Óptica da visão professor waldir montenegro

1.229 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.229
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
117
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
29
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Óptica da visão professor waldir montenegro

  1. 1. PROFESSOR : WALDIR MONTENEGRO SALESIANO SANTO ANTÔNIO
  2. 2. Defeitos na Visão Humana
  3. 3. Um dos mais importantes entre os cinco sentidos humanos é a visão. Ela nos permite a percepção do mundo com todas as suas formas e cores, que tanto impressionam o homem desde os tempos mais remotos. Didaticamente, dividimos o olho humano em: A)Cristalino: Parte frontal do olho que funciona como uma lente convergente, do tipo biconvexa. B)Pupila: comporta-se como um diafragma, controlando a quantidade de luz que penetra no olho. C)Retina: é a parte sensível à luz, onde são projetadas as imagens formadas pelo cristalino e enviadas ao cérebro. D)Músculos ciliares: comprimem convenientemente o cristalino, alterando a distância focal. O olho humano pode apresentar algumas anormalidades que levam a dificuldades de enxergar em algumas situações. Essas anormalidades podem ser: Miopia, Hipermetropia, Astigmatismo, Presbiopia e Estrabismo. Estudaremos agora essas disfunções do globo ocular e qual o melhor método de correção desses problemas.
  4. 4. Acomodação visual Como já estudamos a abscissa p´da imagem, que é a distância do cristalino à retina, é constante. Assim como a abscissa p do objeto possui valores distintos, conforme a posição particular do objeto visado, a equação irá nos mostrar que a distância focal do cristalino tem que ser variável. Cada valor de p, irá possuir uma distância focal f, que possui um valor conveniente, isso para que a imagem se forme bem encima da retina. A variação da distância focal é realizada junto com a intervenção dos músculos ciliares.
  5. 5. Cada valor de p, irá possuir uma distância focal f, que possui um valor conveniente, isso para que a imagem se forme bem encima da retina. A variação da distância focal é realizada junto com a intervenção dos músculos ciliares. Considerando p´ como sendo uma constante, podemos observar que na equação de Gauss, que quanto menor for p, que é o objeto mais próximo da vista, menor será sua distância focal f. Com isso, conforme fomos aproximando o objeto do olho, os músculos ciliares irão comprimindo o cristalino, diminuindo assim o raio de curvatura das faces e a distância focal f também. Portanto podemos concluir que a acomodação visual é o trabalho que os músculos ciliares realiza de variação da distância focal do cristalino.
  6. 6. Amplitude de acomodação Através da expressão abaixo, podemos definir a grandeza a vejamos: onde d representa a distância mínima de visão distinta e D representa a distância de visão distinta. Para um observador com visão normal, tem-se:
  7. 7. A partir daí podemos observar que a possui uma dimensão de inverso de comprimento, sendo assim usualmente medido em dioptrias ou seja, inverso de metro. A distância mínima de visão distinta é de 25 cm, portanto teremos:
  8. 8. Ponto próximo – ponto remoto Uma imagem se torna nítida para a retina com os músculos ciliares relaxados, quando o objeto está afastado, pois a distância focal do cristalino será máxima e a mesma distância existente entre a retina e o cristalino, portanto essa situação é considerada a de menor esforço visual. Quanto mais próximo do olho estiver o objeto, menor será a distância focal, por causa de uma compressão do cristalino que se torna cada vez maior, portanto podemos concluir que o esforço visual se torna cada vez mais intenso. Com isso irá existir uma posição do objeto, onde os músculos ciliares irão realizar uma grande compressão sobre o cristalino, correspondendo assim a um máximo esforço visual e uma mínima distância focal.
