Chernobyl
Чорнобиль, 1986
O desastre de Chernobil
• O desastre de Chernobil foi
um acidente nuclear catastrófico que
ocorreu em 26 de abril de 1986 ...
Como funciona um Reator
Lado Químico – A
Radioatividade
Radiação Alfa Beta Gama
Poder de Ionização Alto. A partícula alfa
captura 2 elétrons do
me...
Lado Químico – Os
Elementos Envolvidos
• Césio-137 (30 anos)
• Urânio-235 e Urânio-238 (703,8 milhões de
anos/4,468 bilhõe...
Lado Histórico – Causas
• Há duas teorias oficiais, mas
contraditórias, sobre a causa do
acidente. A primeira foi publicad...
Lado Histórico -
Cronograma
• 26 de abril de 1986 - O acidente no reator 4 da Central Elétrica Nuclear de
Chernobyl aconte...
Lado Histórico –
Cronograma
• de 26 de abril até 4 de maio de 1986 - a maior parte da radiação foi
emitida nos primeiros d...
Lado Histórico –
Cronograma
• de 15 de maio a 16 de maio de 1986 - novos focos de incêndio e
emissão radioativa.
• 23 de m...
Lado Histórico – Banco de
Fotos
Sarcófago construído em Junho de 1986.
Em 2015, uma nova proteção deverá
substituir o sarc...
Lado Histórico – Banco de
Fotos
Mapa
mostrando o
avanço da
radiação após o
acidente.
Cidade fantasma de Pripyat com a usin...
Lado Anômalo – Anomalias
Ambientais
A Floresta Vermelha.
Lado Anômalo – Animais
Um sapo
diferente. Gazela com duas pernas não
funcionais.
Lado Anômalo – Seres
Humanos
Os seres humanos
que presenciariam
a radiação
sofreram
inúmeras
mutações
genéticas, os que
ma...
Soviéticos versus Radiação
• Liquidador é o nome que se deu a cada
um dos aproximadamente 600.000
homens que se ocuparam e...
Curiosidades
• 1. O desastre de Chernobyl continua sendo o único incidente nível 7 na Escala
Internacional de Eventos Nucl...
Mais Curiosidades
• 11. O acidente nuclear de Chernobyl é conhecido como o pior e mais grave
acidente da história nuclear....
Mais Curiosidade Ainda
• 21. Cerca de 97% do material radioativo
permanece em um sarcófago em ruínas.
• 22. Mais 9.000 mor...
Atualmente
• Chernobyl continua inabitável.
• Levará cerca de 20 mil anos para
Chernobyl possa ser reabitada.
• Enquanto e...
Questões
(Enem/2011) O acidente nuclear de Chernobyl revela brutalmente os
limites dos poderes técnico-científicos da huma...
Questões
(ITA) 2009O acidente nuclear ocorrido em Chernobyl (Ucrânia), em
abril de 1986, provocou a emissão radioativa pre...
Questões
(UFABC) 2007 Adaptada Energia Nuclear
Além da enorme quantidade de energia produzida
no momento do acidente de Ch...
Questões
• UFABC 2007 Energia Nuclear
O poema refere-se à Rosa de Hiroxima como “radioativa, estúpida, inválida”,
destacan...
Referências Bibliográficas
• Acidente nuclear de Chernobil – Wikipédia, a
Enciclopédia Livre
• 25 fatos assustadores que v...
Encontre o material de
apoio!
Recomendo o Aplicativo “QR Code Reader”
para a leitura dos códigos, baixe na Google
Play ou ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação de Química e Saúde (2015 - CPMG) - Acidente Nuclear de Chernobyl

394 visualizações

Publicada em

Apresentação de Slides para obtenção de nota curricular referente ao 4º Bimestre de 2015 na disciplina de Química e Saúde, sob orientação da Mestre Núbia A. de Ávila.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
394
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
74
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação de Química e Saúde (2015 - CPMG) - Acidente Nuclear de Chernobyl

  1. 1. Chernobyl Чорнобиль, 1986
  2. 2. O desastre de Chernobil • O desastre de Chernobil foi um acidente nuclear catastrófico que ocorreu em 26 de abril de 1986 na central eléctrica da Usina Nuclear de Chernobil, que estava sob a jurisdição direta das autoridades centrais da União Soviética. Uma explosão e um incêndio lançaram grandes quantidades de partículas radioativas na atmosfera, que se espalhou por boa parte da URSS e da Europa ocidental.
