidade da empresa ao sistema e vice-versa. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  33. 33. • Análise do planejamento estratégico de cada unidade; • Estabelecer metas, junto com os subordinados; • Estabelecer os procedimentos operacionais; • Modelos básicos de procedimentos; • Elaboração de formulários de avaliação; • Avaliar as informações; • Tomar medidas necessárias. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  34. 34. • Considera-se o seguinte: A. Quando o sistema será entregue aos usuários; B. Qual o custo de desenvolvimento e implantação do SIG C. Quais as funções a serem desempenhadas pelo SIG D. Qual a intensidade de solução de problemas pelo SIG E. Qual o nível de redução de despesas que o SIG trará Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  35. 35. • • • • Balanceamento: A e/ou B mantendo-se, C pode diminuir; C mantendo-se, A e/ou B pode crescer; D mantendo-se, C pode crescer, assim como A e/ou B; • C diminuindo, D pode desaparecer; e • E diminuindo, C pode diminuir e D pode desaparecer Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  36. 36. • O Controle: – É um processo; – É uma ação; – É um meio e não um fim em si próprio; – Tem como canal de comunicação o próprio SIG; e – Necessita de definições, critérios e parâmetros, preestabelecidos e entendido por todos envolvidos no processo de operação do SIG. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  37. 37. • O Controle propicia: – Verificação permanente dos fatos; – Segurança das Informações par aos administradores; – Identificação de erros ou ineficiências; – Pronta atuação do tomador de decisão; – Processo de gestão da informação; – Integrar ao processo administrativo de planejamento, organização, direção e execução. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  38. 38. • Permite: – Comparação entre os resultados previstos e os resultados reais da execução das operações; – Identificação dos desvios e suas causas; – Comunicação dos desvios aos responsáveis pela sua correção; – Formulação e avaliação das ações corretivas; – Decisão e implementação das ações corretivas; – Acompanhamento das ações implementadas. Dr. William Costa Rodrigues UniFOA
  39. 39. Financeiro Mercado e do cliente Processos Avaliação do SIG Organizacional Aquisição e fornecedores Aprendizado inovação e Crescimento Resp. social Pessoas Dr. William Costa Rodrigues UniFOA

×