  9. 9. Como já vimos à distância focal não pode diminuir, portanto se aproximarmos o objeto dos olhos, a imagem não se formará na retina, logo ela não será nítida. O Ponto Próximo é o ponto mais próximo da vista, porém a imagem ainda não se torna nítida, onde sua distância ao olho é denominada distância mínima de visão distinta. O Ponto Remoto é o ponto mais afastado, onde se pode ver com nitidez o ponto que está no infinito, sua distância ao olho é denominada distância máxima de visão distinta.
  10. 10. Acuidade visual Para podermos olhar dois pontos (A e B) distintamente, devemos observálos sob um ângulo mínimo (da ordem de um minuto), chamado Acuidade Visual. Vejamos: É importante sabermos que se o ângulo visual for inferior ao de acuidade visual, ambas as imagens A´ e B´ irão se formar na mesma célula sensitiva, tendo assim a impressão de um ponto único.
  11. 11. Zona de acomodação Quando um objeto é visto com nitidez, significa que ele esta situado na região existente entre o ponto próximo e o ponto remoto do olho. Essa região é chamada de zona de acomodação ou intervalo de visão distinta. Vejamos:
  12. 12. Miopia A miopia é considerada um defeito da visão, que causa o alongamento do globo ocular, havendo assim o afastamento da retina em relação ao cristalino. Dessa forma a imagem do objeto irá se formar antes da retina, pois o olho míope possui uma curvatura corneana acentuada ou até mesmo o comprimento do olho além do normal. Pessoas míopes, não conseguem enxergar os objetos que estão longe. Para que haja a correção da miopia, usamos a lente divergente, onde a distância focal possui o mesmo módulo da distância máxima de uma visão distinta. Vejamos um olho míope:
  13. 13. Hipermetropia A hipermetropia é o contrário da miopia, pois a imagem se forma depois da retina, e a pessoa que tem hipermetropia costuma enxergar bem de longe, porém ela tem dificuldade de enxergar objetos que estão mais próximos e dificuldade também na leitura. Para que haja a correção da hipermetropia, usamos uma lente convergente, pois são mais espessas no centro do que nas bordas, fazendo com que a imagem se forme nitidamente sobre a retina. É importante lembrarmos que na hipermetropia, o globo ocular é menor do que o normal. Vejamos um olho hipermetrope:
  14. 14. Presbiopia ou vista cansada Como já vimos anteriormente, os músculos ciliares realizam o trabalho da acomodação visual, porém com o envelhecimento da pessoa esses músculos vão perdendo sua elasticidade, fazendo com que a zona de acomodação diminua e o ponto máximo afaste-se da vista. A presbiopia e a hipermetropia são problemas semelhantes, podendo assim ambos ser corrigidos com lentes convergentes. Se ocorrer uma maior perda de elasticidade o presbiope poderá ter uma visão mais prolongada, o que se torna outro problema, porém agora semelhante com o da miopia, podendo assim ser corrigido com lentes divergentes.
  15. 15. Em alguns casos é obrigatório o uso de lentes bifocais, onde essas lentes fazem com que a pessoa consiga enxergar de perto (lentes convergentes) e de longe (lentes divergentes). Vejamos como é a visão de uma pessoa que tem presbiopia ou vista cansada:
  16. 16. Astigmatismo No caso do astigmatismo, a curvatura da córnea tem uma forma oval, como se fosse uma bola de futebol americano, já uma córnea normal é redonda e lisa. As pessoas que tem o astigmatismo tem dificuldade de enxergar tanto os objetos que estão mais próximos, como os objetos que estão mais distantes, pois ambos ficam distorcidos e as imagens embaçadas, pois alguns raios de luz são focalizados e já outros não. Vejamos um olho astigmata:
  17. 17. Estrabismo: O estrabismo é a perda do paralelismo existente entre os olhos. Uma pessoa estrábica é conhecida popularmente como “vesga”. A forma mais comum deste desvio é o desvio convergente, ou seja, um dos olhos desvia para dentro, porém existe também o desvio divergente, que é o desvio para fora, ou até mesmo o desvio vertical, que é quando um olho fica mais baixo ou mais alto que o outro. Para que haja a correção desse problema, devem-se usar lentes prismáticas. Vejamos os três tipos de desvio:

×