  3. 3. Como funciona um Reator
  4. 4. Lado Químico – A Radioatividade Radiação Alfa Beta Gama Poder de Ionização Alto. A partícula alfa captura 2 elétrons do meio, se transformando em átomo de Hélio. Médio. Por possuírem carga elétrica menor possuem menor poder de ionização. Pequeno. Não possuem carga. Danos ao Ser Humano Pequenos. São detidos pela camada de células mortas da pele, podendo no máximo causar queimaduras. Médio. Podem penetrar até 2cm e ionizar gerando radicais livres. Alto. Pode atravessar completamente o corpo humano, causando danos irreparáveis como alterações na estrutura do DNA. Velocidade 5% da velocidade da luz 95$ da velocidade da luz Igual a velocidade da luz Poder de Penetração Pequeno. Uma folha de papel pode deter. Médio. É 50 a 100 vezes mais penetrante que Alfa. São detidas por uma chapa de Chumbo de 2mm. Alto. Os raios Gama são penetrantes que os Raios X. São detidos por uma chapa de Chumbo de 5cm. Chernobyl emitiu os três tipos.
  5. 5. Lado Químico – Os Elementos Envolvidos • Césio-137 (30 anos) • Urânio-235 e Urânio-238 (703,8 milhões de anos/4,468 bilhões de anos) • Iodo-131 (8 dias) • Plutônio-238 (87,7 anos) • Estrôncio-90 (28,8 dias) • Xenônio-131 (12 dias) • Rádio-223 (11,4 dias) • Radônio-222 (3,8 dias)
  6. 6. Lado Histórico – Causas • Há duas teorias oficiais, mas contraditórias, sobre a causa do acidente. A primeira foi publicada em agosto de 1986, e atribuiu a culpa, exclusivamente, aos operadores da usina. A segunda teoria foi publicada em 1991 e atribuiu o acidente a defeitos no projeto do reator RBMK, especificamente nas hastes de controle.
  7. 7. Lado Histórico - Cronograma • 26 de abril de 1986 - O acidente no reator 4 da Central Elétrica Nuclear de Chernobyl aconteceu à noite, entre 25 e 26 de abril de 1986, durante um teste. A equipe operacional planejou testar se as turbinas poderiam produzir energia suficiente para manter as bombas do líquido de refrigeração funcionando no caso de uma perda de potência até que o gerador de emergência fosse ativado. Para prevenir o bom andamento do teste, foram desligados os sistemas de segurança e o reator teve que ter sua capacidade operacional reduzida para 25%, mas o procedimento não saiu de acordo com o planejado. Por razões desconhecidas, o nível de potência do reator caiu para menos de 1% e por isso a potência teve que ser aumentada, mas, 30 segundos depois do começo do teste, houve um aumento de potência repentina e inesperada e o sistema de segurança do reator, que deveria ter parado a reação em cadeia, falhou. Em segundos, o nível de potência e temperatura subiram demasiadamente. O reator ficou descontrolado e houve uma explosão violenta, a cobertura de proteção de 1000 toneladas não resistiu. A temperatura de mais de 2000°C derreteu as hastes de controle. O grafite que cobria o reator incendiou-se e material radiativo começou a ser lançado na atmosfera.
  8. 8. Lado Histórico – Cronograma • de 26 de abril até 4 de maio de 1986 - a maior parte da radiação foi emitida nos primeiros dez dias. Inicialmente houve predominância de ventos norte e noroeste. No final de abril o vento mudou para sul e sudeste. As chuvas locais frequentes fizeram com que a radiação fosse distribuída local e regionalmente. • de 27 de abril a 5 de maio de 1986 - aproximadamente 1800 helicópteros jogaram cerca de 5000 toneladas de material extintor, como areia e chumbo, sobre o reator que ainda queimava. • 27 de abril de 1986 - os habitantes da cidade de Pripyat foram evacuados. • 28 de abril de 1986, 23 horas - um laboratório de pesquisas nucleares da Dinamarca anunciou a ocorrência do acidente nuclear em Chernobyl. • 29 de abril de 1986 - o acidente nuclear de Chernobyl foi divulgado como notícia pela primeira vez, na Alemanha. • até 5 de maio 1986 - durante os 10 dias após o acidente, 130 mil pessoas foram evacuadas. • 6 de maio de 1986 - cessou a emissão radioativa.
  9. 9. Lado Histórico – Cronograma • de 15 de maio a 16 de maio de 1986 - novos focos de incêndio e emissão radioativa. • 23 de maio de 1986 - o governo soviético ordenou a distribuição de solução de iodo à população. • Novembro de 1986 - o "sarcófago" que abriga o reator foi concluído. Ele destina-se a absorver a radiação e conter o combustível remanescente. Considerado uma medida provisória e construído para durar de 20 a 30 anos, seu maior problema é a falta de estabilidade, pois, como foi construído às pressas, há risco de ferrugem nas vigas. • 1989 - o governo russo embargou a construção dos reatores 5 e 6 da usina. • 12 de dezembro de 2000 - depois de várias negociações internacionais, a usina de Chernobyl foi desativada.
