Ddpm formaçao ed. amniental mod. 1

796 visualizações

Publicada em

slide da formação continuada de professores municipais em Manaus

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
796
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ddpm formaçao ed. amniental mod. 1

  1. 1. Jogos pedagógicos em Educação Ambiental MSc. Waldiléia do S. C. Pereira Secretaria Municipal de Educação Departamento de Gestão Educacional Divisão de Desenvolvimento Profissional do Magistério
  2. 2. <ul><li>Identificação do curso </li></ul>NATUREZA DO MÓDULO: FORMAÇÃO CONTINUADA CARGA HORÁRIA: 12h FORMADORA: Waldiléia do S. C. Pereira PÚBLICO- ALVO: Professores do 1 ao 9 ano
  3. 3. <ul><li>OBJETIVO </li></ul>Promover conhecimento, atitudes e habilidades necessárias à preservação e melhoria da qualidade de vida ambiental utilizando-se o metabolismo urbano e seus recursos naturais e físicos, iniciando pela escola, expandindo-se pela circunvizinhança, a cidade, a região, o país, o continente e o planeta em busca do desenvolvimento sustentável.
  4. 4. <ul><li>Conceituando Educação Ambiental </li></ul>A EA constitui maneira ampla de educação, que propõe atingir todos os cidadãos, através do processo pedagógico participativo permanente buscando a consciência crítica sobre a problemática ambiental.
  5. 5. <ul><li>Conceituando Meio Ambiente e seus elementos </li></ul>É o espaço com seus elementos bióticos, abióticos e suas diversas interações originadas na vivência, desenvolvimento e troca de energias sendo transformados e transformando a si e aos outros elementos .
  6. 6. As inter-relações no Meio Ambiente Recursos Naturais Preservação e conservação Transformação Desequilíbrio e destruição Ação Humana Interesses/Necessidades Conflitos/Transformações Tecnologia Produção Consumo Pesquisa
  7. 7. Desenvolvimento sustentável Desenvolvimento que satisfaz as necessidades presentes sem comprometer a capacidade das gerações futuras (PCN 1997) O conceito de sustentabilidade comporta sete aspectos principais, a saber:
  8. 8. Melhoria da qualidade de vida da população, eqüidade na distribuição de renda e de diminuição das diferenças sociais, com participação e organização popular; Sustentabilidade Social
  9. 9. Sustentabilidade Econômica Investimentos público e privado, regularização do fluxo desses investimentos, compatibilidade entre padrões de produção e consumo, equilíbrio de balanço de pagamento, acesso à ciência e tecnologia ;
  10. 10. Respeito aos diferentes valores entre os povos e incentivo a processos de mudança que acolham as especificidades locais; Sustentabilidade Cultural
  11. 11. Sustentabilidade Ecológica <ul><li>Uso dos recursos naturais deve minimizar danos aos sistemas de sustentação da vida: redução dos resíduos tóxicos e da poluição, reciclagem de materiais e energia, conservação, tecnologias limpas e de maior eficiência e regras para uma adequada proteção ambiental; </li></ul>
  12. 12. Sustentabilidade Política <ul><li>No caso do Brasil, a evolução da democracia representativa para sistemas descentralizados e participativos, construção de espaços públicos comunitários, maior autonomia dos governos locais e descentralização da gestão de recursos; </li></ul>
  13. 13. Sustentabilidade Espacial <ul><li>Equilíbrio entre o rural e o urbano, equilíbrio de migrações, desconcentração das metrópoles, adoção de práticas agrícolas mais inteligentes e não agressivas à saúde e ao ambiente, manejo sustentado das florestas e industrialização descentralizada; </li></ul>
