AVALIAÇÃO DO CULTIVO DO GIRASSOL EM UNIDADE                 DEMONSTRATIVA DE PLANTAÇÃOAdilson Sena Botelho Senna Junior, A...
INTRODUÇÃO      Vários são os entraves que faz com que o girassol não ocupe umas das principaisposições quanto à produção ...
O experimento está sendo conduzido no município de Ariquemes – RO utiliza àcultura do girassol tem por objetivo maior o ap...
ReferênciasACOSTA, J.E. CONSUMO HÍDRICO DA CULTURA DO GIRASSOLIRRIGADA NA REGIÃO DA CHAPADA DO APODI – RN. 2009. 73p. Diss...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

AVALIAÇÃO DO CULTIVO DO GIRASSOL EM UNIDADE DEMONSTRATIVA DE PLANTAÇÃO

1.802 visualizações

Publicada em

Projeto de Agricultura sobre a cultura do girassol!

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.802
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

AVALIAÇÃO DO CULTIVO DO GIRASSOL EM UNIDADE DEMONSTRATIVA DE PLANTAÇÃO

  1. 1. AVALIAÇÃO DO CULTIVO DO GIRASSOL EM UNIDADE DEMONSTRATIVA DE PLANTAÇÃOAdilson Sena Botelho Senna Junior, Ana Paula Cavalheiro Reigobello, Hércules VelosoSchrammel, Juliana Rosa Reigobello, Páblo Lopes dos Santos, Wanderson NovaisPereira.Instituto Federal De Educação Ciência e Tecnologia de Rondônia – CampusAriquemesRESUMONo município de Ariquemes estado de Rondônia, está sendo conduzido um experimentocom a cultura do girassol (Helianthus annuus L.), a área do experimento é chamado deunidade demonstrativa de plantação ou vitrine, o trabalho tem por finalidadeproporcionar aos alunos do curso de técnico em agropecuária um conhecimento acercadas culturas anuais ou grandes culturas. O experimento vai analisar o ciclo da plantaçãode girassol, sendo que os próprios alunos realizarão de forma manual as etapas doplantio, colheita e manutenção da cultura.No plantio realizou-se o preparo do solo, adubação e a plantação focando um melhormétodo para que se tenha uma produção satisfatória. E durante todo o ciclo da culturavai se observa o aparecimento de pragas, doenças e plantas daninhas que poderão atacaro girassol para que uma identificação e classificação da mesma. No decorrer doexperimento ira selecionar duas pragas, duas doenças e duas plantas daninhas que aolongo da cultura representou entrave para o seu crescimento e produção. Ao final doexperimento irá realizar a colheita, onde iremos medir a produção e produtividadeobtida e identificar os fatores que influenciaram o resultado final do experimento. Ariquemes – Rondônia Abril de 2012
  2. 2. INTRODUÇÃO Vários são os entraves que faz com que o girassol não ocupe umas das principaisposições quanto à produção brasileira, um desses é o conhecimento acerca da culturaque praticamente e desconhecida, não havendo muitas pesquisas no Brasil quanto àprodução, a produção e comercialização de outras culturas como soja que é muitovalorizada comercialmente faz com que o girassol que assim como a soja formamculturas que são oleaginosas servindo para a alimentação humana perca importânciauma vez que os produtores valorizam mais a soja pelo seu valor comercial. O girassoltambém é muito importante para alimentação de animais em forma de sementes eservindo em outros casos à produção de combustível. A cultura do girassol tem sua origem na América do Norte sendo que atualmenteo seu cultivo e realizado em várias partes do mundo, o girassol (Helianthus annuus L.)(ACOSTA 2009), é botanicamente classificada como planta herbácea, de cultivo estival,pertencente à família Compositae, dicotiledônea e apresentando atualmente cerca de 20milhões de hectares plantados em todo o mundo (THOMAZINI & MARTINS, 2011). As cultivares do girassol variam entre tardias, média e precoce sendo que o uso doproduto dependerá da cultivar. Sendo uma planta que é muito resistente à seca e ao frioem comparação com a com outras culturas de importância (ACOSTA, 2009). O girassol vem sendo usado na sucessão de culturas, pois os benefícios que essacultura traz para o solo são grandes contribuindo para a cultura que venha a serplantada, essa utilidade está crescendo entre os produtores aqui no Brasil. Em Rondônia o estado o qual ocorre o experimento a cultura do girassol vem sefirmando na região sul do estado como importante componente no sistema de produçãode grãos tornando-se mais diversificada e gerando mais renda. O girassol não é umacultura muito