  10. 10. Lado Histórico – Banco de Fotos Sarcófago construído em Junho de 1986. Em 2015, uma nova proteção deverá substituir o sarcófago existente. Vila abandonada nos arredores do acidente. Parque de diversões abandonado na cidade abandonada de Pripyat. A usina após o acidente.
  11. 11. Lado Histórico – Banco de Fotos Mapa mostrando o avanço da radiação após o acidente. Cidade fantasma de Pripyat com a usina nuclear de Chernobyl ao fundo. Localização da Usina.
  12. 12. Lado Anômalo – Anomalias Ambientais A Floresta Vermelha.
  13. 13. Lado Anômalo – Animais Um sapo diferente. Gazela com duas pernas não funcionais.
  14. 14. Lado Anômalo – Seres Humanos Os seres humanos que presenciariam a radiação sofreram inúmeras mutações genéticas, os que mais sofreram com tais foram as crianças e os bebês. Essas fotos tem efeito ilustrativo em relação aos efeitos reais do acidente.
  15. 15. Soviéticos versus Radiação • Liquidador é o nome que se deu a cada um dos aproximadamente 600.000 homens que se ocuparam em minimizar as consequências do desastre de 26 de abril de 1986 em Chernobyl. Foram bombeiros, militares, operários e voluntários que se encarregaram de apagar os incêndios e construir o sarcófago, estrutura desenhada para conter a radiação liberada durante o acidente nuclear de Chernobyl. Estas pessoas se arriscaram a construir o equipamento protetor que absorveu grande parte da radiação. • Muitos liquidadores sofreram diversos efeitos causados pela radioatividade, milhares morreram. Medalha soviética concedida aos liquidadores. Esta medalha custou a vida de milhares de homem.
  16. 16. Curiosidades • 1. O desastre de Chernobyl continua sendo o único incidente nível 7 na Escala Internacional de Eventos Nucleares (INES), tornando-se o maior desastre provocado pelo homem em toda a história. • 2. O desastre lançou pelo menos 100 vezes mais radiação do que as bombas atômicas lançadas sobre Hiroshima e Nagasaki. • 3. A chuva nuclear do desastre caiu até mesmo na Irlanda. • 4. Não é de se surpreender que o acidente custou a União Soviética centenas de bilhões de dólares. • 5. 800.000 homens arriscaram suas vidas para se expor à radiação a fim de conter a situação. 25.000 deles morreram e 70.000 estão inativos. • 6. 20% dessas mortes foram suicídios. • 7. O grupo ambientalista Greenpeace coloca o eventual número de mortos em 93 mil por câncer no mundo inteiro. • 8. Algumas pessoas voltaram para a área afetada com as suas famílias, a fim de tirar proveito do benefício de compensação do governo. • 9. Há planos de usar as áreas imediatamente em torno do reator para atividades como processamento de resíduos radioativos ou o desenvolvimento de reservas naturais. • 10. Mais de 5 milhões de pessoas vivem em áreas que são consideradas "contaminadas" com material radioativo do acidente.
  17. 17. Mais Curiosidades • 11. O acidente nuclear de Chernobyl é conhecido como o pior e mais grave acidente da história nuclear. • 12. A região tornou-se um dos santuários da vida selvagem mais exclusivos do mundo, com prósperas populações de lobos, veados, castores, águias e outros animais. • 13. Cada casa renovada em Chernobyl hoje tem uma inscrição sobre ela com o nome do antigo proprietário do imóvel. • 14. O vazamento de radiação fez com que uma floresta próxima ganhasse uma cor de gengibre brilhante. Assim, a floresta foi nomeada "Floresta Vermelha". • 15. Hoje, o impacto do sofrimento psíquico do acidente é o maior problema de saúde pública da região. • 16. Muitos médicos em toda a Europa Oriental e União Soviética aconselharam as mulheres grávidas a realizar abortos para evitar ter filhos com defeitos congênitos. • 17. Incrivelmente, a taxa global de mortes por câncer e outros efeitos sobre a saúde relacionados ao acidente de Chernobyl é menor do que inicialmente se temia. • 18. A Bielorrússia recebeu 70% da contaminação de Chernobyl. • 19. De acordo com o Nuclear Regulatory Comission (NRC), 28 dos trabalhadores de Chernobyl morreram nos quatro meses após o acidente. • 20. O Greenpeace espera até 60 mil casos de câncer de tireoide causados pelo incidente.