  14. 14. Sustentabilidade Ambiental <ul><li>Conservação geográfica, equilíbrio de ecossistemas, erradicação da pobreza e da exclusão, respeito aos direitos humanos e integração social. Abarca todas as dimensões anteriores através de processos complexos. </li></ul>
  15. 15. Modelo atual de desenvolvimento MODELO TECNOLÓGICO DESMATAMENTO DEGRADAÇÃO DO SOLO DEGRADAÇÃO DA NATUREZA RELAÇÕES SOCIAIS (DESIGUALDADE) EXCLUSÃO SOCIAL ANALFABETISMO ALIENAÇÃO DEGRADAÇÃO HUMANA MODELO EDUCACIONAL DEGRADAÇÃO AMBIENTAL Extermínio dos animais Perda de recursos vegetais Poluição dos recursos hídricos Fome Miséria Desemprego Prostituição Drogas
  16. 16. PODEMOS TRANSFORMAR ESSA REALIDADE? COMO A EDUCAÇÃO AMBIENTAL PODE CONTRIBUIR?
  17. 17. Respondendo as exigências e Complexidade do Mundo Contemporâneo Mercado de trabalho mutável, flexível, imprevisível Aprendizagem contínua e permanente Sociedade do Conhecimento
  18. 18. Utilizando as múltiplas inteligências e o caráter interdisciplinar da EA <ul><li>Jogos pedagógicos em Educação Ambiental </li></ul>
  19. 19. Jogos interdisciplinares em EA/ Português/Matemática/ Ed. Física <ul><li>Bingo temático, queimada, quebra-cabeça, letras cifradas, cruzadinhas, cabo de guerra, banco imobiliário,xadrez ecológico, jogo da memória, etc </li></ul>
  20. 20. Outras estratégias lúdicas <ul><li>Produção temática de textos a partir da história de vida dos alunos </li></ul><ul><li>Construção de minhocário e terrário para observação de fenômenos naturais </li></ul><ul><li>Desenho de espaços naturais e construídos, animais, vegetais identificando as cores </li></ul><ul><li>Uso de dança, música e teatro, vídeo </li></ul>
  21. 21. A interdisciplinaridade da EA
  22. 22. Aspectos legais da EA no Brasil e no Amazonas <ul><li>LEI Nº 9.795 DE 27 DE ABRIL DE 1999 – INSTITUI A POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS </li></ul><ul><li>DECRETO Nº 4.281 DE 25 DE JUNHO DE 2002 – REGULAMENTA A LEI Nº 9.795 QUE INSTITUI A POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E DÁ OUTRAS PROVIDÊNCIAS . </li></ul>
  23. 23. <ul><li>A Lei Nº 3.222, de 02 de janeiro de 2008 dispõe sobre a Política de Educação do Estado do Amazonas e dá outras providências. </li></ul><ul><li>- Foi publicada no Diário Oficial de 02 de janeiro de 2008. </li></ul>
  24. 24. <ul><li>Cap. III – DA EDUCAÇÃO AMBIENTAL NO ENSINO FORMAL </li></ul><ul><li>Art. 12º - A Educação Ambiental será desenvolvida como uma prática educativa integrada, contínua e permanente em todos os níveis e modalidades do Ensino Formal. </li></ul><ul><li>“ 1º A Educação Ambiental não deve ser implantada como disciplina específica no currículo da Educação Básica”. </li></ul><ul><li>“ 2º Nos cursos de graduação, pós-graduação, extensão e nas áreas voltadas aos aspectos epistemológicos e metodológicos da Educação Ambiental, é facultada a criação de disciplina específica”. </li></ul>
  25. 25. <ul><li>Art.3º - “As ações de Educação Ambiental terão como eixo norteador a Amazônia, em sua amplitude e complexidade, associada à cidadania planetária, na busca da reflexão não somente do potencial de sua biodiversidade, mas também, dos projetos de desenvolvimento para a região, com a participação da comunidade”. </li></ul>
  26. 26. A Educação Ambiental pode contribuir de forma significativa juntamente com os demais conteúdos disciplinares, para a construção de uma sociedade sustentada por conhecimento e valores éticos .
  27. 27. <ul><li>Referências utilizadas; </li></ul><ul><li>Brasil, Secretaria de Educação Fundamental.Parâmetros Curriculares Nacionais; Meio Ambiente, saúde/ SEF- Brasília;DF. </li></ul><ul><li>www.google.imagens </li></ul>

×