cultivada em Rondônia pelo fato de não de não ter certo conhecimentoaprofundado sobre a cultura, o girassol é uma cultura recente, não havendo muitostrabalhos sobre o seu comportamento (Godinho et al., 2009).Pragas e doenças que atacam a cultura do girassol Segundo LEITE (1997) são muitas as doenças que atacam a cultura do girassoldentre elas destacam-se o míldio (Plasmoparahalstedii) sendo consideradomundialmente umas das principais doenças do girassol, graças ao seu potencialdestrutivo e aos danos que ele causa a planta como a morte precoce e perda total daprodução. Outra doença de havendo redução na produtividade, na qualidade de aquêniose diminuição do peso e teor de óleo. A também grande ocorrência de pragas sendo associadas principalmente a lagartas,besouros e percevejos sendo que as pragas que atacam o girassol em geral atacam outrasculturas (Afonso, 2009).
  3. 3. O experimento está sendo conduzido no município de Ariquemes – RO utiliza àcultura do girassol tem por objetivo maior o aprendizado dos alunos do curso deagropecuária acerca do girassol que é considerado umas das culturas anuais. Sendorealizado em uma unidade demonstrativas, de modo manual, focando a apresentação deresultados finais que identificam os entraves a produção de girassol em Rondôniaespecificadamente nu município de Ariquemes. MATERIAS E MÉTODOS O experimento foi conduzido Na cidade de Ariquemes estado de Rondônia noIFRO (Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia de Rondônia) CampusAriquemes, situado na rodovia RO 157. Desenvolveu-se no espaço cedido pelo Campusunidades demonstrativas de plantação que são chamadas de vitrines. Na área há váriasvitrines com experimentos diversificados a vitrine que ocorre o experimento conta comdimensão de 13m x 13m, espaçamento interno de 70 cm. Nas linhas optou-se emsemear 5 sementes por metro linear, o plantio ocorreu no mês de março de 2012. O tipo de preparo de solo utilizado foi o plantio direto, sendo a primeira vez quese utiliza na área esse sistema na área, já que na primeira vez foi plantado a cultura dosorgo e utilizado o sistema de preparação convencional do solo, a irrigação foi de formapluvial proporcionando uma economia de capital para o instituto, após 4 dias de plantiojá era possível observara semente germinando, porém após duas semanas ainda foipossível detectar germinação na área, após termos observado que havia a existência depragas na área com “paquinha” aplicado um inseticida cujo seu nome comercial éENGEO PLENO a dosagem que foi aplicada corresponde a 12 ML para 12 L de águalimpa, o objetivo da vitrine é avaliar os alunos e proporcionar uma conhecimento acercadas grandes culturas. CONCLUSÃO Até o presente momento não podemos tirar as conclusões definitivas, pois oexperimento ainda está em andamento e as plantas de girassol em estado vegetativo,mas podemos temos resultados parciais. Devido à concorrência com a antiga cultura que havia plantado na área (sorgo) -que se tornou uma praga (daninha), pois esta rebrotando e roubando os nutrientes queeram destinados ao girassol. E também não houve 100% da germinação, aproximadamente 80% das sementesplantadas germinaram. Esses fatos podem vir a interferir nos resultados finais e modificando algumas denossas expectativas..
  4. 4. ReferênciasACOSTA, J.E. CONSUMO HÍDRICO DA CULTURA DO GIRASSOLIRRIGADA NA REGIÃO DA CHAPADA DO APODI – RN. 2009. 73p. Dissertação(Mestrado) - Universidade Federal de Campina Grande, Campina Grande.AFONSO, A.P.S. Pragas Do Girassol. XVIII Reunião Nacional de Pesquisa deGirassol - VI Simpósio Nacional sobre a Cultura de Girassol. Pelotas. Pelotas:EMBRAPA – Clima Temperado, 2009, 25p.Godinho, V.P.C.; Utumi1, M.M.; Carvalho C.G.P.; Brogin, R.L.; Simonetto R.AVALIAÇÃO DE GENÓTIPOS DE GIRASSOL PARA O CERRADO DERONDÔNIA: ENSAIO FINAL 2 – SAFRINHA 2009. 2009.4p. EMBRAPA.LEITE, R.M.V.B.C. Doenças do girassol. Londrina: EMBRAPA-CNPSo, 1997. 68p.(EMBRAPA-CNPSo. Circular Técnica, 19).1.Girassol - Doença. I. EMBRAPA. Centro Nacional de Pesquisa de Soja (Londrina,PR). II. Título. III. Série.Thomazin, A.; Martins L. D. QUALIDADE FÍSICA E FISIOLÓGICA DESEMENTES DE GIRASSOL (Helianthus annuus L.) CULTIVAR MG2 EMCONDIÇÕES DE CASA DE VEGETAÇÃO E LABORATÓRIO. 2011. 9p. Centrode Ciências Agrárias da Universidade Federal do Espírito Santo.

×