  18. 18. Mais Curiosidade Ainda • 21. Cerca de 97% do material radioativo permanece em um sarcófago em ruínas. • 22. Mais 9.000 mortes por câncer são esperadas pelo Fórum Chernobyl, liderado pela ONU. No entanto, este valor é controverso. • 23. 200 toneladas de materiais radioativos estão ainda dentro do reator. • 24. O último reator de Chernobyl foi fechado em 2000. • 25. Autoridades dizem que pode demorar até 100 mil anos antes que o local esteja completamente livre da radiação.
  19. 19. Atualmente • Chernobyl continua inabitável. • Levará cerca de 20 mil anos para Chernobyl possa ser reabitada. • Enquanto em Hiroshima, 900g de material radioativo foram usados, Chernobyl tivera cerca 7 toneladas.
  20. 20. Questões (Enem/2011) O acidente nuclear de Chernobyl revela brutalmente os limites dos poderes técnico-científicos da humanidade e as “marchas- à-ré” que a “natureza” nos pode reservar. É evidente que uma gestão mais coletiva se impõe para orientar as ciências e as técnicas em direção a finalidades mais humanas. GUATTARI, F. As três ecologias. São Paulo: Papirus, 1995 (adaptado) O texto trata do aparato técnico-científico e suas consequências para a humanidade, propondo que esse desenvolvimento A ) defina seus projetos a partir dos interesses coletivos. B) guie-se por interesses econômicos, prescritos pela lógica do mercado. C) priorize a evolução da tecnologia, se apropriando da natureza. D) promova a separação entre natureza e sociedade tecnológica. E) tenha gestão própria, com o objetivo de melhor apropriação da natureza.
  21. 21. Questões (ITA) 2009O acidente nuclear ocorrido em Chernobyl (Ucrânia), em abril de 1986, provocou a emissão radioativa predominantemente de Iodo-131 e Césio-137. Assinale a opção CORRETA que melhor apresenta os respectivos períodos de tempo para que a radioatividade provocada por esses dois elementos radioativos decaia para 1% dos seus respectivos valores iniciais. Considere o tempo de meia-vida do Iodo-131 igual a 8,1 dias e do Césio-137 igual a 30 anos. Dados: 1n 100 = 4,6; 1n 2 = 0,69. A) 45 dias e 189 anos. B) 54 dias e 201 anos. C) 61 dias e 235 anos. D) 68 dias e 274 anos. E) 74 dias e 296 anos.
  22. 22. Questões (UFABC) 2007 Adaptada Energia Nuclear Além da enorme quantidade de energia produzida no momento do acidente de Chernobyl, restaram materiais altamente radioativos produzidos por reações de. A) Fusão nuclear. B) Fissão nuclear. C) Combustão. D) Oxirredução E) Polimerização.
  23. 23. Questões • UFABC 2007 Energia Nuclear O poema refere-se à Rosa de Hiroxima como “radioativa, estúpida, inválida”, destacando os efeitos nocivos da radioatividade, um dos subprodutos da energia nuclear e que pode vazar para o ambiente através do lixo atômico ou por acidentes, como o que ocorreu na usina nuclear de Chernobyl, na Ucrânia. Entre as vantagens da energia nuclear, que compensam os perigos de possíveis acidentes, destacam-se: A) o fato de ser renovável, não causar grandes impactos ambientais, como as hidrelétricas, e não ser fonte de conflitos entre países, pois não é uma fonte finita. B) a presença, na geração de energia, tanto de capitais privados como estatais, pois as usinas nucleares são investimentos de baixo custo e retorno rápido. C) o combustível (urânio enriquecido) é relativamente barato, a geração de resíduos é pequena e não há geração de gases que intensificam o efeito estufa. D) a abundância do combustível (urânio) em todo o mundo, o baixo custo de implantação de usinas nucleares e a tecnologia acessível aos países pobres. E) o controle internacional sobre a geração de energia nuclear e a legislação ambiental rígida, que restringem a construção de usinas pelos países que não seguem as normas.
  24. 24. Referências Bibliográficas • Acidente nuclear de Chernobil – Wikipédia, a Enciclopédia Livre • 25 fatos assustadores que você não sabia sobre o Desastre de Chernobyl • Por que Hiroshima e Nagasaki são habitáveis e Chernobyl não? - BBC Brasil
  25. 25. Encontre o material de apoio! Recomendo o Aplicativo “QR Code Reader” para a leitura dos códigos, baixe na Google Play ou Apple Store.

×